A.J. Styles

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
AJ Styles
AJ Styles in April 2016.jpg
Styles em abril de 2016.
Informações pessoais
Nome completo Allen Neal Jones
Nascimento 2 de junho de 1977 (41 anos)
Camp Lejeune, Carolina do Norte[1]
Residência Gainesville, Geórgia
Cônjuge(s) Wendy Jones
Filho(s) 4[2]
Carreira na luta livre profissional
Nome(s)
de ringue
Mr. Olympia[3]
Air Styles[4]
A.J. Styles[4][5]
Altura
anunciada
5 ft 11 in (1 80 m)

[6]

Peso
anunciado
218 lb (99 kg)[6]
Anunciado
de
Gainesville, Geórgia[5]
Treinado
por
Rick Michaels[7]
Estreia 1998[7]

Allen Neal Jones[7][8] (Camp Lejeune, 2 de junho de 1977),[9] é um lutador de luta livre profissional estadunidense. Atualmente trabalha para a WWE no programa SmackDown sob o nome de ringue AJ Styles.

Jones é mais conhecido pelas suas passagens na Total Nonstop Action Wrestling (TNA) e New Japan Pro Wrestling (NJPW).

Na TNA, Styles foi cinco vezes campeão mundial, tendo ganhado o NWA World Heavyweight Championship três vezes e o TNA World Heavyweight Championship duas vezes. Ele também foi o primeiro campeão da X Division, um título que ele manteve por seis vezes. Styles também ganhou o Television Championship duas vezes, durante o qual ele possuiu o título sob os nomes de Legends Championship e Global Championship. Além de competições individuais, Styles também encontrou o sucesso competição em equipes, tornando-se seis vezes campeão mundial de duplas, tendo ganho o NWA World Tag Team Championship quatro vezes e o TNA World Tag Team Championship duas vezes.

Ao vencer os campeonatos da X Division, mundial de duplas e mundial dos pesos-pesados da NWA, Styles foi o primeiro a completar a tríplice coroa na TNA. Styles viria a completar a tríplice coroa mais cinco vezes, tornando-se o único homem a completá-la mais de uma vez. Sua vitória sobre Booker T para ganhar o TNA Legends (agora King of the Mountain) Championship fez dele o primeiro homem a vencer o Grand Slam da TNA, o que ele fez duas vezes. Ele também é o único lutador da TNA a ter ganhado cada campeonato masculino sancionado pela TNA em qualquer ponto ao longo da história da empresa. Somando todos, ele ganhou 19 campeonatos na TNA. Em 2010, ele se tornou o primeiro lutador contratado pela empresa a atingir a primeira posição na classificação anual da Pro Wrestling Illustrated dos 500 melhores lutadores do ano.

Após doze anos, Styles encerrou sua associação com a TNA em 2013, depois de seu contrato expirar, e retornou para a ROH, (onde Styles foi Pure Wrestling e Campeão Mundial de Duplas da ROH), e em março de 2014, assinou com a NJPW, onde ele foi o líder do grupo Bullet Club e venceu o IWGP Heavyweight Championship em duas oportunidades (a primeira delas em sua estreia na companhia). Entre TNA, ROH e NJPW, Styles venceu sete campeonatos mundiais e outros 23 títulos no total. Fora ter lutado entre NJPW e ROH, Styles também lutou em vários circuitos independentes, onde ele conquistou inúmeros títulos.[10][11]

Início de vida[editar | editar código-fonte]

Jones falou sobre sua infância difícil no Phenomenal: The Best of A.J. Styles: Volume 2, onde ele fala sobre crescer na pobreza com um pai abusivo e alcoólatra. Ele entrou na escola de wrestling porque seus amigos estavam fazendo isso, para descobrir se ele era natural para praticar o esporte.[1]

Jones frequentou o colégio em Anderson, Carolina do Sul com uma bolsa parcial de wrestling depois de se formar na Johnson High School, em Gainesville, Geórgia em 1996.

Durante os primeiros anos de sua carreira no wrestling profissional, Jones trabalhou uma variedade de postos de trabalho nos fins de semana para complementar sua renda, incluindo o fornecimento de água e de condução.

Carreira no wrestling profissional[editar | editar código-fonte]

Início de carreira (1999–2001)[editar | editar código-fonte]

Jones foi treinado por Rick Michaels e estreou em 1998.[7] Na National Championship Wrestling, lutou como Mr. Olympia, um lutador mascarado, perdendo para Michael Brooks em seu primeiro combate.[7] Em agosto de 1999, ele venceu o Campeonato Televisivo da empresa.[7] Em dezembro de 1999, a NCW se fundiu com a NWA Geórgia para formar a NWA Wildside, e Jones foi rebatizado para A.J. Styles. Styles venceu o seu segundo Campeonato Televisivo no dia 8 de janeiro de 2000, derrotando K-Krush.[7] Ele perdeu o título para Eddie Golden em 1 de abril e recuperou-lo pela terceira vez em 6 de janeiro de 2001, derrotando Air Paris durante seu tempo como um vilão na NWA Wildside como membro e advogado do grupo NWA Elite de Jeff G. Bailey, uma aliança de lutadores. Seu reinado final terminou em 21 de fevereiro, quando ele perdeu para Robbie Rage em Athens, Geórgia.

World Championship Wrestling e World Wrestling All-Stars (2001–2002)[editar | editar código-fonte]

A World Championship Wrestling (WCW), uma promoção global, observou a rivalidade entre Styles e Paris, e aos dois foram oferecidos contratos no início de 2001. Styles, agora renomeado para Air Styles e Paris foram colocados em uma dupla chamada Air Raid.[7] A equipe do tinha como personagens dois homens vestidos com trajes anti-G. A Air Raid fez aparições no Thunder, e no dia 5 de março de 2001 em episódio do Nitro, eles foram colocados em um torneio pelo recém-criado Cruiserweight Tag Team Championship.[7] Eles foram eliminados do torneio na primeira rodada pelos eventuais vencedores, Elix Skipper e Kid Romeo.[7]

Após a WCW ser comprada pela World Wrestling Federation em março de 2001 Styles ficou sem emprego. Ele voltou a NWA Wildside, onde disputou o Wildside Heavyweight Championship e lutou vários combates pela WWF no Jakked. Foi oferecido um contrato de desenvolvimento para Styles pela WWF em abril de 2002. O oferecido contrato era de $ 500 por semana e era necessário Styles mudar para Cincinnati, Ohio, onde o território de desenvolvimento Heartland Wrestling Association se localiza.[7] Ele se recusou a assinar porque se mudando iria interferir nos planos universitários de sua esposa.[7][12]

Styles fez aparições na Austrália com a promoção World Wrestling All-Stars em abril de 2002. Ele fez sua primeira aparição em pay-per-view no WWA: The Eruption no dia 13 de abril, em Melbourne, derrotando Nova e Jerry Lynn na mesma noite para se tornar o campeão internacional dos pesos-leves da WWA.[7] Mais tarde, ele vagou o título.

Retorno à NWA Wildside (2001–2005)[editar | editar código-fonte]

Depois de sua passagem pela World Championship Wrestling, Styles voltou a Wildside e começou a disputar o NWA Georgia Championship, segurado naquela altura por Rick Michaels. Ele derrotou Michaels pelo título no dia 22 de dezembro de 2001, no Christmas Chaos.[7] Enquanto campeão, Styles se envolveu em uma rivalidade com o ex-gerente de Jason Cross, Jeff G. Bailey, que estreou como doppelgänger de Styles, com uma roupa e movimentos semelhantes. Styles perdeu o NWA Wildside Heavyweight Championship para David Young, em uma luta three-way dance que também incluiu Rick Michaels em 23 de março de 2002, no Hardcore Hell. Pouco tempo depois, Styles assinou um contrato com a NWA: Total Nonstop Action e só voltou a Wildside para aparições esporádicas especiais devido a um aumento nas suas reservas de maior visibilidade. Estas participações especiais chegaram a um ápice no Freedom Fight em julho de 2002, onde Styles foi o último homem a entrar na luta "Holy Wars" Steel Cage pelo Wildside Championship. Ele fez mais algumas aparições ao longo de 2002, derrotando Sonny Siaki, Jorge Estrada, e Jacey North em várias lutas individuais.

Em março de 2003, Styles derrotou o ex-rival Ron Killings no Hardcore Hell. Em outubro de 2003, ele encabeçou outro cartão da Wildside, enfrentando Rainman. Styles era o campeão peso-pesado da NWA no momento em que o combate foi escrito, e esta luta foi programada para ser pelo título, mas Jeff Jarrett havia derrotado Styles pelo NWA World Heavyweight Championship três dias antes da luta marcada. Como resultado, Jarrett concordou em defender o NWA World Heavyweight Championship em uma luta three way. Jarrett, no entanto, retirou-se do evento, no último minuto, deixando Styles e Rainman lutando um contra o outro em um combate sem o título em jogo, que foi ganho por Rainman após interferência de Jeff G. Bailey. Styles derrotou David Young no Christmas Chaos, em dezembro de 2003. Em 26 de março de 2004 no Hardcore Hell, um evento que durou duas noites, ele derrotou seu protegido Seth Delay em uma luta improvisada, em seguida, se juntou com Gabriel e Altar Boy Luke (com Dusty Rhodes no seu canto) para derrotar Rainman, Azrael e o "The Fallen Angel" Christopher Daniels no evento principal da noite seguinte em uma luta de trios.

Após uma ausência de quase um ano, Styles lutou pela última vez na Wildside em 25 de março de 2005, onde perdeu para David Young, em uma luta que foi ovacionada pelos fãs presentes. Após este combate, Styles apresentou um prêmio ao promotor Bill Behrens da Wildside, junto com David Young e Rick Michaels.

Ring of Honor (2002–2006)[editar | editar código-fonte]

Styles com Matt Sydal em um evento da ROH em 2006.

Anos iniciais (2002–2004)[editar | editar código-fonte]

Styles estreou na Ring of Honor em seu terceiro show, A Night of Appreciation de 2002, e rapidamente se tornou um eventer principal (por exemplo, se apresentando nos principais eventos contra Low Ki para o ROH World Championship no Honor Invades Boston). Depois de não ganhar o título, ele se tornou o primeiro titular do Troféu Número Um Contender, que foi visto dentro da promoção como um campeonato secundário na época. No One Year Anniversary Show, em fevereiro de 2003, Styles competiu contra Low Ki e Paul London, vencida por London. Depois disso, Styles competiu sozinho e derrotou The Backseat Boyz (Johnny Kashmere e Trent Acid), The Carnage Crew (HC Loc e Tony DeVito), e The S.A.T. (Joel e José Maximo), para receber uma disputa de título pelo ROH World Tag Team Championship. Ele escolheu Amazing Red como seu parceiro, e os dois derrotaram The Profecy (Christopher Daniels e Xavier) para ganhar o campeonato.] Styles então rivalizaram com London, que estava chateado por Styls ter escolhido Red como seu parceiro, lutando para um empate no Night dos ressentimentos. Styles e Red derrotaram The Briscoe Brothers (Jay e Mark Briscoe) em três ocasiões diferentes, mas perderam para The Prophecy. No Wrath of the Racket, Christopher Daniels e Dan Maff colocaram Red fora de ação e Styles escolheu Homicide como seu parceiro substituto. Styles e homicide venceu The Prophecy, mas Styles teve que desocupar o título devido a Red ser afastado por lesão.

Após seu reinado como ROH Tag Team Champion, Styles assumiu o papel de Jimmy Rave como seu protegido e tentou se tornar o Campeão Mundial da ROH, derrotando Bryan Danielson no Main Event Spectacles para se tornar o competidor número um. No War of the Wire, Styles desafiou sem sucesso Samoa Joe pelo título. Em seguida, ele derrotou CM Punk, Jimmy Rave e Matt Striker em um torneio de uma noite no Second Anniversary Show para se tornar o primeiro ROH Pure Wrestling Champion. Styles derrotou Punk em uma revanche com Ricky Steamboat como o árbitro convidado no At Our Best para sua partida final na Ring of Honor em 2004.

Rivalidade com Jimmy Rave (2005–2006)[editar | editar código-fonte]

Styles retornou a Ring of Honor no Third Anniversary Celebration: Part Two para lutar com Jimmy Rave, que o acusou o seu golpe finalizador, apesar de não ter conseguido derrotar Rave. Durante sua rivalidade com Rave e The Embassy, ​​Styles formou uma aliança com a Generation Next, que também estava em disputa com a The Embassy. Em Glory by Honor IV, Styles derrotou Rave com Mick Foley no corner, com a estipulação de que o perdedor não poderia mais usar o Rave / Styles Clash na empresa. No This Means War, ele derrotou o líder do Generation Next Austin Aries, que foi atacado pela The Embassy após o show. No Vendetta, Styles teve sua última partida contra o The Embassy quando ele, junto com Austin Aries, Jack Evans e Matt Sydal foram derrotados por Abyss, Alex Shelley, Jimmy Rave e Prince Nana em uma luta de oito homens.

Após a sua rivalidade com The Embassy, Styles apostou em ganhar um campeonato. No A Night of Tribute, Styles enfrentou Christopher Daniels e Matt Sydal em uma luta de três, que Daniels venceu. No primeiro show de 2006, Styles derrotou Matt Sydal, após o que os dois concordaram em formar uma dupla em um desafio para conquistar o ROH Tag Team Championship, que foi mantido por Austin Aries e Roderick Strong. Antes de receber uma chance pelo título de duplas, Styles recebeu uma chance no Campeonato Mundial da ROH quando ele foi escolhido por Bryan Danielson, mas ele não teve sucesso. No Fourth Anniversary Show, Styles e Sydal receberam sua chance no Campeonato ROH Tag Team, mas não conseguiram derrotar os campeões.

