Tully Blanchard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tully Blanchard
Tully Blanchard Aug 2014.jpg
Blanchard em agosto de 2014
Informações pessoais
Nome completo Tully Arthur Blanchard
Nascimento 22 de janeiro de 1954 (63 anos)[1]
San Antonio, Texas[1]
Filho(s) Tessa Blanchard
Família Joe Blanchard (pai)
Carreira na luta livre profissional
Nome(s)
de ringue
The Midnight Stallion
Tully Blanchard[1]
Altura
anunciada
5 ft 10 in (1 78 m)

[1]

Peso
anunciado
225 lb (100 kg)[1]
Estreia 1975
Aposentadoria 2007

Tully Arthur Blanchard (San Antonio, 22 de janeiro de 1954[1]) é um lutador profissional estadunidense aposentado. Tendo lutado majoritariamente pela National Wrestling Alliance (NWA) e World Wrestling Federation (WWF), Blanchard foi um dos membros originais dos Four Horsemen, além de ter conquistado diversos títulos individuais e em dupla. Blanchard faz parte do Hall da Fama da NWA e da WWE (como parte dos Horsemen).

Carreira na luta profissional[editar | editar código-fonte]

Southwest Championship Wrestling (1975—1983)[editar | editar código-fonte]

Tully começou a lutar pela promoção do pai, Joe Blanchard, Southwest Championship Wrestling (SCW), baseada em San Antonio, Texas, em 1975.

Em 1978, Blanchard venceu um torneio para tornar-se o primeiro campeão televisivo da SCW. Ele perdeu o título para Al Madril, o reconquistando em julho, logo o perdendo para Mando Guerrero. Ele reconquistou o título ao derrotar Dale Valentine em 10 de janeiro de 1979, o perdendo no dia seguinte e o reconquistando em 12 de janeiro. Durante este reinado, o título foi renomado como título dos pesos-pesados da SCW. Depois de novamente perder e reconquistar o título de Valentine, e o perder novamente, Blanchard derrotou Tom Jones em 29 de dezembro para tornar-se campeão pela sexta vez. Ele trocou o título com Wahoo McDaniel durante 1980 e conquistou seu nono reinado ao derrotar Terry Funk em 1981.[2]

Ele formou uma dupla chamada Dynamic Duo com Gino Hernandez. Os dois conquistaram o SCW Tag Team Championship em 1981, perdendo o título para Funk e McDaniel. Depois de reconquistar o título, Blanchard e Hernandez perderam o título para Bruiser Brody e Dick Slater. Eles derrotaram Ken Lucas e Ricky Morton no ano seguinte, mas perderam os cinturões de volta para os dois. Depois de reconquistar o título para o quarto reinado, Blanchard defendeu o título com um substituto de Hernandez, perdendo o título para Slater e Bob Sweetan. Depois de derrotar os Grapplers pelo título, Blanchard atacou Hernandez, tornando-se um vilão e desfazendo a dupla.[3]

Blanchard derrotou Sweetan na final de torneio de 14 lutadores para conquistar o título dos pesos-pesados pela décima vez em 1 de janeiro de 1983. O título foi vago após um combate controverso entre os dois 13 de fevereiro, com Sweetan conquistando o título em 27 de fevereiro. O último reinado de Blanchard iniciou-se quando ele derrotou Sweetan pelo título em 13 de junho. Ele manteve-se campeão até 11 de setembro, quando foi derrotado por Scott Casey.[2]

National Wrestling Alliance (1984—1988)[editar | editar código-fonte]

Diversos títulos (1984—1986)[editar | editar código-fonte]

