ePSXe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
ePSXe
Desenvolvedor ePSXe Team
Lançamento 14-10-2000
Versão estável 1.8.0 (09-11-2012)
Idioma(s) Inglês / Alemão
Sistema operacional Microsoft Windows / Linux
Gênero(s) Emulador
Licença Freeware
Página oficial http://www.epsxe.com/


ePSXe (enhanced PSX emulator) é um emulador de PlayStation para sistemas 32 bits sendo compátivel com Microsoft Windows ou Linux. Foi desenvolvido por 3 autores, que usaram os apelidos "Calb", "_Demo_", and "Galtor". ePSXe é de código fechado com exceção da application programming interface (API) usada na programação dos plug-ins. Ao contrário do que muitos pensam esse emulador tem capacidade de emular PS2 foi anunciado em 2011.

História[editar | editar código-fonte]

Por 7 anos, o ePSXe foi desenvolvido em segredo, longe do publico. Quando lançado em 14 de outubro de 2000, foi revolucionário na cena da emulação do PSX, superando pela alta compatibilidade e performance emuladores da época.

Após ePSXe 1.6.0 ser lançado em 5 de agosto de 2003, seu desenvolvimento estagnou, com rumores de que o código fonte havia sido perdido devido a uma falha no disco rigido. No entanto, em 5 de abril de 2008, os desenvolvedores fizeram um anúncio publico revelando que no verão de 2007 haviam decidido continuar o desenvolvimento do emulador, pelo encourajamento dos usuários. Em 24 de maio de 2008, é lançada a versão 1.7.0 e em 09 de novembro de 2012 a versão 1.8.0.

Design[editar | editar código-fonte]

Como os emuladores modernos, o ePSXe faz uso de plug-ins para emular a GPU, o SPU (som) e o CD-ROM (funções drive), modelo inicialmente utilizado no PSEmu Pro. Jogos podem ser carregados do drive de CDs do computador ou de muitos tipos de imagens de CD isso diretamente do HD so usúario.

A capacidade do patching permite ao usuário aplicar patches nos jogos. Jogos que não funcionam corretamente, ou nem mesmo começam, podem ser corrigidos e jogados com o uso dos arquivos de patch no formato .ppf. Vale lembrar que nem todos os jogos com problemas possuem patches.

Diferente de outros emuladores que usam a high level emulation para imitar as funções da BIOS do Playstation, o ePSXe precisa de uma imagem da BIOS oficial do Sony PlayStation. Existem varias versões dessas BIOS, mas todas são de propriedade intelectual da Sony, então é ilegal distribuí-las. Por esta razão, o emulador não vem com tais arquivos, necessitando que o usuário os consiga.

Requisitos[editar | editar código-fonte]

Segundo o site os requisitos são:

Plug-ins[editar | editar código-fonte]

  • GPU: A maior parte dos plug-ins GPU renderizam em Direct3D, OpenGL, ou ainda Glide API, e são liberados como freeware ou com código aberto
  • SPU: Os plug-ins SPU podem emular tudo desde musica até efeitos de som, com variavel sucesso dependendo das configurações do plug-in e também de qual está sendo usado
  • CD-ROM: ePSXe já vem com um plug-in de CD-ROM, mas a outros disponiveis para download gratis sendo que podem chegar a emular 7 diferentes tipos de leitura
  • Controle: O plug-in de base é suficiente, mas a outros que permitem mais funcionalidades.

Compatibilidade[editar | editar código-fonte]

O emulador é capaz de rodar um grande numero de jogos. No caso de haver problemas com algum jogo, patches podem ser usados para soluciona-los. Muitos usuários baixaram a versão 1.5.2 para evitar o uso da 1.6.0. Isso ocorreu devido a versão 1.6.0 ter inumeras complicações sendo que muitas foram corrigidas na versão 1.7.0.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Plugins (Windows):

Plugins (Linux):

Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.