Os Caça-Fantasmas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ghostbusters
Os Caça-Fantasmas (PT/BR)
Cartaz de lançamento
Estados Unidos
1984 • Cor • 107 min 
Direção Ivan Reitman
Produção Ivan Reitman
Produção executiva Bernie Brillstein
Roteiro Dan Aykroyd
Harold Ramis
Elenco Bill Murray
Dan Aykroyd
Harold Ramis
Sigourney Weaver
Ernie Hudson
Rick Moranis
Género Comédia
Idioma inglês
Música Elmer Bernstein
Direção de arte John de Cuir Jr
Direção de fotografia Laszlo Kovacs
Figurino Theoni V. Aldredge
Edição Sheldon Kahn
David Blewitt
Estúdio Columbia Pictures
Lançamento 8 de junho de 1984
Orçamento US$ 30 milhões
Receita US$ 291.000.000[1]
Cronologia
Último
Último
Os Caça-fantasmas II (1989)
Próximo
Próximo

Ghostbusters (br / pt: Os Caça-Fantasmas) é um filme americano de 1984, do gênero comédia, dirigido por Ivan Reitman.

O roteiro foi escrito por Dan Aykroyd e Harold Ramis, que também participam como atores. O filme foi distribuído pela Columbia Pictures e teve seu lançamento nos Estados Unidos em 8 de junho de 1984.

O filme arrecadou cerca de 291 milhões de dólares[2] , mais do que o segundo Indiana Jones, além de 50 milhões de dólares com a peça teatral, tornando-se o segundo filme em arrecadação do ano de 1984, apenas cinco milhões de dólares menos que Um Tira da Pesada.[3]

O filme ganhou uma sequência, Ghostbusters II (1989), e duas séries animadas, The Real Ghostbusters (anos depois renomeada para Slimer! And the Real Ghostbusters - Geléia! E os Verdadeiros Caça-fantasmas) e Extreme Ghostbusters.

Em 2000, os leitores da revista Total Film elegeram Ghostbusters como o 44° melhor filme de comédia de todos os tempos. O American Film Institute (Instituto Americano de Filmes) o ranqueou como o 28° em uma lista das 100 melhores comédias de todos os tempos (em uma lista chamada "AFI's 100 Years… 100 Laughs" - 100 Anos de American Film Institute… 100 risadas).[4] Em 2005, o IGN (Imagine Games Network) elegeu Ghostbusters como a melhor comédia de todos os tempos.[5] Em 2006, o canal de televisão estadunidense Bravo elegeu o filme como o 76° entre os 100 Filmes mais Divertidos[6]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Peter, Raymond e Egon são professores universitários de parapsicologia da Universidade Columbia de Nova Iorque, que subitamente têm sua verba para pesquisa suspensa e são colocados na rua pelo reitor, que os considera uma farsa. Isto, porque o trio prefere estudar manifestações sobrenaturais e aparições de burros, dentre outras coisas do gênero, que a ciência formal não considera. Assim, os três resolvem criar uma empresa especializada em casos de aparições sobrenaturais. Compram um edfício desativado do corpo de bombeiros, uma ambulância Cadillac Miller-Meteor ano 1959 nomeado de Ecto-1, e fazem um anuncio na televisão.

No começo, os clientes são poucos e escassos, e os caça-fantasmas usam de seu talento individual para manter o negócio: Dr. Egon Spengler é um gênio da ciência, Dr. Raymond "Ray" Stantz é um especialista em história da paranormalidade e metalurgia e o Dr. Peter Venkman tem habilidade de manipular as pessoas, conhecido como charlatão. Depois do primeiro chamado atendido por Venkman, mais movido a interesses próprios com a cliente Dana Barrett, ele descobre que estranhos fenômenos acontecem quando objetos do apartamento dela chamam pelo nome de "Zull".

Os negócios melhoram quando em uma noite, a recém contratada secretária Janine MelnitZ, recebe um pedido de ajuda do Sedgewick Hotel para retirarem um monstro verde e gosmento que atormenta os hóspedes em uma noite em que teriam uma festa de gala. Os caça-fantasmas atendem o chamado, com uma certa inexperiência nos equipamentos nunca testados. Cada membro do grupo usa uma mochila de prótons (na verdade um acelerador nuclear que produz poderosos feixes de luz que captam ectoplasma) e conseguem com sucesso capturar o fantasma. Durante o primeiro grande teste dos caça-fantasmas, Egon menciona que não seria "nada bom" que cruzassem os raios, devidamente agradecido por Peter.

