WWE Championship

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de WWE World Championship)
Ir para: navegação, pesquisa
WWE Championship
WWE World Heavyweight Championship.png
Atual versão do título.
Detalhes
Atual campeão Jinder Mahal
Conquista 21 de maio de 2017
Promoção WWE
Programa SmackDown
Criação 29 de abril de 1963
Outros nomes
  • WWWF World Heavyweight Championship
    (1963–1971)
  • WWWF Heavyweight Championship
    (1971–1979)
  • WWF Heavyweight Championship
    (1979–1983)
  • WWF World Heavyweight Championship
    (1983–1998)
  • WWF Championship
    (1998–2001)
  • Undisputed WWF Championship
    (2001–2002)
  • Undisputed WWE Championship
    (2002)
  • WWE Championship
    (2002–2013, 2016–presente)
  • WWE World Heavyweight Championship
    (2013–2016)
  • WWE World Championship
    (2016)

O WWE Championship[2] (em português Campeonato da WWE) é um título mundial criado e disputado na promoção americana de luta livre profissional WWE, mais precisamente no programa SmackDown. É um dos dois títulos mundiais da empresa, juntamente com o Universal Championship, que é disputado no Raw.

O título foi criado pela então World Wide Wrestling Federation (WWWF) em 25 de abril de 1963 como o WWWF World Heavyweight Championship, depois da empresa se separar da National Wrestling Alliance (NWA). O primeiro campeão foi Buddy Rogers. Desde então, passou por várias mudanças de nome e unificações. É o cinturão mais antigo ainda em disputa na WWE, sendo apresentado como o título de mais prestigio na empresa, com várias lutas por ele sendo realizadas nos eventos principais de pay-per-views – incluindo o WrestleMania.[3]

De 1963 até 2001, era promovido como o único título primário da WWE. Depois da World Championship Wrestling (WCW) ser comprada pela empresa no começo de 2001, o WCW Championship se tornou no segundo título primário da companhia. No final daquele ano, ambos os títulos foram unificados no Undisputed WWF Championship. Depois da implementação da extensão de marcas em 2002, o título se tornou exclusivo do SmackDown, com o World Heavyweight Championship sendo criado para o Raw. Quando a ECW se tornou na terceira divisão da WWE em 2006, o ECW World Heavyweight Championship foi introduzido como um terceiro título mundial. Ao longo da primeira extensão de marcas, o WWE Championship foi disputado nos três programas. Com a descontinuação desse sistema em 2010, em 2013 o World Heavyweight Championship foi unificado ao WWE Championship, criando o WWE World Heavyweight Championship, ficando como o único título solo da empresa, até o retorno da extensão de marcas em 2016.

Os campeões da WWE são determinados com a realização de combates de luta profissional, em que os vencedores de cada combate são predeterminados por um roteiro.[4] Até o presente mês de julho de 2017, um total de 50 lutadores, distribuídos em 132 reinados distintos, já conquistaram o WWE Championship. O primeiro campeão foi Buddy Rogers e o atual é Jinder Mahal, que está em seu primeiro reinado.

História[editar | editar código-fonte]

Origem[editar | editar código-fonte]

Bruno Sammartino teve o maior reinado da história do WWE Championship, ficando com ele por 2.803 dias (mais de sete anos).

O WWE Championship foi criado em 1963, com Buddy Rogers se tornando o primeiro campeão. No entanto, sua origem é atribuída à eventos que começaram na National Wrestling Alliance (NWA), uma promoção com diversas subsidiárias. Na década de 1950, a Capitol Wrestling Corporation (CWC) era uma das subsidiárias da NWA e, em 1963, executivos da CWC passaram a controlar a NWA. Nessa época, Buddy Rogers era campeão mundial dos pesos-pesados da NWA, o campeão geral da companhia, até 24 de janeiro, quando Lou Thesz derrotou Rogers pelo título. Alegando que o título só poderia ser disputado em uma tradicional luta de duas quedas, a promoção contestou a mudança de título, e assim separou-se da NWA, tornando-se na World Wide Wrestling Federation (WWWF). O WWWF World Heavyweight Championship foi então estabelecido e atribuído a Buddy Rogers com a explicação de que ele ganhou um torneio fictício no Rio de Janeiro, supostamente derrotando Antonino Rocca na final.[5] Depois de vários anos, a WWWF afilou-se novamente com a NWA, e o "World" foi retirado do nome do campeonato. Em 1979, a WWWF foi renomeada para World Wrestling Federation (WWF), e, em seguida, após o término definitivo de sua afiliação com a NWA em 1983, o título ficou conhecido como o WWF World Heavyweight Championship. Embora o nome completo apareceu nos cinturões até 1998, o nome foi abreviado frequentemente para WWF Championship, que se tornou no nome oficial em 1998.