Blanchard passou a lutar pela National Wrestling Alliance (NWA) majoritariamente na Mid-Atlantic Championship Wrestling / Jim Crockett Promotions. Ele conquistou o título televisivo ao derrotar Mark Youngblood em 28 de março de 1984.[4] Com James J. Dillon como seu agente, Blanchard se aliou aos Long Riders (Ron Bass e Black Bart) em uma rivalidade contra Dusty Rhodes, Dick Slater e Ricky Steamboat (durante a rivalidade, a interferência de Blanchard havia feito Steamboat perder o título estadunidense para Wahoo McDaniel[5]). No Starrcade '84: The Million Dollar Challenge, Blanchard defendeu o título televisivo contra Steamboat em um combate no qual também estava sendo disputado $10.000 de cada lutador (na história). Tully venceu ao usar uma corrente contra Ricky pelas costas do árbitro.[6] Tully perderia o título televisivo para Rhodes em 16 de março de 1985.[4] Ele reconquistaria o campeonato - renomeado "World Television Championship" - em 28 de abril.[7] Os dois se enfrentariam novamente pelo título no The Great American Bash, em uma jaula de aço. Dusty venceu, reconquistando o título e ganhando os serviços da valet de Tully, Baby Doll, por 30 dias.[8]

Longe do título televisivo, Tully iniciou uma rivalidade com Magnum T.A. pelo título estadunidense, o derrotando e tornando-se campeão em 21 de julho.[5] O reinado durou quase quatro meses, até o Starrcade, quando Magnum derrotou Tully em uma luta "I Quit" em uma jaula para reconquistar o título.[9] Em 4 de março de 1986, Tully derrotou Rhodes para tornar-se o campeão nacional dos pesos-pesados.[10] Ele defendeu o título contra Ron Garvin no AWA/NWA Rage In A Cage, em uma jaula (por desqualificação),[11] e na turnê do The Great American Bash durante o verão[12] antes de perdê-lo para Wahoo McDaniel em 28 de agosto.[10] A rivalidade com Rhodes continuou no Starrcade, em uma luta First Blood (onde perde o primeiro lutador a sangrar) pelo título televisivo de Dusty. Durante o combate, Tully sangrou primeiro, o que encerraria o combate e daria a vitória para Rhodes. No entanto, o árbitro acabou nocauteado. J.J. Dillon limpou o sangue de Tully e passou vaselina no corte. O combate continuou até Blanchard usar um saco de moedas levado ao ringue por Dillon para fazer Rhodes sangrar e tornar-se campeão.[13]

The Four Horsemen (1986—1988)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Four Horsemen (luta profissional)

No início de 1986, Blanchard tornou-se parte da facção The Four Horsemen, com Ric Flair, Arn e Ole Anderson e James J. Dillon como agente. Para combater o grupo de vilões, Dusty Rhodes, Nikita Koloff e os Road Warriors (Hawk e Animal) se uniram, derrotando o quarteto em combates entre dezembro de 1986 e janeiro de 1987.[14] Com Arn e Ole sendo derrotados pelo The Rock 'n' Roll Express (Robert Gibson e Ricky Morton) no Starrcade de 1986,[13] Ole acabou sendo substituído nos Horsemen por Lex Luger.[15]

Com Luger, Blanchard participou do torneio de duplas Crockett Cup de 1987, em abril. Eles derrotaram MOD Squad, Bob e Brad Armstrong, e Giant Baba e Isao Takagi para chegarem à final do torneio, onde foram derrotados por Rhodes e Koloff.[16] No The Great American Bash, Blanchard, Flair, Luger, Anderson e Dillon foram derrotados pelos Super Powers (Rhodes, Koloff, os Road Warriors e Paul Ellering) em uma luta WarGames.[17] Blanchard perdeu o título televisivo para Koloff em 17 de agosto de 1987.[7]

Sem o título individual, Blanchard passou a focar nos combates em dupla com Arn Anderson. Juntos, eles derrotaram o Rock 'n' Roll Express pelo versão da Mid-Atlantic do Campeonato Mundial de Duplas da NWA em 29 de setembro.[18] No Starrcade, Arn e Tully mantiveram o título contra os Road Warriors por desqualificação após os Warriors terem jogado Arn por cima das cordas, movimento então ilegal na companhia.[19] Eles perderam o título para Barry Windham e Luger em 27 de março de 1988, no primeiro Clash of the Champions,[20] mas os derrotaram para reconquistar os cinturões em 20 de abril.[18]