Com a fama repentina, os negócios melhoram consideravelmente, fazendo com que a empresa tenha grande sucesso e um grande número de chamadas, ajudados também por uma atividade supernatural incomum que toma conta da cidade de Nova Iorque. Quando Peter encontra Dana, sua primeira cliente e cujo caso ainda não havia sido resolvido, explica que o nome Zull se refere a um semideus mitológico de seis mil anos a.C. presente nas culturas Hititas, Mesopotâmia e Suméria. Dana descobre de Peter que "Zull é o guardião favorito de Gozer", além de receber uma proposta para sair com o caça-fantasma.

Enquanto isso, os caça-fantasmas contratam um quarto membro, Winston Zeddemore, para ajudar com a quantidade de chamados. A empresa captura muitos fantasmas que são armazenados em um grande receptor. Logo, eles descobrem que a grande atividade paranormal da cidade é causada pela possível chegada de Gozer, um Deus sumeriano que aparecerá na forma da destruição trazido pelo demônio Zull do apartamento de Dana Barrett.

Os guardiões de Gozer - o cerberus Zull (o porteiro) e Vinz Clortho - logo precisam encontrar hospedeiros humanos. Zull facilmente toma posse do corpo de Dana Barrett "sugando" sua cadeira para um portal onde se encontra, dentro da cozinha do apartamento onde mora. Vinz Clortho busca outro hospedeiro e vai atrás do contador Louis Tully, no apartamento vizinho ao de Dana onde acontece uma festa, e acaba por capturá-lo no Central Park, em frente ao restaurante Tavern on the Green. Dana/Zull recebe a visita de Venkman e tenta seduzí-lo. Ele percebe que algo está errado pela voz alterada de Dana e por ela levitar sobre sua cama e acaba por sedá-la com uma alta dose de clorpromazina. O já possuído Louis sai por Manhattan para encontrar pelo "porteiro" (Zull) e é levado até o escritório dos caça-fantasmas pela polícia para que seja analisado o comportamento estranho. Egon o examina e descobre que ele é Vinz e está a procura de Zull e esperando por um sinal de Gozer para trazê-lo.

Entretanto, quando o inspetor da EPA (Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos) Walter Peck questiona Venkman se a atividade paranormal em grande escala na cidade é originária do edifício onde se encontram os caça-fantasmas, promete "lacrar" o receptor onde se encontram os fantasmas armazenados por eles. Inicialmente zombado por Peter, Peck retorna furioso com um ordem judicial para que o receptor seja aberto para inspeção, causando uma grande explosão no edifício que acaba liberando todos os espectros de volta a cidade. Peck acusa os caça-fantasmas do ato, e esses acabam presos junto com Loius que estava no prédio.

Presos em uma cela pública, Egon e Ray examinam a planta do edifício de Dana Barrett, de onde realmente estavam sendo originados todos os eventos paranormais na cidade de descobrem que o engenheiro elaborou o edifício como uma "antena" de onde seria gerado o portal que traria o Deus sumeriano Gozer de volta.

Sem alternativas, o prefeito de Nova Iorque chama os caça-fantasmas para resolver o caos instalado na cidade, contrariando Peck e sendo, de certa forma, iludido pelos ex-presidiários. Escoltados pela Polícia de Nova Iorque e completamente trajados com seus uniformes e equipamentos, eles são levados até o prédio do apartamento de Dana, enquanto são ovacionados pela população local. Porém, ao chegarem à frente do local, acontece um tremor de terra que acaba soterrando o carro da polícia onde se encontravam. Mas, para delírio da multidão do lado de fora, eles saem da cratera e seguem para a cobertura do edifício pelas escadas.

O porteiro Zull (no corpo de Dana) e Vinz (no de Louis) finalmente se encontram e realizam o ritual para a chegada de Gozer. Os caça-fantasmas chegam ao apartamento de Dana, e descobrem que ambos se tornaram cerberus novamente. Ao abrir o portal, os caça-fantasmas ficam frente a frente com a abertura e conversam com Gozer, que lhes pergunta se são imortais. Recebendo a resposta negativa de Ray, eles são atacados. Eles atacam o portal, apesar de seus raios penetrarem no portal.

