Onde Nascem os Fortes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Onde Nascem os Fortes
Informação geral
Formato Série
Gênero drama
Duração 49 minutos
Estado finalizada
Criador(es) George Moura
Sergio Goldenberg
País de origem  Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Luisa Lima
Walter Carvalho
Isabella Teixeira Fabiana Winits
Diretor(es) de criação José Luiz Villamarim
Narrador(es) Elba Ramalho (chamadas iniciais)
Dirceu Rabello
Elenco
Tema de abertura "Todo Homem", Zeca Veloso, Caetano Veloso e Moreno Veloso
Localização  Paraíba
 Pernambuco
Exibição
Emissora de televisão original Rede Globo
Formato de exibição HDTV (21:9)
Transmissão original 23 de abril16 de julho de 2018
N.º de episódios 53[2]

Onde Nascem os Fortes é uma série de televisão brasileira produzida e exibida pela Rede Globo entre 23 de abril e 16 de julho de 2018, em 53 capítulos.[1] Foi a oitava trama a ser exibida na faixa das 23 horas. Escrita por George Moura e Sergio Goldenberg, com colaboração de Flavio Araújo, Mariana Mesquita, Claudia Jouvin e Marta Goes, tem direção de Walter Carvalho e Isabella Teixeira, direção geral de Luisa Lima e direção artística de José Luiz Villamarim. Foi a segunda trama anunciada e exibida como "supersérie" — uma obra dramatúrgica similar às novelas, mas com formato de série na faixa das 23 horas do canal. O formato foi implantado com a exibição de Os Dias Eram Assim (2017).[3]

Contou com as participações de Alice Wegmann, Marco Pigossi, Patricia Pillar, Alexandre Nero, Fábio Assunção, Gabriel Leone, Débora Bloch e Irandhir Santos.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Os irmãos gêmeos Maria e Nonato decidem fazer uma trilha de bicicleta na cidade onde a mãe, Cássia, viveu na juventude e decidiu não mais voltar. Numa noite, Nonato tenta seduzir Joana, amante do empresário Pedro Gouveia, que enciumado lhe leva ao sertão para dar uma lição. Após isso, o rapaz some misteriosamente, ao mesmo tempo que Maria se envolve com Hermano, filho de Pedro. Com o auxílio do juiz Ramiro, que tem uma rivalidade velada com Pedro, Cássia retorna a Sertão em busca do filho desaparecido e da filha foragida após matar um homem que tentou violentá-la sexualmente.[4][5][6]

Exibição[editar | editar código-fonte]

Anunciada em janeiro de 2017, a trama estreou em 23 de abril de 2018 e apresentou o drama das personagens de Patricia Pillar e Alice Wegmann (mãe e filha, respectivamente) na busca pelo filho e irmão perdido, interpretado por Marco Pigossi, após um desentendimento com um empresário do sertão nordestino. Os acontecimentos que se desenrolam a partir daí, mostram que "onde o Estado não habita, o que vigora é a lei do mais forte", conforme diz o autor George Moura.[7][8] As primeiras chamadas da produção começaram a ser exibidas em 20 de março, durante a programação da emissora, com clipes individuais, em que cada personagem aparece sem falas e movimentos, apenas com expressões visuais, visando atrair a curiosidade do público.[9] A classificação indicativa requerida pela Globo junto à Justiça é de 16 anos.

Produção[editar | editar código-fonte]

Ambientada no sertão nordestino, as cenas externas foram gravadas no Cariri paraibano, nos municípios de São João do Cariri, Boa Vista, Soledade, Gurjão e Cabaceiras, onde foram feitas cenas no Lajedo de Pai Mateus, além de Recife (PE) e na Serra da Capivara, em Coronel José Dias no Piauí.[10][11][12] Entre cerca de 60 e 70% das cenas foram rodadas em ambientes externos.[13] [14]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Alice Wegmann Maria Ferreira da Silva
Patricia Pillar Cássia Ferreira da Silva
Gabriel Leone Hermano Gouveia
Alexandre Nero Pedro Gouveia
Fábio Assunção Dr. Carlos Ramiro Castro (Ramiro Curió)
Débora Bloch Rosinete Gouveia
Jesuíta Barbosa Carlos Ramiro Castro Jr (Ramirinho) / Shakira do Sertão
Carla Salle Valquíria
Enrique Díaz Plínio
Lee Taylor Simplício
Irandhir Santos Samir
Maeve Jinkings Joana
Lara Tremouroux Aurora Gouveia
José Dumont Sebastião (Tião das Cacimbas)[15]
Camila Márdila Aldina
Clarissa Pinheiro Gilvânia
Marcos de Andrade Agripino Gogó
Rodrigo García Jurandir
Igor Medeiros Fabrício
Ravel Andrade Clécio
Demick Lopes Mudinho
Antônio Fábio Orlando
Ênio Cavalcante Toinho
Erivaldo Oliveira Adenilson
Bruno Goya Orestes
Nanego Lira Adauto
Giordano Castro Macedo
Maycon Douglas Ariel
Mário Cabral Jonathan
Pedro Fasanaro Valdir
Pedro Wagner Damião
Quitéria Kelly Umbelina
Raquel Ferreira Ivonete
Arilson Lopes Clementino
Fernanda Marques Selma
Ilya São Paulo Vitório

