Everybody Hates Chris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Everybody Hates Chris
Todos Contra o Chris (PT)
Todo Mundo Odeia o Chris (BR)
Everybody Hates Chris.jpg
Pôster promocional da primeira temporada da série, lançada em 2005
Informação geral
Formato Seriado
Gênero comédia
Duração 20 minutos
Criador(es) Chris Rock
Ali LeRoi
País de origem  Estados Unidos
Idioma original inglês
Produção
Diretor(es) Andrew Orenstein
Produtor(es) Adrienne Carter
Don Reo
Kali Londono
Narrador(es) Chris Rock
Elenco Terry Crews
Tichina Arnold
Tequan Richmond
Imani Hakim
Vincent Martella
Tyler James Williams
Exibição
Emissora de
televisão original
The CW (EUA)
UPN (EUA)
Formato de exibição 480i (SDTV)
1080i (HDTV)
Transmissão original 22 de setembro de 2005 - 8 de maio de 2009
N.º de temporadas 4
N.º de episódios 88 (lista de episódios)
Cronologia
Programas relacionados Everybody Loves Raymond

Everybody Hates Chris (Todo Mundo Odeia o Chris (título no Brasil) ou Todos Contra o Chris (título em Portugal)) foi um seriado de humor estadunidense inspirado nas experiências pessoais de Chris Rock no bairro de Bed-Stuy, em Nova Iorque, seguindo um estilo muito parecido com a série Anos Incríveis. Estrelado por Tyler James Williams e o elenco principal formado por Terry Crews, Tichina Arnold, Tequan Richmond, Imani Hakim e Vincent Martella, Everybody Hates Chris teve quatro temporadas, exibidas originalmente nos Estados Unidos entre 22 de setembro de 2005 e 8 de maio de 2009, pelos canais de televisão The CW Television Network e United Paramount Network. Sua primeira dublagem lusófona aconteceu com a exibição do programa pela Rede Record.

O fim da série foi anunciado em março de 2009. O último episódio foi ao ar em maio de 2009. Foi o episódio "Todo Mundo Odeia o Supletivo", o de número 22 da quarta temporada.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Bedford-Stuyvesant foi palco do enredo

Motivado por suas experiências de infância , Emmy Award -winner / ator / comediante Chris Rock narra essa história muito divertida e comovente de um adolescente crescendo, o mais velho dos três filhos em Brooklyn, Nova Iorque , em 1982. 1982 é o ano em que Chris completa 13 anos . Cheio de sonhos e de esperanças um adolescente comum, Chris se muda com sua família para " Bed - Stuy : fazer ou morrer " vizinhança, Enquanto seus pais estão trabalhando , ele é responsável por cuidar de seu irmão mais novo o Drew , que é mais alto e mais confiante do que Chris e sua irmã Tonya , que recebe toda a atenção dos pais. O pai do Chris, Julius trabalha em dois empregos para sustentar sua família . Sua mãe Rochelle comanda a casa com um orçamento apertado , ela é muito rigorosa , e trabalha a parcialmente em um pequeno escritório imobiliário. Com sua mãe determinada a vê-lo em uma boa escola , embora Drew e Tonya vão para a mesma escola em seu antigo bairro , Chris relutantemente enfrenta múltiplas transferências de ônibus todos os dias para ir ate a Corleone Junior High , no bairro italiano , South Shore . Apesar de ser um alvo imediato para os valentões , Chris ' com seu charme inato e inteligência afiada lhe permitirá fazer novos amigos , como Greg , um garoto esperto ... que não pode lutar. O Chris Rock incisivamente olha para trás , seu eu mais jovem está definido para descobrir o que sua família já sabe: caráter agudo, desconexo Chris ' vai levá-lo lugares. Mas, primeiro, ele vai ter que pensar , falar, ou correr o seu caminho através de uma experiência de crescimento em casa e na escola ... e em qualquer ponto de ônibus ao longo do caminho .