Arn e Blanchard participaram do torneio de duplas Crockett Cup de 1988, derrotando Kendall Windham e o Italian Stallion e The Fantastics (Bobby Fulton e Tommy Rogers), sendo derrotados por Luger e Sting na final do torneio.[21] No segundo Clash of the Champions, Arn e Tully defenderam o título contra Dusty Rhodes e Sting, mas o combate acabou em desqualificação após interferência de Barry Windham (agora parte dos Horsemen) e Flair.[22] Em 9 de julho, Arn, Tully e Flair foram derrotados por Dusty e pelos Road Warriors em um combate pelo título de trios da NWA.[1]

No The Great American Bash, Arn e Tully defenderam o título de duplas contra Koloff e Sting, mantendo-se campeões por um empate quando o combate atingiu o tempo limite.[23] Eles finalmente perderam o título em 10 de setembro para o Midnight Express (Bobby Eaton e Stan Lane).[18]

World Wrestling Federation (1988—1989)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Brain Busters
Anderson e Blanchard como os Brain Busters na WWF.

Blanchard e Anderson foram contratados pela World Wrestling Federation (WWF) no final de 1988, estreando no WWF Superstars exibido em 5 de outubro como vilões sob o nome de Brain Busters, agenciados por Bobby "The Brain" Heenan. Em sua estreia, a dupla derrotou Tommy Angel e Bob Emory em pouco mais de dois minutos e meio.[24] No circuito não-televisionado, os Brain Busters mantiveram uma série de vitórias contra os Young Stallions (Paul Roma e Jim Powers).[24]

A primeira aparição dos Brain Busters em um pay-per-view da WWF aconteceu no Survivor Series em 24 de novembro, quando participaram de uma luta de eliminação de duplas como parte do time de Demolition (Ax e Smash), The Bolsheviks (Nikolai Volkoff e Boris Zhukov), The Fabulous Rougeaus (Raymond e Jacques) e The Conquistadors contra o time de The Powers of Pain (The Warlord e The Barbarian), The Rockers (Shawn Michaels e Marty Jannetty), The British Bulldogs (Davey Boy Smith e Dynamite Kid), The Hart Foundation (Bret Hart e Jim Neidhart) e os Young Stallions. Durante o combate, os Brain Busters iniciaram uma briga fora do ringue com os Rockers, o que causou a desqualificação e eliminação de ambos os times.[25] Isso levou os dois times a uma rivalidade no circuito não-televisionado, culminando em um combate no Saturday Night's Main Event de 11 de março de 1989 que acabou sem vencedores após os dois times novamente lutarem fora do ringue, não retornando na contagem do árbitro.[26]

Os Brain Busters derrotaram Strike Force (Tito Santana e Rick Martel) no WrestleMania V[27] e mantiveram uma rivalidade com os Bushwhackers (Luke e Butch) no circuito não-televisionado.[28] A dupla enfrentou os campeões de duplas da WWF Demolition (Ax e Smash) pelo título no Saturday Night's Main Event de 25 de abril, vencendo por desqualificação após Ax atacar o árbitro. Assim, eles não conquistaram o título.[29] Eles o fizeram, no entanto, no Saturday Night's Main Event seguinte, de 18 de julho, derrotando Demolition pelo título em uma luta de duas quedas.[30] Com interferência de Heenan, Blanchard e Anderson derrotaram a Hart Foundation (Bret Hart e Jim Neidhart) no SummerSlam (os título não estavam sendo disputados, pois Heenan havia marcado o combate antes dos Brain Busters conquistarem o título).[31] Os dois perderam o título de volta para Demolition no Superstars exibido em 4 de novembro.[1] Dois dias antes, Blanchard foi pego em um exame anti-drogas, sendo suspenso pela WWF. Logo depois, ele deixou a companhia. Blanchard e Arn, então, negociavam um retorno à World Championship Wrestling (WCW), mas por conta da falha no exame, apenas Anderson foi recontratado.[1][32]