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Marco Pigossi Nonato Ferreira da Silva
Titina Medeiros Bethânia
Mariana Molina Madalena
Zezita de Matos Rosa
Ana Hartmann Cássia (Jovem)
Andressa Zannon Angelines
Ellen Souza Cleidejane
Fátíma Patricio Albertina
Juliana Galdino Delegada Socorro
Lucas Torres Tenente Freitas
Priscilla Vilela Cinara
Sebastião Formiga Dr.Bulhosa
Malu Falangola Rosana[16]
Carlo Porto Cecilio[17]

Música[editar | editar código-fonte]

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

A nova supersérie da Rede Globo, que mistura vingança, perdão, ódio e histórias de amor, lança sua trilha sonora em CD. Com 15 faixas nacionais e internacionais, destacam-se clássicos como "Porque homem não chora", de Pablo, e "Your Song", de Elton John. A trama de drama e suspense conta com belas imagens e elenco de jovens e também consagrados atores, já conquistando muitos fãs e críticos pelo Brasil.[18][19]

  1. "Todo Homem" - Zeca Veloso, Caetano Veloso e Moreno Veloso (Participação de Tom Veloso)
  2. "Don't Explain" - Nina Simone
  3. "Dia Branco" - Geraldo Azevedo
  4. "Ave de Prata" - Elba Ramalho
  5. "Alguém Cantando" - Caetano Veloso
  6. "Jura Secreta" - Fagner
  7. "Iron Sky" - Paolo Nutini
  8. "Vapor Barato" - Gal Costa
  9. "Your Song" - Elton John
  10. "Venus In Furs" - Velvet Underground
  11. "Mal Necessário" - Jesuíta Barbosa
  12. "Corpo Fechado" Johnny Hooker & Gaby Amarantos
  13. "Porque Homem não Chora" - Pablo
  14. "Quando Bate Aquela Saudade" - Rubel
  15. "The Fade Out Lines" - The Evener & Phoebe Killdeer

Outras canções[editar | editar código-fonte]

As seguintes canções fazem parte da trilha sonora da supersérie, mas ficaram fora do CD.

  1. "50 Reais" - Naiara Azevedo
  2. "Asa Branca" - Caetano Veloso
  3. "Canção Agalopada" - Zé Ramalho
  4. "Canto do Povo de Um Lugar" - Caetano Veloso
  5. "Como 2 e 2" - Gal Costa
  6. "Dois Animais na Selva Suja na Rua" - Nação Zumbi
  7. "Eu Te Amo Meu Amor" - Frankito Lopes
  8. "Frevo Mulher" - Amelinha
  9. "Jabitacá" - Gal Costa
  10. "Jardim das Acácias" - Zé Ramalho
  11. "Loca" - Alice Caymmi
  12. "Não Sou Tua" - Banda Xeiro Verde
  13. "Negro Amor" - Gal Costa
  14. "Os Povos" - Milton Nascimento
  15. "Soluços" - Jards Macalé
  16. "Sua Estupidez" - Gal Costa
  17. "Xote das Meninas"
  18. "Back To Black" - Jesuton
  19. "Small" - Portishead
  20. "Son of a Preacher Man" - Dusty Springfield
  21. "Talk Show Host" - Enri Cooper Gay
  22. "Waves" - Ibeyi

Recepção[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado Ref.
2018
Melhores do Ano
Melhor Ator de Série, Minissérie ou Seriado
Alexandre Nero Venceu [20]
Melhor Atriz de Série, Minissérie ou Seriado
Alice Wegmann
Indicada
Patrícia Pillar
Venceu
Troféu APCA
Melhor Ator
Jesuíta Barbosa
Indicado [21]
[22]
Fábio Assunção
Venceu
Melhor Atriz
Alice Wegmann
Indicado
Patrícia Pillar
Indicado
Melhor Diretor
José Luiz Vilamarim
Indicado
Melhor Dramaturgia
Venceu

Audiência[editar | editar código-fonte]

Em seu primeiro capítulo exibido na segunda, 23 de abril, a trama registrou média de 26 pontos em São Paulo e 27 pontos no Rio de Janeiro, sendo essa a melhor estreia desde Liberdade, Liberdade.[23]

No seu segundo capítulo, 24 de abril, a supersérie registrou 15 pontos. O motivo da queda é a exibição mais tarde, às terças, quintas e sextas-feiras. [24]

Bateu recorde no dia 30 de abril, registrando 27,9 (28) pontos em São Paulo e 31 pontos no Rio de Janeiro.[25]

Seu último capítulo exibido em 16 de julho registrou 30 pontos de média. Teve média geral de 18,5 pontos, menor índice desde O Rebu.[26]