Monday Night Wars e unificação com o WCW Championship[editar | editar código-fonte]

Triple H logo depois de vencer o Undisputed Championship no WrestleMania X8.

Em 1991, a World Championship Wrestling (WCW), outra subsidiária da NWA, criou o WCW World Heavyweight Championship para substituir título mundial da NWA. Em 1993, a empresa separou-se da NWA e cresceu até se tornar uma rival da WWF. Ambas as organizações passaram a competir por audiência, em um período de tempo conhecido como Monday Night Wars. Perto do fim deste período, a WCW teve um declínio financeiro, que culminou em março de 2001, com a WWF comprando a WCW.[6] Como resultado da aquisição, a WWF adquiriu, entre outros ativos, os campeonatos da WCW. Assim, havia dois títulos mundiais na WWF: WWF Championship original e o WCW Championship, que acabou sendo renomeado como "World Championship".[7][8]

Em dezembro de 2001, os dois campeonatos foram unificadas no Vengeance. No evento, Stone Cold Steve Austin derrotou Kurt Angle para manter o WWF Championship, enquanto Chris Jericho venceu The Rock pelo World Championship. Depois disso, Jericho derrotou Austin, unificando ambos os títulos, tornando-se o primeiro campeão incontestável da WWF; o Undisputed Championship manteve a linhagem do WWF Championship e o World Championship foi aposentado.[9] Posteriormente, os cinturões dos dois títulos foram usados em conjunto para representar o Undisputed Championship.[10][11][12] Jericho manteve o campeonato por quatro meses até que ele o perdeu no WrestleMania X8 para Triple H, que logo depois apresentou um único cinturão.[13]

Primeira extensão de marcas[editar | editar código-fonte]

John Cena tem o maior número de reinados: doze. Na foto, ele está com o "Spinner Belt", que representou o título de 2005 até 2013.

O Undisputed WWE Championship continuou até a extensão de marcas, quando os lutadores foram separados nos dois programas principais da WWE: Raw e SmackDown, com cada show tendo seu próprio plantel e campeonatos.[14] O titular do Undisputed Championship era o único lutador masculino com permissão para aparecer em ambos os programas.

Em maio de 2002, a WWF foi renomeada para a World Wrestling Entertainment (WWE) e os campeonatos foram renomeados em conformidade. No início, o título permaneceu não afiliado com qualquer divisão, com lutadores de ambos os programas podendo desafiar o campeão. Após a nomeação de Eric Bischoff e Stephanie McMahon como gerentes gerais do Raw e SmackDown, respectivamente, Stephanie McMahon convenceu o então campeão indiscutível Brock Lesnar a se tornar exclusivo do SmackDown, deixando o Raw sem um título mundial.[15][16] Em resposta, em 2 de setembro daquele ano Bischoff contestou o estatuto de Lesnar como campeão, afirmando que já que ele estava se recusando a defender seu título contra Triple H, este foi premiado com o recém-criado World Heavyweight Championship. Imediatamente depois, o campeonato de Lesnar deixou de usar o "Undisputed" no nome e tornou-se conhecido como WWE Championship.[17]