Semi-aposentadoria e circuito independente (1989—2007)[editar | editar código-fonte]

Blanchard passou a lutar pela American Wrestling Association (AWA). No SuperClash IV, em 8 de abril de 1990, Tully derrotou Tommy Jammer.[33]

Tully retornou à World Championship Wrestling (WCW) por uma noite durante o Slamboree de 1994, sendo uma das lendas honradas na noite. Mais tarde, ele enfrentou Terry Funk em um combate especial de lendas, que acabou em desqualificação dupla após os dois se recusarem a obedecer o árbitro e usarem cadeiras e ferro de marcar. Blanchard seria derrotado, mas se recusou a perder após receber menos dinheiro do que o supostamente combinado anteriormente pela WCW.[34] Em outubro e novembro do mesmo ano, Blanchard lutou pela texana National Wrestling Alliance Dallas de Jim Crockett, Jr.[35]

No primeiro semestre de 1995, Blanchard iniciou uma rivalidade com Shane Douglas na Extreme Championship Wrestling (ECW) pelo título mundial dos pesos-pesados da companhia. No Double Tables, Douglas derrotou Blanchard para manter o título.[36][37] Ele também lutou no Japão pela Muga World Pro Wrestling, sendo derrotado por Tatsumi Fujinami.[1] Ele e Barry Windham derrotaram a Border Patrol (Agent Gunn e Agent Maxx) para conquistar o título mundial de duplas da NWA em 12 de setembro de 1998, o perdendo de volta para Gunn e Maxx em 10 de outubro.[38] No evento de aniversário de 50 anos da NWA em 1998, Blanchard e Tom Prichard (substituindo Windham) participaram de um combate pelo título contra Brotherhood (Erich Sbracchia e Knuckles Nelson), Border Patrol e Khris Germany & Kit Carson, mas não venceram.[39]

Tully participou do pay-per-view Heroes of Wrestling em 10 de outubro de 1999, derrotando Stan Lane (houve um pinfall duplo e o árbitro decidiu dar a vitória à Blanchard).[40]

Blanchard passou a fazer lutas ocasionais no circuito independente, enfrentando antigos rivais como Dusty Rhodes, Dory Funk, Jr. e Ron Bass. A última luta de Tully foi uma derrota contra Dustin Rhodes em 11 de agosto de 2007.[1]

Em 2006, Blanchard foi contratado pela World Wrestling Entertainment (WWE, antiga WWF) como um produtor e agente em substituição a Jimmy Garvin. Após uma briga nos bastidores com John "Bradshaw" Layfield, Blanchard pediu demissão.[41] Ele fez uma aparição no Monday Night Raw de 31 de março de 2008 durante a festa de aposentadoria de Ric Flair ao lado de Windham, Arn Anderson e James J. Dillon.[42] Blanchard foi nomeado como um dos membros da classe de 2012 do Hall da Fama da WWE como parte dos Four Horsemen com Flair, Windham, Dillon e Anderson.[43] Ele apareceu no WrestleMania XXVIII com o restante dos membros da classe de 2012.[44] Ele participou com Anderson e Flair do Table for 3 na WWE Network sobre os Four Horsemen em 2016.[45]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Tully e sua filha, Tessa.

