Alex Lifeson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alex Lifeson
Alex-Lifeson.jpg
Lifeson durante apresentação.
Informação geral
Nome completo Alexander Zivojinovich
Nascimento 27 de agosto de 1953 (61 anos)
Origem Fernie, Colúmbia Britânica
País  Canadá
Gênero(s) hard rock
rock progressivo
Instrumento(s) guitarra
Modelos de instrumentos Gibson Les Paul
Gibson ES-355
Fender Telecaster
Fender Stratocaster
Período em atividade 1968 - atualmente
Gravadora(s) Mercury (19741988)
Anthem (1977–atualmente)
Atlantic(19892011)
Roadrunner(2011-atualmente)
Afiliação(ões) Rush

Alexander Zivojinovich (Fernie, 27 de agosto de 1953), mais conhecido como Alex Lifeson, é um músico canadense, e guitarrista da banda Rush. Segundo ele, "Zivojinovich" se traduz como "filho da vida", o que originou seu nome artístico. Foi considerado o 98º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

O guitarrista do Rush é considerado o cientista da banda, pois busca constantemente sonoridades diferentes para expressar sua musicalidade. Extremamente versátil, Alex é competente em riffs, solos e texturas, caracterizando-se por apresentar uma distribuição precisa sobre os tempos e um trabalho rítmico muito elaborado. Junto com Geddy, compõe as músicas do power trio.

Apesar de ter sido influenciado por grandes guitarristas, como Jimi Hendrix, Pete Townshend, Jeff Beck, Eric Clapton e Jimmy Page, um dos maiores méritos de Alex foi ter criado um estilo próprio, misto de virtuosismo e comedimento de acordo com as circunstâncias. Sua forma de tocar é extremamente importante para completar a sonoridade da banda sem gerar conflitos entre os instrumentos. Ainda sobre seu desempenho e a maneira que ele se enquadra no Rush, Lifeson declarou para a revista brasileira Cover Guitarra, que prioriza a originalidade em suas composições: "sempre procuro fazer algo que soe diferente do usual, que fuja do lugar-comum. Não quero ser o cara mais rápido da vizinhança e nem me importo com isso". Em 1996, Alex lançou seu projeto solo, intitulado "Victor", onde aprofunda suas características experimentais e flerta com o metal.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • 1983 - "Best Rock Talent" - Guitar for the Practicing Musician
  • 1991 - Foi incluído no the Guitar for the Practicing Musician Hall of Fame

Projetos paralelos[editar | editar código-fonte]

Tocou em duas faixas do álbum Alien Shores do Platinum Blonde;

  • 1985 - Tocou na Cúpula Canadense de Guitarra a faixa "Beyond Borders";
  • 1987 - Solo de guitarra na faixa "In The Danger Zone" do álbum Serious Business do Greenway,
  • 1988 - Produziu o álbum de Clean Slate;
  • 1988 - Tocou em duas faixas no álbum Dream on the Horizon: A Tribute to the Olympic Spirit do The Big Picture;
  • 1988 - Tocou em várias faixas do álbum Lost Brotherhood de Gowan;
  • 1990 - Tocou "Smoke on the Water" na Rock-Aid Armenia;
  • 1990 - Abriu o pub de blues The Orbit Room, com Tim Notter e Pam Fenton;
  • 1994 - Tocou em três faixas ("Just Scream", "Crawl", "Will Of The Gun") no álbum Ragged Ass Road de Tom Cochrane;
  • 1994-1995 - Entra em estúdio(Lerxst Sound),para gravar seu álbum:Victore em 9 de janeiro de 1996é colocado à venda;
  • 1994 - Tocou na faixa "Like A Girl" no álbum Scenery And Fish do I Mother Earth;
  • 1996 - Tocou "The Little Drummer Boy" no Merry Axemas CD de Natal
  • 1997 - Vocal em "O Canada" com Geddy na trilha sonora de South Park: Bigger, Longer & Uncut.
  • 2007 - Fez uma participação no álbum "Fear Of A blank Planet", da banda Porcupine Tree, executando o solo de guitarra na música Anesthetize.

Referências

  1. The 100 Greatest Guitarists of All Time: Alex Lifeson (em inglês) Rolling Stone. Visitado em 17 de fevereiro de 2012.
Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alex Lifeson