Eleição presidencial nos Estados Unidos em 1908

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eleição presidencial dos Estados Unidos em 1908
 

1904 ← Flag of the United States.svg → 1912


3 de novembro de 1908
William Howard Taft.jpg WilliamJBryan1902.png
Candidato William Howard Taft William Jennings Bryan
Partido Republicano Democrata
Natural de Ohio Illinois
Running mate James S. Sherman John W. Kern
Colégio eleitoral 321 162
Vencedor em 29 estados 17 estados
Votos 7.678.335 6.408.979
Porcentagem 51,57% 43,04%
ElectoralCollege1908.svg

Seal of the President of the United States.svg
Presidente dos Estados Unidos

A eleição presidencial dos Estados Unidos de 1908 foi a trigésima-primeira eleição presidencial do país. Foi realizada em 03 de novembro de 1908. O atual e popular presidente, Theodore Roosevelt, honrando a promessa de não buscar um terceiro mandato, convenceu o Partido Republicano para nomear William Howard Taft, seu amigo e Secretário da Guerra, para se tornar seu sucessor. Tendo perdido a eleição de 1904 com um candidato conservador, o Partido Democrata voltou-se duas vezes para indicar William Jennings Bryan, que havia sido derrotado em 1896 e 1900 pelo republicano William McKinley. Apesar de suas duas derrotas anteriores, Bryan continuou extremamente popular entre os elementos mais liberais e populistas do Partido Democrata. Apesar de uma campanha vigorosa contra a elite da nação de negócios, Bryan sofreu a pior perda em seus três campanhas presidenciais, e Taft ganhou por uma margem facilmente.

Processo eleitoral[editar | editar código-fonte]

A partir de 1832, os candidatos para presidente e vice começaram a ser escolhidos através das Convenções. Os delegados partidários, escolhidos por cada estado para representá-los, escolhem quem será lançado candidato pelo partido. Os eleitores gerais elegem outros "eleitores" que formam o Colégio Eleitoral. A quantidade de "eleitores" por estado varia de acordo com a quantidade populacional do estado. Em quase todos os estados, o vencedor do voto popular leva todos os votos do Colégio Eleitoral.[1]

Convenções[editar | editar código-fonte]

Convenção Nacional do Partido Socialista da América de 1908[editar | editar código-fonte]

A segunda Convenção Nacional do Partido Socialista da América (Socialist Party of America) foi realizada entre 10 e 14 de maio em Chicago. Haviam 219 delegados presentes. Eugene Victor Debs foi nomeado para presidente no primeiro escrutínio com 159 votos contra 39 de outros. Benjamin Hanford foi indicado para vice-presidente na primeira votação com 106 votos contra Seymour Stedman com 42 votos, a 20 votos de May W. Simons, a 15 votos de John W. Slayton, e 2 votos de outros.[2]

Convenção Nacional do Partido Republicano de 1908[editar | editar código-fonte]

Cartaz republicano com Taft e Sherman.

A nomeação republicana marcou a introdução da principal preferência presidencial. A ideia de primárias para indicação de candidatos foi patrocinado pela máquina anti-políticos, como o governador de Nova Iorque, Charles Evans Hughes e o senador Albert B. Cummins. O primeiro estado a realizar uma primária presidencial para selecionar os delegados para uma convenção nacional foi Flórida em 1904, quando os eleitores do Partido Democrata realizaram uma primária entre os candidatos sem instruções para delegados. No início de 1908, os dois únicos candidatos republicanos para campanhas de âmbito nacional para a nomeação presidencial estavam o secretário de Guerra William Howard Taft e o governador José B. Foraker, ambos de Ohio. Na nomeação, quatro estados realizaram as primárias para a escolha dos delegados da convenção nacional. Em Ohio, o estado do Partido Republicano realizou uma primária em 11 de fevereiro. Os candidatos que se comprometeram com Taft foram impressos na cédula de votação em uma coluna para Taft, e os candidatos que se comprometeram a Foraker foram impressos em uma coluna em seu nome. Taft ganhou uma retumbante vitória em Ohio. Califórnia escolheu uma chapa de delegados que apoiaram Taft; Wisconsin elegeram uma chapa que apoiava o senador de Wisconsin, Robert M. La Follette, Sr., e a Pensilvânia elegeu uma chapa que apoiou o seu senador, Philander C. Knox.

