Maeve Jinkings

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Maeve Jinkings
Nascimento 4 de agosto de 1976 (43 anos)
Brasília, DF
Nacionalidade brasileira
Ocupação atriz
Atividade 2001-presente
Outros prêmios
2014: Festival de Brasília, Prêmio de Melhor Atriz de Curta no 47º por Estátua!
Indicações
2012: Festival de Gramado, Indicada ao prêmio de Melhor de Atriz por O Som ao Redor

Maeve Jinkings (Brasília, 4 de agosto de 1976) é uma atriz brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Maeve Jinkings nasceu em Brasília, Distrito Federal no dia 4 de agosto de 1976. Seu sobrenome provém da ascendência inglesa do seu avô materno.[1]

Ainda durante o período de estudos teve sua primeira experiência como atriz coadjuvante em cinema no longa metragem Falsa Loura de Carlos Reichembach. Apesar da estreia nas telas, foi um período essencialmente dedicado ao teatro, o que lhe serviu de base para desenvolver ferramentas essenciais ao trabalho do ator. Em 2009, Maeve foi convidada a filmar um curta metragem em Recife, sendo este o primeiro de uma série de trabalhos no estado, hoje um dos mais importantes centros de produção de cinema independente brasileiro. Sua parceria com a produção de cinema pernambucano resultou até hoje em mais de dez longas.

Nesse estado, filmou em 2010 o longa-metragem O Som ao Redor de Kleber Mendonça Filho, estreando no Festival Internacional de Cinema de Rotterdam 2012 e passando posteriormente por mais de 90 festivais em todo o mundo. O filme foi incluído na lista dos 10 melhores filmes do ano por A. O. Scott, do jornal The New York Times, enquanto a publicação Film Comment o agraciou com o 20º lugar na lista dos melhores do ano. O filme foi ainda escolhido como a indicação brasileira na competição de Oscar de melhor filme estrangeiro da edição de 2014. Por sua atuação no longa de Kleber Mendonça Filho, Maeve foi indicada ao prêmio de melhor atriz nos maiores festivais brasileiros.

Em agosto de 2012, Maeve Jinkings protagonizou o longa metragem Amor Plástico e Barulho de Renata Pinheiro atuando como uma cantora de brega decadente. Por este filme Maeve recebeu diversos prêmios de melhor intérprete, entre eles o de Melhor Atriz no 46o Festival de Brasília, assim como o premio de Melhor Atriz no BRAFFT 2014, Festival Brasileiro de Cinema em Toronto.

Maeve teve seu primeiro convite para atuar na função de preparadora de elenco no curta metragem Sem Coração, sob co-direção de Tião e Nara Oliveira. O filme estreou na prestigiada Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes onde recebeu o Troféu Illy de Melhor Curta. Mais tarde Maeve Jinkings voltaria a atuar como preparadora de elenco no longa metragem Big Jato do diretor Cláudio Assis.

Em 2013, protagonizou o curta metragem Estátua! de Gabriela Amaral Almeida. A produção paulistana entregou o segundo Candango de sua carreira, desta vez como Melhor Atriz de Curta no 47º Festival de Brasília e também Melhor Atriz no Curta Cinema Rio de Janeiro 2014. Em 2014, atuou no longa-metragem Boi Neon de Gabriel Mascaro, interpretando uma caminhoneira de vaquejadas.[2] Em junho de 2014, Jinkings repetiu sua parceria artística com Renata Pinheiro e Sergio Pinheiro, protagonizando o longa metragem Açúcar, cuja estreia no circuito de festivais é prevista para o segundo semestre de 2016.

Sua estreia em teledramaturgia ocorreu em 2015, quando viveu a personagem Domingas em A Regra do Jogo, de João Emanuel Carneiro, sob direção de Amora Mautner. O drama da personagem comoveu o país e se tornou um sucesso de popularidade, ampliando a comunicação da atriz com o grande público.[3] Ainda em 2015, Jinkings atuou em Aquarius, aguardado longa metragem dirigido por Kleber Mendonça Filho e protagonizado por Sônia Braga. O filme foi selecionado para estrear mundialmente em competição no Festival de Cannes, e tem sua estreia brasileira prevista para setembro de 2016.[4]

Em seguida, grava os longa Mato Seco em Chamas de Adirley Queiroz, Coiote de Sérgio Borges.[5] Em 2017, grava o curta-metragem Terra Treme de Walter Salles.[6] Também faz participações especiais na série do Canal Brasil, Lama dos Dias e de Cidade Proibida da Globo com estréia para 2018.[7]

Em 2018, a atriz foi homenageada pelo festival de curtas-metragens 18ª Goiânia Mostra Curtas, que teve como tema "Gênero e Invenção: tornar-se mulher no cinema de curta-metragem contemporâneo” por sua contribuição ao cinema brasileiro.[8]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Maeve Jinkings nasceu em Brasília, filha de um comerciante e de uma fotojornalista. Aos cinco anos de idade mudou-se com a mãe para Belém do Pará, onde cresceu e se formou em Comunicação Social. Depois seguiu para São Paulo a fim de estudar artes dramáticas no CPT (Centro de Pesquisa Teatral) do prestigiado diretor Antunes Filho. Também foi aprovada na EAD-Escola de Artes Dramáticas da Universidade de São Paulo, uma das mais importantes escolas de formação de atores do Brasil.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
2015 A Regra do Jogo Domingas Moraes
2017 Cidade Proibida Madame Episódio: "3"
2018 Onde Nascem os Fortes Joana Paranhos
2019 A Dona do Pedaço Zenaide Ramirez[9] Episódios: "20–22 de maio