Após uma ausência, Styles retornou no Death Before Dishonor IV, derrotando Davey Richards. Logo após, Styles retornou no Time to Man Up, perdendo para Samoa Joe. Em uma promoção pré-gravada, Styles disse que estaria tirando vários meses de folga da Ring of Honor após a partida; no entanto, os comentaristas da ROH se referiram à luta como sua última e até mesmo fizeram uma homenagem especial a ele depois disso.[13]

Total Nonstop Action Wrestling (2002–2013)[editar | editar código-fonte]

Estreia e campeão mundial dos pesos-pesados da NWA (2002–2004)[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2002, Styles assinou um contrato não-exclusivo com a Total Nonstop Action e foi apelidado de "The Phenomenal" A.J. Styles, apelido originalmente cunhado pelo comentarista da NWA Wildside Dan "The Dragon" Wilson. Ele apareceu no primeiro pay-per-view semanal da TNA, em parceria com Jerry Lynn e Low Ki perdendo para The Flying Elvises (Jorge Estrada, Sonny Siaki e Jimmy Yang).[7] Na semana seguinte, em 26 de junho, Styles derrotou Lynn, Low Ki e Psicosis em uma luta de dupla eliminação para se tornar o inaugural campeão da X DIvision.[7] Ele ganhou um segundo título no terceiro pay-per-view semanal da TNA, em parceria com Lynn para derrotar Lenny Lane e Bruce na final um torneio pelo vago NWA World Tag Team Championship.[4] Styles defendeu com sucesso seus dois títulos nas próximas semanas, mas começou a rivalizar com Lynn durante suas lutas juntos. Em 7 de agosto, Styles perdeu o título da X Division para Low Ki em um combate three-way dance envolvendo também Lynn.[4] Na semana seguinte, ele e Lynn lutaram contra Ron Killings e Jeff Jarrett, que acabou sem vencedor, de modo que Styles e Lynn foram destituídos dos títulos de duplas.[4] Na semana seguinte, ele e Lynn lutaram entre si em uma luta com contagem em qualquer lugar (que foi vencida por Lynn), uma luta sem desqualificações (que foi vencida pelo Styles) e uma luta iron man de dez minutos, que terminou em um empate após os dois homens marcarem três pinfalls cada.[4] Em 28 de agosto, Low Ki defendeu o X Division Championship contra Lynn e Styles em uma luta de escadas e perdeu o título para Lynn.[4] Após recrutar Mortimer Plumtree e Sonny Siaki como aliados, Styles continuou a rivalidade com Lynn em semanas sucessivas.[4] Em 23 de outubro, ele derrotou Syxx-Pac pelo o Campeonato da X Division, tornando-se campeão novamente.[7] Ele perdeu o título para Lynn uma segunda vez em 6 de novembro e tentou, sem sucesso, recuperá-lo durante todo o restante do ano.[7]

Em 2003, Styles começou a se concentrar no NWA World Heavyweight Championship. Depois de derrotar David Flair em 15 de janeiro para se tornar o desafiante número um ao título, Styles recrutou a ajuda de Larry Zbyszko e associou-se com o grupo de Vince Russo, o Sports Entertainment Xtreme.[4] Styles enfrentou o campeão mundial dos pesos-pesados da NWA Jeff Jarrett em 19 de fevereiro, mas foi derrotado.[4] No decorrer da luta, Styles se tornou num mocinho, atacando o S.E.X. quando eles tentaram interferir em seu nome, porque ele não quer ganhar dessa forma.

Styles formou uma nova dupla com D'Lo Brown em abril de 2003.[7] A equipe amigavelmente se dissolvel em 28 de maio, para que os dois homens poderiam disputar o NWA World Heavyweight Championship uma vez.[7] Eles lutaram entre si em 4 de junho em um combate para determinar o desafiante número de um que foi ganho por Styles, e em 11 de junho, Styles enfrentou Jarrett e Raven em uma luta three-way pelo NWA World Heavyweight Championship.[7] Styles venceu o combate e o título (tornando-se no primeiro vencedor da tríplice coroa da TNA no processo) depois que Vince Russo entrou no ringue e bateu em Jarrett com uma guitarra, e então Styles celebrou com Russo após sua vitória, tornando-se um vilão mais uma vez. Ao longo de julho de 2003, Styles defendeu com sucesso seu título em lutas contra Brown. Durante todo o restante de seu reinado, ele derrotou uma seleção miríade de adversários antes de perder o título para Jarrett em 22 de outubro.[7] Após a sua perda, Styles voltou a ser um mocinho, enquanto Jarrett se tornou um vilão. Apesar de Jarrett mandar Styles retornar à X Division, Styles continuou a buscar o World Heavyweight Championship. Em 12 de novembro, ele se juntou com Sting para derrotar Jarrett e Lex Luger. Styles enfrentou Jarrett pelo NWA World Heavyweight Championship em 3 de dezembro, mas perdeu depois da interferência de Kid Kash.[4]

Styles rivalizou com Jeff Jarrett e Abyss ao longo de janeiro e em 4 de fevereiro de 2004, depois de Styles exigir uma disputa de título, o aliado de Jarrett Don Callis o obrigou a fazer equipe com Abyss em um combate contra os campeões mundias de duplas da NWA, Kevin Northcutt e Legend. Abyss prejudicou Styles antes de abandoná-lo completamente. Styles, no entanto, venceu os seus dois adversários, tornando-se, assim, novamente no campeão de duplas da NWA tendo Abyss como seu parceiro.[7] Na semana seguinte, Styles derrotou Abyss em uma luta por ambos os títulos de duplas por desqualificação após Jarrett interferir. Sua vitória foi anulada por Callis, levando a um outro combate na semana seguinte, que foi ganho por Abyss depois de Lex Luger interferir, garantindo assim o controle Abyss de ambos os títulos.[7] Abyss e Styles continuaram a contenda, e em 17 de março, Abyss derrotou Styles para tornar-se o candidato número um ao NWA World Heavyweight Championship.[4]

Em 21 de abril, Chris Harris, que estava programado para enfrentar Jarrett na disputa do título naquela noite, foi atacado por Raven. Como resultado, Vince Russo, agora o Diretor de Autoridade da TNA, selecionou Styles para enfrentar Jarrett em seu lugar em uma luta numa jaula de aço. Quando Jarrett tentou bater em Styles com sua guitarra, Russo tentou detê-lo através da gaiola, permitindo Styles levantar-se e quebrar a guitarra ao meio com um Pelé kick. Styles fez com sucesso o pinfall em Jarrett para se tornar novamente campeão mundial dos pesos-pesados da NWA.[7] Ele defendeu com sucesso o título em lutas contra Ron Killings, Raven e Chris Harris e em 19 de maio, ele defendeu o título contra os três numa luta four-way. Styles perdeu o título para Killings após Jarrett interferir no combate, atingindo-o com uma guitarra.[4]

Campeão do X Division (2004–2007)[editar | editar código-fonte]

Styles voltou a atenção para a X Division logo em seguida, ganhando uma luta four-way se tornando o desafiante número um pelo TNA X Division Championship no episódio de 4 de junho do Impact!.[7] Em 9 de junho, ele derrotou Frankie Kazarian para tornar-se pela terceira vez campeão da X Division.[7] Nas semanas seguintes, Styles rivalizou com Kid Kash e Dallas,[7] ao defender com sucesso seu título em combates contra Kazarian e Mr. Águila. Uma luta adicional em 23 de junho com o estreante Jeff Hardy foi interrompida por Kash e Dallas.[14] Em 28 de julho, ele defendeu o título contra Kazarian e Michael Shane em uma luta ultimate X.[15] Depois de Kash atingir Styles com uma muleta, Shane e Kazarian recuperaram simultaneamente o cinturão e se tornaram-se co-campeões da X Division.[15] Depois de várias tentativas frustradas de recuperar o título, Styles lutou contra Kash em uma série de combates, culminando em 8 de setembro em uma luta de mesas que foi ganha por Styles.[16] Em outubro, ele começou a rivalizar com Petey Williams, naquele momento campeão da X Division, e em 7 de novembro no Victory Road, o primeiro pay-per-view mensal realizado pela TNA, Styles desafiou Williams pelo X Division Championship.[17] Durante as semanas que antecederam a luta, Styles chegou ao ponto de usar o próprio movimento de finalização de Williams, o Canadian Destroyer, depois de Williams realizar o Styles Clash em outros oponentes. Williams manteve o seu título com a ajuda de seu gerente, Scott D'Amore. Mais tarde naquela noite, Jeff Jarrett manteve o NWA World Heavyweight Championship em uma luta de escadas contra Jeff Hardy depois de Scott Hall e Kevin Nash interferirem.[17] Após a luta, o trio se proclamou os Kings of Wrestling e emitiu um desafio aberto para o resto dos lutadores da TNA. Vários lutadores foram ao ringue em resposta ao desafio, incluindo o 3Live Kru (Ron Killings, Konnan e B.G. James), Randy Savage e Styles.[17]

Styles em 2005.

No Final Resolution em 16 de janeiro de 2005, Styles venceu o Campeonato da X Division pela quarta vez em uma luta Ultimate X, derrotando Chris Sabin e o campeão Petey Williams.[18] No episódio de 21 de janeiro do Impact!, Christopher Daniels acusou Styles de "esquivar-se dele", já que ele e Styles nunca tinham se enfrentado em uma luta individual na TNA.[19] Após Daniels desafiar Styles para um combate no próximo pay-per-view mensal da TNA, o Diretor de Autoridade Dusty Rhodes anunciou que Styles e Daniels iriam lutar naquele dia, com Daniels recebendo uma chance pelo título de Styles se esse não pode-se derrotá-lo dentro de dez minutos.[19] Daniels durou 10 minutos e ele e Styles posteriormente se enfrentaram em uma luta iron man de trinta minutos pelo X Division Championship no Against All Odds, que terminou em empate com homens tendo marcado um único pinfall.[19][20] Rhodes reiniciou o combate com a "regra da morte súbita", e Styles derrotou Daniels para manter seu título.[20] A disputa entre Styles e Daniels continuou, e no Destination X em 13 de março Styles perdeu o título em um combate Ultimate X contra Daniels, Ron Killings e Elix Skipper.[21] Skipper eliminou Killings e Daniels eliminou Skipper, reduzindo assim a luta a um combate individual.[21] Com o árbitro inconsciente, Styles foi capaz de recuperar o cinturão, mas Daniels lhe aplicou um Angel's Wings, e em seguida, abraçou o cinturão de campeão.[21] Quando o árbitro se recuperou logo em seguida, viu os dois homens propensos, mas Daniels com o título e assim o declarou o novo campeão.[21]

Depois de ter perdido o Campeonato X Division, Styles começou a rivalizar com Abyss. No Lockdown, ele derrotou Abyss em uma luta numa jaula de aço para se tornar no desafiante ao NWA World Heavyweight Championship.[22] Styles chegou a derrotar o até então campeão Jeff Jarrett, no Hard Justice em 15 de maio.[23] Depois de Jarrett empurrar o árbitro convidado especial Tito Ortiz, este o derrubou com um soco, permitindo que Styles fizesse o pinfall com sucesso em Jarrett para vencer o seu terceiro NWA World Heavyweight Championship.[23][24] Styles perdeu o título no Slammiversary para Raven em uma luta king of the mountain.[25] Styles depois voltou para sua busca perene pelo TNA X Division Championship, entrando no TNA 2005 Super X Cup Tournament, que concedeu ao vencedor uma chance pelo Campeonato da X Division. Styles derrotou Matt Bentley nas quartas de finais e Petey Williams nas semifinais, mas perdeu para Samoa Joe no Sacrifice.[26] Como Christopher Daniels (o então campeão da X Division) tinha interferido na luta, o Diretor de Autoridade da TNA Larry Zbyszko adicionou Styles à disputa pelo título. Em 11 de setembro no Unbreakable, Styles derrotou Samoa Joe e Christopher Daniels em uma luta three-way para se tornar o campeão da X Division da TNA pela quinta vez.[27] Além de ser classificado como um combate cinco estrelas por Dave Meltzer, este combate também terminou como vice-campeão na classificação da "luta do ano" feita pela Pro Wrestling Illustrated.[28]

Christian's Coalition (2006–2008)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Christian's Coalition
Styles em um show da TNA em 2007.

No episódio de 22 de dezembro do Impact!, Styles fez parceria com Samoa Joe pela primeira vez para competir contra Rhino e Kurt Angle.[29] Styles e Joe venceram após um roll-up de Styles em Rhino, mas Angle e Rhino continuaram a atacar Styles e Joe.[29] No Final Resolution, Styles enfrentou Rhino em uma luta last man standing.[30] Depois de um Gore de Rhino, Styles decidiu deixar Rhino vencer o combate, apesar do fato de que ele estava quase de pé em um ponto.[30] Isto foi devido ao fato de que Styles viu que Rhino foi buscar uma mesa para usar nele e ele não queria continuar.[30] No Destination X, Styles participou da primeira luta Elevation X contra Rhino, que ele perdeu.[31] No episódio seguinte do Impact!, ele tentou atacar Rhino, mas não teve sucesso.

Mais tarde foi revelado que Styles foi o primeiro membro da equipe de Christian Cage no Lockdown.[32] No evento, a equipe de Cage não foi bem sucedida contra o Team Angle.[33] Em 31 de maio no episódio do Impact! ele derrotou Tomko em uma luta king of the montain de qualificação.[34] Styles fez parceria com Tomko para enfrentar Sting e Abyss no Victory Road, mas foram derrotados.[35] No No Surrender, Styles e Tomko venceram uma luta gautlet de dez duplas para ganhar a chance de disputar o TNA World Tag Team Championship no Bound for Glory contra o Team Pacman (Ron Killings e Adam "Pacman" Jones).[36] No Bound for Glory, Styles e Tomko derrotaram o Team Pacman para ganhar o TNA World Tag Team Championship.[37] Styles e Tomko derrotaram a LAX no episódio do Impact! de 1 de novembro para manter o World Tag Team Championship.[38] Em seguida, Styles desafiou Scott Steiner para um desafio takedown, que perdeu por desqualificação. No Genesis, Styles e Tomko mantiveram os títulos contra os The Steiner Brothers (Scott e Rick Steiner) depois de bater Rick com um golpe baixo e, em seguida, lhe acertar uma cadeirada.[39] Mais tarde, naquela noite, Styles e Tomko custaram a Christian sua luta para determinar o desafiante ao TNA World Heavyweight Championship, distraindo-o e ainda permitindo que Angle mantivesse o World Heavyweight Championship.[39]

Styles fazendo sua entrada no Lockdown.

Depois de Christian Cage aceitar o convite de Angle para entrar na The Angle Alliance sobre a circunstância de que Cage seria o líder, Angle e o resto da Alliance atacaram Cage, com a exceção de Styles (que fez uma tentativa de salvar Cage) e Tomko (que afastou-se até a rampa). Em 28 de dezembro, Styles e Tomko perderam para os The Motor City Machine Guns (Chris Sabin e Alex Shelley) devido a Eric Young tentar ajudar Styles com seus problemas de decisão no meio do combate.[40] Mais tarde no show, Styles veio ao ringue para assistir Booker T e Christian Cage atacar Kurt Angle e Robert Roode, já que eles foram pressionados a escolher entre Christian ou a equipe de Angle, mas não conseguiam decidir antes do show acabar.[40] No Final Resolution, Styles se voltou contra Christian se aliando com Angle.[41] Na semana seguinte, no Impact!, Styles foi coroado o "Príncipe Fenomenal" de Angle, que já foi incorporado em suas introduções de ringue.

TNA Frontline (2008–2009)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: TNA Frontline

Em 14 de fevereiro no episódio do Impact! Styles, (na história), era casado com Karen Angle.[42] Nas próximas semanas foram mostrados vídeos de Karen e Styles em sua lua de mel, conversando, chegando perto, e agindo como um casal. Na semana seguinte, Styles veio em socorro de Karen, quando ela bateu a cabeça (ela foi empurrada por Kurt quando ela saiu para vê-lo).[43] Karen revelou mais tarde que ela queria a separação de Kurt. Enquanto isso, Styles e Tomko perderam o TNA World Tag Team Championship para Kaz e Super Eric.[44] Com Kurt constantemente acusando Styles e Karen de ver um ao outro, apesar de ambos negando veementemente qualquer coisa além da amizade, Styles saiu da Alliance. Em retaliação, Tomko (após Styles fazer dupla com Super Eric enquanto ele estava no Japão) custou a Styles sua luta king of the mountain de qualificação contra Booker T.[45] Styles transformou-se em um mocinho novamente no episódio de 29 de maio do Impact! depois de ser agredido nos bastidores antes de sua entrada.[46] Ele, então, correu para o ringue alguns minutos mais tarde para ajudar Karen, só para ser atacado pelo Team 3D e por Angle pela segunda semana consecutiva.[46] No Slammiversary, Styles derrotou Angle mas foi atacado por ele e pelo seu ex-parceiro Tomko após o luta.[47] A disputa continuou até o Hard Justice, com Styles e Angle trocando vitórias. No Impact! após o Hard Justice, Styles derrotou Angle pela sua medalha de ouro olímpica.[48] Styles também ganhou a revanche em um combate de escadas na semana seguinte, terminando assim a disputa. Mais tarde, ele foi convidado a dar de volta a medalha de ouro a Kurt Angle por Jeff Jarrett, em uma tentativa para tentar consertar as coisas com Angle.[49]

Styles em um show da TNA em 2008.