Acreditando terem vencido Gozer, eles começam a celebrar a vitória, até serem alertados por Egon que a energia continua alta. Um pequeno tremor traz de volta a voz de Gozer, que lhes dá a oportunidade de escolher a forma como serão destruídos. Enquanto todos combinam de esvaziar suas mentes para não fazer tal escolha, Ray tem um pequeno lapso de memória de sua infância, e pensa na mascote de seu acampamento, o Homem de Marshmallow Stay Puft. Um gigantesco homem de marshmallow vestido de marinheiro aparece nas ruas de Manhattan, destruindo carros e edifícios até chegar ao prédio onde estão os caça-fantasmas. Enquanto escala o edifício, eles atacam o gigante que pega fogo.

Egon sugere que eles cruzem seus raios em direção ao portal para provocar uma "completa inversão de partículas", fechando - na teoria - o portal e fazendo com que desaparecesse todos os problemas que a cidade enfrentava. Em contrapartida, eles poderiam não sobreviver a essa explosão. Porém, correndo o risco, eles cruzam os raios, causando uma enorme explosão que destrói o Sr. Stay Puft provocando uma chuva de marshmallow na cidade, especialmente em cima de Peck. O céu escuro começa a clarear e o portal se fecha.

Saindo do meio dos escombros no topo do prédio, os caça-fantasmas comemoram, com exceção de Peter. Porém, quando esse descobre que Dana está dentro de uma estátua em forma de cachorro, começa a quebrá-la, assim como os outros membros do time ajudam a Louis sair da outra estátua. Eles saem do prédio debaixo de aplausos da multidão, recebidos na rua por Janine enquanto guardam seus equipamentos no Ecto-1. Enquanto os créditos do filme aparecem, Geléia voa em direção a câmera fazendo o desfecho do filme.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Também integraram o elenco, como pontas, Reginald VelJohnson, Roger Grimsby, Larry King, Joe Franklin e Casey Kasem. A dublagem dos personagens, no Brasil, foi realizada pela equipe da BKS, nos estúdios de São Paulo.[7]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

A idéia do filme surgiu da fascinação de Dan Aykroyd pela paranormalidade, e foi concebida por Aykroyd como um veículo para ele mesmo e seu amigo, John Belushi, do Saturday Night Live. A história original escrita por Aykroyd era bem diferente da filmada. Na antiga versão, os caça-fantasmas viajariam pelo espaço, pelo tempo e para outras dimensões atrás de enormes fantasmas (sendo que Stay-Puft, o homem de marshmallow seria apenas um deles). Além disso, os caça-fantasmas seriam um time parecido com uma "SWAT" usando as mochilas de prótons para lutar contra os fantasmas. No roteiro original, eles ainda usariam capacetes removíveis com visores transparentes.[8]

Aykroyd apresentou a idéia ao diretor e produtor Ivan Reitman, que gostou da idéia mas imediatamente refutou as parafernálias nos desenhos iniciais de Aykroyd.[9] Na sugestão de Reitman, a história teria grandes modificações, com um final envolvendo Aykoryd e Ramis trancando uma maldição de 3 semanas em um abrigo antiaéreo de uma ilha isolada da costa americana.[10] Incialmente, eles escreveram o roteiro com os papéis já definidos especialmente para ter John Belushi, Eddie Murphy e John Candy. Entretanto, como Belushi faleceu de overdose enquanto o roteiro era escrito, e nem Eddie Murphy nem Candy estavam disponíveis na época devido a outros projetos, Aykroyd e Ramis re-escreveram dando uma "polida" no básico, mantendo a idéia de ficção científica.

Com o conceito básico dominado por Aykroyd e os elementos extras de Ramis, Bill Murray foi escolhido para interpretar Peter Venkman, devido a sua grande habilidade na improvisação, personagem esse inicialmente feito para Belushi. Há comentários de que Bill Murray tenha improvisado em praticamente todas as re-filmagens de cenas (alguns dos comentários falavam que ele jamais havia lido o roteiro de verdade), porém a história que ficou é que ele improvisou em poucas falas, usando seu talento para fazer o personagem soar espontâneo.

