Anatomia de um Crime

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Anatomy of a Murder
Anatomia de um crime (PT/BR)
Cena no tribunal, do trailer do filme.
 Estados Unidos
1959 • p&b • 161 min 
Direção Otto Preminger
Roteiro Wendell Mayes
Elenco James Stewart
Lee Remick
Ben Gazzara
Arthur O'Connell
Eve Arden
Género drama
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Anatomia de um Crime (Anatomy of a Murder, no original) é um filme estadunidense de 1959, do gênero drama, dirigido por Otto Preminger e com roteiro baseado em livro de Robert Traver.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Frederick Manion é um tenente acusado de assassinato de um homem que supostamente teria estuprado Laura, a sua esposa. O promotor afirma que a alegação é falsa, e que o homem fora assassinado porque estava tendo um caso com Laura, e o militar o matara num acesso de ciúmes. Inicialmente, o advogado Paul Biegler se recusa a defendê-lo, mas acaba mudando de ideia.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

O protagonista James Stewart em cena do filme.

Oscar 1960 (EUA)

BAFTA 1960 (Reino Unido)

  • Indicado nas categorias de melhor filme (Otto Preminger), melhor ator estrangeiro (James Stewart) e melhor revelação (Joseph N. Welch).

Festival de Veneza 1959 (Itália)

  • Venceu na categoria de melhor ator (James Stewart).
  • Indicado na categoria de melhor filme.

Grammy Awards 1959 (EUA)

Globo de Ouro 1960 (EUA)

  • Indicado nas categorias de melhor filme, melhor atriz (Lee Remick), melhor diretor (Otto Preminger) e melhor ator coadjuvante (Joseph N. Welch).

Laurel Awards 1960 (EUA)

  • Venceu nas categorias de melhor drama, melhor ator dramático (James Stewart) e melhor ator coadjuvante (Athur O'Connell).

Prêmio NYFCC 1959 (New York Film Critics Circle Awards, EUA)

  • Venceu nas categorias de melhor ator (James Stewart) e melhor roteiro (Wendell Mayes).

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Desenho usado no famoso cartaz do filme.
  • O personagem do juiz Weaver foi oferecido aos atores Spencer Tracy e Burl Ives, que o recusaram.
  • Joseph N. Welch, que interpretou o juiz, era um juiz de verdade na época das filmagens.
  • O papel de Laura, que acabou ficando com Lee Remick, uma novata na época, foi primeiramente oferecido à Lana Turner.
  • O cartaz do filme, obra de Saul Bass, é considerado o número 1 entre os 25 melhores cartazes de cinema de todos os tempos no Premiere.com

Referências

  • Os Melhores Filmes de Todos os Tempos, de Alan Smithee, 1995.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]