Carolina Augusta da Baviera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde novembro de 2010)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Carolina Augusta
Princesa de Württemberg
Período 8 de junho de 180831 de agosto de 1814
Imperatriz-Consorte da Áustria
Rainha-Consorte da Hungria
Rainha-Consorte da Boêmia
Período 29 de outubro de 1816 - 2 de março de 1835
Cônjuge Guilherme I de Württemberg (d. 1814)
Francisco I da Áustria
Pai Maximiliano I
Mãe Augusta Guilhermina de Hesse-Darmstadt
Nascimento 8 de fevereiro de 1792
Mannheim, Reino da Baviera
Morte 9 de fevereiro de 1873 (81 anos)
Viena, Império Austro-Húngaro

Carolina Carlota Augusta da Baviera (em alemão Karoline Charlotte Auguste von Bayern) (Mannheim, 8 de fevereiro de 1792 - Viena, 9 de fevereiro de 1873), foi princesa da Baviera por nascimento, princesa de Württemberg e imperatriz da Áustria.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Família[editar | editar código-fonte]

Carolina era filha do rei Maximiliano I José da Baviera e da princesa Augusta Guilhermina de Hesse-Darmstadt. Seus avós paternos foram o conde palatino Frederico de Zweibrücken-Birkenfeld e Maria Francisca de Sulzbach; enquanto seus avós maternos foram o príncipe Jorge Guilherme de Hesse-Darmstadt e Carlota de Hanau-Lichtenberg.

Primeiro casamento[editar | editar código-fonte]

Casou-se em Munique, em 8 de junho de 1808, com o príncipe Guilherme de Württemberg, (futuro Guilherme I de Württemberg). Essa união foi arranjada para se evitar um casamento político organizado por Napoleão. Após a cerimônia oficial, Guilherme teria dito à Carolina: "Nós somos vítimas da política." Os príncipes não tinham nenhuma afinidade ou afeto entre si. Eles viviam separados no palácio e o casamento nunca foi consumado. Carolina passava o tempo escrevendo cartas para seu irmão Luís e aprendendo os idiomas italiano e inglês.

Guilherme e Carolina não tiveram filhos e se divorciaram em 31 de agosto de 1814. O casamento foi finalmente dissolvido pelo Papa Pio VII para garantir que ambos pudessem se casar novamente de acordo com as regras da Igreja Católica.

Segundo casamento[editar | editar código-fonte]

Tanto o imperador Francisco I da Áustria quanto seu irmão, o grão-duque Fernando III da Toscana, propuseram casamento à Carolina. O impasse se resolveu quando Fernando III retirou sua proposta para que a princesa pudesse aceitar o pedido do imperador. Casaram-se em 29 de outubro de 1816, numa cerimônia muito simples, devido à economia rigorosa do imperador, e Carolina tornou-se imperatriz da Àustria, rainha da Hungria e Boêmia. Antes do casamento todos a conheciam como Carlota, mas ela passou a utilizar seu primeiro nome desde então. O casal não teve filhos.

Ela se tornou popular na Áustria e foi ativa no trabalho social, fundando vários hospitais e abrigos para os pobres. A imperatriz Caroline foi descrita como elegante, simpática, religiosa e inteligente, embora não tão bonita.

Últimos anos[editar | editar código-fonte]

Após a morte de seu esposo, Carolina mudou-se para Salzburgo. Mesmo tendo saído da côrte, a imperatriz-viúva mantinha um relacionamento estreito com sua meia-irmã, a arquiduquesa Sofia (casada com seu enteado, o arquiduque Francisco Carlos e mãe do futuro imperador Francisco José I) e com sua sobrinha, a imperatriz Isabel (mais conhecida como Sissi).

Morte[editar | editar código-fonte]

Carolina morreu em Viena, em 9 de fevereiro de 1873, aos 81 anos de idade. Seu corpo foi sepultado na Cripta Imperial de Viena.

Nota[editar | editar código-fonte]

Referências

  • Cölestin Wolfsgruber, Carolina Auguste die "Kaiserin-Mutter", Wien 1893.
  • Friedrich Weissensteiner, Liebeshimmel und Ehehöllen, München 1999
  • Martha Schad, Bayerns Königinnen, München 2000
  • Hansmartin Decker-Hauff, Frauen im Hause Württemberg, Leinfelden-Echterdingen, 1997, ISBN 3-87181-390-7
  • Susanne Elisabeth Hauser, Caroline Auguste von Bayern, die vierte Gemahlin Kaiser Franz´I. von Österreich. 3 Bde, phil.Diss, Wien 1991
  • Elisabeth Katharina Rath, Kaiserin Caroline Augustes Wirken in Salzburg. Ein Beitrag zur Sozialgeschichte Salzburgs in der zweiten Hälfte des 19. Jahrhunderts. phil.Diss, Salzburg 1988
  • Karl Ehrenfellner, Caroline Auguste (1792-1873). Namenspatronin des Salzburger Museums-kaiserliche Wohltäterin in Salzburg. Ausstellung. Salzburger Landesmuseum Carolino Augusteum. 1993
  • Thomas Kuster, Das italienische Reisetagebuch Kaiser Franz´I. von Österreich aus dem Jahre 1819. Eine kritische Edition. phil.Diss, Innsbruck 2004
  • Thomas Kuster, Die Italienreise Kaiser Franz I. von Österreich im Jahre 1819, in: Römische Historische Mitteilungen, Bd. 46, Rom-Wien 2004, 305-334.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Carolina Augusta da Baviera