Livro (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde julho de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Livro é um álbum de estúdio do cantor, músico e compositor baiano Caetano Veloso, lançado em 1997. Neste álbum, o próprio Caetano afirma haver contrapontos, divergências e semelhanças entre sua carreira e a de Chico Buarque, o título do álbum refere-se ao livro em que Caetano escreve enquanto produzia seu álbum. Entre os destaques do disco estão: "Não Enche" (homenagem a "Se Manda" de Jorge Ben Jor); "Pra Ninguém" (contraponto de "Paratodos" de Chico Buarque), "Você é Minha" e "Minha Voz, Minha Vida". O disco contém também uma versão narrada de um trecho do poema "O Navio Negreiro", de Castro Alves.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Os Passistas"
  2. "Livros"
  3. "Onde O Rio É Mais Baiano"
  4. "Manhatã"
  5. "Doideca"
  6. "Você É Minha"
  7. "Um Tom"
  8. "How Beautiful Could A Being Be"
  9. "O Navio Negreiro (excerto)"
  10. "Não Enche"
  11. "Minha Voz, Minha Vida"
  12. "Alexandre"
  13. "Na Baixa Do Sapateiro"
  14. "Pra Ninguém"
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Caetano Veloso é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.