O Homem Proibido

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura a telenovela da Rede Globo de 1967, também conhecida como Demian, o Justiceiro, veja O Homem Proibido (1967).
O Homem Proibido
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 50 minutos aproximadamente
Criador(es) Teixeira Filho[1]
Baseado em O Homem Proibido de Nelson Rodrigues
País de origem Brasil Brasil
Idioma original (Português)
Produção
Elenco Elizabeth Savalla
David Cardoso
Lídia Brondi
Leonardo Villar
Lílian Lemmertz
Edson Celulari
Ana Lúcia Torre
John Herbert
Stepan Nercessian
Monah Delacy
Castro Gonzaga
Cleyde Blota
Aracy Cardoso
Nelson Dantas
Milton Moraes (ver mais)
Tema de abertura "Queixa", Caetano Veloso[1]
"Queixa" (Instrumental), Caetano Veloso
Exibição
Emissora de televisão original Brasil Rede Globo[1]
Transmissão original 1 de março[1]21 de agosto de 1982[1]
N.º de episódios 146[1]

O Homem Proibido é uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 18 horas pela Rede Globo entre 1 de março e 21 de agosto de 1982, em 146 capítulos, substituindo Terras do Sem Fim e sendo substituída por Paraíso. Foi a 24ª "novela das seis" exibida pela emissora.

Escrita por Teixeira Filho, baseada em um romance de Nelson Rodrigues de mesmo nome e publicado no jornal Última Hora em 1951[1].

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Ambientada no Rio de Janeiro, a trama principal da novela acompanha as aventuras amorosas de quatro jovens: Sônia (Elizabeth Savalla), Joyce (Lídia Brondi), Paulo (David Cardoso) e Carlos (Edson Celulari). A mais nova das jovens, Joyce, foi criada pelos tios Dario Rodrigues (Leonardo Villar) e Flávia Rodrigues (Lilian Lemmertz), depois da morte da mãe e do desaparecimento do pai[1].

Dario e Flávia são pais de Sônia e criaram as duas meninas como irmãs[1]. Dario tem uma relação de carinho com a sobrinha, Joyce. Íntegro e boa-praça, trabalha como advogado no renomado escritório de advocacia que pertenceu a seu pai. Não dá muito valor ao dinheiro e defende sempre o lado mais fraco, o que o faz perder clientes. Ao contrário de Dario, Flávia é hostil à sobrinha, filha de sua irmã, Senhorinha, pois a menina lhe traz lembranças desagradáveis do passado. Orgulhosa da origem aristocrática, Flávia faz tudo para reconquistar os clientes que o marido perdeu ao longo dos anos e, por isso, frequenta todos os eventos sociais da cidade[1].

Joyce conta com a amizade e o companheirismo da prima Sônia, que tem um sentimento maternal por Joyce, além de ser alguns anos mais velha que ela. As duas são cúmplices e compartilham todos os momentos. Mas, com a chegada de Paulo, as duas passam a viver num triângulo amoroso cheio de expectativas e frustrações.

Paulo é um jovem simpático e muito gentil. Filho de Antônio (Castro Gonzaga) e Zulema Villani (Cleyde Blota), trabalha com seu tio Valdir (José Augusto Branco) em um hospital da cidade. "Por acaso", ele conhece as primas quando vai atender a uma emergência na casa delas. Fica mexido com as duas e não sabe por qual das primas ele sente um verdadeiro amor.

O outro jovem é Carlos. É um moço íntegro e muito corajoso, que estuda bastante para ingressar numa faculdade. Carlos é filho do motorista Getúlio (Milton Moraes) e da costureira Cláudia (Aracy Cardoso). Ele conhece Joyce e acaba se apaixonando por ela, mas esconde sua condição social da moça, com medo de não ser correspondido. Já Joyce não liga para Carlos, pois está cada vez mais interessada em Paulo e quer conquistá-lo a qualquer custo.

Outro núcleo da história é o do dr. Paschoal (Nelson Dantas). Ele é amigo de Valdir e dono do hospital onde ele trabalha. Paschoal é viúvo e vive cultivando a dor da perda de um filho que ele acredita ter morrido no parto. Apesar disso, ele tem outros dois filhos: Deolindo (Stepan Nercessian), que estuda medicina, mas que adora a música, e Maria Luíza (Alba Valéria), uma jovem que sonha ser cantora e que compõe músicas com o irmão. Os dois se animam quando conhecem Marina (Suzane Carvalho) e Rogério (Marcelo Picchi), que também sonham em seguir carreira musical.