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principal[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Tyler James Williams Chris Rock
Tichina Arnold Rochelle Rock
Terry Crews Julius Rock
Tequan Richmond Drew Rock
Imani Hakim Tonya Rock
Vincent Martella Greg Wuliger
Chris Rock Narrador

Secundários e recorrentes[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Travis T. Flory Joey Caruso
Ernest Lee Thomas Senhor Omar
Jacqueline Mazarella Senhorita Morello
Kevontay Jackson Jerome
Paige Hurd Tasha
Antonio Fargas Doc
Jeris Poindexter Golpe Baixo
Jackée Harry Vanessa
Blake Hightower James
Todd Bridges Monk
Mike Estime Perigo
Ricky Harris Malvo
Wayne Brady Louis
Loretta Devine Maxine
Earthquake Michael
Jimmie Walker Eugene
Aree Davis Kesha
Jim Lau Senhor Fong
Tasia Sherel Pam
Tony Rock Ryan
Jazz Raycole Lisa
Tisha Campbell-Martin Peaches
Paul Ben-Victor Professor Thurman
Whoopi Goldberg Louise
B.J. Britt Walter Dickerson
Johnny Palermo Frank DiPaolo
Joel Huggins Sr. Perkins / Agente IRS
Kara Pacitto Carol
Katelyn Pacitto Carole
Jason Alexander Diretor Edwards

Dublagem brasileira[editar | editar código-fonte]

A série foi dublada nos seguintes estúdios:

  • VTI (1ª e 2ª temporadas);
  • Artsound (3ª e 4ª temporadas).


Audiência[editar | editar código-fonte]

  • Estados Unidos A terceira temporada de Everybody Hates Chris foi assistida na The CW por 1 milhão e 700 mil telespectadores.[2]
  • Estados Unidos A estreia da quarta temporada rendeu a audiência de 2 milhões e 100 mil telespectadores.[3]
  • Estados Unidos A primeira temporada iniciou com a média de 4 milhões de telespectadores.[4]
  • Brasil Em 21 de novembro de 2010 a série alcançou a picos de 10 pontos, ficando assim na terceira posição absoluta, conseguindo ultrapassar a Band.[5]
  • Estados Unidos O primeiro episódio da série, transmitido pela UPN, alcançou a 3ª maior audiência da história da emissora.[6]
  • Estados Unidos O último episódio da série, alcançou apenas 1,8 milhão de espectadores.[7]
  • Brasil Em 27 de dezembro de 2011, a série alcançou a vice-liderança, com 7.1 pontos de média de IBOPE.[8]

Temporadas[editar | editar código-fonte]

1ª temporada[editar | editar código-fonte]

A história se passa no condado de Brooklyn em Nova York nos anos de 1982 e 1983. A família Rock se muda para uma casa no bairro de Bedford-Stuyvesant, vindos de um conjunto habitacional, e lá o filho mais velho do casal Julius Rock (Terry Crews) e Rochelle Rock (Tichina Arnold), chamado Chris, é matriculado numa escola de pessoas brancas chamada de Corleone, por sua mãe pensar que assim teria uma educação melhor em relação às escolas de Bed-Stuy. Por ser negro, Chris enfrenta muitos preconceitos, pois em sua época, a sociedade americana ainda era resistente a preconceito ou deboches. Chris conhece um garoto branco chamado Greg, com quem mantém uma amizade por longo tempo. A família de Chris, é composta por dois irmãos, o do meio chamado Andrew (Drew) e a mais nova chamada de Tonya. Seus pais se chamam Rosalie (Rochelle) e Julius. Rochelle é uma mulher extremamente estressada e Julius uma pessoa extremamente trabalhadora, que luta pelo sustento de sua casa, não gostanto de gastar dinheiro excedente do necessário, fato que tornou-se piada frequente na série.