Ao longo da primeira extensão de marcas, o WWE Championship foi o título mundial do SmackDown duas vezes e do Raw três vezes. Em apenas dois casos o título trocou de programas por conta do Draft anual. Em junho de 2006, a WWE estabeleceu a ECW como uma terceira marca, com ex-lutadores da Extreme Championship Wrestling, além de lutadores mais novos Quando Rob Van Dam (lutador da ECW) ganhou o WWE Championship no ECW One Night Stand em 11 de junho de 2006, o campeonato tornou-se no título mundial da ECW; o ECW World Heavyweight Championship foi posteriormente reativado para este programa devido a vitória de Van Dam. Este último ficou com os títulos até que ele perdeu o WWE Championship para Edge (do Raw) no mês seguinte. A marca ECW foi dissolvida em 2010, posteriormente desativando o ECW Championship. A primeira extensão de marcas terminou em agosto de 2011.

Mais cedo naquele ano, uma história envolveu CM Punk prometendo deixar a empresa com o WWE Championship quando seu contrato expirasse em 17 de Julho de 2011, a data do pay-per-view Money in the Bank. No evento, Punk conseguiu derrotar o então campeão John Cena para ganhar o título, e deixou a empresa com o cinturão.[18] Posteriormente, um torneio foi realizado para coroar um novo campeão, e Rey Mysterio saiu vitorioso depois de derrotar The Miz na final.[19] Entretanto, mais tarde naquele mesmo dia, Mysterio perdeu o título de volta para Cena. Punk então retornou à WWE com o seu próprio cinturão, contestando a reivindicação de Cena pelo título.[20] Os dois campeões da WWE lutaram no SummerSlam, onde Punk derrotou Cena para solidificar sua reivindicação sobre o título.[21]

Reunificação e segunda extensão de marcas[editar | editar código-fonte]

Daniel Bryan como campeão mundial dos pesos-pesados da WWE. Na foto, Bryan está com o WWE Championship de 2013 nos ombros e o World Heavyweight Championship na cintura. O título foi representado pelos dois cinturões até agosto de 2014.

Após o fim da primeira extensão da marcas em agosto de 2011, tanto o WWE Championship e o World Heavyweight Championship podiam aparecer em ambos os programas. Durante o Survivor Series de 2013, o então detentor do World Heavyweight Championship John Cena fez um desafio para o então campeão da WWE Randy Orton para determinar um campeão mundial indiscutível da WWE. Orton derrotou Cena em uma luta Tables, Ladders, and Chairs no evento homônimo em 15 de dezembro de 2013 para unificar os títulos. Posteriormente, o campeonato unificado foi renomeado para WWE World Heavyweight Championship e manteve a linhagem do WWE Championship; o World Heavyweight Championship foi aposentado.[22] Orton e os campeões subsequentes usaram os dois cinturões até que um único cinturão foi entregue ao campeão Brock Lesnar em agosto de 2014.[23]

Após Dean Ambrose tornar-se campeão em junho de 2016, o nome do título foi revertido para WWE Championship.[24][25][26] Com o retorno da extensão e marcas e a realização do Draft, Ambrose foi transferido para o SmackDown, levando consigo o WWE Championship.[27] No Raw de 25 de julho, para suprir a falta de um título mundial para o programa, o WWE Universal Championship foi criado; Finn Bálor se tornou o campeão inaugural no SummerSlam.[28] Após o lançamento do título Universal, o Campeonato da WWE foi renomeado para WWE World Championship,[29][30] até dezembro de 2016, quando voltou a ser chamado WWE Championship.[31]

Designação de programa[editar | editar código-fonte]

Na sequência dos acontecimentos da primeira extensão da marcas da WWE, um Draft foi criado em 2002, com Ric Flair e Vince McMahon representando o Rawe SmackDown, respectivamente. Nos anos seguintes os programas foram representados por seus respectivos gerentes gerais. A cada ano, eles participavam de um sorteio em que alguns funcionários da WWE eram atribuídos a uma marca. A ECW tornou-se uma terceira divisão entre 2006 e 2010.[32] Em 29 de agosto de 2011, a WWE terminou a extensão de marcas e os lutadores estavam livres para aparecer em qualquer programa.