No Bound for Glory IV, Styles enfrentou Christian Cage e Booker T em uma luta three-way dance em que Booker T ganhou após aplicar um axe kick na corda do meio em Cage.[50] Pouco depois, Booker T, Kurt Angle, Kevin Nash e Sting (que tinha virado um vilão) formaram a equipe agora conhecida como The Main Event Mafia. Em 23 de outubro no episódio do Impact!, Styles fez parceria com Samoa Joe contra Sting e Nash, mas pouco depois Nash bateu em Joe com o cinturão do TNA World Heavyweight Championship de Sting.[51] Após isso, Styles e Joe foram ambos atacados pela Main Event Mafia.[51] No episódio de 30 de outubro do Impact!, Styles e Joe formaram uma facção dos lutadores mais jovens também com Jay Lethal, Consequences Creed, Petey Williams, Eric Young, ODB e os The Motor City Machineguns, que mais tarde seriam conhecido coletivamente como a TNA Frontline.[52] Mais tarde, naquela noite, eles foram novamente agredidos pela Main Event Mafia, quando Scott Steiner voltou e se juntou a eles.[52]

Styles desafiou Sting no Turning Point pelo TNA World Heavyweight Championship, mas perdeu graças a uma distração de Kurt Angle e Booker T.[53] No Final Resolution, Styles foi mais uma vez não obteve sucesso em capturar o TNA World Heavyweight Championship, perdendo em uma luta de quartetos para a Main Event Mafia.[54]

No Against All Odds, Styles voltou e atacou Booker T depois de sua defesa do Campeonato das Lendas.[55] Após fazer isso, ele roubou de Booker T o título, e em seguida, começou a realizar consecutivos ataques furtivos nos bastidores contra Booker, que fez com que este e Scott Steiner incitassem Styles a tentar o mesmo no ringue, a fim de levá-lo preso. No Destination X 2009, Styles derrotou Booker T para se tornar o novo campeão das Lendas e o primeiro vencedor do Grand Slam da TNA.[55] Styles derrotou Booker T em uma luta "I Quit" para manter o campeonato das Lendas da TNA no Sacrifice quando Jenna Morasca jogou a toalha em nome de Booker.[56] No Slammiversary, Styles competiu na luta king of the montain pelo Campeonato Mundial dos Pesos-Pesados da TNA, mas não teve sucesso depois de Samoa Joe se virou contra para Styles, ajudando a dar a vitória a Kurt Angle, e, no processo, se tornando num vilão.[57] No Victory Road, Styles perdeu o Campeonato das Lendas para Nash via pinfall.[58] Após a perda, Styles começou um "Best of Three Series" contra Matt Morgan para entrar na luta pelo TNA World Heavyweight Championship com Sting e Kurt Angle no Hard Justice. Ele ganhou o primeiro combate, mas perdeu os dois seguintes, resultando em Morgan avançando para o Hard Justice.[59][60][61]

Campeão mundial dos pesos-pesados da TNA e Fortune (2009–2012)[editar | editar código-fonte]

Em 20 de agosto no episódio do Impact!, Styles foi convencido a se aposentar por Sting, que disse ter escolhido Styles para carregar a tocha depois dele. No No Surrender, Styles venceu o TNA World Heavyweight Championship em uma luta de cinco contra Matt Morgan, Sting, Hernandez e o então campeão Kurt Angle. No Bound for Glory, Styles manteve o título contra Sting, terminando sua sequência invicta. Styles foi misteriosamente atacado por uma pessoa anônima nos bastidores, levando-o a acreditar que era Samoa Joe ou Christopher Daniels, ambos enfrentados no mês seguinte no Turning Point para manter o TNA World Heavyweight Championship. Styles continuou defendendo com sucesso o título contra Desmond Wolfe no episódio de 10 de dezembro do Impact!, contra Daniels no Final Resolution, contra Angle no episódio de 4 de janeiro de 2010 do Impact! e contra Tomko, que havia sido revelado como seu atacante misterioso, no episódio de 14 de janeiro do Impact!.

No Genesis, Styles se tornou um vilão e derrotou Angle em uma luta Last Chance com a ajuda de Ric Flair. No Against All Odds, Styles manteve o título contra Samoa Joe, com a ajuda de Flair, em um jogo arbitrado por Eric Bischoff. Em 8 de março no episódio do Impact!, Styles se uniu a Flair em um jogo de duplas, em um esforço perdedor contra Abyss e Hulk Hogan. Styles defendeu o título contra Abyss no Destination X em uma partida que não foi disputada depois que Abyss acertou Styles com um chokeslam no ringue. No Lockdown, Styles defendeu com sucesso o título contra D'Angelo Dinero em uma partida dentro de uma jaula de aço. No dia seguinte, no Impact!, Styles largou o TNA World Heavyweight Championship para Rob Van Dam, terminando seu reinado em 211 dias.[62] Styles enfrentou Van Dam em uma revanche no Sacrifice, mas foi derrotado novamente.[63] Styles participou da stable "Fortune" junto com Ric Flair, Robert Roode, James Storm e Kazarian

Rivalidade com Christopher Daniels e Kazarian (2012)[editar | editar código-fonte]

No episódio de 9 de fevereiro do Impact Wrestling, Kazarian, agora aparentemente um associado relutante de Daniels, ajudou a derrotar Styles em uma luta individual.[64] Três dias depois, no Against All Odds, Styles foi derrotado por Kazarian em um combate singular.[65] Em 23 de fevereiro no episódio do Impact Wrestling, Styles foi atacado por Kazarian durante sua luta pelo Television Championship contra Robbie E o que permitiu Robbie manter o título.[66] No episódio seguinte do Impact Wrestling, Kazarian derrotou Styles em uma luta gauntlet; se Styles fosse bem sucedido, Kazarian teria que explicar sua aliança com Daniels.[67] No episódio de 8 de março do Impact Wrestling, o retornado Mr. Anderson juntou-se com Styles para ajudá-lo em sua rivalidade com Daniels e Kazarian.[68] No dia 18 de março no Victory Road, Styles e Anderson derrotaram Daniels e Kazarian em uma luta de duplas, com Styles fazendo o pinfall em Kazarian para conseguir a vitória.[69] A rivalidade continuou no dia 15 de abril no Lockdown, onde as duas duplas estavam em times opostos na anual luta Lethal Lockdown. A equipe de Styles e Anderson, liderada por Garett Bischoff, acabou derrotando o time de Daniels e Kazarian, liderada por Eric Bischoff.[70] Em 10 de maio no episódio do Impact Wrestling, Kazarian revelou que ele originalmente se juntou com Daniels para para impedi-lo de revelar o segredo de Styles, mas mudou de ideia depois de saber qual era o segredo. Daniels, então, revelou o segredo, uma série de fotografias insinuando uma relação entre Styles e presidente da TNA Dixie Carter.[71] Três dias depois, Sacrifice, Daniels e Kazarian, se tornaram nos novos campeões mundiais de duplas da TNA após derrotarem Samoa Joe e Magnus, além de custar a luta de Styles contra Kurt Angle. No entanto, após o combate, Angle se virou contra Daniels e Kazarian, salvando Styles.[72] Em 24 de maio no episódio do Impact Wrestling, Hulk Hogan escolheu A.J. Styles como o próximo desafiante para o World Heavyweight Championship de Bobby Roode. Styles viria a falhar em seu desafio contra Roode, que, no processo, também quebrou o recorde do mais longo reinado como campeão mundial dos pesos-pesados da TNA.[73] Na semana seguinte, Styles derrotou Daniels no evento principal de um episódio ao vivo do Impact Wrestling. Após a luta, Daniels e Kazarian atacaram Styles e Angle, que tentou salvar novamente Styles, antes de passarem um áudio de uma conversa por telefone para provar o caso entre Styles e Carter. A fita foi abruptamente interrompida por Carter que terminou o show.[74] Em 10 de junho no Slammiversary, Styles e Angle derrotaram Daniels e Kazarian para ganhar o TNA World Tag Team Championship.[75] No episódio seguinte do Impact Wrestling, Styles entrou para a Bound for Glory Series de 2012, participando da luta gauntlet de abertura, a partir do qual ele foi eliminado por Daniels.[76] Em 21 de junho no episódio do Impact Wrestling, Styles e Carter revelaram seu segredo, pois eles não estavam tendo um caso, mas em vez disso foram juntos ajudar uma mulher grávida viciada chamada Claire Lynch superar seus problemas.[77] Na semana seguinte, Styles e Angle perderam o World Tag Team Championship de volta para Daniels e Kazarian, após Kazarian, que inicialmente tinha provocado discórdia com Daniels na semana anterior, bater em Styles com uma cadeira de aço. Após o combate, Daniels admitiu que Styles e Carter tinham dito a verdade sobre Claire, mas alegou que eles haviam deixado de fora a parte sobre Styles de ser o pai do bebê.[78] Em 8 de julho no Destination X, Styles derrotou Daniels em uma luta last man standing.[79] Em 16 de agosto no episódio do Impact Wrestling, Styles novamente derrotou Daniels em uma luta pelo Bound for Glory Series e, de acordo com as determinações pré-luta, ganhou o direito de receber um teste de paternidade sobre o bebê de Claire.[80] Na semana seguinte, foi revelado que Claire não estava grávida depois de tudo com seu advogado revelando a trama de Daniels e Kazarian para chantagear Styles, efetivamente terminando a história.[81] Em 30 de agosto em um episódio do Impact Wrestling, Styles lutou seu último combate pela Bound for Glory Series, perdendo para Samoa Joe, que o levou a ser eliminado do torneio.[82] Em 9 de setembro no No Surrender, Styles e Angle sem sucesso desafiaram Daniels e Kazarianpelo TNA World Tag Team Championship.[83] Quatro dias depois, no Impact Wrestling, Styles derrotou Kazarian luta grudge para ganhar juntamente com Angle outra chance pelo World Tag Team Championship.[84] Styles e Angle receberam sua chance pelo título contra Daniels e Kazarian no dia 14 de outubro no Bound for Glory, em uma luta de três duplas, que foi vencida por Chavo Guerrero, Jr. e Hernandez.[85] Em 11 de novembro no Turning Point, Styles sofreu o pinfall de James Storm em uma luta three-way para determinar o desafiante ao TNA World Heavyweight Championship, envolvendo também Bobby Roode, impedindo-o assim de receber outra oportunidade pelo título mundial até o Bound for Glory de 2013, conforme a estipulação pré-luta criada pelo gerente geral Hulk Hogan, duas semanas antes.[86] Em 9 de dezembro no Final Resolution, Styles foi derrotado por Christopher Daniels em que foi anunciado como a "luta final" entre ambos, após ser atingido com seu próprio Styles Clash.[87] No episódio seguinte do Impact Wrestling, Styles fez um discurso, dizendo que ele estava cansado de fazer a coisa certa e que ele iria fazer apenas a sua própria vontade a partir daquele momento.[88]

Lobo solitário (2013–2014)[editar | editar código-fonte]

A partir de fevereiro de 2013, a TNA começou a exibir vídeos feitos em casa sobre entrevistas feitas a Styles pela esposa e por um amigo, e até mesmo a tentativa de uma entrevista a si mesmo antes da raiva o forçar a abandonar.[89][90] Styles, agora ostentando uma barba, cabelo despenteado e traje todo preto, voltou a TNA em 14 de março no episódio do Impact Wrestling, onde ele salvou James Storm de um ataque de Christopher Daniels e Kazarian antes dele mesmo atacar Storm.[91] Na semana seguinte, foi anunciado que Styles explicaria suas ações em uma entrevista com Mike Tenay, e apesar de ter sido solicitado por ambos Storm e Tenay, Styles permaneceu mudo e, finalmente, deixou a arena.[92] Styles continuou o seu silêncio no próximo episódio do Impact Wrestling, recusando-se a responder o ultimato de Storm, quer falando ou lutando e deixando Storm a ser atacado pelos Aces & Eights.[93] Styles lutou novamente em 18 de abril no episódio do Impact Wrestling, derrotando Storm via submissão com o sua nova submissão, o Calf Killer. Depois, Styles atacou Christopher Daniels e Kazarian, que estavam no seu canto e antes de saírem eles e Storm foram atacados pelos Aces & Eights.[94] Styles começou então uma rivalidade com Kurt Angle, depois de se recusar a responder Angle se ele estaria com a TNA ou com os Aces & Eights, o que levou a uma briga entre os dois no episódio de 9 de maio do Impact Wrestling.[95] Na semana seguinte, o membro dos Aces & Eights Mr. Anderson anunciou que Styles seria aceito como o novo membro do grupo.[96] Em 23 de maio no episódio do Impact Wrestling, Styles, aparentemente se juntou aos Aces & Eights por aceitar um colote do grupo, bebendo sua primeira cerveja, e auxiliando o grupo em atacar Angle. Enquanto eles estavam comemorando, Styles atacou DOC, Knuxe Garett Bischoff antes de remover o colote e fugir da arena, sinalizando o seu estatuto de "lobo solitário".[97] Em 2 de junho no Slammiversary XI, Styles foi derrotado por Angle em uma luta individual.[98] Em 13 de junho no episódio do Impact Wrestling, Styles derrotou Angle em uma revanche para ganhar uma vaga no Bound for Glory Series de 2013.[99] Na semana seguinte, no primeiro combate do torneio, a luta entre Styles e Samoa Joe terminou em empate por limite de tempo e, como resultado, os dois concorrentes receberam dois pontos.[100] Em 4 de julho no episódio do Impact Wrestling, Styles derrotou seu antigo rival Kazarian por submissão para ganhar dez pontos no torneio.[101]