A Convenção Nacional Republicana foi realizada entre 16 e 19 de junho em Chicago. William Howard Taft foi nomeado com 702 votos contra 68 para Knox, a 67 de Hughes, a 58 de Cannon, a 40 para Fairbanks, a 25 para LaFollette, a 16 para Foraker, e a 3 para o presidente Roosevelt, e uma abstenção. James S. Sherman foi escolhido como candidato vice-presidencial.[3] [4]

Convenção Nacional do Partido Democrata de 1908[editar | editar código-fonte]

Cartão postal do Capitólio com Bryan e Kern.

A Convenção Nacional Democrata foi realizada entre 8 e 10 de julho em Denver. William Jennings Bryan foi nomeado candidato presidencial por 889 votos contra 60 de George Gray e 46 de John Albert Johnson. John W. Kern foi indicado para candidato vice-presidencial.[5]

Outras convenções de 1908[editar | editar código-fonte]

Outras convenções de 1908[6]
Local e data Partido Candidato presidencial
St. Louis entre 2 e 3 de abril Partido Populista (People's Party) Thomas Edward Watson
Entre 2 e 5 de julho Partido Trabalhista Socialista (Socialist Labor party) August Gillhaus
Entre 15 e 16 de julho Partido da Proibição (Prohibition Party) Eugene Wilder Chafin
Chicago entre 27 e 29 de julho Partido da Independência (Independence Party) Thomas L. Hisgen

Campanha[editar | editar código-fonte]

Cartão postal com Taft e Sherman.
Cartoon político com Roosevelt entregando suas políticas para William Howard Taft.

Com a prata livre não sendo o problema dominante, Bryan fez a campanha em uma plataforma atacando progressivamente "do governo pelo privilégio". Seu slogan de campanha, "Uma Regra ao Povo?", Foi destaque em cartazes numerosos de campanha. No entanto, Taft minou o apoio liberal de Bryan por aceitar algumas de suas idéias reformistas, e as políticas progressistas de Roosevelt turva as distinções entre as partes. Os republicanos também usaram o slogan "Vote em Taft agora, você pode votar em qualquer momento em Bryan", uma referência sarcástica à de Bryan as duas campanhas presidenciais anteriores falhadas. Empresários continuaram a apoiar o Partido Republicano, e Bryan não conseguiu garantir o apoio do trabalho. Como resultado, Bryan terminou com o pior dos suas três derrotas na votação popular nacional, perdendo quase todos os estados do Norte para Taft e perdendo o voto popular em oito pontos percentuais. Isso seria a última campanha de Bryan para a presidência, no entanto, ele continuaria a ser uma figura popular dentro do Partido Democrata em 1912 e teria um papel-chave para garantir a indicação presidencial para Woodrow Wilson.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Candidato presidencial Partido Estado de origem Voto popular Colégio Eleitoral Running mate
Votos  % Votos  % Candidato vice-presidencial Estado de origem Colégio Eleitoral
William Howard Taft Partido Republicano Ohio 7.678.335 51,57% 321 66,5% James S. Sherman Nova Iorque 321
William Jennings Bryan Partido Democrata Illinois 6.408.979 43,04% 162 33,5% John W. Kern Indiana 162
Eugene Debs Partido Socialista da América Ohio 420,852 2,83% 0 0% Benjamin Hanford Ohio 0
Outros 381.073 2,56% 0 0% Outros 0
Total 14.889.239 100% 483 483
Votos minímos do Colégio Eleitoral de que se precisa para vencer 242 242

Fonte - Voto popular:[7] Colégio Eleitoral: [8]

Referências

  1. Eliene Percília. Como é eleito o presidente nos Estados Unidos Brasil Escola. Página visitada em 19/07/2011.
  2. Our Campaigns - US President - SOC Convention Race - May 10, 1908. Acessado em 23/08/2011
  3. Bain, Richard C.; Parris, Judith H.. Convention Decisions and Voting Records. p. 174. ISBN 0815707681.
  4. Our Campaigns - US President - R Convention Race - Jun 16, 1908. Acessado em 23/08/2011
  5. Our Campaigns - US President - D Convention Race - Jul 08, 1908. Acessado em 23/08/2011
  6. Our Campaigns - US president Race - Jan 11, 1909. Acessado em 22/08/2011.
  7. Leip, David. 1908 Presidential General Election Results. Acessado em 22/08/2011.
  8. U. S. Electoral College.(1789-1996) Acessado em 22/08/2011.