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Nota
2007 Falsa Loura Ligia
2013 Boa Sorte Meu Amor Juliana
Era Uma Vez Eu, Verônica Paciente
O Som ao Redor Bia
2015 Amor, Plástico e Barulho Jaqueline
Boi Neon Galega
2016 Aquarius Ana Paula
2017 Açúcar Bethânia
Coiote Esposa de André
Mato Seco em Chamas
Curta-metragem
Ano Título Personagem
2001 Dias Dublê de Patrícia
2011 Passageira S8º
2014 Estátua! Isabel
Loja de Répteis Cláudia
2017 Terra Treme
Vaca Profana Ana Maria [10]
2018 Guaxuma
Atividade técnica
Ano Título Cargo Nota
2014 Sem Coração Preparadora de elenco curta-metragem
2015 Big Jato Preparadora de elenco juvenil longa-metragem

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Direção
2003 Miranda Vladimir Capella
2003 Dentes Guardados Mário Bortolotto
2003 A Frente Fria Que a Chuva Traz Mário Bortolotto
2005 Ricardo III Celso Frateschi
2005 As Bruxas de Salém Bete Dorgan
2006 A Vida Como Ela É Luiz Arthur Nunes
2006 Desde Que o Samba É Samba Isabel Setti
2007 Peso Tica Lemos
2008 Ato Sem Palavras Cristiane Paoli Quito
2009 Todos Os Que Caem Cristiane Paoli Quito

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho Resultado
2012 Festival do Rio Melhor Atriz O Som ao Redor Indicado
2012 Festival de Gramado Melhor Atriz Indicado
2013 46º Festival de Brasilia do Cinema Brasileiro Melhor Atriz Amor, Plástico e Barulho Venceu
2013 8º Festival Aruanda do Audiovisual Brasileiro Melhor Atriz Venceu
2013 VI Janela Internacional de Cinema do Recife Menção Honrosa Venceu
2014 Brazilian Film Festival of Toronto Melhor Atriz Venceu
2014 Festival de Brasilia do Cinema Brasileiro Melhor Atriz de Curta Estátua! Venceu
2014 Festival Internacional de Curtas do Rio Melhor Atriz Venceu
2015 Festival do Rio Melhor Atriz Boi Neon Indicado
2016 Prêmio Quem de Cinema[11] Melhor Atriz Indicado
2017 Festival Sesc Melhores Filmes[12] Melhor Atriz Venceu
2017 Grande Prêmio do Cinema Brasileiro[13] Melhor Atriz Coadjuvante Indicado
2017 Melhor Atriz Coadjuvante Aquarius Indicado

Referências

  1. http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/suplementos/arrecifes/noticia/2013/10/28/maeve-jinkings-declara-sua-paixao-pelo-recife-103084.php
  2. «Boi Neon : Elenco, atores, equipe técnica, produção». AdoroCinema. Consultado em 12 de janeiro de 2015 
  3. Gshow (6 de julho de 2015). «A Regra do Jogo: conheça os atores da próxima novela das 9». TV - Gshow. Consultado em 11 de julho de 2015 
  4. Cavani, Júlio (17 de maio de 2016). «Primeiro filme pernambucano indicado à Palma de Ouro, Aquarius estreia nesta terça em Cannes». Diário de Pernambuco. Consultado em 30 de outubro de 2016 
  5. «The Companies of Cinema do Brasil». Cinema do Brasil. Consultado em 19 de julho de 2017. Arquivado do original em 16 de maio de 2017 
  6. «Pé na lama O diretor Walter Salles e a atriz Maeve Jinkings se juntaram no curta "Terra Treme", sobre o desastre de Mariana». Uol. Consultado em 19 de julho de 2017 
  7. «Giovanna Antonelli e Maeve Jinkings gravam participação em um episódio cada de 'Cidade Proibida'». Jornal Cruzeiro. Consultado em 19 de julho de 2017 
  8. Homenageadas
  9. Patrícia Kogut (1 de fevereiro de 2019). «Maeve Jinkings será irmã de Juliana Paes em 'Dias Felizes'». O Globo. Consultado em 1 de fevereiro de 2019 
  10. «Vaca Profana». Porta Curtas. Consultado em 26 de maio de 2019 
  11. «Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2017 anuncia indicados; veja a lista». Quem. 13 de julho de 2017. Consultado em 15 de Julho de 2017 
  12. «Juliano Cazarré e Maeve Jinkings receberam prêmio em Festival Sesc». Ofuxico. 13 de julho de 2017. Consultado em 15 de Julho de 2017 
  13. «Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2017 anuncia indicados; veja a lista». G1. 13 de julho de 2017. Consultado em 15 de Julho de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]