Escola historicista alemã de economia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Escola historicista alemã)
Ir para: navegação, pesquisa

A chamada Escola historicista alemã de economia (em alemão, Historische Schule der Nationalökonomie) foi uma escola de pensamento - principalmente alemã -, que defendia que o estudo da história é a principal fonte de conhecimento sobre as acções humanas e sobre matérias económicas. Isso porque a economia é dependente da cultura e não pode ser tomada por universal no espaço ou no tempo. Isto expressou uma rejeição da idéia de que teoremas económicos podem ser tidos como universalmente válidos.

Os seus autores perceberam a Economia como uma ciência que se dedica à análise rigorosa da realidade e não à dedução de teoremas de acordo com a lógica. Um dos seus precursores é Friedrich List.

A caracteristica desta escola de pensamento é a preocupação com a realidade em vez de modelos matemáticos auto-referenciais. Grande parte destes autores foram também Kathedersozialisten ("socialistas de cátedra"), ou seja, preocupados com a reforma social e a melhoria da qualidade de vida das massas durante os tempos da industrialização.

Divisões[editar | editar código-fonte]

A escola historicista pode ser dividida em três sequências:

A escola historicista esteve envolvida na "Methodenstreit" ("guerra dos métodos") com a Escola Austríaca. A escola histórica alemã controlava em grande medida os meios universitários alemães, e vários dos seus integrantes eram conselheiros de Friedrich Althoff, chefe do departamento universitário no Ministério de Educação da Prússia entre 1882 e 1907.

Foi um movimento influente na Prússia, e, até cerca de 1900, também nos Estados Unidos, onde muitos acadêmicos tinham estudado na Alemanha.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Bücher, Karl (1927). Industrial Evolution. 6th ed. New York, NY: Holt.
  • Backhaus, Jürgen G. (1994), ed. Gustav Schmoller and the Problems of Today = History of Economic Ideas, vol.s I/1993/3, II/1994/1.
  • Backhaus, Jürgen G. (1997), ed. Essays in Social Security and Taxation. Gustav von Schmoller and Adolph Wagner Reconsidered. Marburg: Metropolis.
  • Backhaus, Jürgen G. (2000), ed. Karl Bücher: Theory - History - Anthropology - Non Market Economies. Marburg: Metropolis.
  • Balabkins, Nicholas W. (1988). Not by theory alone...: The Economics of Gustav von Schmoller and Its Legacy to America. Berlin: Duncker & Humblot.
  • Chang, Ha-Joon (2002). Kicking Away the Ladder. Development Strategy in Historical Perspective. London: Anthem.
  • Hodgson, Geoffrey M. (2001). How economics forgot history. The problem of historical specificity in social science. London – New York: Routledge.
  • Roscher, Wilhelm (1878). Principles of Political Economy. 2 vols. From the 13th (1877) German edition. Chicago: Callaghan.
  • Seligman, Edwin A. (1925). Essays in Economics. New York: Macmillan.
  • Shionoya, Yuichi (2001), ed. The German Historical School: The Historical and Ethical Approach to Economics. London etc.: Routledge.
  • The German Historical School (em inglês). History of Economic Thought Website. The New School. Página visitada em 4 de Maio de 2011.