Liquidificador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde novembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Um Liquidificador elétrico.

O liquidificador é um utensílio culinário elétrico que serve para transformar em puré uma grande variedade de alimentos, transformando frutas, legumes, etc. em líquidos homogêneos, para vitaminas "smothies", sopas entre outros.

Até o início do século XX, era muito difícil e trabalhoso cortar alimentos em minúsculos pedaços e misturá-los com relativa perfeição, serviço somente possível em panificadoras ou mercados onde haiva maquinário para tal serviço.

Os primeiros liquidificadores surgiram em 1904, nos Estados Unidos. O modelo era uma espécie de liquidificador misturado com batedeira. O mesmo continha um motor elétrico movido à correia de transmissão, tendo sido usado principalmente na mistura de substâncias químicas e na fabricação de milk-shakes. Em 1910, surgiram os primeiros liquidificadores para uso doméstico.

Toda a inconveniência de ter um enorme motor acoplado a uma pequena peça acabou em 1931, quando o primeiro liquidificador com motor próprio - e muito menor - foi fabricado e comercializado em Chicago, nos EUA, inventado em 1922 por Stephen Poplawski e é basicamente formado por uma base com um motor eléctrico que faz rodar um pequeno conjunto de lâminas no fundo de um recipiente onde se colocam os alimentos a triturar. Um aparelho relacionado com este é a varinha mágica, em que o copo está separado do motor/cortador.

Os primeiros[editar | editar código-fonte]

Em 1922 Stephen Poplawski finalizou a configuração clássica que caracteriza um liquidificador, constituído de um copo com lâminas móveis fixadas ao fundo, movidas por um motor elétrico compacto onde o copo é encaixado. Com seu invento, Poplawski criou a Stevens Electric, primeiro fabricante de um liquidificador, e passou a abastecer as “Soda Fountain”, espécie de lanchonetes que serviam bebidas gaseificadas e vitaminas, muito populares até os anos 50 nos Estados Unidos antes do advento das redes de ”fast foods”.

Na década de 30, L. Hamilton, Chester Beach e Fred Osius, proprietários de uma empresa de equipamentos para cozinha desde 1910, a Hamilton Beach Co, também passaram a produzir o aparelho de Poplawski em escala industrial, sendo que Fred Osius passou a se dedicar em aprimorar o novo aparelho e corrigir deficiências ainda presentes no sistema de lâminas e vedação do copo. Finalmente em 1933, Fred Osius conseguiu finalizar um liquidificador eficiente e patenteou sua criação. Com o apoio financeiro de Fred Waring, um entusiasta por novas invenções, Fred Osius conseguiu lançar seu novo aparelho no mercado norte-americano, porém ainda havia problemas a resolver no equipamento e Fred Waring decidiu redesenhar o liquidificador, lançando em 1937 seu próprio aparelho, o “Waring blender”. A Waring Pro. produz até hoje seu famoso liquidificador Waring. No mesmo ano, W.G. Barnhard também lança seu próprio liquidificador, o Vitamix, o qual ficou famoso pelo pioneirismo em fazer "infomerciais", comerciais instrutivos sobre o aparelho na televisão.

Na Europa, em 1943 o suíço Traugott Oertli desenvolveu seu liquidificador para o mercado europeu, todo baseado na construção técnica e de design desenvolvidos pela Waring, criando assim o “Turmix standmixer” e a empresa Turmix, nascendo assim a primeira empresa fabricante de um liquidificador na Europa. Baseado no liquidificador, Traugott Oertli desenvolveu outro aparelho extrator de suco de frutas e legumes, o popular "juicer".

No Brasil, o ex-funcionário da General Electric Waldemar Clemente, dono de uma empresa de produtos elétricos, a Walita Ltda., aprimorou o aparelho da Turmix, criando em 1944 seu próprio liquidificador, o Walita Neutron. O nome “liquidificador”, foi inventado pelo Sr. Clemente e passou a designar para sempre o aparelho naquele país. No final dos anos 40, a Turmix então ingressa na Argentina e tem seus aparelhos também produzidos no Brasil pela Walita, que patenteia no Brasil o extrator de sucos da Turmix, batizando-o de “Centrífuga”, nome que também designa desde então esse tipo de aparelho baseado no liquidificador. Em 1946, John Oster, fabricante de aparelhos para barbearia, adquire a Stevens Electric e lança seu primeiro liquidificador concorrente do Waring, o “Osterizer”. Devido à estratégias agressivas de marketing, com extensas propagandas em revistas famosas e programas na TV, os liquidificadores Osterizer e Walita ficaram muito famosos nos Estados Unidos e Brasil, respectivamente. Posteriormente, a Oster é adquirida pela Sunbeam, que se especializa em liquidificadores de luxo, com várias velocidades e acabamentos decorativos chamativos, porém mantém o modelo original Osterizer em linha tal como a Waring com o seu primeiro modelo.

No início dos anos 50 a Walita alcança seu primeiro milhão de unidades com um novo liquidificador, que ficou conhecido simplesmente como “liquidificador Walita” e passa a fabricar liquidificadores para várias empresas. Nessa época, o austríaco Hanz Arno, fabricante de motores elétricos também desenvolve um liquidificador baseado nos modelos da época da Oster e da Hamilton Beach. A Arno S.A. então se aproxima da Sears, que passam a desenvolver eletroportáteis em conjunto ao longo dos anos 50 e 60. Tendo a Arno uma relação próxima com a Electrolux, esta também passa a comercializar seus liquidificadores em alguns mercados nas décadas seguintes. Ao longo dos anos 60, a Philips desperta o interesse pelos liquidificadores e outros eletroportáteis da Walita e passa a comercializá-los em outros países. Suas relações aumentam e a Philips tem a Walita como sua principal fonte de eletroportáteis para vários mercados. No final dos anos 60, a Philips adquire o controle acionário da Walita e tem sua aquisição em 1971. A Walita, tendo seu fundador como presidente da divisão até o final de sua vida, em 1994, então passa a ser o principal centro de desenvolvimento de eletroportáteis da Philips para o mundo, especialmente dos liquidificadores Philips e da “centrífuga”.

Ao longo dos anos 80 e 90, muitos ferramentais de liquidificadores e extratores de suco, bem como inovações feitas pela Philips foram adquiridas por várias empresas, especialmente provenientes da China, que abastecem hoje praticamente todo o mercado mundial com liquidificadores baseados nos produtos Walita, derivados dos Turmix, que por sua vez, remontam do primeiro liquidificador Waring.

Referências

Em 13 de julho de 2010