Louis Tully foi um personagem escrito inicialmente para ser interpretado por John Candy, mas esse não pode aceitar o papel por outros compromissos. Então, o personagem foi entregue a Rick Moranis, que transformou o personagem em um nerd contador. Gozer também era para ter outro ator, Paul Reubens, que também não pode atender. Estava programado para Gozer ser uma pessoa normal, que usaria terno, mas o personagem foi modificado e entregue a Slavitza Jovan, uma jovem modelo sérvia que ainda assim tinha alguns problemas com pronuncias de algumas palavras da língua inglesa.[11]

As mochilas de prótons também foram modificadas da idéia original, onde seriam bastões gastos em cada braço dos caça-fantasmas. O personagem Winston Zeddemore, escrito originalmente para Eddie Murphy (que teve que recusar por estar filmando Um Tira da Pesada), teria uma participação maior no filme, já participando da caça ao monstro Geléia do início do filme e seria lambusado no lugar de Peter Venkman. Quando Ernie Hudson aceitou, foi decidido que ele seria contratado para demonstrar o aumento nos chamados pela quantidade de fantasmas na cidade.

O templo de Gozer era o maior e mais caro set de filmagem já construído. Para poder ter toda a energia necessárias para os efeitos visuais, os outros cenários eram desligados e seus geradores eram levados para o set. O local escolhido para representar o templo foi o prédio do Sedgewick Hotel, que fica no endereço da 55 Central Park West em Manhattan, de frente com o Central Park. Outros hotéis foram estudados para representar o local do apartamento de Dana Barrett e Louis Tully, porém foram descartados.

Dentre os problemas que ocorreram durante as filmagens, estava o fato de terem descoberto que já havia um filme chamado The Ghost Busters, de 1975, com Larry Storch e Forrest Tucker. A Columbia Pictures deu uma lista com vários outros nomes de sugestão para o filme, mas foi decido que o nome seria "Ghostbusters", com as palavras "ghost" (fantasma) e "buster" (caçador) unidas, diferenciando do outro filme e tendo esse nome devidamente registrado.

O filme gerou um show especial no parque temático da Universal Studios, na Flórida, EUA. O show só foi encerrado em 1997, para dar lugar a atração baseada no filme Twister. Mesmo depois de cancelado, os personagens dos caça-fantasmas ainda apareceram em outra atração do parque, dessa vez ao lado dos personagens do filme Beetlejuice, porém já bem descaracterizados. O carro Ecto-1 também participou de vários desfiles da "Macy's Holiday Parade" (tradicional desfile de feriado da loja Macy´s de Nova York), porém na versão interna do parque. Ecto-1 só não participou mais dos desfiles em 2005, quando a Universal não entrou em acordo para a renovação dos direitos sobre a marca. Porém, a réplica do edifício de bombeiros dos caça-fantasmas ainda continua no parque, mas sem o tradicional logo do lado de fora.

A NECA (National Entertainment Collectibles Association - Associação Nacional de Entretenimento e Colecionáveis) lançou alguns artigos baseados no filme, mas produziu apenas personagens secundários dos filmes, depois de Bill Murray recusar os direitos sobre um boneco com sua face. Assim, apenas Gozer, Geléia e os cerberus do filme, Zull e Vinz Clothor ganharam suas versões, além de uma réplica de Stay-Puft, o Homem de Marshmallow. Também houve algumas réplicas do Ecto-1. iBooks publicou a novela Ghostbusters: The Return de Sholly Fisch, além da Rubies' Costumes (empresa especializada em fantasias) lançar uma linha baseada nos personagens do filme, incluindo mochila de prótons e outros apetrechos.

Uma versão mais assustadora da biblioteca fantasma do começo do filme foi criada, mas retirada da versão final do filme por ser considerada inapropriada para o público alvo ao qual o filme buscava (atingindo uma classificação de faixa etária de 8 anos de idade). Depois, a idéia foi reaproveitada para o filme A Hora do Espanto, também lançado pela Columbia Pictures. O famoso fotógrafo Richard Edlund foi o responsável pelos efeitos visuais de ambos os filmes, sendo ele multi-premiado durante a carreira. Em 1984, os donos dos direitos sobre Gasparzinho exigiram uma indenização de cerca de 52 milhões de dólares por danos morais por considerarem o logo do filme um plágio de sua marca. O caso foi encerrado em 1986, com a seguinte frase do juiz de direito Peter Leisure, do Estado de Nova York: "Há várias maneiras de enxergar a figura de um fantasma em desenho". Curiosamente, anos mais tarde, Dan Aykroyd voltou a intepretar Ray Stantz no filme Gasparzinho (com produção de Steven Spielberg e estrelado por Bill Pullman e Christina Ricci) em uma participação especial onde ele foge de uma casa mal assombrada e diz a frase "Who ya gonna call? Somebody else…" ("quem você irá chamar? outra pessoa…"), em clara referência a música tema do filme.

