Edward Smith

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2014)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Capitão
Edward Smith
Nome completo Edward John Smith
Conhecido(a) por ser o oficial comandante do RMS Olympic e RMS Titanic
Nascimento 27 de janeiro de 1850
Hanley, Staffordshire,
 Inglaterra
Morte 15 de abril de 1912 (62 anos)
Atlântico Norte
Nacionalidade Britânico
Progenitores Mãe: Catherine Hancock
Pai: Edward Smith
Cônjuge Sarah Eleanor Pennington (1887–1912)
Filho(s) Helen Melville Smith
Ocupação Marinheiro
Empregador White Star Line

Edward John Smith (Hanley, 27 de janeiro de 1850Atlântico Norte, 15 de abril de 1912) foi um oficial naval britânico que serviu como oficial comandante de muitos navios de passageiros operados pela White Star Line. Ele é mais conhecido por ser o capitão do RMS Olympic e RMS Titanic, morrendo no naufrágio do último em 1912.

Seus incidentes[editar | editar código-fonte]

O Capitão Edward John Smith teve um histórico não muito agradável de acidentes em sua carreira.

Em 1887 o navio da WSL, o Republic, comandado pelo Capitão Smith - que em 1912 comandará o Titanic -, encalha perto de Nova York. No mesmo dia, a explosão de uma caldeira mata três tripulantes.

Em 1890, um vapor sob o comando do Capitão Smith, o SS Coptic, encalha no litoral do Rio de Janeiro.

Já em 1903, com a entrada do século XX, o Majestic, também sob o comando do Capitão Smith é danificado seriamente por um incêndio.

Em 1906, o Baltic da WSL, novamente sob o comando do Capitão Edward Smith, sofre graves avarias, também em decorrência de um incêndio. Em 1911, o Olympic faz sua viagem inaugural, sob o comando de Smith, no porto, quase esmaga um rebocador. A 20 de setembro de 1911, o Olympic, como já sabemos, com o comando de Edward Smith, colide com o cruzador Hawke, a caminho de Cherboug e perto da ilha de Wight, na quinta viagem entre Southampton e Nova York. Em 3 de fevereiro de 1912, o Olympic, ainda sob as mãos de Smith, bate num banco de areia, a 639 Km de Terra Nova, e perde uma hélice.

Já em 1912, os problemas do Titanic sob o comando de Edward Smith começam logo na partida. Perto da embocadoura do rio Test, a sucção do poderoso deslocamento do Titanic, o chamado "Efeito Canal", faz balançar o vapor New York, que rebenta seis cabos de amarração de 15 cm de diâmetro e se movimenta, com a popa em sua direção. O Titanic reverte os motores, mas a colisão é iminente. No mesmo instante, é evitada a colisão, o Vulcan alcança um cabo da embarcação à deriva e a sustenta. A popa do New York não bate no casco do gigante Titanic por apenas 1,20m. Alguns dizem que o susto não é bom para uma viagem inaugural. Isso mostra a inaptidão do Capitão Smith para manobrar navios de grande porte. O capitão faz descaso do "quase acidente" e nem manda anotar no diário de bordo. Então, na noite de 14 de abril de 1912, o Capitão dos milionários deixa o comando do maior navio do mundo as mão de Willian Murdoch, e se retira. Mas no acidente de 14 de abril a culpa não foi totalmente dele, o dono do navio o disse para colocar o Titanic a todo vapor para impressionar a todos. Se estivesse mais devagar, conseguiria ter contornado os icebergs; além disso, os vigias estavam sem binóculos e não puderam vê-los com muita antecedência.