Em 25 de maio de 2016, a WWE anunciou que SmackDown seria exibido na terça-feira noites e seria transmitido ao vivo a partir de 19 de julho, e também teria seu próprio plantel, reintroduzindo assim a extensão de marcas. O Draft aconteceu no dia da estreia ao vivo do SmackDown.[33]

O que se segue é uma lista de datas que indicam as transições do WWE Championship entre o Raw, SmackDown e ECW.

Cores

Título transferido para o Raw.

Título transferido para o SmackDown.

Título transferido para a ECW.
Rob Van Dam levou o WWE Championship para a ECW depois de conquistar o título no One Night Stand.
Data da transição Notas
2 de setembro de 2002 O campeão indiscutível da WWE Brock Lesnar assinou com o SmackDown e o título se tornou exclusivo do programa.
O título foi renomeado para WWE Championship e o World Heavyweight Championship foi criado para o Raw.[34]
6 de junho de 2005 Durante o Draft Lottery de 2005, o campeão mundial dos pesos-pesados Batista foi transferido para o SmackDown enquanto o campeão da WWE John Cena foi transferido para o Raw.[35]
11 de junho de 2006 Depois da WWE reviver a Extreme Championship Wrestling (ECW) como uma terceira divisão, Rob Van Dam foi escolhido pelo representante da ECW Paul Heyman para se juntar ao programa. No ECW One Night Stand, Van Dam descontou seu contrato do Money in the Bank pelo WWE Championship e trouxe o título para a ECW. O ECW World Heavyweight Championship foi posteriormente reativado para a ECW.[36]
3 de julho de 2006 Edge venceu o WWE Championship, trazendo o título de volta ao Raw.[37]
23 de junho de 2008 O campeão da WWE Triple H foi transferido para o SmackDown durante o Draft.[37]
13 de abril de 2009 O campeão da WWE Triple H trouxe o título de volta ao Raw depois de ser transferido durante o Draft.[38]
O campeonato permaneceu exclusivo do Raw até o fim da primeira extensão da marcas.
O ECW Championship, junto com a divisão, foi desativado em 2010.
29 de agosto de 2011 Fim da primeira extensão da marcas.
Todos os campeões podiam aparecer tanto no Raw como no SmackDown.
O WWE Championship e o World Heavyweight Championship foram unificados em dezembro de 2013, posteriormente aposentando o World Heavyweight Championship.
19 de julho de 2016 Reintrodução da extensão de marcas.
O campeão da WWE Dean Ambrose foi transferido para o SmackDown durante o Draft.
O título foi renomeado para WWE World Championship e posteriormente voltou a ser chamado WWE Championship.[30]
O WWE Universal Championship foi criado para o Raw.

Design dos cinturões[editar | editar código-fonte]

1963–1982[editar | editar código-fonte]

Pedro Morales como campeão da WWWF no começo da década de 1970.

O WWWF World Heavyweight Championship original tinha três placas de ouro em uma cinta de couro vermelho. A placa central era um esboço dos Estados Unidos continental com a legenda "Campeão do Mundo" em um círculo ladeado por lutadores e uma águia no topo. Esta versão foi usada pelo campeão inaugural Buddy Rogers em 1963 e pelo segundo campeão Bruno Sammartino. Após Sammartino ganhar o título, uma nova versão em uma cinta azul foi introduzida. A peça central alargada continha um globo coroado e dois lutadores, e se lia "WWWF World Champion"; as duas placas laterais eram comemorativas a vitória de Sammartino. Ele usou esta versão durante seu reinado de sete anos. Depois de derrotar Sammartino em janeiro de 1971, Ivan Koloff usou esta versão durante três semanas antes de perdê-lo para Pedro Morales.