No dia 22 de agosto no Impact Wrestling: Hardcore Justice, Styles substituiu Kurt Angle (que entrou na reabilitação duas semanas antes) e se uniu com a Nova Main Event Mafia em uma luta de quintetos contra os Aces & Eights, garantindo a vitória para sua equipe ao realizar o pinfall em Devon, o que resultou em Devon ser forçado a deixar a TNA.[102] Em 29 de agosto no episódio do Impact Wrestling, Styles esclareceu que, apesar de ajudar a máfia e respeitando as suas intenções, ele não era o seu mais novo membro, e reiterou que ele não aliou-se com ninguém.[103] Na mesma noite, Styles derrotou Bobby Roode via pinfall em uma luta válida pela Bound for Glory Series, ganhando sete pontos, mas ele precisava de dez pontos por meio de vitória por submissão para o colocar entre os quatro primeiros.[103] Na semana seguinte, Styles ganhou uma luta gauntlet battle royal, sendo esta o último combate do torneio, eliminando por último Christopher Daniels para ganhar vinte pontos e garantir o primeiro lugar na classificação.[104] No dia 12 de setembro no Impact Wrestling: No Surrender, Styles derrotou Austin Aries nas semifinais e, posteriormente, Magnus na final para ganhar Bound for Glory Series de 2013 e se tornando desafiante ao TNA World Heavyweight Championship no Bound For Glory.[105] Depois de sua luta contra Magnus, Styles enviou uma mensagem a presidente da TNA Dixie Carter.[105] Na semana seguinte, Styles alegou que ele não estava mais sob contrato com a TNA, insultado a ética de trabalho de Carter, e prometeu fazê-la pagar. Carter respondeu a seu discurso dizendo que Styles não foi um grande lutador e que ela era a pessoa que criou a sua persona "Phenomenal One" para obter marketing para a empresa.[106] No episódio de 26 de setembro do Impact Wrestling, o gerente geral Hulk Hogan apresentou a Styles um novo contrato, mas Carter o rasgou antes que ele pudesse assinar.[107] Em 20 de outubro no Bound for Glory, Styles derrotado Bully Ray em uma luta sem desqualificações, apesar da interferência dos Aces & Eights e de Carter, para conquistar seu segundo TNA World Heavyweight Championship, o seu quinto título mundial da empresa em geral.[108] Styles fez sua primeira defesa do título na televisão no episódio seguinte do Impact Wrestling, derrotando Ray em uma revanche após uma interferência de Mr. Anderson. Após a luta, Styles recusou a nova oferta de contrato de Carter e fez seu pagamento, tendo o título mundial e deixando a TNA.[109] Em 29 de outubro de 2013, Carter vagou o TNA World Heavyweight Championship, mas Styles continuou a defender o Campeonato Mundial dos Pesos-Pesados da TNA em outras empresas.[110][111][112]

Empresas mexicanas e japonesas (2006–2013)[editar | editar código-fonte]

Em 17 de setembro de 2006, no Verano de Escándalo, Styles fez sua estreia pela promoção mexicana Asistencia Asesoría y Administración (AAA), como parte de um acordo entre TNA e AAA. A equipe TNA (AJ Styles, Homicide, Low Ki e Samoa Joe) derrotou os Vipers Revolution (Abismo Negro, Charly Manson, Electroshock e Histeria), nas semifinais de um torneio, e posteriormente, derrotaram os The Mexican Powers (Crazy Boy, Joe Lider e Juventud Guerrera) na final. A próxima aparição de Styles na AAA foi em 16 de dezembro de 2011, no Guerra de Titanes, e como parte do enredo da invasão da TNA, Styles enfrentou El Mesías em uma luta para ganhar uma chance de disputar o Megacampeonato Unificado de Peso Completo de AAA, mas não teve sucesso.

Em 3 de novembro de 2013, Styles voltou a AAA a defender com sucesso o TNA World Heavyweight Championship (que tinha sido desocupado pela presidente da TNA Dixie Carter poucos dias antes) em uma revanche contra El Mesías.[113]

Retorno para a ROH (2014–2016)[editar | editar código-fonte]

Depois de sair da TNA em dezembro de 2013, Styles anunciou ter concordado em lutar na gravação de televisão de sua antiga empresa ROH como um agente livre.[114] Mais tarde, foi relatado que AJ Styles faria mais aparências na ROH.[11] Em 4 de janeiro de 2014, na gravação do Ring of Honor Wrestling, Styles derrotou Roderick Strong na sua luta de retorno.[115] Em 21 de fevereiro de 2014, no ROH 12th Anniversary Show, Styles derrotou Jay Lethal.[116] Em 3 de março de 2014, no evento Flyin' High, Styles derrotou Chris Hero por submissão.[117] Styles retornou para a Ring of Honor para os eventos do The Death Before Dishonor, derrotando Kyle O'Reilly e Cedric Alexander em diferentes noites. No show da Ring of Honor All Star Extravaganza, AJ derrotou Adam Cole. Em 1 de março de 2015, Styles derrotou ACH no 13th Anniversary Show.

New Japan Pro Wrestling (2014–2016)[editar | editar código-fonte]

Bullet Club (2014–2016)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Bullet Club

Em 27 de março de 2014, foi relatado que Styles tinha assinado um contrato com a New Japan Pro Wrestling (NJPW).[118] A estreia de Styles aconteceu em 6 de abril no Invasion Attack 2014, onde ele atacou o IWGP Heavyweight Champion Kazuchika Okada depois de sua luta e o colocou para fora com o Styles Clash. Styles então, desafiou Okada para um combate pelo título, antes de revelar-se como o mais novo membro do Bullet Club, se estabelecendo como um vilão no processo.[119][120]

Styles (no centro, sendo levantado) celebrando com o Bullet Club depois de vencer o IWGP Heavyweight Championship em fevereiro de 2015.

Styles lutou seu primeiro combate sob contrato com a NJPW em 3 de maio no Wrestling Dontaku 2014, onde derrotou Okada com a ajuda de Yujiro Takahashi para se tornar o novo IWGP Heavyweight Champion.[121] Styles é apenas o sexto campeão Gaijin (não-japonês) que conquistou o título.[122][123] Em 17 de maio, Styles fez sua primeira defesa de título bem sucedida em uma luta triple threat contra Okada e Michael Elgin no evento coo-produzido NJPW/ROH War of the Worlds em New York City.[124] Em 25 de maio no Back to the Yokohama Arena, Styles derrotou Okada para sua segunda defesa de título bem sucedida.[125][126] Styles sofreu sua primeira derrota na NJPW em 21 de julho, quando foi derrotado por Okada em sua primeira luta no torneio 2014 G1 Climax.[127] Em todas as suas lutas no torneio, Styles perdeu apenas uma, mas não conseguiu avançar para a final, devido à sua perda para Okada.[128][128][129][129] Em 13 de outubro, no King of Pro-Wrestling, Styles perdeu o IWGP Heavyweight Championship para Hiroshi Tanahashi em sua terceira defesa, depois de Yoshitatsu impedir o mais novo membro do Bullet Club Jeff Jarrett, de interferir na luta.[130][131]

Isso levou a um combate em 8 de novembro no Power Struggle, onde Styles derrotou Yoshitatsu com a ajuda de Jarrett. Após a luta, Styles foi confrontado por Tetsuya Naito.[132] Durante a luta, Yoshitatsu quebrou legitimamente o pescoço em um Styles Clash, levando a NJPW empurrar Styles como um "assassino" e o Styles Clash como uma manobra controversa.[133][134] No final do mês, Styles entrou no 2014 World Tag League, ao lado de Yujiro Takahashi.[135] Apesar de uma vitória sobre os detentores do IWGP Tag Team Championship e companheiros de Bullet Club Doc Gallows e Karl Anderson,[136] Styles e Takahashi falharam em avançar no bloco deles com quatro vitórias e três derrotas devido a perda para Kazuchika Okada e Yoshi-Hashi no dia final.[137] Styles e Naito se enfrentaram em 4 de janeiro de 2015, no The New Beginning in Osaka, em uma luta onde Styles foi vitorioso.[138][139] No dia seguinte, Styles iria brigar novamente pelo IWGP Heavyweight Championship, quando fez o pin em Tanahashi em uma luta tag team de oito homens, com a luta entre os dois pelo título sendo marcada pro The New Beginning em Osaka.[140] Em 11 de fevereiro, Styles derrotou Tanahashi para ganhar o IWGP Heavyweight Championship pela segunda vez.[141][142] Ele fez sua primeira defesa do título em 5 de abril no Invasion Attack 2015, onde derrotou o vencedor do New Japan Cup de 2015, Kota Ibushi.[143][144] Seu reinado de cinco meses acabou no dia 5 de julho, em sua segunda defesa do título no Dominion 7.5 in Osaka-jo Hall, quando ele foi derrotado por Kazuchika Okada.[145][146] De 20 de julho a 14 de agosto, Styles fez parte do G1 Climax de 2015.[147] Styles entrou no último dia com chance de avançar em seu bloco, mas uma perda para Hiroshi Tanahashi custou a ele um lugar na fina, o levando a terminar com seis vitórias e três derrotas.[148] Em 12 de outubro no King of Pro-Wrestling, Styles recebeu sua revanche pelo IWGP Heavyweight Championship, mas foi novamente derrotado por Okada.[149]

Em novembro, Styles entrou na rota pelo IWGP Intercontinental Championship quando ele desafiou Shinsuke Nakamura para uma luta pelo título.[150] Mais tarde naquele mês, Styles foi forçado a sair do World Tag League de 2015, onde ele fazia equipe com Yujiro Takahashi, depois de sofrer uma lesão nas costas.[151] Styles retornou para os ringues da NJPW em 4 de janeiro de 2016 no Wrestle Kingdom 10 in Tokyo Dome, onde ele desafiou Shinsuke Nakamura sem sucesso pelo IWGP Intercontinental Championship.[152] Horas após a luta de Styles no Wrestle Kingdom 10, foi reportado que Styles havia notificado a NJPW na manhã do dia 4 de janeiro, que ele sairia da promoção e iria assinar com a WWE.[153][154] No dia seguinte, Styles fez sua última aparição na NJPW, onde o resto do Bullet Club se virou contra ele com Kenny Omega se tornando o novo líder do grupo.[155]

World Wrestling Entertainment / WWE[editar | editar código-fonte]

The Club e rivalidade com John Cena (2016)[editar | editar código-fonte]

Depois de semanas de especulação sobre Styles deixar a NJPW para ir para WWE,[156][157][158] em 20 de janeiro de 2016 foi confirmado que ele havia assinado com a promoção americana.[159] Antes de assinar, Styles também esteve em negociações com a Total Nonstop Action Wrestling (TNA) para reassinar com a promoção e trazer consigo Doc Gallows e Karl Anderson.[160]

Styles fez sua estreia WWE em 24 de janeiro na 2016 no Royal Rumble durante a luta homônima, entrando em terceiro. Ele eliminou Tyler Breeze e Curtis Axel (este último com a ajuda de Roman Reigns), sendo eliminado mais tarde por Kevin Owens depois de vinte e oito minutos.[161]

Na noite seguinte, ele fez sua estreia no Raw, onde venceu Chris Jericho; após a luta, eles apertaram as mãos.[162] Os dois tiveram uma revanche no SmackDown de 11 de fevereiro, onde Jericho o derrotou.[163] No Raw de quatro dias depois, Styles desafiou Jericho a um terceiro confronto entre eles, agora no Fastlane, que Jericho aceitou no SmackDown de 18 de fevereiro.[164][165] No evento, Styles venceu por submissão. Depois do combate, os dois mais uma vez apertaram as mãos em sinal de respeito.[166]

Styles em um evento ao vivo em abril de 2016.

Depois do Fastlane, Styles e Jericho passaram a formar uma equipe chamada "Y2AJ". No Raw de 29 de fevereiro, os dois derrotaram os campeões de duplas The New Day. Depois da luta, Styles e Jericho os desafiaram pelos títulos.[167] A Y2AJ não conseguiu vencer o campeonato no Raw de 7 de março. Após a luta, Jericho atacou Styles, virando um vilão no processo.[168] Jericho afirmou que ele estava cansado de fãs cantando para Styles e não para ele. No Raw de 21 de março, Styles, desafiou Jericho para uma luta no WrestleMania 32, que Jericho se recusou, afirmando que ele preferia ver o show da platéia em vez de enfrentá-lo.[169] Uma semana depois, no Raw de 28 de março, durante o combate de Jericho com Zack Ryder, Styles o distraiu, fazendo com que Jericho perdesse. Irritado com isso, Jericho aceitou o desafio de Styles.[170] No WrestleMania, Jericho venceu o combate.[171]

Na noite seguinte, no Raw de 4 de abril, Styles foi colocado por Shane McMahon em uma luta fatal 4-way para determinar o desafiante ao WWE World Heavyweight Championship de Roman Reigns no Payback. Mais tarde naquela noite, Styles derrotou Kevin Owens, Cesaro e Jericho, ganhando a oportunidade pelo título.[172] Na semana seguinte, Styles venceu Sami Zayn para manter sua posição de desafiante.[173] No Payback, Styles chegou a derrotar Reigns por contagem e por desqualificação; no entanto, Shane e Stephanie McMahon transforam a luta em um combate sem contagens e sem desqualificações, respectivamente. Mesmo após as interferências de Karl Anderson e Luke Gallows a seu favor, Styles acabou perdendo a luta.[174] No final do show, foi anunciado que Styles e Reigns se enfrentariam novamente pelo título mundial no Extreme Rules em uma luta de mesmo nome. Mais uma vez com as interferências de Anderson e Gallows a seu favor, Styles foi derrotado.[175]

No Raw de 30 de maio, Styles interrompeu o discurso de John Cena, que estava retornando de uma lesão, para dar boas-vindas a ele, apenas para atacá-lo depois junto com Anderson e Gallows, tornando Styles em um vilão no processo.[176] Em 3 de junho, foi anunciado através do WWE.com que Styles enfrentaria Cena no Money in the Bank.[177] No evento, Styles derrotou Cena com a ajuda de Anderson e Gallows.[178] No Raw de 4 de julho, a The Club novamente atacou Cena, que foi salvo por Enzo Amore e Big Cass. Posteriormente, foi marcado um combate de trios entre as duas equipes no Battleground. Em 19 de julho, no Draft, Styles foi transferido para o SmackDown.[179] No pay-per-view, a equipe de Cena saiu vencedora.[180] Após Cena aceitar o desafio de Styles para mais uma luta, ele o derrotou no SummerSlam.[181][182]

Campeão da WWE (2016–2017)[editar | editar código-fonte]

Devido à sua vitória no SummerSlam, Styles exigiu uma nova chance pelo WWE World Championship. No entanto, no SmackDown de 23 de agosto o gerente geral Daniel Bryan marcou uma luta entre Styles e o ex-desafiante ao título Dolph Ziggler para aquele noite caso Styles vencesse, ele enfrentaria Dean Ambrose pelo título mundial no Backlash; caso contrário, tanto ele como Ziggler seriam os desafiantes. Mais tarde no programa, Styles venceu o combate, ganhando assim a chance pelo Campeonato Mundial da WWE no Backlash,[183] onde Styles venceu o título depois de derrotar Ambrose.[184]

Styles como campeão da WWE em dezembro de 2016.