Edward John Smith (27 de janeiro de 1850 - 15 de abril de 1912) é um marinheiro britânico. Cresceu em um ambiente de trabalho, ele deixou a escola cedo para entrar para a marinha. Depois de ganhar seu mestre, ele entrou para o serviço da White Star Line, uma empresa britânica de prestígio. Ele rapidamente subiu na hierarquia, e em 1887 obteve seu primeiro comando no Celtic. Ele corre posteriores muitos navios da empresa, incluindo o Majestoso, ele comanda mais de sete anos

Smith adquiriu uma forte seguinte devido ao seu caráter agradável e imponente, que lhe valeu o carinho de muitos passageiros. Em 1904, ele se tornou o comodoro da empresa, e é agora responsável por controlar seus carros-chefe. Assim, comandou sucessivamente o Báltico, o Mar Adriático, o Olympic eo Titanic. É o momento mais bem paga deste Marinha, e sua popularidade é tal que alguns vão concordar para viajar com ele. Até 1911, a sua carreira está apenas perturbado por duas missões de transporte de tropas durante a Guerra Boer. 

A situação mudou em 1911, o comandante da nova empresa de cruzeiros, Olímpico, Smith não consegue evitar uma colisão com o cruzador Hawke no porto de Southampton. No ano seguinte, ele é "o único a correr atrás de Deus" Titanic, que colidiu com um iceberg 14 de abril de 1912, e afundou-se às 2:00 próximos 20 Smith pereceram no naufrágio, com a idade de 62 anos . Ele é representado em muitos filmes sobre o desastre, e muitos tributos foram pagos a ele.

A documentação de mais de 250.000 certificações de navegadores “antigos” foram divulgados pela primeira vez desde 1850. Entre os documentos de 1850 a 1927, a principal curioisidade revelada é que o capitão do Titanic originalmente falhou em seu teste de navegação.

À época, os candidatos passavam por exames destinados a testar a sua experiência e boa conduta em geral, dando provas de sua sobriedade, de seu comportamento enquanto estivesse bêbado, coisas comuns na Marinha Mercante durante o início do século XIX.

Os documentos mostram que Edward John Smith (cujo corpo não foi encontrado depois que ele afundou com o Titanic em 1912), não passou nos exames da primeira vez, porque ele não tinha “suficientes habilidades de navegação”. Mas ele acabou por ser aprovado no exame e receber seu certificado em fevereiro de 1888…

Uma vez lançada ao mar, a lenda durou cinco dias. O Titanic saiu de Southampton, em sua viagem inaugural para Nova York, no dia 10 de abril de 1912, uma quarta-feira; fez sua única escala em Cherbourg, na França, e rumou para Oeste. No quarto dia da viagem o nome do Titanic aliou-se a mais um superlativo – a maior tragédia –, submergiu 3.600 metros no Oceano Atlântico e entrou definitivamente para a História.

O "capitão dos milionários 'Nascido em uma família humilde de industrial Inglaterra (Stoke-on-Trent). Recusando-se a seguir a tradição cerâmica, olhou para o mar e aos 19 anos como aprendiz embarcou em um veleiro. Uma década depois -1880- juntou a estrela branca como oficial. Ele começou sua ascensão. Entre 1895 e 1904 ele foi capitão da SS Majestic e transportado tropas para a Guerra Boer ganhando o título de comandante honorário da Reserva Naval Real. Em 1910, foram os melhores comentários e começou a encomendar as viagens de solteira dos grandes vasos. Sua reputação aumentou enquanto a escala social estava. Antes capitão do Titanic, ele comandou a República, o copta, o Majestoso, o Mar Báltico, o Mar Adriático e os Jogos Olímpicos, e havia se mudado com a mulher ea filha para uma imponente mansão em Southampton-suas taxas estavam em torno de £ 1.250 por ano mais de US $ 200 de bônus para não sofrer accidents-. Quando ele embarcou no Titanic tinha 62 anos. Muito se tem especulado para ser sua última viagem como a intenção de se aposentar mais tarde, mas o fim nunca foi confirmado.

Referências

"O crepúsculo da arrogância - RMS Titanic Minuto a Minuto", FARACO, Sergio. Porto Alegre (RS), Editora L&PM, 2006. As informações estão no registro de 1887 em diante, a partir da página 18 do citado livro de Sergio Faraco. Matéria disponível online em: http://rmslucasrubio.blogspot.com/

"SS Coptic," de Kerbrech, Richard (2009). Ships of the White Star Line. Surrey, UK: Ian Allen Publishing. pp. 34–36. ISBN 978-0-7110-3366-5

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.