Durante o reinado de Morales, o cinturão de campeão foi atualizado várias vezes. Em primeiro lugar, o projeto 1971, em um cinta anil colorida, continha três placas em forma de escudo. Abaixo da placa central, que tinha uma cruz no seu centro, uma placa separada lia "WWWF". Este foi substituído por um outro projeto em 1972. Esta versão, em uma cinta vermelha, tinha o escrito "WWWF Heavyweight Wrestling Champion" em torno das bordas com uma águia no centro, enquanto seis placas laterais representavam vários países. Em 1973 houve a introdução de um outro projeto similar; era uma cinta preta e continha dois lutadores acima da águia. Esta versão foi posteriormente detida por Stan Stasiak, Bruno Sammartino, Superstar Billy Graham - que usava uma variação de couro vermelho - e Bob Backlund. Durante o reinado deste último, o nome da promoção foi encurtado para World Wrestling Federation (WWF), mas o cinto de campeão ainda continha o "WWWF".

1982–2005[editar | editar código-fonte]

Um novo design foi introduzido em 1982, apelidado de "Big Green Belt", devido ao seu tamanho grande e da cor verde da sua cinta. Ele incluía oito (mais tarde dez) placas laterais dedicadas aos campeões anteriores. Este projeto, portado por Bob Backlund, The Iron Sheik e Hulk Hogan, foi substituído pela primeira vez pelo projeto "Hogan '84" no final de 1984, em seguida, pelo projeto quase idêntico "Hogan '85" no início de 1985. Ambos os cintos foram usados somente por Hulk Hogan. Consistia em placas de prata em uma cinta preta, com a placa central escrito "WWF World Heavyweight Wrestling Champion" e "Worldwide Wrestling" e continha uma placa de identificação de comemoração da vitória de Hogan, enquanto as placas laterais tinham os campeões anteriores. A diferença entre o projeto 84 e 85 foi que estava escrito em vermelho no design de 1984 e um fundo preto foi adicionado na correia de 1985. No ano seguinte, o "Hogan '86" foi introduzido, tendo escrito "World Heavyweight Wrestling Champion" com um grande globo em seu centro e incluiu o famoso logotipo de bloco da WWF, enquanto quatro placas laterais com duas bandeiras representavam oito países diferentes.

Randy Savage com o cinturão "Winged Eagle" durante a década de 1980.

Em 1988, pouco antes de terminar o seu primeiro reinado, Hogan introduziu um novo design, o cinturão "Winged Eagle", que se tornou no projeto principal da próxima década com muitos lutadores que usaram esta versão. Seu apelido é derivado de asas da águia, aparentemente saindo da placa central, que incluiu o logotipo de bloco da WWF e se lia "World Heavyweight Wrestling Champion". O cinturão também tinha quatro placas laterais idênticas. Além da alça de couro preto, The Ultimate Warrior usava variações branca, azul clara, amarela e roxas. Sgt. Slaughter continuou a usar o cinturão roxo de Warrior.

Em 1998, depois de Stone Cold Steve Austin tornar-se campeão, ele foi presenteado com um novo design, muitas vezes apelidado de "Big Eagle" ou cinturão da "Attitude Era", que continha originalmente o logotipo de bloco da WWF em uma cinta azul, mas foi logo atualizado para o logotipo rabiscado da WWF e em uma cinta preta. Além do logotipo, lia-se "World Wrestling Federation Champion". Depois de Chris Jericho unificar o WWF e WCW Championships no Undisputed WWF Championship, o cinturão "Big Eagle" foi usado em conjunto com o "Big Gold Belt", cinturão do WCW Championship, até que um único cinto foi apresentado ao campeão Triple H em 4 de abril de 2002.[13] Esta nova correia foi projetada pelo tatuador Keith Ciaramello. Inspirando-se na WCW, este projeto incluía uma placa de identificação, e como os dois modelos anteriores, tinha uma águia no topo de um globo. Ele tinha originalmente o logotipo riscado da WWF e lia "World Wrestling Federation Champion"; após a promoção ser renomeada World Wrestling Entertainment (WWE) em maio de 2002, tanto o logotipo riscado e o texto foram alterados em conformidade.[39] O campeonato mais tarde se tornou no WWE Championship em setembro de 2002, quando se tornou exclusivo do SmackDown, enquanto o Big Gold Belt foi ressuscitado para representar o World Heavyweight Championship no Raw.