No SmackDown de 13 de setembro, Cena retornou e anunciou sua intenção de conquistar o WWE World Championship pela décima sexta vez. Depois que Ambrose também apareceu e invocou sua cláusula de revanche, Shane McMahon marcou uma luta triple threat pelo título entre os três no No Mercy.[185] Antes disso, Styles fez sua primeira defesa do cinturão no SmackDown de 27 setembro, onde derrotou Ambrose depois de uma distração causada por Cena.[186] No No Mercy, ele mais uma vez conseguiu manter o título contra os dois.[187]

No SmackDown de 11 de outubro, Styles foi derrotado por James Ellsworth depois do árbitro especial Dean Ambrose lhe custar a luta.[188] Bryan então deu a Ellsworth uma chance pelo Campeonato Mundial da WWE contra Styles no SmackDown de 18 de outubro, onde Styles perdeu por desqualificação.[189] Na semana seguinte, Ambrose derrotou Styles por desqualificação quando Ellsworth atacou Styles.[190] Uma semana depois, Ambrose venceu mais uma vez Styles depois dele ser distraído por Ellsworth, dando a Ambrose uma chance ao Campeonato Mundial.[191] Shane McMahon marcou o novo confronto entre os dois no TLC: Tables, Ladders & Chairs em uma luta homônima.[192] Antes disso, Styles fez equipe com Ambrose, McMahon, Randy Orton e Bray Wyatt para derrotar o time Raw (Kevin Owens, Chris Jericho, Roman Reigns, Braun Strowman e Seth Rollins) no Survivor Series.[193] No TLC, Styles manteve o título contra Ambrose depois de Ellsworth traí-lo, jogando ele da escada e permitindo que Styles pegasse o título.[194] No SmackDown de 6 de dezembro, Ellsworth explicou que ele ajudou Styles porque queria uma chance para derrotá-lo novamente, desta vez pelo WWE Championship.[195] Shane McMahon concedeu uma luta pelo título a Ellsworth no programa seguinte. Entretanto, a oportunidade foi adiada duas vezes, primeiro devido a uma lesão de Styles e depois por Ellsworth estar resfriado.[196][197] O combate entre eles aconteceu em 20 de dezembro, durante o qual Styles derrotou facilmente Ellsworth em menos de um minuto.[198]

Uma semana antes, no SmackDown de 13 de dezembro, Dolph Ziggler derrotou Ambrose, The Miz e Luke Harper para também ganhar uma chance pelo então renomeado WWE Championship, durante o episódio de 27 de dezembro.[199][200] Na semana seguinte, Baron Corbin confrontou Ziggler, chamando-o indigno de uma disputa de título. Depois de uma luta entre eles que acabou sem vencedor, Styles atacou Ziggler e Corbin com uma cadeira. Daniel Bryan então marcou Styles para defender o título contra ambos em 27 de dezembro.[198] Styles manteve o título e então foi então confrontado por John Cena, que tinha retornado esse episódio, e o desafiou pelo título no Royal Rumble,[201] onde Styles perdeu o título para Cena, terminando assim seu reino em 140 dias.[202]

Campeão dos Estados Unidos (2017)[editar | editar código-fonte]

No episódio de 11 de abril do SmackDown, Styles derrotou Baron Corbin e Sami Zayn para se tornar o candidato número um do United States Championship. No Backlash, Styles perdeu sua luta contra Kevin Owens, válida pelo título americano por contagem depois que Owens ficou com a perna de Styles presa na mesa dos comentaristas.[203] No Money in the Bank, Styles não teve sucesso em ganhar a pasta do Money In The Bank. Depois de Styles se tornar novamente o competidor número um do campeonato de Owens, uma disputa de título foi marcada para o Battleground. No entanto, Styles derrotou Owens durante um evento ao vivo da WWE no Madison Square Garden em 7 de julho para capturar o Campeonato dos Estados Unidos pela primeira vez em sua carreira.No Battleground, em 23 de julho, Styles perdeu o título para Owens, mas recuperou dois dias depois no SmackDown em uma luta tripla envolvendo também o retorno de Chris Jericho, tornando-se assim duas vezes campeão dos Estados Unidos. No SummerSlam, Styles derrotou Owens para manter o título com Shane McMahon como o árbitro da luta.[204] Depois de mais uma vez derrotar Owens dois dias depois no SmackDown, Styles reviveu o desafio aberto de John Cena, defendendo com sucesso o título duas vezes no SmackDown contra Tye Dillinger, que também estava em rivalidade com Baron Corbin sobre quem deve responder ao desafio de Styles, levando a uma luta tripla no Hell in a Cell, onde Styles perdeu o título para Corbin, terminando seu reinado em 75 dias.[205]

Depois de não conseguir recuperar o título de Corbin no SmackDown, Styles começou uma rivalidade com o atual campeão da WWE, Jinder Mahal, confrontando-o e atacando-o.

Recorde como campeão da WWE (2017–2018)[editar | editar código-fonte]

No episódio de 7 de Novembro do SmackDown em Manchester, na Inglaterra, Styles derrotou o campeão da WWE Jinder Mahal e ganhou o título no que marcou a primeira vez que o título mudou de mãos no SmackDown desde setembro de 2003.[206] Com a vitória, Styles substituiu Mahal no "campeão contra campeão", no Survivor Series contra o WWE campeão Universal Brock Lesnar, onde perdeu.[207] No Clash of Champions, Styles derrotou Mahal por submissão em sua primeira defesa de título.[208]

A próxima rivalidade de Styles veio contra Kevin Owens e Sami Zayn, com quem ele perdeu os jogos consecutivos devido a interferência, o que levou a uma luta handicap no Royal Rumble, que Styles venceu.[209] Styles, então, defendeu com sucesso o título contra Zayn, Owens, John Cena, Dolph Ziggler e Baron Corbin em uma luta de seis homens.[210]

Logo depois, Styles iniciou uma rivalidade com Shinsuke Nakamura, que venceu o Royal Rumble e escolheu desafiá-lo na WrestleMania 34. No evento, em 8 de abril, Styles derrotou Nakamura para reter o WWE Championship, e após a partida, Styles foi submetido a um golpe baixo por seu oponente, transformando Nakamura em heel e esquentando sua rivalidade. Styles iria manter o seu título contra Nakamura em três eventos diferentes: Greatest Royal Rumble por dupla contagem, Backlash em uma partida sem desclassificação que terminou sem contagem e Money in the Bank, onde Styles terminou a disputa depois de ganhar a Last Man Standing Match. Depois de uma defesa bem-sucedida contra Rusev, no Extreme Rules, Styles tornou-se o Campeão da WWE mais antigo na história do SmackDown, superando o recorde de 280 dias estabelecido por John Bradshaw Layfield.[211]

Styles então defendeu o título contra Samoa Joe no SummerSlam, perdendo por desqualificação, porém, mantendo o título. A rivalidade de Styles e Joe continuou, levando a uma revanche no Hell in a Cell, onde Styles derrotou Joe de forma controversa para manter o título; Styles submeteu Joe durante uma contagem, no entanto, o árbitro não viu a submissão aplicada por Joe e permitiu que Styles retivesse o título. Como resultado, Styles e Joe se enfrentaram novamente em um combate sem desqualificação no Super Show-Down, onde Styles derrotou Joe por submissão para manter o título. Depois que Daniel Bryan derrotou The Miz em um combate para obter o desafiante número um pelo título da WWE, foi anunciado que Styles defenderia o título contra Bryan no Crown Jewel. No entanto, depois de uma troca acalorada entre Styles e Bryan no episódio de 30 de outubro do SmackDown, o comissário Shane McMahon agendou sua luta pelo título naquela noite, onde Styles reteve o campeonato por submissão. Após o jogo, ambos foram atacados por Samoa Joe. Enfurecido, Styles exigiu que Joe o enfrentasse no Crown Jewel, que mais tarde foi oficializada a luta. No evento, Styles derrotou Joe.[212] Em 7 de novembro, Styles superou a marca de 365 dias de seu título, tornando-se o oitavo homem a ter o título da WWE por um reinado contínuo de um ano inteiro.[213]

Ele perdeu o título para Daniel Bryan, no episódio de 13 de novembro do SmackDown.[214]

Outras mídias[editar | editar código-fonte]

Styles ajudou a desenvolver o primeiro jogo eletrônico da TNA, conhecido como TNA Impact!, e também ajudou a desenvolver o Pro Wrestling X com a Wrestling Gamers United.[215]

Em 2004, a TNA lançou o Phenomenal: The Best of A.J. Styles, um DVD cobrindo as melhores lutas de Styles. Em 2007, a TNA lançou uma sequência do DVD, Phenomenal: The Best of A.J. Styles Volume 2. Além disso, a Ring of Honor lançou dois DVDs que cobrem seu início de carreira na empresa. Evolution of a Phenom: The Best of AJ Styles abrange desde a sua estreia até meados de 2003. The Phenomenon Continues: The Best of AJ Styles Vol. 2 começa onde o último parou, cobrindo desde meados de 2003 até sua partida com CM Punk no ROH Second Anniversary Show, em 2004 (sua segunda e última luta antes de sair ROH em 2004). Ele também se sentou para uma entrevista ao lado de Christopher Daniels para a série "Straight Shootin" da ROH.

Ele também foi destaque no programa Made da MTV, tentando ajudar uma jovem colegial a se tornar um lutador profissional ao lado de Taylor Wilde e The Beautiful People (Angelina Love e Velvet Sky).

Ele também foi mencionado na música "Scatterbrain" do Insane Clown Posse fora de seu EP de 2007, Eye of the Storm.

Em 2010, Styles foi classificado em primeiro lugar na classificação da Pro Wrestling Illustrated sobre os 500 melhores lutadores do ano, sendo o primeiro lutador da TNA a atingir esse posto.[216]

Em uma entrevista em um podcast posterior com Brady Hicks, um Styles aparentemente frustrado disse várias coisas extremamente críticas sobre a TNA como um produto, algumas das recentes decisões da empresa e movimentos de pessoal, incluindo a decisão de ter que ceder o TNA World Heavyweight Championship a Rob Van Dam.[217]

Em 2011, Styles foi destaque no vídeo da música "Something to Do with Your Hands" para a cantora country Sarah Darling.[218]

Em 2012, Styles e Montell Jordan apresentaram o prêmio de Melhor Gravação do Ano de Rap/Hip Hop para a Lecrae no 43º anual GMA Dove Awards.[219]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Styles em julho de 2011.

Jones é casado com Wendy Jones.[220] Ele e Wendy tem três filhos, Ajay Covell Jones (nascido em 3 de maio de 2005), Avery Jones (nascido em 14 de fevereiro de 2007)[7][221] e Albey Jones (nascido em 15 de setembro de 2009).[222] O primeiro nome do meio da criança foi retirado do verdadeiro nome do melhor amigo de Jones e companheiro de TNA, Daniel Covell, que luta como "Christopher Daniels." A família vive em Gainesville, Geórgia.[223] Wendy é empregada como uma professora escolar.[220]

Jones é também um devoto cristão.[12][224] Ele afirma que em sua vida: "É Deus em primeiro lugar e em segundo a família".[220]

Ele é um ávido jogador de jogos eletrônicos, e ele mencionou em uma entrevista com a PowerSlam Mag que ele não gosta da série WWE SmackDown vs. Raw e os únicos jogos que ele gosta são os jogos de wrestling do velho Nintendo 64 AKI. Ele também afirmou que o seu jogo de luta favorito é o japonês Virtual Pro Wrestling 2 para o Nintendo 64. Jones também revelou no site oficial da TNA, no lançamento do vídeo para o Phenomenal: The Best of A.J. Styles Volume 2, e em uma entrevista com jornalistas da New Zealand Pro Wrestling que ele cresceu em uma família pobre e que eles não podiam pagar TV a cabo enquanto ele estava crescendo, o que resultou em ele ser incapaz de assistir wrestling profissional.[224]

Em 2010, Jones adquiriu uma grande tatuagem no lado direito de seu torso que lê "AJ 05-03-05 02-14-07 09-15-09", que representa as iniciais e as datas de nascimento de seus três filhos.[225]

No wrestling[editar | editar código-fonte]

Styles se preparando para realizar o Styles Clash em Matt Hardy.
Styles aplicando o Styles Clash.
Styles aplicando um figure-four leglock em Kurt Angle.
Styles realizando um enzuguri em Matt Morgan.
Styles realizando um Pelé Kick em Mr. Anderson.
Styles participando de uma luta Ultimate X.

Títulos e prêmios[editar | editar código-fonte]

Styles como campeão dos pesos-pesados da IWGP em fevereiro de 2015.

A Ring of Honor já não reconhece esse reinado seguindo a separação feita pela Total Nonstop Action Wrestling devido a controvérsia de Rob Feinstein.

A TNA só reconhece o segundo reinado como campeão mundial dos pesos-pesados de Styles até o dia 29 de outubro de 2013, embora ele continuou a defender o título em outras promoções.