2ª temporada[editar | editar código-fonte]

Nesse período a história se passa no condado de Brooklyn em Nova York nos anos de 1984 e 1985. Chris começa a trabalhar na Mercearia do Doc (DOC's) para ajudar no sustento da família e ainda enfrenta problemas referente a preconceitos, travando uma longa batalha com Joey Caruso, um garoto branco que o vive discriminando devido ao fato de Chris ser negro. Na escola Chris torna-se muito amigo da professora Morello. Essa professora é a favor da comunidade negra, mas é ao mesmo tempo, extremamente preconceituosa relacionando Chris com diversos preconceitos comuns aos negros; ela tenta ser tão politicamente correta que acaba reforçando estereótipos raciais, como por exemplo que os negros são supostamente melhores na dança e afins, quando em tese ela como educadora deveria minimizar sem renegar a condição racial do mesmo, mas acaba tentando subsidiá-lo a tal ponto que a todo o tempo reforça que ele é afro-americano e tem uma tribo própria muito além da Corleone quando usa frequentemente termos tais como "o povo do Chris", deixando bem claro que o Corleone é ítalo-americano, enquanto o aluno pertence a outra tribo etno-social e genômica norte-americana. Algo como: você está aqui, mas lembre-se que veio de outro mundo e ainda pertence a este outro mundo, visto que a tentação em querer ser assimilado pelo mundo novo e aparentemente "melhor" que o seu é bastante tentadora, mas ao mesmo tempo destruídora de ambas as identidades originais e portanto diminuidora da real diversidade, pois anula duas para gerar apenas uma.

3ª temporada[editar | editar código-fonte]

Nesse período a história se passa no condado de Brooklyn em Nova York nos anos de 1985 e 1986. Chris e seu amigo Greg continuam estudando no colégio Corleone, sendo que, ainda em 1986, porém na temporada seguinte, completam o ensino fundamental indo para outro colégio no mesmo bairro. Chris começa a se apaixonar por sua vizinha chamada Tasha (Paige Hurd), porém a avó de Tasha, chamada de Louise (Whoopi Goldberg) recrimina Chris, por ele ser negro, porém por ela também ser negra deixa de lado esse preconceito. No mesmo período, Chris dá o seu primeiro beijo em uma brincadeira, o "Jogo da Garrafa"("Todo Mundo Odeia O Primeiro Beijo"). Nesse mesmo episódio, ocorre outro com a garota que Chris beijara no jogo, porém ainda assim ele continua apaixonado por Tasha, principal motivo para participar da brincadeira. Nessa temporada, o próprio Chris Rock, pessoa em que se baseia a série o qual é diretor, participa, no episódio "Todo Mundo Odeia o Orientador". Ocorre também a primeira vez o qual Chris dirige, tendo que ir até a escola com o carro do pai ("Todo Mundo Odeia Dirigir"), a presença de outro garoto negro na Corleone por 1 episódio ("Todo Mundo Odeia O Novato"), a tentativa de se tornar um garoto popular na sua escola ("Todo Mundo Odeia Ser Descolado"), entre outras desventuras

4ª temporada[editar | editar código-fonte]

Por fim a última temporada da série, passada em 1986 e 1987, Chris está com quinze anos, e já começa a manifestar algumas atitudes da adolescência. Esta é a temporada em que Chris toma atitudes mais radicais, como desobedecer a mãe Rochelle e largar os estudos. Chris vai para o Colégio Tattaglia, o qual não era composto somente por ítalo-americanos, como a Corleone. O colégio possuía tanto por caucasianos quanto por afro-americanos, porém Chris não fica na mesma turma dos de mesma raça, pois os mesmos não deixavam os professores darem aula, além dos profissionais temê-los. Depois de muita insistência, Chris ganha um beijo em uma pequena rodinha de adolescentes, na época chamado de "Jogo da Garrafa".. No Ano Novo, realizado na Times Square, Chris vai com Malvo, Peaches (Tisha Campbell Martin) e Tasha, comemorar a passagem de ano, porém Tasha surpreendentemente beija Chris. Após algum tempo, Chris está extremamente apaixonado por Tasha e a pede em namoro. Tasha aceita namorar com Chris, o que o deixa feliz e extremamente desconfiado. Chris não imagina que Tasha seria tão exigente como namorada. Chris por fim, é "Reprovado" no 1° Ano e por isso repete, porém não continua seus estudos como o desejo de sua mãe. Chris decide fazer o GED (supletivo) e no final do último episódio chega o resultado, e diz se ele passou ou não. Segundo relatos, a série não realizou mais temporadas, porque em 1988 Julius morre e Chris inicia sua carreira de comediante, saindo da ideia inicial da série.