Uma das filhas de Tully, Tessa, é também lutadora, tendo competido em promoções como Women Superstars Uncensored (WSU), na Shine Wrestling, SHIMMER e no WWE NXT.[46]

Na luta profissional[editar | editar código-fonte]

Títulos e prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n George, Chris. «Tully Blanchard - OWW» (em inglês). Online World of Wrestling. Consultado em 26 de novembro de 2016 
  2. a b c «Southwest Television Title» (em inglês). Wrestling Titles. Consultado em 26 de novembro de 2016 
  3. a b «SCW Southwest Tag Team Title» (em inglês). Wrestling Titles. Consultado em 26 de novembro de 2016 
  4. a b c «NWA Mid-Atlantic Television Title» (em inglês). Wrestling Titles. Consultado em 27 de novembro de 2016 
  5. a b c «United States Heavyweight Title» (em inglês). Wrestling Titles. Consultado em 26 de novembro de 2016 
  6. Adamson, Matt (26 de janeiro de 2008). «Going Old School: Starrcade '84» (em inglês). 411Mania. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  7. a b c «WORLD TELEVISION TITLE» (em inglês). Wrestling Titles. Consultado em 27 de novembro de 2016 
  8. a b «The First Great American Bash (1985)» (em inglês). Mid-Atlantic Gateway. 6 de julho de 2015. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  9. Adamson, Matt (28 de janeiro de 2008). «Going Old School: Starrcade '85» (em inglês). 411Mania. Consultado em 18 de outubro de 2016 
  10. a b c «NWA National Heavyweight Title» (em inglês). Wrestling Titles. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  11. «AWA/NWA Rage In A Cage» (em francês). Willy WrestleFest. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  12. «GREAT AMERICAN BASH TOURS» (em inglês). The History of WWE. Consultado em 10 de dezembro de 2016 
  13. a b Keith, Scott (19 de junho de 2016). «The SmarK Rant for NWA Starrcade '86: Night of the Skywalkers» (em inglês). Blog of Doom. Consultado em 10 de outubro de 2016 
  14. «Four Horsemen» (em inglês). Cagematch. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  15. «Four Horsemen 2» (em inglês). Cagematch. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  16. «Jim Crockett Sr. Memorial Cup 1987» (em inglês). Cagematch. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  17. Dunn, J.D. (27 de setembro de 2008). «Dark Pegasus Video Review: The Great American Bash '87» (em inglês). 411Mania. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  18. a b c d «National Wrestling Alliance World Tag Team title Mid-Atlantic» (em inglês). Wrestling Titles. Consultado em 27 de novembro de 2016 
  19. Johnson, Vaughn. «Throwback Thursday: Looking back at Starrcade 1987» (em inglês). Philly.com. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  20. «Review: Clash of the Champions 1988» (em inglês). Cageside Seats. 17 de maio de 2014. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  21. Keith, Scott. «Crockett Cup 1988 Page 2». Kayfabe Memories. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  22. Dunn, J.D. (11 de outubro de 2008). «Dark Pegasus Video Review: Clash of the Champions II: Miami Mayhem» (em inglês). 411Mania. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  23. «NWA The Great American Bash 1988 - "The Price For Freedom"» (em inglês). Cagematch. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  24. a b c «Tully Blanchard matches 1988» (em inglês). Cagematch. Consultado em 27 de novembro de 2016 
  25. Elusive, Marc (15 de outubro de 2011). «On the Marc Reviews: Survivor Series 1988» (em inglês). 411Mania. Consultado em 27 de novembro de 2016 
  26. Bayless, Brian (28 de outubro de 2016). «WWF Saturday Night's Main Event – March 11th, 1989» (em inglês). Blog of Doom. Consultado em 27 de novembro de 2016 