Outra personagem importante é Olívia (Ana Lúcia Torre), uma dona de casa viúva e mãe da romântica Sílvia (Yaçanã Martins). Ela é irmã de Getúlio e vê sua vida mudar quando seu cunhado, o bicheiro Darcy (Nestor de Montemar), descobre que seu falecido marido lhe deixou uma fortuna em dinheiro. Olívia descobre também que a patroa de seu irmão, a esnobe Clotilde (Monah Delacy) está com essa herança. Clotilde mora em uma linda mansão e sustenta o ex-marido, Alberto Villani (John Herbert), irmão de Antônio. Alberto vive numa má situação financeira e se alia a Olívia para conseguir a herança. Os dois se apaixonam e precisam enfrentar a tirania da milionária, o que rende muito humor à novela.

No final da história, Paulo finalmente decide ficar com Sônia. Joyce, por sua vez, acaba cedendo às investidas de Carlos. As duas primas fazem as pazes e decidem se casar com seus respectivos noivos, juntas, numa mesma cerimônia, no último capítulo da novela[1].

Produção e curiosidades[editar | editar código-fonte]

Obras relacionadas[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator[2] Personagem[2]
David Cardoso Paulo Villani
Elizabeth Savala Sônia Rodrigues
Lídia Brondi Joice Rodrigues
Edson Celulari Carlos
Lílian Lemmertz Flávia Rodrigues
Leonardo Villar Dario Rodrigues
Ana Lúcia Torre Olívia
Milton Moraes Getúlio
Aracy Cardoso Cláudia
John Herbert Alberto Villani
Monah Delacy Clotilde
Nelson Dantas Dr. Paschoal
Cleyde Blota Zulema Villani
Castro Gonzaga Antônio Villani
Gilberto Martinho Jocemar
Maria Pompeu Amélia
José Augusto Branco Valdir
Narjara Turetta Arminda
Stepan Nercessian Deolindo (Déo)
Alba Valéria Maria Luíza
Marcelo Picchi Rogério
Yaçanã Martins Silvia
Suzane Carvalho Marina
Fábio Junqueira Amadeu
Sônia Regina Marília
Rômulo Arantes José
Vera Manhães Marinalva (Nalva)
Nestor de Montemar Darcy
Roberto Faissal Dr. Rocha Brito
Alzira Andrade Rachel

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

  • André Luiz - Reginaldo[2]
  • Cleston Teixeira - Sérgio (filho desaparecido de Paschoal)[2]
  • Cristiane Lins - Sônia (criança)[2]
  • Francinette Dias - Célia Moura[2]
  • Eliana Araújo - Suzana[2]
  • Gabriela Bicalho - Joyce (criança)[2]
  • Mira Palheta - Senhorinha (Mãe de Joyce)[2]
  • Orion Ximenes - Mário (pai de Joyce)[2]
  • Patrícia Parker - Mariana Moura[2]
  • Solange França - Madame Adier[2]
  • Valdir Rodrigues - Walter[2]
  • Vera Brito - Lídia[2]
  • Wagner Paz - Miguel Moura[2]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Nacional[editar | editar código-fonte]

  1. OusadiaCauby Peixoto
  2. A Paixão e a JuraRoberto Ribeiro
  3. Pedras e VidrosFábio Jr.[1]
  4. Pare de Me ArranharMárcio Proença
  5. Ah, Como Eu Amei!Benito Di Paula[1]
  6. QueixaCaetano Veloso[1]
  7. Folhas SecasElis Regina[1]
  8. Era Um DiaJessé
  9. Noite Sem LuarBeto Guedes
  10. O Amor NascerGuilherme Arantes
  11. Só Pra Soprar – Gilberto Santamaria
  12. Pitanga – Cleston Teixeira

Internacional[editar | editar código-fonte]

  1. Waiting For a Girl Like YouForeigner
  2. Rock Your World – Weeks and Co.
  3. One To OneCarole King
  4. Pac-Man FeverBuckner & Garcia
  5. Hit n' Run Lover – Carol Jiani
  6. Treat Yourself To My Love – Terri Gonzalez
  7. J:Sonsh Hundar – Jayson Lindh
  8. You're The One For Me – D. Train
  9. You Ought To Write Yourself a Love Song – Ann Louise Hanson
  10. Do It To Me – Vernon Burch
  11. ThingsChrystian
  12. Hot Blood – Jan and Tina Provenzano
  13. She Believes In Me – Robert Winters & Fall
  14. I Love Rock And RollJoan Jett & The Blackhearts

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o p q Globo, Memória. «O Homem Proibido (1982)». Consultado em 30 de dezembro de 2011. 
  2. a b c d e f g h i j k l m n o p Teledramaturgia, O Homem Proibido. «Ficha Técnica». Consultado em 20 de março de 2012.