Referências

  1. a b Phenomenal: The Best of A.J. Styles: Volume 2 (DVD). TNA Home Video. 2007 
  2. Predefinição:Obito=brigo com i crackweb
  3. Powell, Jason (26 de janeiro de 2010). «Torch Talk Flashback: A.J. Styles (2002) – talks brief WCW run, trying out for WWE in front of Ric Flair, origins in wrestling». PWTorch. Consultado em 27 de janeiro de 2010 
  4. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj «A.J. Styles profile». Online World of Wrestling. Consultado em 18 de agosto de 2008. Arquivado do original em 14 de maio de 2007 
  5. a b c «A.J Styles bio». TNA Wrestling. Consultado em 18 de agosto de 2008. Arquivado do original em 19 de maio de 2011 
  6. a b «AJ Styles Profile». WWE. Consultado em 4 de dezembro de 2016 
  7. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am Milner, John. «A.J. Styles' bio». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 15 de julho de 2008 
  8. «Intelius search». Intelius. Consultado em 22 de agosto de 2011 
  9. «Official website». AJStyles.Org. Consultado em 22 de agosto de 2011 
  10. «AJ's Schedule». Ajstyles.org. 2014. Consultado em 17 de junho de 2014 
  11. a b Johnson, Mike (30 de dezembro de 2013). «AJ Styles - Ring Of Honor Update And More Roh News». PWInsider.com. Consultado em 17 de junho de 2014 
  12. a b Clevett, Jason (30 de maio de 2003). «AJ Styles: Southern Gentleman and a star». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 19 de agosto de 2008 
  13. «ROH - ROH Time to Man Up DVD Review» 
  14. Clevett, Jason (4 de junho de 2004). «TNA: Second anniversary nothing special». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  15. a b Roopansingh, Jaya (29 de julho de 2004). «TNA: Ultimate X marks co-champions». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  16. Roopansingh, Jaya (9 de setembro de 2004). «TNA Wednesdays end with a whimper». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  17. a b c Clevett, Jason (8 de novembro de 2004). «Victory Road bombs». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  18. Clevett, Jason (17 de janeiro de 2005). «New Resolution needed by TNA». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  19. a b c Sokol, Chris (26 de janeiro de 2005). «Impact: Hardy goes into the Abyss». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  20. a b Clevett, Jason (14 de fevereiro de 2005). «Iron Man steals Against All Odds». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  21. a b c d Sokol, Chris (14 de março de 2005). «Destination X: Overbooked but fun». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  22. Clevett, Jason (25 de abril de 2005). «Lockdown lacks». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  23. a b Clevett, Jason (16 de maio de 2005). «Styles ends Jarrett's reign at Hard Justice». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  24. «Looking at: TNA Hard Justice». Power Slam. SW Publishing. pp. 24–25. 132  accessed 2009-01-12
  25. Clevett, Jason (20 de junho de 2005). «Raven crowned king at Slammiversary». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  26. LaCroix, Corey David (15 de agosto de 2005). «TNA makes a great Sacrifice». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  27. LaCroix, Corey David (12 de setembro de 2005). «Unbreakable an astounding PPV». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  28. a b Schramm, Chris (18 de junho de 2009). «Daniels feels Detroit's economy won't hurt this Sunday's PPV». Slam! Sports. Canadian Online Explorer. Consultado em 10 de março de 2012 
  29. a b Sokol, Chris (22 de dezembro de 2006). «Impact: Santa, pogo sticks and an ankle lock». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  30. a b c Sokol, Chris (15 de janeiro de 2007). «Cage, Angle on top after Final Resolution». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  31. Sokol, Chris (12 de março de 2007). «Samoa Joe denied at Destination X». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  32. Sokol, Chris (16 de março de 2007). «Impact: Lockdown captains assemble their teams». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  33. Sokol, Chris (16 de março de 2007). «Lockdown pulled down by gimmick matches». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  34. Sokol, Chris (1 de junho de 2007). «Impact: Styles sneaks by Tomko». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  35. Sokol, Chris (16 de julho de 2007). «Victory Road full of surprises». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  36. Sokol, Chris (10 de setembro de 2007). «No Surrender delivers on Angles and a new TV deal». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  37. Sokol, Chris (15 de outubro de 2007). «Angle gets stung at Bound For Glory». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  38. Sokol, Chris (2 de novembro de 2007). «Impact: Styles/Tomko-LAX deliver great main event». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  39. a b Sokol, Chris (12 de novembro de 2007). «Booker T the surprise, but Angle still champ after Genesis». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  40. a b Sokol, Chris (28 de dezembro de 2007). «Impact: Booker and Christian team up». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  41. Xamin, Mark (6 de janeiro de 2008). «Styles sides with Angle costing Cage at Final Resolution». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  42. Sokol, Chris (15 de fevereiro de 2008). «Impact: Love is in the air». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  43. Sokol, Chris (29 de fevereiro de 2008). «Impact: Angle takes down Nash». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  44. Sokol, Chris (18 de abril de 2008). «Impact: New champs and nonsense». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  45. Sokol, Chris (23 de maio de 2008). «Impact: Angle and Styles clash». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  46. a b Sokol, Chris (30 de maio de 2008). «Impact: Cage, Rhino advance to KOTM». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  47. Waldman, Jon (8 de junho de 2008). «Slammiversary: No gimmicks needed for thumbs up PPV». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  48. Sokol, Chris (15 de agosto de 2008). «Impact: Styles wins gold». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  49. Sokol, Chris (22 de agosto de 2008). «Impact: Styles reaches gold again». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  50. Sokol, Chris; Sokol, Brian (13 de outubro de 2008). «Sting takes title at Bound for Glory». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  51. a b Sokol, Chris (24 de outubro de 2008). «Impact: Main Event Mafia takes over Sin City». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  52. a b Sokol, Chris (31 de outubro de 2008). «Impact: Steiner joins the mafia». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  53. Sokol, Chris; Sokol, Brian (9 de novembro de 2008). «Turning Point: Mafia gains momentum». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de novembro de 2008 
  54. Martin, Adam (7 de dezembro de 2008). «Final Resolution PPV Results – 12/7/08 – Orlando, FL». WrestleView. Consultado em 26 de fevereiro de 2010 
  55. a b Martin, Adam (8 de fevereiro de 2009). «TNA Against All Odds Results – 2/8/09». WrestleView. Consultado em 26 de fevereiro de 2010 
  56. Martin, Adam (24 de maio de 2009). «Sacrifice PPV Results – 5/24/09». WrestleView. Consultado em 26 de fevereiro de 2010 
  57. Martin, Adam (21 de junho de 2009). «Slammiversary PPV Results – 6/21/09». WrestleView. Consultado em 26 de fevereiro de 2010 
  58. Martin, Adam (21 de junho de 2009). «Victory Road PPV Results – 7/19/09». WrestleView. Consultado em 26 de fevereiro de 2010 
  59. Boutwell, Josh (31 de julho de 2009). «Impact Results – 7/30/09». WrestleView. Consultado em 26 de fevereiro de 2010 
  60. Boutwell, Josh (7 de agosto de 2009). «Impact Results – 8/6/09». WrestleView. Consultado em 26 de fevereiro de 2010 
  61. Boutwell, Josh (14 de agosto de 2009). «Impact Results – 8/13/09». WrestleView. Consultado em 26 de fevereiro de 2010 
  62. «Impact! Results» 
  63. «Sacrifice 2010 Results» 
  64. Keller, Wade (10 de fevereiro de 2012). «Keller's TNA Impact Wrestling blog 2/9: Evaluating the final Against All Odds PPV hype, Garett the future of the business?». Pro Wrestling Torch. Consultado em 12 de fevereiro de 2012 
  65. Caldwell, James (12 de fevereiro de 2012). «Caldwell's TNA Against All Odds PPV results 2/12: Ongoing "virtual time" coverage of live PPV - Roode-Hardy-Storm-Ray TNA Title main event». Pro Wrestling Torch. Consultado em 12 de fevereiro de 2012 
  66. Turner, Scott (24 de fevereiro de 2012). «Turner's TNA Impact report 2/23: Sting says he's "done," NFL star involved in main event, TV & Tag Title matches». Pro Wrestling Torch. Consultado em 6 de março de 2012 
  67. Turner, Scott (2 de março de 2012). «Turner's TNA Impact report 3/1: Team Roode vs. Team Storm six-man tag match, Angle explains Hardy feud, M.I.A. Abyss». Pro Wrestling Torch. Consultado em 6 de março de 2012 
  68. Turner, Scott (9 de março de 2012). «Turner's TNA Impact Wrestling report 3/9: Garett & Hardy vs. Angle & Gunner main event, Anderson returns, Abyss's "brother" emerges, X Title match, one title change». Pro Wrestling Torch. Consultado em 9 de março de 2012 
  69. Caldwell, James (18 de março de 2012). «Caldwell's TNA Victory Road PPV results 3/18: Ongoing "virtual time" coverage of live PPV - Sting-Roode main event, Angle-Hardy, Storm-Ray». Pro Wrestling Torch. Consultado em 18 de março de 2012 
  70. Caldwell, James (15 de abril de 2012). «Caldwell's TNA Lockdown PPV results 4/15: Ongoing "virtual time" coverage of live PPV - Roode-Storm main event, Angle-Hardy, Lethal Lockdown opener». Pro Wrestling Torch. Consultado em 15 de abril de 2012 
  71. Turner, Scott (11 de maio de 2012). «Turner's TNA Impact Wrestling results 5/10: Sacrifice lead-in, Morgan and Crimson final confrontation, James Storm update, King Mo calls out TNA Champ». Pro Wrestling Torch. Consultado em 11 de maio de 2012 
  72. Caldwell, James (13 de maio de 2012). «Caldwell's TNA Sacrifice PPV results 5/13: Ongoing "virtual time" coverage of live PPV - Roode-RVD main event, Angle-Styles, Hardy-Anderson». Pro Wrestling Torch. Consultado em 13 de maio de 2012 
  73. Boutwell, Josh (16 de maio de 2012). «Impact Results - 5/24/12». WrestleView. Consultado em 24 de maio de 2012 
  74. Caldwell, James (31 de maio de 2012). «Caldwell's TNA Impact Wrestling results 5/31: Ongoing "virtual-time" coverage of live Impact in new timeslot - Roode vs. Sting». Pro Wrestling Torch. Consultado em 31 de maio de 2012 
  75. Caldwell, James (10 de junho de 2012). «Caldwell's TNA Slammiversary PPV results 6/10: Ongoing "virtual time" coverage of live PPV - Roode vs. Sting headlines 10th Anniv. PPV». Pro Wrestling Torch. Consultado em 10 de junho de 2012 
  76. Caldwell, James (14 de junho de 2012). «Caldwell's TNA Impact Wrestling results 6/14: Ongoing "virtual-time" coverage of live Impact - TNA World Title match, Ultimate X starts the show». Pro Wrestling Torch. Consultado em 14 de junho de 2012 
  77. Caldwell, James (21 de junho de 2012). «Caldwell's TNA Impact Wrestling results 6/21: Ongoing "virtual-time" coverage of live Impact - Aries Decision 2012, BFG Series, Open Fight Night, Gut Check». Pro Wrestling Torch. Consultado em 21 de junho de 2012 
  78. Caldwell, James (28 de junho de 2012). «Caldwell's TNA Impact Wrestling results 6/28: Ongoing "virtual-time" coverage of live Impact - BFG Series, Tag Title main event». Pro Wrestling Torch. Consultado em 28 de junho de 2012 
  79. Caldwell, James (8 de julho de 2012). «Caldwell's TNA Destination X PPV results 7/8: Ongoing "virtual time" coverage of live PPV - Roode vs. Aries, new X Division champion, Angle vs. Joe». Pro Wrestling Torch. Consultado em 8 de julho de 2012 
  80. Caldwell, James (16 de agosto de 2012). «Caldwell's TNA Impact results 8/16: Ongoing "virtual-time" coverage of live Impact - Hardcore Justice fall-out, three BFG Series matches». Pro Wrestling Torch. Consultado em 22 de agosto de 2012 
  81. Caldwell, James (23 de agosto de 2012). «Caldwell's TNA Impact results 8/23: Ongoing "virtual-time" coverage of live Impact - Hogan returns, Open Fight Night». Pro Wrestling Torch. Consultado em 23 de agosto de 2012 
  82. Caldwell, James (30 de agosto de 2012). «Caldwell's TNA Impact results 8/30: Ongoing "virtual-time" coverage of live Impact - three big BFG Series matches including Styles-Joe». Pro Wrestling Torch. Consultado em 30 de agosto de 2012 
  83. Caldwell, James (9 de setembro de 2012). «Caldwell's TNA No Surrender PPV results 9/9: Ongoing "virtual time" coverage of live PPV - BFG Series finals». Pro Wrestling Torch. Consultado em 9 de setembro de 2012 
  84. Caldwell, James (13 de setembro de 2012). «Caldwell's TNA Impact results 9/13: Ongoing "virtual-time" coverage of live Impact - No Surrender fall-out, Aries-Hardy hype begins». Pro Wrestling Torch. Consultado em 13 de setembro de 2012 
  85. Caldwell, James (14 de outubro de 2012). «Caldwell's TNA Bound for Glory PPV results 10/14: Ongoing "virtual time" coverage of live PPV - Aries vs. Hardy, Storm vs. Roode». Pro Wrestling Torch. Consultado em 14 de outubro de 2012 
  86. «CALDWELL'S TNA TURNING POINT PPV RESULTS 11/11: Complete "virtual-time" coverage of Hardy-Aries, top titles at-stake» 
  87. «CALDWELL'S TNA FINAL RESOLUTION PPV RESULTS 12/9: Complete "virtual-time" coverage of Hardy vs. Roode in the main event, Aries vs. Bully» 
  88. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 12/13: Complete "virtual-time" coverage of PPV fall-out episode» 
  89. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 2/28: Complete "virtual-time" coverage of live Impact - TNA & Jeff Hardy return to Orlando; Angle unmasks A&E member, but cameraman misses the shot» 
  90. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 3/7: Complete "virtual-time" coverage of live Impact - final Lockdown PPV hype» 
  91. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 3/14: Complete "virtual-time" coverage of live Impact - Lockdown PPV fall-out from Chicago» 
  92. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 3/21: Complete "virtual-time" coverage of Impact from Chicago - new #1 contender to TNA Title, two title matches, Lockdown fall-out» 
  93. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 3/28: Complete "virtual-time" coverage of Open Fight Night - Hardy vs. Anderson, more» 
  94. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 4/18: Complete "virtual-time" coverage of Styles's in-ring return, live Impact fall-out» 
  95. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 5/9 (Hour 1): Ongoing "virtual-time" coverage of live Impact - Angle & Styles brawl, D-Lo Brown pouts, Knockouts tag match, more» 