Nota: O último episódio é uma paródia do final da série The Sopranos. Quando Julius estaciona o caminhão, há uma câmera que filma o número 735 pintado em seu caminhão. Isto sugere a pontuação do supletivo de Chris, que não passaria, pois o mínimo de pontos no teste é 800.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

  • A série ganhou 13 prêmios e teve outras milhares nomeações. Entre as nomeações estão duas para o Emmy Awards e uma para o Globo de Ouro.

Emmy Awards 2006

  • Melhor Diretor de Fotografia - Mark Doering-Powell (indicado)
  • Melhor Designer e Supervisor - Darryle Johnson e Sharlene Williams (indicados)

2006 - NAACP Image Award

2006 - Globo de Ouro

  • Melhor série de televisão - Música e Comédia (indicada).

2006 - Motion Picture Sound Editors

2006 - People's Choice Awards

  • Melhor Comédia Popular (indicada)

Writers Guild of America

  • Produtores de Séries de Televisão — Aron Abrams, Rodney Barnes, Chris Rock (indicados).

Episódios[editar | editar código-fonte]

Temporada Episódios Estados Unidos Exibição Original Lançamento em DVD
1 22 22 de setembro de 200511 de maio de 2006 10 de outubro de 2006
2 22 1 de outubro de 200614 de maio de 2007 9 de outubro de 2007
3 22 1 de outubro de 200718 de maio de 2008 16 de agosto de 2008
4 22 3 de outubro de 20088 de maio de 2009 18 de agosto de 2009

Lançamento em DVD[editar | editar código-fonte]

Temporada Episódios Discos Data de lançamento do DVD
EUA
1 22 4 10 de outubro de 2006
[9]
2 22 4 9 de outubro de 2007
[10]
3 22 4 26 de Agosto de 2008
4 22 4 18 de Agosto de 2009

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Em sua primeira temporada, Everybody Hates Chris teve aclamação por parte da crítica especializada. Com base de 32 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 88% no Metacritic. Por votos dos usuários do site, atinge uma nota de 8.1, usada para avaliar a recepção do público.[11]

Referências

  1. Produção e elenco se prepara para o fim de Everybody Hates Chris TeleSéries (14 de abril de 2009). Visitado em 8 de maio de 2012.
  2. Audiência Séries online. Visitado em 8 de maio de 2012.
  3. Audiência nos EUA na sexta, dia 3, e no domingo, dia 5 de outubro (6/10/2008).
  4. Everybody Hates Chris-Mas Week Attracts Nearly 4 Million New Viewers to UPN's New Hit Comedy (em inglês) Thefutoncritic. Visitado em 3 de outubro de 2014.
  5. Cultura-e-e-terceiro-isolado Todo Mundo Odeia o Chris supera Band e Tv Cultura e é terceiro isolado (em português) PortalBDI. Visitado em 3 de outubro de 2014.
  6. Everybody Hates Chris (em inglês) TV.com. Visitado em 3 de outubro de 2014.
  7. Friday Ratings (em inglês) Tvbythenumbers. Visitado em 3 de outubro de 2014.
  8. Prévia Todo Mundo Odeia o Chris (em português) IBOPETVAudiência. Visitado em 3 de outubro de 2014.
  9. Everybody Hates Chris - Season 1 (em inglês) Play. Visitado em 3 de outubro de 2014.
  10. Everybody Hates Chris - Season 2 (em inglês) DVDTimes UK. Visitado em 3 de outubro de 2014.
  11. Everybody Hates Chris (em inglês) Metacritic. Visitado em 3 de outubro de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]