2005–2014[editar | editar código-fonte]

CM Punk com o design usado a partir de 2005.

O "Spinner Belt", que tinha um estilo com ouro e diamantes bling-bling que refletiam a personagem de John Cena na época, tornou-se no projeto principal do WWE Championship de 11 de abril de 2005 até 18 de fevereiro de 2013. O logotipo rabiscado da WWE, colocado entre uma águia no topo e a palavra "Champ" e uma placa de identificação abaixo podiam girar. As placas laterais interiores liam "WWE Champion", embora antes de 2008, uma placa lateral indicada o programa em que o título estava. A função de giro foi extinta em anos posteriores e o logotipo situado num lugar fixo, mais notavelmente durante o reinado de The Miz (2010–2011), quando o logotipo foi virado de cabeça para baixo para se parecer com um "M". The Rock comentou negativamente sobre a função de giro na noite que cinturão foi aposentado.

Em 18 de fevereiro de 2013, The Rock revelou o novo cinturão do WWE Championship. O novo título foi parcialmente desenhado pelos Orange County Choppers do American Chopper.[40][41][42] O campeonato incluía uma grande logotipo riscado da WWE (incrustado com diamantes) dentro de uma grande placa heptagonal irregular. A palavra "Champion" aparecia abaixo do logotipo em letras grandes. Em cada lado havia uma barra de divisão e um prato grande. As placas laterais padrão consistiam de um globo vermelho com o logotipo da WWE sob uma coroa, mas eles foram substituídos com o logotipo pessoal do atual campeão. Este campeonato foi usado em conjunto com o "Big Gold Belt" para representar o WWE World Heavyweight Championship rebatizado após Randy Orton unificar o WWE Championship e o World Heavyweight Championship em 15 de dezembro de 2013.[43]

Design atual[editar | editar código-fonte]

Brock Lesnar com o atual cinturão do WWE Championship.

Em 18 de agosto de 2014, o campeão Brock Lesnar, que ganhou o título na noite anterior no SummerSlam, foi presentado com um único cinto de campeão. Ele tem um design ligeiramente atualizado a partir do cinto introduzido por The Rock em 2013, como resultado da WWE utilizar um novo logotipo. Ele inclui um prato grande central preenchido com o novo logotipo da WWE dentro de um heptágono irregular com as palavras "World Heavyweight Champion" em maiúsculas ao longo das bordas inferiores, em letras muito pequenas. As grandes placas laterais, como o projeto anterior, incluem seções redondas removíveis, permitindo que o logotipo pessoal do titular seja adicionado ao cinturão; as seções padrão mostram mapas em dourado e vermelho com o logotipo da WWE sobre eles, embora eles não têm a coroa colocada em cima das placas no projeto anterior. O "Big Gold Belt" foi aposentado com a inauguração do novo cinto.[23]

Após a extensão de marcas de 2016, onde o campeonato se tornou exclusivo do SmackDown, o título foi renomeado para WWE World Championship e posteriormente voltou a ser chamado apenas WWE Championship; o cinturão digitalizado usado nos gráficos de transmissão lê-se "WWE World Champion" abaixo do logotipo da WWE, embora o cinturão físico mantém o "World Heavyweight Champion". O WWE Universal Championship introduzido no Raw é semelhante ao WWE Championship.

No que se tornou uma tradição nos últimos anos, a WWE envia um cinturão do WWE Championship (com o logotipo da equipe em placas laterais personalizadas) para os vencedores da World Series, Super Bowl, NBA e Copa Stanley.[44]

Cinturões personalizados[editar | editar código-fonte]

Cinturões personalizados foram criados para honrar certos campeões ou para combinar suas personagens. Durante o reinado de Hogan em 1986, ele tinha uma versão modificada do "Hogan '86", que incluía uma foto de si mesmo no centro. Este foi um projeto feito sob encomenda e durou pouco, com ele sendo revertido para a versão Hogan '86. Uma versão muito maior deste mesmo cinturão foi criado para André the Giant antes do WrestleMania III, embora ele nunca o usou como campeão.[45]