  96. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 5/16: Sting & Bully contract signing, X Title match, many Slammiversary developments» 
  97. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 5/23: Complete "virtual-time" coverage of live Impact - Hogan returns home, A.J. in Aces & Eights?, final show in current timeslot» 
  98. «CALDWELL'S TNA SLAMMIVERSARY PPV RESULTS (Hour 3): Bully vs. Sting for the TNA World Title, plus Styles vs. Angle» 
  99. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 6/13: Complete "virtual-time" coverage of BFG Series qualifiers, Sting bringing back old stable, Rampage Jackson Week 2, more» 
  100. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 6/20: Complete "virtual-time" coverage of semi-live Impact - BFG Series kick-off, Open Fight Night, Sting takes out Aces & Eights, more» 
  101. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 7/4: Sabin wins X Title & tears it up with Aries, BFG Series continues, more from Vegas» 
  102. «Impact Wrestling results August 22, 2013» 
  103. a b c «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 8/29: Complete "virtual-time" coverage of Impact - Hogan returns, Styles tries to explain himself, BFG Series continues, more» 
  104. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 9/5: Complete "virtual-time" coverage of Impact - Sting vs. Bully, BFG Series, more» 
  105. a b c «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 9/12: Complete "virtual-time" coverage of "No Surrender" Impact - Bully defends TNA Title, BFG Series Finals, more» 
  106. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 9/19: Complete "virtual-time" coverage of St. Louis Impact - Dixie Carter turns heel, Mafia vs. E.G.O. main event, new KO champ, more» 
  107. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 9/26: Complete "virtual-time" coverage of live Impact - Mafia vs. Aces & Eights, Dixie-Hogan confrontation, more» 
  108. «CALDWELL'S TNA BFG PPV RESULTS 10/20 (Hour 3): Styles vs. Bully for the TNA Title, Sting vs. Magnus» 
  109. «CALDWELL'S TNA IMPACT RESULTS 10/24: Complete "virtual-time" coverage of Styles vs. Bully TNA Title re-match» 
  110. «Video: TNA President Dixie Carter announces the fate of AJ Styles and the World Heavyweight Title». Total Nonstop Action Wrestling. Consultado em 30 de outubro de 2013 
  111. «El TNA World Heavyweight Championship, en disputa en Tonalá» (em espanhol). Asistencia Asesoría y Administración. Consultado em 30 de outubro de 2013 
  112. «11.16後楽園大会にTNAよりAJスタイルズ選手参戦決定のお知らせ、およびジェフ・ジャレット氏コメント紹介» (em japonês). Wrestle-1. Consultado em 1 de novembro de 2013 
  113. «AJ Styles' first non-TNA TNA Title defense as his own sanctioning body» 
  114. «"The Phenomenal One" is Back!». Ring of Honor. Consultado em 30 de dezembro de 2013 
  115. Gee Schoon Tong, Chris (4 de janeiro de 2014). «Spoiler results - 1/4 ROH TV taping in Nashville, Tenn.: Styles & Hero return to an ROH ring, plus Final Battle fall-out». Pro Wrestling Torch. Consultado em 6 de janeiro de 2014 
  116. Johnson, Mike (21 de fevereiro de 2014). «Complete Ring of Honor 12th Anniversary coverage». Pro Wrestling Insider. Consultado em 22 de fevereiro de 2014 
  117. Mudd, Chris (22 de março de 2014). «ROH 03/22/14 Flyin High Results». pwponderings.com. Consultado em 22 de março de 2014. Arquivado do original em 24 de abril de 2014 
  118. Meltzer, Dave (27 de março de 2014). «Mar 31 2013 Wrestling Observer Newsletter: Giant issue featuring nine-page Billy Robinson bio, two weeks left until WrestleMania, line-up, all the news from around the world and more». Campbell, California. Wrestling Observer Newsletter: 47. ISSN 1083-9593. A.J. Styles has signed and is going to be given a major push as a singles headliner, to work with all the big guns, with a title shot at Kazuchika Okada coming sooner than later. 
  119. «Invasion Attack 2014». New Japan Pro Wrestling (em japonês). Consultado em 6 de março de 2014 
  120. Caldwell, James (6 de abril de 2014). «Caldwell's NJPW PPV results 4/6: Complete "virtual-time" coverage of "Invasion Attack 2014" - Nakamura regains IC Title, A.J. Styles big angle, new NWA tag champions, more». Pro Wrestling Torch. Consultado em 6 de abril de 2014 
  121. a b レスリングどんたく 2014. New Japan Pro Wrestling (em japonês). Consultado em 3 de maio de 2014 
  122. Namako, Jason (3 de maio de 2014). «AJ Styles crowned the new IWGP Heavyweight Champion». Wrestleview. Consultado em 3 de maio de 2014 
  123. «"新IWGP王者"AJスタイルズに直撃! 「もう誰にもIWGPを渡す気はない!俺が"カネの雨"を降らせるから心配するな!」». New Japan Pro Wrestling (em japonês). 12 de maio de 2014. Consultado em 12 de maio de 2014. Arquivado do original em 12 de maio de 2014 
  124. Caldwell, James (17 de maio de 2014). «Caldwell's ROH iPPV results 5/17: Complete "virtual-time" coverage of War of the Worlds - ROH Title & IWGP Title main events, new ROH tag champs, Steen vs. Nakamura, more». Pro Wrestling Torch. Consultado em 17 de maio de 2014 
  125. «Back to the Yokohama Arena». New Japan Pro Wrestling (em japonês). Consultado em 25 de maio de 2014 
  126. Caldwell, James (25 de maio de 2014). «Caldwell's NJPW iPPV results 5/25: Complete "virtual-time" coverage of live show featuring Styles vs. Okada for IWGP World Title, MOTY Contender, NWA Tag Titles, more». Pro Wrestling Torch. Consultado em 25 de maio de 2014 
  127. Caldwell, James (21 de julho de 2014). «Caldwell's NJPW G1 Climax results 7/21 (Night 1): Complete coverage of A.J. Styles vs. Okada main event, Tanahashi, Nakamura, Shelton Benjamin, Bullet Club, more». Pro Wrestling Torch. Consultado em 21 de julho de 2014 
  128. a b «バディファイトPresents G1 Climax 24». New Japan Pro Wrestling (em japonês). Consultado em 8 de agosto de 2014. Arquivado do original em 8 de agosto de 2014 
  129. a b Namako, Jason (8 de agosto de 2014). «8/8 NJPW G-1 Climax Day 11 recap (Okada/Suzuki)». Wrestleview. Consultado em 8 de agosto de 2014 
  130. «King of Pro-Wrestling». New Japan Pro Wrestling (em japonês). Consultado em 13 de outubro de 2014. Arquivado do original em 17 de outubro de 2014 
  131. «PPV results - 10/13 New Japan in Tokyo, Japan: Styles drops IWGP World Hvt. Title to Tanahashi, more title changes, former WWE star returns to New Japan, more». Pro Wrestling Torch. 13 de outubro de 2014. Consultado em 13 de outubro de 2014 
  132. «Power Struggle». New Japan Pro Wrestling (em japonês). Consultado em 8 de novembro de 2014. Arquivado do original em 11 de novembro de 2014 
  133. Caldwell, James (25 de novembro de 2014). «NJPW news: Yoshitatsu injury update - could be out one year». Pro Wrestling Torch. Consultado em 9 de janeiro de 2015 
  134. Meltzer, Dave (3 de janeiro de 2015). «New Japan Wrestle Kingdom 9 live results and recap: Tanahashi vs. Okada, Ibushi vs. Nakamura plus 4 way juniors tag». Wrestling Observer Newsletter. Consultado em 9 de janeiro de 2015. They are putting over the Styles clash as being controversial and using the neck injury to Yoshitatsu to make Styles out to be a killer. 
  135. «『World Tag League 2014』出場チーム&公式戦が決定! 棚橋はヨシタツとタッグ結成! 桜庭、AJ、柴田、ROH、NWAも参戦!». New Japan Pro Wrestling (em japonês). 11 de novembro de 2014. Consultado em 5 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 12 de novembro de 2014 
  136. «World Tag League 2014». New Japan Pro Wrestling (em japonês). Consultado em 5 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 10 de dezembro de 2014 
  137. «World Tag League 2014». New Japan Pro Wrestling (em japonês). Consultado em 5 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 10 de dezembro de 2014 
  138. «Wrestle Kingdom 9 in 東京ドーム». New Japan Pro Wrestling (em japonês). Consultado em 4 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 4 de janeiro de 2015 
  139. Caldwell, James (4 de janeiro de 2015). «Caldwell's NJPW Tokyo Dome show results 1/4: Complete "virtual-time" coverage of live Wrestle Kingdom PPV - Tanahashi vs. Okada, Bullet Club, Nakamura, Jim Ross, more». Pro Wrestling Torch. Consultado em 4 de janeiro de 2015 
  140. «棚橋vsAJのIWGP戦が正式決定! 後藤&柴田vsアンダーソン&ギャローズ、オメガvs田口の再戦も決定!【2・11大阪対戦カード】». New Japan Pro Wrestling (em japonês). 6 de janeiro de 2015. Consultado em 9 de janeiro de 2015 
  141. a b «The New Beginning in Osaka». New Japan Pro Wrestling (em japonês). Consultado em 11 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 13 de fevereiro de 2015 
  142. Caldwell, James (11 de fevereiro de 2015). «NJPW news: Bullet Club takes top titles at "New Beginning" - Styles new IWGP World Champ, other title changes». Pro Wrestling Torch. Consultado em 11 de fevereiro de 2015 
  143. «Invasion Attack 2015». New Japan Pro Wrestling (em japonês). Consultado em 5 de abril de 2015. Arquivado do original em 9 de abril de 2015 
  144. «Show results - 4/5 NJPW "Invasion Attack" in Tokyo, Japan: A.J. Styles defends IWGP World Title in main event, ROH tag teams win both Tag Titles, Bullet Club in action, more». Pro Wrestling Torch. 5 de abril de 2015. Consultado em 5 de abril de 2015 
  145. «Dominion 7.5 in Osaka-jo Hall». New Japan Pro Wrestling (em japonês). Consultado em 5 de julho de 2015. Arquivado do original em 6 de julho de 2015 
  146. Caldwell, James (5 de julho de 2015). «NJPW PPV news: Three title changes at Dominion PPV, big-time main event, ROH, headline matches for G1 Climax, more». Pro Wrestling Torch. Consultado em 5 de julho de 2015 
  147. Sempervive, Mike (18 de julho de 2015). «The Big Audio Nightmare's Guide to the annual New Japan G1 Climax». Wrestling Observer Newsletter. Consultado em 14 de agosto de 2015 
  148. «バディファイトPresents G1 Climax 25». New Japan Pro Wrestling (em japonês). Consultado em 14 de agosto de 2015 
  149. Meltzer, Dave (11 de outubro de 2015). «NJPW King of Pro Wrestling 10-11: Kazuchika Okada vs. A.J. Styles for IWGP heavyweight title». Wrestling Observer Newsletter. Consultado em 9 de novembro de 2015 
  150. Dave Meltzer, Dave (6 de novembro de 2015). «NJPW Power Struggle live results 2015: Shinsuke Nakamura vs. Karl Anderson for IC title». Wrestling Observer Newsletter. Consultado em 9 de dezembro de 2015  |last= e |author= redundantes (ajuda)
  151. Dave Meltzer, Dave (5 de dezembro de 2015). «AJ Styles officially removed from NJPW Tour». Wrestling Observer Newsletter. Consultado em 9 de dezembro de 2015  |last= e |autor= redundantes (ajuda)
  152. Dave Meltzer, Dave (3 de janeiro de 2016). «Wrestle Kingdom 10 live results: Kazuchika Okada vs Hiroshi Tanahashi». Wrestling Observer Newsletter. Consultado em 4 de janeiro de 2016  |last= e |autor= redundantes (ajuda)
  153. Rose, Bryan (4 de janeiro de 2016). «NJPW stars Nakamura, AJ Styles, Luke Gallows and Karl Anderson headed to WWE». Wrestling Observer Newsletter. Consultado em 4 de janeiro de 2016 
  154. Caldwell, James (4 de janeiro de 2016). «PWTorch Report – Four big names leaving New Japan, heading to WWE». Pro Wrestling Torch. Consultado em 4 de janeiro de 2016. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2016 
  155. Johnson, Mike (5 de janeiro de 2016). «AJ Styles & Nakamura-New Japan updates». Pro Wrestling Insider. Consultado em 5 de janeiro de 2016 
  156. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  157. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  158. «Título ainda não informado (favor adicionar)» 
  159. «MAJOR WWE SPOILER (YOU HAVE BEEN WARNED) - PWInsider.com» 
  160. «TNA releases details on A.J. Styles talks – insight on how this played out». Pro Wrestling Torch. 22 de janeiro de 2016. Consultado em 23 de janeiro de 2016. Arquivado do original em 28 de janeiro de 2016 
  161. «Rumble News – two title changes, A.J. Styles, new Divas feud, Rumble, more». Pro Wrestling Torch. Consultado em 25 de janeiro de 2016 
  162. Caldwell, James (25 de janeiro de 2016). «1/25 WWE Raw Results – CALDWELL'S Complete, Live Report» (em inglês). PW Torch. Consultado em 26 de janeiro de 2016 
  163. Kahrs, Alex. «WWE Smackdown Results - 2/11/16 (Jericho vs. Styles II)». wrestleview.com. Consultado em 18 de fevereiro de 2016 
  164. Martin, Adam. «WWE RAW Results - 2/15/16 (Big Show vs. Braun Strowman)». wrestleview.com. Consultado em 15 de fevereiro de 2016 
  165. Kahrs, Alex. «WWE Smackdown Results - 2/18/16 (Lesnar, tag main event)». wrestleview.com. Consultado em 18 de fevereiro de 2016 
  166. «AJ Styles def. Chris Jericho». WWE.com. Consultado em 22 de fevereiro de 2016 
  167. «Is Y2AJ next in line?». www.wwe.com. Consultado em 5 de março de 2016 
  168. Tedesco, Mike. «WWE RAW Results - 3/7/16 (Triple H and Ambrose collide)». wrestleview.com. Consultado em 28 de março de 2016 
  169. Caldwell, James. «3/21 WWE Raw Results – Caldwell's Complete Live Report». PWTorch.com. Consultado em 25 de março de 2016 
  170. Caldwell, James. «3/28 WWE Raw Results – CALDWELL'S Complete Live Report on final WM32 hype». Pro Wrestling Torch. Consultado em 28 de março de 2016 
  171. Caldwell, James (3 de abril de 2016). «4/3 WrestleMania 32 PPV Results – CALDWELL'S Ongoing Live Report on Main PPV» (em inglês). PW Torch. Consultado em 3 de abril de 2016 
  172. Caldwell, James. «4/4 WWE Raw Results – CALDWELL'S Complete Report on post-WM32». Pro Wrestling Torch. Consultado em 11 de abril de 2016 
  173. Caldwell, James. «4/4 WWE Raw Results – CALDWELL'S Complete Report on post-WM32». Pro Wrestling Torch. Consultado em 4 de abril de 2016 
  174. Caldwell, James (1 de maio de 2016). «5/1 WWE Payback Results – CALDWELL'S Ongoing Live Report» (em inglês). PW Torch. Consultado em 1 de maio de 2016 
  175. Caldwell, James (22 de maio de 2016). «5/22 WWE Extreme Rules PPV Results – CALDWELL'S Ongoing Live Report» (em inglês). PW Torch. Consultado em 22 de maio de 2016 
  176. Caldwell, James (30 de maio de 2016). «5/30 WWE Raw Results – CALDWELL'S Ongoing Live TV Report» (em inglês). PW Torch. Consultado em 30 de maio de 2016 
  177. Caldwell, James (3 de junho de 2016). «It's official – Franchise vs. Franchise at Money in the Bank PPV». Pro Wrestling Torch (em inglês). Consultado em 3 de junho de 2016 
  178. Caldwell, James (19 de junho de 2016). «6/19 WWE MITB PPV Results – CALDWELL'S Ongoing Live Report» (em inglês). PW Torch. Consultado em 19 de junho de 2016 
  179. «2016 WWE Draft results: WWE officially ushers in New Era» (em inglês). WWE. Consultado em 19 de julho de 2016 
  180. Caldwell, James (24 de julho de 2016). «7/24 WWE Battleground Results – CALDWELL'S Ongoing Live Report». PW Torch. Consultado em 24 de julho de 2016 
  181. Parks, Greg. «8/2 WWE Smackdown LIVE – Parks's Complete Live Report». Pro Wrestling Torch (em inglês). Consultado em 2 de agosto de 2016 
  182. Caldwell, James (21 de agosto de 2016). «8/21 WWE Summerslam Results – CALDWELL'S Ongoing Live Report» (em inglês). PW Torch. Consultado em 21 de agosto de 2016 
  183. Parks, Greg (23 de agosto de 2016). «8/23 WWE Smackdown LIVE – Parks's Complete, Real-Time Report» (em inglês). PW Torch. Consultado em 23 de agosto de 2016 
