Donald O'Connor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Donald O'Connor
Donald O'Connor no trailer do filme I Love Melvin (1953).
Nome completo Donald David Dixon Ronald O’Connor
Nascimento 28 de agosto de 1925
Chicago, Illinois, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Morte 27 de setembro de 2003 (78 anos)
Woodland Hills, Los Angeles, Califórnia, Estados Unidos
Ocupação Ator, cantor, dançarino
Cônjuge Gwen Carter (1944-1954; divorciado)
Gloria Noble (1956-2003; sua morte)
Atividade 1937 - 1999
IMDb: (inglês)


Donald David Dixon Ronald O’Connor (28 de agosto de 192527 de setembro de 2003) foi um dançarino, cantor e ator estadunidense e que ficou famoso internacionalmente ao protagonizar vários musicais cinematográficos, principalmente Singin' in the Rain em 1952, ao lado de Gene Kelly e Debbie Reynolds.

Biografia[editar | editar código-fonte]

O bailarino e compositor Donald O’Connor, nascido em Chicago em 1925, sempre viveu próximo ao espetáculo. Membro de uma família tradicionalmente ligada ao vaudeville, o pequeno Donald estreou em cena no final dos anos 20 e, como ator infantil, trabalhou em filmes desde os 12 anos: em “Beau Geste” foi Gary Cooper menino. Seu aspecto juvenil contribuiu definitivamente para que fosse encaixado em papéis de “menino bonzinho e bem-educado” durante toda a década de 40, quando protagonizou para o Estúdio Universal alguns pequenos musicais e comédias de segunda linha.

Seu momento de glória chegou em 1952, ano em que atuou em “Cantando na Chuva” com Gene Kelley e Debbie Reynolds. Seus volteios e saltos mortais se tornaram uma marca registrada. “Make’em Laugh” ficou na memória de todos os espectadores.

Entre seus filmes mais destacados, encontram-se os muitos da série com a mula Francis, “Mula Falante”, “O Mundo da Fantasia”, “O Palhaço que não ri”, em que encarna Buster Keaton, a antologia “Isto era Hollywood” e “Na época do Ragtime”. Em 1997, participou de “Dois Parceiros em Apuros”, de Martha Coolidge, com Jack Lemmon e Walter Matthau. Foi seu último filme.

Em certo momento, assim definiu sua particular relação com o show business: “Nasci e fui educado para entreter os outros. Escutei risos, aplausos e senti muita tristeza.”

Faleceu em 27 de setembro de 2003, de insuficiência cardiorrespiratória, na Califórnia, aos 78 anos.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.