Um cinturão de campeão customizado foi apresentado por Stone Cold Steve Austin, que incluía o seu logotipo "Smoking Skull", bem como cobras chocalhando. Como resposta, The Rock também tinha um cinto com seu logotipo "Brahma Bull", mas devido a razões criativas, nunca apareceu na televisão.[39] O "Spinner Belt", originalmente um cinto personalizado para John Cena, manteve-se como o cinturão de 2005 até 2013. Edge introduziu a sua variação, com o design "Rated R Spinner", substituindo o logotipo da WWE com seu logotipo "Rated R Superstar".[46]

Reinados[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Lista de campeões da WWE

O WWE Championship foi o primeiro título mundial introduzido à WWE em 1963. O campeão inaugural foi Buddy Rogers, e desde então houve 48 campeões oficiais diferentes, distribuídos em 130 reinados distintos, com o título tendo ficado vago 11 vezes.[3] O reinado mais longo foi o de Bruno Sammartino, que durou 2.803 dias (7 anos, 8 meses, e 1 dia), tendo ido de 17 de maio de 1963 até 18 de janeiro de 1971. Sammartino também detém o recorde do reinado combinado mais longo, com 4.040 dias.[47] O reinado mais curto foi o de André the Giant, que durou oficialmente 1 minuto e 48 segundos.[1] O campeão mais jovem foi Brock Lesnar, ganhando o título aos 25 anos. Já o campeão mais velho foi Mr. McMahon, ganhando o título aos 54 anos. John Cena foi o lutador que mais conquistou o título, tendo o ganhado treze vezes.

O atual campeão é Jinder Mahal, que está em seu primeiro reinado. Ele ganhou o título no Backlash após derrotar Randy Orton.