  184. a b Caldwell, James (11 de setembro de 2016). «9/11 WWE Backlash Results – CALDWELL'S Ongoing PPV Report» (em inglês). PW Torch. Consultado em 11 de setembro de 2016 
  185. Parks, Greg (13 de setembro de 2016). «9/13 WWE Smackdown LIVE – Parks's Ongoing, Real-Time Report» (em inglês). PW Torch. Consultado em 13 de setembro de 2016 
  186. Parks, Greg (27 de setembro de 2016). «9/27 WWE Smackdown LIVE – Parks's Complete, Real-Time Report» (em inglês). PW Torch. Consultado em 28 de setembro de 2016 
  187. Powell, Jason (9 de outubro de 2016). «Powell's WWE No Mercy 2016 live review: AJ Styles vs. John Cena vs. Dean Ambrose for the WWE Championship opens the show, The Miz vs. Dolph Ziggler for the IC Title or Ziggler's career» (em inglês). Pro Wrestling.Net. Consultado em 9 de outubro de 2016 
  188. Orr, James (12 de outubro de 2016). «Smackdown Live results: WWE world heavyweight champ AJ Styles SHOCKED by resident jobber James Ellsworth, Kane disappears in main event». The Sun. Consultado em 15 de outubro de 2016 
  189. Parks, Greg (18 de outubro de 2016). «10/18 WWE Smackdown LIVE – Parks's Ongoing, Real-Time Report». Pro Wrestling Torch. Consultado em 18 de outubro de 2016 
  190. Parks, Greg. «10/25 WWE Smackdown LIVE – Parks's Ongoing, Real-Time Report». Pro Wrestling Torch. Consultado em 25 de outubro de 2016 
  191. Parks, Greg. «11/1 WWE Smackdown LIVE – Parks's Complete, Real-Time Report». Pro Wrestling Torch. Consultado em 1 de novembro de 2016 
  192. Martin, Adam. «AJ Styles vs. Dean Ambrose for the WWE World Championship to headline TLC PPV on December 4 in Dallas». WrestleView. Consultado em 1 de novembro de 2016 
  193. Powell, Jason (20 de novembro de 2016). «Powell's WWE Survivor Series 2016 live review: Goldberg vs. Brock Lesnar, three Team Raw vs. Team Smackdown elimination matches, IC and WWE Cruiserweight Title matches» (em inglês). Pro Wrestling.Net. Consultado em 20 de novembro de 2016 
  194. Keller, Wade (4 de dezembro de 2016). «KELLER'S WWE TLC PPV REPORT 12/4: Ongoing results including Styles vs. Ambrose, Orton & Wyatt vs. Slater & Rhyno, Lynch vs. Bliss, Miz vs. Ziggler» (em inglês). PW Torch. Consultado em 4 de dezembro de 2016 
  195. «WWE Talking Smack Recap (12/6): Guests The Wyatt Family, Carmella, Heath Slater And Rhyno - WrestlingInc.com» 
  196. «AJ Styles Leg Injury on 'SmackDown Live': Is It Real?». 7 de dezembro de 2016 
  197. «WWE SmackDown LIVE results, Dec. 13, 2016: Dolph Ziggler becomes new No. 1 contender for WWE Championship» 
  198. a b Parks, Greg (20 de dezembro de 2016). «12/20 WWE Smackdown LIVE – Parks's Complete, Real-Time Report». Pro Wrestling Torch. Consultado em 20 de dezembro de 2016 
  199. Parks, Greg (13 de dezembro de 2014). «12/13 WWE Smackdown LIVE – Parks's Ongoing, Real-Time Report». Pro Wrestling Torch. Consultado em 14 de dezembro de 2016 
  200. «WWE Championship». WWE. Consultado em 13 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 13 de dezembro de 2016 
  201. Parks, Greg. «12/27 WWE Smackdown LIVE – Parks's Ongoing, Real-Time Report, including three title matches, John Cena's return». Pro Wrestling Torch. Consultado em 27 de dezembro de 2016 
  202. Adkins, Greg. «John Cena def. AJ Styles to win the WWE Championship». wwe.com. WWE. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  203. «Backlash 2017 review» 
  204. «Aj Styles vs Kevin Owens Results» 
  205. «Aj Styles vs Baron Corbin vs Tye Dillinger results» 
  206. «SmackDown Live November,7 review» 
  207. «Brock Lesnar vs Aj Styles results» 
  208. «Aj Styles vs Jinder Mahal results» 
  209. «Aj Styles vs Kevin Owens & Sami Zayn results» 
  210. «Six Pack Challenge Match Results» 
  211. «JBL congratulates Styles breaking WWE Championship Record» 
  212. «Aj Styles vs Samoa Joe - Crown Jewel results» 
  213. «Reflecting On AJ Styles' Yearlong Reign As WWE Champ» 
  214. «SmackDown 13-11-18 results» 
  215. «TNA Wrestlers do Motion Capture for TNA Impact Video Game». Consultado em 2 de abril de 2008 
  216. Martin, Adam (14 de julho de 2010). «AJ Styles named #1 in "PWI 500" wrestler rankings». WrestleView. Consultado em 15 de julho de 2010 
  217. Hicks, Brady (9 de agosto de 2010). «"In the Room" with AJ Styles». In the Room. Consultado em 9 de agosto de 2010 
  218. Gerweck, Steve (10 de fevereiro de 2011). «Sarah Darling Tag Teams with AJ Styles in Video». WrestleView. Consultado em 15 de fevereiro de 2011 
  219. Caldwell, James (24 de abril de 2012). «Recap of Styles on Dove Awards show». Pro Wrestling Torch. Consultado em 21 de julho de 2012 
  220. a b c Baines, Tim (13 de fevereiro de 2005). «Styles still showing he's X-cellent champ». Ottawa Sun. Consultado em 19 de agosto de 2008 
  221. Nation, Ryan. «Styles admits to Elevation X worries». Slam Wrestling Sports!. Canadian Online Explorer. Consultado em 18 de agosto de 2008 
  222. Borash, Jeremy (17 de setembro de 2009). «Jeremy Borash (JeremyBorash) on Twitter». Twitter. Consultado em 18 de setembro de 2009 
  223. Clevett, Jason (20 de abril de 2005). «AJ Styles ready for new challenges». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 19 de agosto de 2008 
  224. a b c d Cardno, James. «AJ Styles Interview». New Zealand Pro Wrestling Journalists. Consultado em 18 de agosto de 2008. Arquivado do original em 16 de outubro de 2008 
  225. Borash, Jeremy (1 de agosto de 2010). «First pic! AJ Styles got ink! Initials of his 3 sons and their birthdays». Twitter. Consultado em 2 de agosto de 2010 
  226. Shore, Chris (25 de abril de 2013). «4/25 Shore's TNA Impact Wrestling live coverage: Mickie James vs. Velvet Shy for the Knockouts Championship, AJ Styles still needs to pick a side, and Bully Ray is face-to-face with Hulk Hogan». ProWrestling.Net. Consultado em 26 de abril de 2013 
  227. Boutwell, Josh (25 de abril de 2013). «TNA Impact Wrestling Results - 4/25/13 (Bully Ray, Hogan)». Wrestleview. Consultado em 4 de maio de 2013 
  228. «411's TNA IMPACT Wrestling Report 6.13.13 posted by Larry Csonka on 06.13.2013» 
  229. Wilkenfeld, Daniel (18 de fevereiro de 2010). «Wilkenfeld's TNA Impact report 2/18: Ongoing "virtual time" coverage of Spike TV broadcast». PWTorch. Consultado em 24 de fevereiro de 2010 
  230. «WILKENFELD'S TNA IMPACT REPORT 3/4: Ongoing "virtual time" coverage of Spike TV broadcast» 
  231. «KELLER'S TNA NO SURRENDER PPV REPORT 9/14: Ongoing "virtual time" coverage of live event from Canada» 
  232. Boutwell, Josh (12 de junho de 2009). «Impact Results – 6/11/09». WrestleView. Consultado em 19 de dezembro de 2009 
  233. «A.J. Styles Says Vince Russo Got a Bad Rap posted by Jeremy Thomas on 03.22.2012». Ever so slightly there are some guys throwing in some submissions. I threw in a flying armbar ever once in a blue moon. I wish I could do that more but it doesn't seem to be the case in some of my matches. 
  234. Droste, Ryan (23 de junho de 2006). «iMPACT! Results – 6/22/06 (Tag Team Titles and X Title all on the line..)». WrestleView. Consultado em 19 de dezembro de 2009 
  235. «1PW– A Cruel Twist of Fate DVD Review». Wrestling Observer Newsletter. 5 de outubro de 2008. Consultado em 18 de agosto de 2008 
  236. a b c d e f «Tape Review: ROH, "Dissension," Jan. 28, 2006, with Styles vs. Danielson, Sydal vs. Daniels» 
  237. a b «Thunder report on March 21, 2001» 
  238. a b c d e f g h i j k l m «100 Percent Fordified: Ring of Honor AJ Styles - Styles Clash» 
  239. «Ataques de luta profissional». Wikipédia, a enciclopédia livre. 11 de junho de 2016 
  240. Ziegler, Jacob; Garoon, Brad (27 de abril de 2006). «ROH – Hell Freezes Over DVD Review». 411Mania. Consultado em 22 de março de 2010 
  241. a b c «6/9 TNA PPV review: Keller's ongoing "virtual time" coverage of live event» 
  242. a b c d e f g h i j «DVD Review: IWC, "Best of AJ Styles, 2003-04," with Sabin, Daniels, Homicide, Punk» 
  243. a b Boutwell, Josh (1 de janeiro de 2010). «Impact Results – 12/31/09». WrestleView. Consultado em 1 de janeiro de 2010 
  244. Madavi, Paul (14 de dezembro de 2005). «12/11 TNA PPV Turning Point: Madavi Breaks Down Turning Point». Pro Wrestling Torch. Consultado em 13 de julho de 2012 
  245. Hubbard, Aaron (16 de maio de 2009). «The Wrestling Bard 05.16.09: Superstar Highlight: AJ Styles». 411Mania. Consultado em 11 de outubro de 2009 
  246. a b c «Thunder report on February 21, 2001» 
  247. Martin, Adam (28 de junho de 2009). «"TNA Epics" recap for June 27, 2009». WrestleView. Consultado em 19 de dezembro de 2009 
  248. «WorldWide report on October 21, 2000» 
  249. «8/4 TNA PPV review: Raven vs. Sabu, Styles vs. Kid Kash, Russo-Dusty feud» 
  250. Ziegler, Jacob (25 de abril de 2007). «TNA – Best of the Tag Teams Volume 1 DVD Review». 411Mania.com. Consultado em 3 de maio de 2009 
  251. «Thunder report on February 14, 2001» 
  252. Martin, Adam (20 de setembro de 2009). «TNA No Surrender Results – 9/20/09». WrestleView. Consultado em 19 de dezembro de 2009 
  253. Csonka, Larry. «TNA Impact TV report». Wrestling Observer Newsletter. Consultado em 18 de agosto de 2008 
  254. «NWA 53rd Anniversary Show "Battle Of The Belts 2001"». Cagematch. Consultado em 24 de fevereiro de 2010 
  255. Keller, Wade (14 de dezembro de 2006). «TNA PPV FLASHBACK (4 Years Ago): Dec. 11, 2002 – Hennig vs. Jarrett, B.G. James, Ron Killings, Styles». PWTorch. Consultado em 24 de fevereiro de 2010 
  256. Dunn, J.D. (10 de junho de 2006). «Dark Pegasus Video Review: Ring of Honor – The Epic Encounter». 411Mania. Consultado em 24 de fevereiro de 2010 
  257. Martin, Adam (28 de agosto de 2003). «Full NWA TNA PPV Results – 8/27/03 (Styles retains NWA World Title, more)». WrestleView. Consultado em 24 de fevereiro de 2010 
  258. Keller, Wade (25 de julho de 2008). «KELLER'S TNA REPORT 5 YRS. AGO (7–23–03): Styles, D-Lo, Harley Race, Erik Watts, Ricky Morton, Zbyszko, Raven, Sting». PWTorch. Consultado em 24 de fevereiro de 2010 
  259. Caldwell, James (14 de fevereiro de 2010). «CALDWELL'S TNA AGAINST ALL ODDS PPV REPORT 2/14: Ongoing "virtual time" coverage of A.J. Styles vs. Samoa Joe, Nastys vs. 3D». PWTorch. Consultado em 14 de fevereiro de 2010 
  260. Shannon, Jay (25 de janeiro de 2010). «The Impact Insight». Online World of Wrestling. Consultado em 24 de fevereiro de 2010. Arquivado do original em 23 de outubro de 2012 
  261. Lealos, Shawn S. (12 de fevereiro de 2010). «411 PPV Preview: The Road to TNA Against All Odds 2010». 411Mania. Consultado em 24 de fevereiro de 2010 
  262. a b c d «Wrestler Entrance Music». Online World of Wrestling. Consultado em 28 de dezembro de 2009 
  263. Boutwell, Josh (29 de maio de 2009). «Impact Results – 5/28/09». WrestleView. Consultado em 24 de fevereiro de 2010 
  264. «Fortune Theme». Total Nonstop Action Wrestling. Consultado em 12 de maio de 2011. Arquivado do original em 7 de junho de 2011 
  265. «I Am I Am (AJ Styles '11 remix)». Total Nonstop Action Wrestling. Consultado em 26 de fevereiro de 2012. Arquivado do original em 29 de fevereiro de 2012 
  266. «[AUDIO] Take a Listen to AJ Styles' New Theme Song 'Evil Ways' posted by Larry Csonka on 06.03.2013» 
  267. [Q]Brick (22 de maio de 2014). «"Shot'Em" Bullet Club 2nd Theme». SoundCloud. Consultado em 10 de novembro de 2014 
  268. «待望の第3弾! 12月10日(水)発売「NJPWグレイテストミュージックIII」の収録内容が遂に決定!!». New Japan Pro Wrestling (em japonês). 11 de novembro de 2014. Consultado em 11 de novembro de 2014 
  269. Kitamura, Yonosuke. «Prowrestle theme music list». RMLabel (em japonês). Consultado em 7 de julho de 2015 
  270. «WWE: Phenomenal (AJ Styles) - Single». iTunes. Consultado em 29 de janeiro de 2016 
  271. Sokol, Christ. «A beauty of a Ballpark Brawl». Slam Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 21 de junho de 2008 
  272. «Título ainda não informado (favor adicionar)». Consultado em 31 de agosto de 2013. Arquivado do original em 15 de julho de 2009 
  273. Knights, Kriss. «IPW – Independent Professional Wrestling (Florida) Heavyweight Title History». Solie. Consultado em 21 de junho de 2008 
  274. Westcott, Brian. «IWC – International Wrestling Cartel Super Indies Title History». Solie. Consultado em 21 de junho de 2008 
  275. «Independent Wrestling Results – March 2004». Online World of Wrestling. Consultado em 4 de julho de 2008 
  276. «Independent Wrestling Results – March 2003». Online World of Wrestling. Consultado em 5 de julho de 2008 
  277. «Independent Wrestling Results – January 2003». Online World of Wrestling. Consultado em 5 de julho de 2008 
  278. «NWA Georgia Heavyweight Title history»  At wrestling-titles.com
  279. «NWA Wildside Television Title history»  At wrestling-titles.com
  280. Westcott, Brian. «PWG – Pro Wrestling Guerrilla PWG Heayweight Title History». Solie. Consultado em 21 de junho de 2008 
  281. «Pro Wrestling Illustrated Award Winners Tag Team of the Year». Wrestling Information Archive. Consultado em 15 de julho de 2008. Arquivado do original em 16 de maio de 2008 
  282. «"PWI 500": 1–100». Pro Wrestling Illustrated. 30 de julho de 2010. Consultado em 9 de setembro de 2010 
  283. «ROH Pure Title history»  At wrestling-titles.com
  284. «Ring Of Honor Tag Team Championship». Ring of Honor. Consultado em 5 de abril de 2010. Arquivado do original em 12 de abril de 2010 
  285. «NWA World Heavyweight Title history»  At wrestling-titles.com
  286. «NWA World Tag Team Title history»  At wrestling-titles.com
  287. «TNA World Heavyweight Title history»  At wrestling-titles.com
  288. «TNA World Tag Team Title history»  At wrestling-titles.com
  289. «TNA X Division Title history»  At wrestling-titles.com
  290. Droste, Ryan (15 de janeiro de 2006). «Impact! Results - 1/14/06 (Christian & Rhino vs. AMW, Sting is heard)». WrestleView. Consultado em 20 de junho de 2012 
  291. a b Martin, Adam (28 de novembro de 2005). «TNA announces plans for 2005 Year-End Awards after Turning Point PPV». WrestleView. Consultado em 15 de julho de 2011 
  292. a b Sokol, Chris (29 de dezembro de 2006). «Impact: Angle gets his rematch against Mr. TNA». SLAM! Sports: Wrestling. Canadian Online Explorer. Consultado em 29 de setembro de 2009 
  293. Palma, Richard. «WWAS – World Wrestling All-Stars International Cruiserweight Title History». Solie. Consultado em 21 de junho de 2008 
  294. a b c Meltzer, Dave (25 de janeiro de 2016). «January 25, 2016 Wrestling Observer Newsletter: 2015 Observer Awards Issue». Campbell, California. Wrestling Observer Newsletter: 1, 6, 38. ISSN 1083-9593 
  295. Meltzer, Dave (22 de janeiro de 2007), «2006 Wrestling Observer Newsletter Awards», Campbell, CA, Wrestling Observer Newsletter, ISSN 1083-9593, pp. 1–12 
  296. a b Meltzer, Dave (26 de janeiro de 2015). «Jan. 26, 2015 Wrestling Observer Newsletter: 2014 awards issue w/ results & Dave's commentary, Conor McGregor, and much more». Campbell, California. Wrestling Observer Newsletter: 3–19. ISSN 1083-9593 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre A.J. Styles