Em janeiro de 2007, houve um artigo publicado na revista Empire, que comparava os filmes Caça-Fantasmas e Gremlins. No artigo havia entrevista com Ivan Reitman e Dan Aykroyd, sendo que o segundo revelou que seu personagem favorito era Louis Tully, interpretado por Rick Moranis. Ele disse "eu poderia ouvir as falas dele o dia inteiro no meu iPod".

Para promover o filme antes do lançamento, Ivan Reitman deixou circular um trailer com o mesmo comercial que aparece no filme visto por Dana Barrett, mas no lugar dos números iniciais 555, era 1-800 (número de ligações grátis nos EUA, semelhante ao 0800 do Brasil). Então, Bill Murray e Dan Aykroyd gravaram uma mensagem para quem ligasse ouvir em que eles falavam "estamos caçando fantasmas agora mesmo". Eles receberam cerca de 1000 chamadas por hora, 24 horas por dia durante seis semanas. O edifício dos caça-fantasmas também foi usado no seriado Seinfeld, no episódio "The Secret Code".[carece de fontes?]

Recepção ao filme[editar | editar código-fonte]

Os Caça-fantasmas recebeu 93% de aprovação do site Rotten Tomatoes.[12] O filme recebeu várias críticas positivas, sendo as mais destacadas de Janet Maslin do The New York Times e da revista Newsweek, com David Ansen, ambas no ano de 1984.[carece de fontes?]

O filme teve um enorme sucesso financeiro, conseguindo arrecadar US $229.242.989,00 de bilheteria, a segunda maior do ano de 1984, atrás apenas de Um Tira da Pesada.[13] Também entrou para o "top ten" dos filmes com maior arrecadação até então.[14] Com o re-lançamento em 1985, superou Um Tira… na arrecadação total, se tornando a comédia de maior sucesso dos anos 1980.[15]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora do filme foi composta por Elmer Bernstein. Participaram dos arranjos Peter Bernstein, David Spear e Patrick Russ. Da música se originaram os dois principais bordões do filme, Who you gonna call? Ghostbusters! (Quem você irá chamar? Caça-fantasmas!) e I ain't 'fraid of no ghost(s) (Eu não tenho medo de fantasmas). Ambas entraram na canção-tema, interpretada por Ray Parker Jr.. A canção se tornou um grande sucesso, sendo número 1 na parada da Billboard por três semanas, e número 1 por duas semanas na da Black Singles. A canção ainda rendeu a Parker Jr. uma nomeação ao Oscar na categoria de melhor canção original.

O videoclipe foi considerado um dos principais para alavancar a indústria de videoclipes, sendo o número 1 também na MTV. Dirigido por Ivan Reitman e produzido por Jeffrey Abelson e Keith Williams, o videoclipe conta com várias tomadas de Parker em situações cômicas, intercaladas com cenas do filme e com participações especiais de várias personalidades como Chevy Chase, Irene Cara, John Candy, Nickolas Ashford, Melissa Gilbert, Jeffrey Tambor, George Wendt, Al Franken, Danny DeVito, Carly Simon, Peter Falk e Teri Garr.[16]

No outono de 1984, Huey Lewis teve sucesso no processo contra Ray Parker Jr. por plágio, alegando que a canção fora roubada de seu hit de 1983 I Want a New Drug. Ironicamente, Lewis foi sondado para fazer parte da trilha sonora e compor a canção-tema para o filme, porém recusou para continuar o trabalho na trilha sonora do filme De Volta para o Futuro.[carece de fontes?]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 1985 (EUA)

  • indicado nas categorias de melhores efeitos visuais e melhor canção original (Ghostbusters).

Prêmio Saturno 1985 (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor filme de fantasia.

BAFTA 1985 (Reino Unido)

  • Venceu na categoria de melhor canção original (Ghostbusters).
  • Indicado na categoria de melhores efeitos especiais.

Globo de Ouro 1985 (EUA)

  • Indicado nas categorias de melhor filme - comédia / musical, melhor canção original para cinema (Ghostbusters) e melhor atuação de ator em cinema - comédia / musical (Bill Murray).

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]