Aracy Cardoso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Setembro de 2012). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Aracy Cardoso
Nome completo Aracy Cardoso Fróes
Nascimento 17 de junho de 1937
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Nacionalidade brasileira
Morte 26 de dezembro de 2017 (80 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Ocupação Atriz
Atividade 19522017
Cônjuge Ibanez Filho
IMDb: (inglês)

Aracy Cardoso Fróes (Rio de Janeiro, 17 de junho de 1937Rio de Janeiro, 26 de dezembro de 2017) foi uma atriz brasileira.

Participou de importantes novelas da TV Globo como Fogo Sobre Terra, À sombra dos Laranjais, Água Viva, Final Feliz, A Gata Comeu, Mandala e De Corpo e Alma. Sua última novela foi Sol Nascente em 2017, onde fez uma participação especial como Dona Laís.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Aracy Cardoso Fróes é filha de uma cantora de ópera, começou sua carreira no teatro passando depois para a televisão.

Sua primeira novela foi em 1965, na TV Excelsior de São Paulo. Na emissora paulista, interpretou papéis de mocinha em várias produções, com destaque para A Indomável, adaptação da peça A Megera Domada, de William Shakespeare, feita por Ivani Ribeiro. Na TV Excelsior, também atuou em Os Quatro Filhos, Sublime Amor e O Direito dos Filhos. Ainda nos anos 1960, participou da novela Anastácia, a Mulher sem Destino na Rede Globo e Ana, na Rede Record. No início dos anos 1970, participou de novelas da TV Tupi, como As Bruxas e A Revolta dos Anjos até sua volta para a Rede Globo em 1974 para um importante papel em Fogo Sobre Terra. A partir de então, participou de dezenas de trabalhos na emissora em papéis importantes como em, Vejo a Lua no Céu, Memórias de Amor e Água Viva.

Em 1977, viveu a heroína Madalena Caldas, protagonista da novela À Sombra dos Laranjais, de Benedito Ruy Barbosa.

Um de seus trabalhos mais memoráveis foi a empregada doméstica Zazá em A Gata Comeu, de Ivani Ribeiro, em 1985.

Teve também uma rápida passagem pela Rede Manchete no ano de 1990, mas voltou à TV Globo no ano seguinte, permanecendo na emissora até 2004. Em 2005, afastou-se temporariamente do trabalho após sofrer um infarto do miocárdio. Totalmente recuperada, em 2009 passou a integrar o cast da TV Record.

Discreta em relação à sua vida pessoal, Aracy Cardoso foi casada com o diretor e produtor Ibañez Filho, com quem teve duas filhas.

Em 2013, integrou o elenco do remake Dona Xepa na Rede Record onde deu vida a governanta Alda.

Após quatro anos afastada da televisão e 12 anos afastada da Rede Globo, a atriz fez uma participação especial em Sol Nascente, novela das seis de Walther Negrão, Suzana Pires e Júlio Fischer.

Morte[editar | editar código-fonte]

Aracy morreu em 26 de dezembro de 2017, no Rio de Janeiro, vítima de uma infecção pulmonar. Estava internada havia um mês no Hospital São Lucas, em Copacabana, Zona Sul do Rio, tratando de vários problemas de saúde, entre eles, o coração e problema nos rins. Deixa duas filhas: Bia e Patrícia. O corpo da atriz foi velado no memorial do Carmo, zona norte do Rio de Janeiro e cremado no mesmo local.[1][2]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Telenovelas e minisséries[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1957 A Canção de Bernadete Bernadette Soubirous
1965 A Indomável Catarina
Os Quatro Filhos Lia
1967 Anastácia, a Mulher sem Destino Blanche [3]
Sublime Amor
1968 Ana Margot
O Direito dos Filhos Lilian
1970 As Bruxas Sabrina
1972 A Revolta dos Anjos Gladys
Bel-Ami Ana[4]
1974 Fogo sobre Terra Lisa
1976 Vejo a Lua no Céu Filoca
1977 À Sombra dos Laranjais Madalena Caldas
Nina Dalva
1979 Memórias de Amor Ema
1980 Água Viva Vilma
1981 O Amor É Nosso Anita
1982 Caso Verdade (1 episódio)
Final Feliz Augusta
O Homem Proibido Cláudia
1985 A Gata Comeu Zazá
1986 Selva de Pedra Irene
1987 Mandala Flora
1990 A História de Ana Raio e Zé Trovão Primeira Dama Copélia d'oeste
Mãe de Santo
1991 O Portador Ruth
Salomé Leocádia
1992 De Corpo e Alma Celinha
1994 Incidente em Antares Natalina
1997 Zazá Neusa
1998 Pecado Capital Cibele
2003 A Casa das Sete Mulheres Donana
Agora É que São Elas Jandira
2004 Senhora do Destino Mãe de Leila (participação especial)
2009 Bela, a Feia Regina Brito
2013 Dona Xepa Dona Alda de Almeida Campos
2017 Sol Nascente Dona Laís da Silva (participação especial)

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
1953 Fatalidade
1955 Ana Retirante grávida [5] [6]
1956 Sai de Baixo [7]
1959 Depois do Carnaval Luíza[8]
1961 Teus Olhos Castanhos Ana Paula[9]
1997 O Homem Nu
2004 A Hora do Galo Lourdes
2006 Maria Anamaria Mariana Ana Maria[10]
2010 Nosso Lar Dona Amélia
2016 Walter do 402 Goreth [11]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho Resultado
2005 Festival de Cinema do Recife Melhor Atriz A Hora do Galo Venceu
Florianópolis Audiovisual Mercosul Melhor Atriz Venceu

Referências

  1. «Atriz Aracy Cardoso morre no Rio». G1 
  2. «Morre no Rio aos 80 anos a atriz Aracy Cardoso». O Estado de S. Paulo 
  3. «Anastácia, a Mulher sem Destino». Memória Globo. Consultado em 19 de abril de 2018. 
  4. «Bel-Ami». Teledramaturgia. Consultado em 26 de novembro de 2016. 
  5. Cinemateca Brasileira, Ana [em linha]
  6. Cinemateca Brasileira, Die Windrose (A Rosa dos Ventos) [em linha]
  7. «Sai de Baixo». Cinemateca Brasileira. Consultado em 25 de janeiro de 2017. 
  8. «Depois do Carnaval». Cinemateca Brasileira. Consultado em 25 de janeiro de 2017. 
  9. «Teus Olhos Castanhos». Cinemateca Brasileira. Consultado em 25 de janeiro de 2017. 
  10. «Maria Anamaria Mariana». Porta Curtas. Consultado em 25 de janeiro de 2017. 
  11. «Walter do 402». História do Cinema Brasileiro. Consultado em 24 de dezembro de 2017. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.