Referências

  1. a b «The 5 shortest WWE Title reigns in history». Consultado em June 26, 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «WWE Championship» (em inglês). WWE. 12 de dezembro de 2016. Consultado em 12 de dezembro de 2016 
  3. a b «WWE Championship Title History». WWE. Consultado em 17 de outubro de 2008 
  4. Grabianowski, Ed. «How Pro Wrestling Works». HowStuffWorks, Inc. (em inglês). Discovery Communications. Consultado em 15 de outubro de 2012 
  5. «Rogers' 1st reign». WWE. Consultado em 9 de novembro de 2014 
  6. «WWE Entertainment, Inc. acquires WCW from Turner Broadcasting». WWE Corporate. 23 de março de 2001. Consultado em 24 de maio de 2008 
  7. «WWE Raw Results». Online World of Wrestling. Consultado em November 10, 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  8. «Monday Night Raw – November 19, 2001: That's One Heck Of A Reset». KB's Wrestling Reviews. July 29, 2012. Consultado em November 10, 2015  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  9. «WCW World Champion – Chris Jericho». WWE.com. Cópia arquivada em 15 de fevereiro de 2008 
  10. The complex history of WWE's era of unification. WWE.com (2012-09-12). Retrieved on 2013-09-05.
  11. «WWWF/WWF/WWE World Heavyweight Title». Wrestling-titles.com. Consultado em 18 de março de 2007 
  12. Clayton, Corey (6 de setembro de 2007). «World Heavyweight Championship turns five years old». World Wrestling Entertainment. Consultado em 23 de dezembro de 2008 
  13. a b «The unification of the WWE Championship and WCW Championship». WWE 
  14. «WWE Entertainment To Make RAW and SMACKDOWN Distinct Television Brands» 
  15. «Brock Lesnar Biography at SLAM! Sports». SLAM! Sports: Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de dezembro de 2008. After the July 22nd episode of Raw, Lesnar defected to Stephanie McMahon's SmackDown. Lesnar decided to remain exclusively on SmackDown, forcing Eric Bischoff's Raw brand to create its own World Championship. 
  16. «Vince Mcmahon Biography at SLAM! Sports». SLAM! Sports: Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de dezembro de 2008. The entire WWE roster was broken up into two separate camps, yahoo, with some rivalry (especially between future General Managers Eric Bischoff and Stephanie McMahon) occurring. 
  17. Nemer, Paul (2 de setembro de 2002). «Full WWE RAW Results – 9/2/02». WrestleView. Consultado em 20 de dezembro de 2008 
  18. «WWE Money in the Bank '11» (em inglês). The Internet Wrestling Database. Consultado em 21 de outubro de 2013 
  19. Adkins, Greg (25 de julho de 2011). «Raw results: Title wave» (em inglês). WWE. Consultado em 26 de maio de 2013 
  20. «SmackDown results: Truth and Consequences». WWE. Consultado em 30 de julho de 2011 
  21. «CM Punk def. John Cena – Undisputed WWE Championship Match» (em inglês). WWE. 14 de agosto de 2011. Consultado em 26 de maio de 2013 
  22. «CALDWELL'S WWE TLC PPV RESULTS 12/15: Live, in-person coverage of Cena vs. Orton unification match from Houston» 
  23. a b «Brock Lesnar receives the new WWE title belt on 'Monday Night Raw'». USA Today. Consultado em August 19, 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  24. Johnson, Mike. «Future of top WWE championship already hinted at». PWInsider.com. Consultado em June 29, 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  25. Benigno, Anthony. «Seth Rollins addressed 'The Roman Reigns Scandal'». WWE. Consultado em July 27, 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  26. «WWE Championship». WWE. Consultado em June 29, 2016. Cópia arquivada em June 29, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  27. «2016 WWE Draft results: WWE officially ushers in New Era». WWE. Consultado em July 19, 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  28. Hamlin, Jeff. «WWE Raw live results: title match set for SummerSlam & a new champion is crowned». Wrestling Observer. Consultado em July 27, 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  29. «WWE SmackDown Live results, July 26, 2016». WWE. Consultado em July 27, 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  30. a b «WWE World Championship». WWE. Consultado em July 27, 2016. Cópia arquivada em July 27, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata= (ajuda)
  31. Nick Paglino (10 de dezembro de 2016). «WWE Championship Gets a New Name, Sheamus Shows Off Dance Moves at TNA Star's Wedding, WWE Network Completes Raw Archive» (em inglês). Wrestle Zone. Consultado em 12 de dezembro de 2016 
  32. Dee, Louie (7 de junho de 2007). «Draft History». World Wrestling Entertainment. Consultado em 21 de dezembro de 2008 
  33. «WWE's destiny to be determined during SmackDown's LIVE premiere». WWE. June 20, 2016. Consultado em June 28, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  34. Nemer, Paul (September 2, 2002). «Full WWE RAW Results - 9/2/02». Wrestleview. Consultado em June 29, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  35. «2005 WWE Draft Lottery». WWE. 13 de junho de 2005. Consultado em 21 de dezembro de 2008 
  36. «KB's Wrestling Reviews» 
  37. a b «Full 2008 WWE Draft Results Inside Here, More - Wrestlezone». 23 junho 2008 
  38. «WWE RAW Results - April 13, 2009 (DRAFT SPECIAL) - Wrestlezone». 13 abril 2009 
  39. a b Murphy, Ryan. «Seven Rare Championships from the WWE Vault». WWE. Consultado em 13 de setembro de 2012 
  40. Ryan Murphy. (2013-02-19) The making of the new WWE Title: How the WWE Championship was reinvented in 540 days. WWE.com. Retrieved on 2013-09-05.
  41. «WWE Raw Results». WWE 
  42. «Check Out – a Full Look at the New WWE Heavyweight Title». 411mania.com 
  43. «WWE Champions». WWE. Consultado em 10 de maio de 2014 
  44. Lynch, Andrew (June 21, 2016). «The Cavs received their new custom WWE title belt from Triple H». Fox Sports. Consultado em June 21, 2016  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  45. "7 Championship Secrets Finally Revealed". (July 2009). WWE Magazine, p. 37.
  46. Robinson, Jon. «Edge Interview». p. 2. Consultado em 18 de novembro de 2006 
  47. «Bruno Sammartino». WWE. Consultado em 9 de novembro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]