Referências

  1. a b c «Onde Nascem os Fortes». Teledramaturgia. Consultado em 19 de julho de 2018. Arquivado do original em 19 de julho de 2018 
  2. Flávio Ricco (17 de fevereiro de 2018). «Globo descarta novela açucarada em sua próxima das 11». UOL TV e Famosos. Consultado em 27 de maio de 2018 
  3. Nilson Xavier (17 de abril de 2017). «Por que a Globo está anunciando "Os Dias Eram Assim" como uma SUPERSÉRIE?». UOL. Consultado em 17 de abril de 2017 
  4. Gabriel Vaquer (23 de abril de 2018). «Conheça a história de Onde Nascem os Fortes, nova supersérie da Globo». Observatório da Televisão. Consultado em 27 de maio de 2018 
  5. Márcia Pereira (19 de abril de 2018). «Sertão nordestino com sexo e violência eleva a temperatura da faixa das onze». UOL. Notícias da TV. Consultado em 27 de maio de 2018 
  6. Gisele Alquas (20 de abril de 2018). «Sexo, tortura, corrupção: cangaço moderno move trama de nova série da Globo». UOL TV e Famosos. Consultado em 27 de maio de 2018 
  7. Patrícia Kogut (5 de janeiro de 2017). «Por causa do 'BBB', Tiago Leifert se muda para o Rio». O Globo. Consultado em 27 de maio de 2018. Veja o subtítulo Drama brasileiro. 
  8. Zean Bravo (23 de abril de 2018). «Saiba tudo sobre a supersérie 'Onde nascem os fortes', gravada no sertão». O Globo. Revista da TV. Consultado em 27 de maio de 2018 
  9. Redação (20 de março de 2018). «Globo inicia divulgação de "Onde Nascem os Fortes" com campanha silenciosa». UOL. NaTelinha. Consultado em 27 de maio de 2018 
  10. Regiane Jesus (23 de abril de 2018). «'Onde nascem os fortes' é gravada num paraíso que fica no sertão da Paraíba». Extra. Consultado em 27 de maio de 2018 
  11. Gustavo Fioratti (8 de dezembro de 2017). «Série para TV vasculha estética contemporânea do sertão». Folha de S.Paulo. Ilustrada. Consultado em 27 de maio de 2018 
  12. Robson Gomes (22 de dezembro de 2017). «Recife recebe gravações da supersérie da Globo 'Onde Nascem os Fortes'». Jornal do Commercio. Consultado em 27 de maio de 2018 
  13. GaúchaZH (23 de abril de 2018). «Alexandre Nero e Fábio Assunção estrelam "Onde Nascem os Fortes"». Diário Gaúcho. Consultado em 27 de maio de 2018 
  14. Flávio Ricco (18 de fevereiro de 2018). «Críticas a Marquezine não afetam audiência de "Deus Salve o Rei"». UOL TV e Famosos. Consultado em 27 de maio de 2018. Veja o subtítulo Organização. 
  15. Redação (16 de julho de 2018). «José Dumont integra o elenco da supersérie "Onde Nascem Os Fortes"». Notícias de TV. Consultado em 31 de março de 2018 
  16. Flávio Ricco (17 de maio de 2018). «Está cada dia mais aquecido mercado dos direitos esportivos». UOL. Consultado em 17 de maio de 2018 
  17. Redação (7 de junho de 2018). «Carlo Porto e Malu Falangola reforçam o elenco da supersérie "Onde Nascem os Fortes"». Notícias de TV. Consultado em 7 de junho de 2018 
  18. Redação (23 de abril de 2018). «Trilha sonora de 'Onde Nascem os Fortes' tem Gal Costa, Johnny Hooker e mais; confira!». Gshow. Consultado em 25 de abril de 2018 
  19. «Onde Nascem os Fortes - CD». www.somlivre.com. Consultado em 18 de maio de 2018 
  20. «'Troféu Domingão - Melhores do Ano 2018': confira a lista oficial dos indicados ao prêmio». Gshow. 1 de novembro de 2018. Consultado em 1 de novembro de 2018 
  21. «Séries ultrapassam novelas e lideram indicações da APCA aos melhores da TV». UOL. 30 de novembro de 2018. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  22. «Amor e Sexo, Adnet, Fabio Assunção: veja os melhores do ano na TV pela APCA». UOL. 11 de dezembro de 2018. Consultado em 12 de dezembro de 2018 
  23. Kogut, Patrícia. «'Onde Nascem os Fortes' estreia com 26 pontos em São Paulo e 27 no Rio - Patrícia Kogut, O Globo». O Globo. Consultado em 25 de abril de 2018 
  24. «Exibida mais tarde, Onde Nascem os Fortes tem público de humorístico». O Planeta TV. Consultado em 25 de abril de 2018 
  25. Kogut, Patrícia. «'Onde nascem os fortes' registra recorde no Rio e em São Paulo - Patrícia Kogut, O Globo». O Globo. Consultado em 2 de maio de 2018 
  26. «Onde Nascem os Fortes termina como novela das onze menos vista em 4 anos». Notícias da TV. Consultado em 17 de julho de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]