  27. McNew, Rob (11 de março de 2009). «WrestleMania V Review» (em inglês). 411Mania. Consultado em 29 de novembro de 2016 
  28. «Tully Blanchard matches 1989» (em inglês). Cagematch. Consultado em 29 de novembro de 2016 
  29. «The Brain Busters» (em inglês). Horsemen Files. Consultado em 29 de novembro de 2016 
  30. «Saturday Night Main Event - July 18, 1989» (em inglês). WWE. Consultado em 29 de novembro de 2016 
  31. Mix, Brett (13 de setembro de 2010). «Review: WWF/WWE Summerslam 1989 DVD» (em inglês). WDN. Consultado em 29 de novembro de 2016 
  32. Giri, Raj (19 de fevereiro de 2014). «Tully Blanchard Talks Failed WWF Drug Test, JBL Backstage Incident, Why He Was In The Horsemen» (em inglês). Wrestling Inc. Consultado em 30 de novembro de 2016 
  33. «SuperClash IV» (em inglês). Pro Wrestling History. Consultado em 6 de dezembro de 2016 
  34. Keith, Scott (4 de dezembro de 2002). «The SmarK Retro Re-Rant – Slamboree 1994 (Director's Cut)» (em inglês). 411Mania. Consultado em 6 de dezembro de 2016 
  35. «Crockett 1994 Dallas» (em inglês). Pro Wrestling History. Consultado em 7 de dezembro de 2016 
  36. «Tully Blanchard Profile & Match Listing» (em inglês). Profight DB. Consultado em 7 de dezembro de 2016 
  37. «Double Tables» (em inglês). Pro Wrestling History. Consultado em 7 de dezembro de 2016 
  38. a b «NATIONAL WRESTLING ALLIANCE WORLD TAG TEAM TITLE (revived)» (em inglês). Wrestling Titles. Consultado em 8 de dezembro de 2016 
  39. Oliver, Greg. «NWA turns 50 in grand style» (em inglês). Slam! Sports. Consultado em 8 de dezembro de 2016 
  40. Oliver, Greg (11 de outubro de 1999). «Heroes PPV a disappointment» (em inglês). Slam! Sports. Consultado em 8 de dezembro de 2016 
  41. Clark, Ryan (3 de novembro de 2006). «Big WWE Agent Quits After Fight With JBL» (em inglês). Wrestling Inc. Consultado em 4 de dezembro de 2016 
  42. Keller, Wade (1 de abril de 2013). «RAW FLASHBACK - 5 yrs. ago: Ric Flair's memorable send-off the night after WM24, Jericho vs. Punk, Orton vs. Hardy» (em inglês). PWTorch. Consultado em 4 de dezembro de 2016 
  43. a b Pena, Daniel. «Full List Of Inductors For 2012 WWE Hall Of Fame Induction Ceremony» (em inglês). Wrestling Inc. Consultado em 23 de março de 2012 
  44. «WWE WRESTLEMANIA 28 RESULTS – APRIL 1, 2012» (em inglês). PWMania. 1 de abril de 2012. Consultado em 4 de dezembro de 2016 
  45. Pasceri, Ron (28 de abril de 2016). «Review Of WWE Network "Table For 3" With Ric Flair, Arn Anderson And Tully Blanchard» (em inglês). TJR Wrestling. Consultado em 4 de dezembro de 2016 
  46. «Tessa Blanchard» (em inglês). ProFightDB. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  47. Murphy, Ryan (29 de abril de 2010). «Where Are They Now? J.J. Dillon» (em inglês). WWE. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  48. «NWA Central States Heavyweight Championship» (em inglês). Cagematch. Consultado em 27 de novembro de 2016 
  49. «NWA Hall of Fame» (em inglês). National Wrestling Alliance. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  50. «Tully Blanchard Awards» (em inglês). Cagematch. Consultado em 27 de novembro de 2016 
  51. «PWI Ratings for Tully Blanchard» (em inglês). ProFightDB. Consultado em 27 de novembro de 2016 
  52. «Feud Of The Year» (em inglês). Cagematch. Consultado em 27 de novembro de 2016 
  53. «Southwest Championship Wrestling World Tag Team Title» (em inglês). Wrestling Titles. Consultado em 26 de novembro de 2016 
  54. «WWF World Tag Team Title» (em inglês). Wrestling Titles. Consultado em 26 de novembro de 2016 
  55. «Wrestling Observer Awards (WON) 1980 - 2015 (and runner-ups)» (em inglês). Indeed Wrestling. Consultado em 8 de dezembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Tully Blanchard