Moto Club de São Luís

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Moto Club
Moto Club logo.png
Nome Moto Club de São Luís
Alcunhas Papão do Norte
Time Motense
Rubro-Negro da Fabril
Torcedor/Adepto Motense
Rubro Negro
Mascote Bicho-papão e Enguia
Fundação 13 de setembro de 1937 (77 anos)
Estádio Castelão
Capacidade 45 000
Localização Brasão de São Luís.svg São Luís, Maranhão MA, BrasilBrasil
Mando de jogo em Nhozinho Santos
Capacidade (mando) 13 500 pessoas
Presidente Brasil Roberto Fernandes
Treinador Brasil Edson Porto
Patrocinador Brasil BUS Transportes
Brasil Água Mineral You
Material esportivo Brasil Super Bolla
Competição Maranhão Campeonato Maranhense
Brasil Copa do Brasil
Brasil Campeonato Brasileiro
Maranhão Copa São Luís
Divisão Maranhão Primeira Divisão
Brasil Série D
Maranhão MA 2014
Brasil D 2014
Maranhão SL 2014
Vice-campeão
6º colocado
Em setembro
Maranhão MA-2ªD 2013
Maranhão SL 2013
Campeão
4º colocado
Maranhão MA 2012
Maranhão UN 2012
9º colocado
5º colocado
Ranking nacional Baixa (33) 201º lugar, 102 pontos

Brasil - 201ª posiçãoBaixa (108)

Nordeste - 55ª posiçãoBaixa (33)

Maranhão - 6ª posiçãoBaixa (3)

Website Moto Club de São Luís
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

Moto Club de São Luís é uma agremiação esportiva brasileira da cidade de São Luís. Fundado em 13 de setembro de 1937, é um dos maiores e mais populares clubes do Estado do Maranhão. Sua sede está situada em São José de Ribamar, município da Região Metropolitana da capital maranhense.

Suas cores são o vermelho e o preto e o seu mascote é o bicho-papão, que lhe rende o apelido de Papão do Norte. Costuma mandar seus jogos no Estádio Nhozinho Santos. Seu maior adversário é o Sampaio Corrêa Futebol Clube, com quem mantém a maior rivalidade do futebol maranhense.

Ao longo de sua história, conquistou 24 títulos do Campeonato Maranhense de Futebol profissional, incluindo um heptacampeonato entre 1944 e 1950. Participou por sete vezes da principal divisão do Campeonato Brasileiro e nove vezes da Copa do Brasil.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Foi na casa de número 486 da Rua da Paz, centro de São Luís, aonde muito tempo residiu César Alexandre Aboud que surgiu, no dia 13 de setembro de 1937, o Moto Club com o nome de Ciclo Moto. O objetivo era participar das modalidades de motociclismo e ciclismo, bastante praticadas naquela época. No entanto, é no futebol que o Moto Club alcança grande notoriedade. Em 1939 foi inaugurado o Estádio Santa Isabel, em homenagem a fábrica do industrial César Aboud. Com seu próprio estádio, pois o Moto Club foi o único time do estado a ter um, conseguiu seus primeiros títulos e de forma incrível, pois foram sete títulos seguidos, os estaduais de 1944 a 1950, lembrados até hoje por seus torcedores da época, se tornando o único heptacampeão clássico do estado. Mas em 1972 o estádio é demolido e em seu lugar é erguido o prédio do Ministério da Fazenda em São Luís.

A primeira diretoria do Moto foi eleita com os seguintes componentes:

  • Presidente: Cap. José de Ribamar Campos
  • Vice-presidente: Cap. Aluísio de Andrade Moura
  • 1º Secretário: Raimundo Baima
  • 2º Secretário: Nagib Moucherek
  • Tesoureiro: Antenor Monroe

Branca e verde eram as primeiras cores no uniforme do Moto Club, mas, por influência do presidente César Aboud, foram transformadas em rubro-negro, quando foi criado o departamento de futebol. A estreia do Moto Club como time de futebol aconteceu no dia 17 de setembro de 1939, contra o Ateneu, campeão estudantil. O resultado foi 1 a 1 - com o gol do Moto marcado pelo atacante Bibi. O time do Moto Club na época era formado por: Wilson, Jaime, Adolfo, Pavão e Feliciano, Mosaba, Bibi, Elvite e Leônidas, Ary e Bilau.

Além de praticar o futebol, com participação em todas as categorias (profissional, júnior e juvenil) o Moto Club participará na atual administração em outras modalidades tais como: ciclismo, handebol, voleibol, atletismo, futebol de salão e futebol feminino, terceirizando essas atividades com uma cooperativa, constituída de técnicos em esportes nessas modalidades.

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Escudo[editar | editar código-fonte]

O Escudo é o principal símbolo do Moto Club de São Luís. Ele foi criado no formato de um brasão com o desenho no interior bem característico dos clubes de motociclismo e as argolas entrelaçadas simbolizando as diversas modalidades esportivas a que o Moto Club se dedica, tais como, o Futebol, o Atletismo, o Handebol e o Futsal, entre outras.

Uniforme[editar | editar código-fonte]

Quando foi fundado em 13 de setembro de 1937, o uniforme adotado pelo Moto Club tinha cores verde e branco. Com a criação do departamento de futebol, em 1939, o Moto Club passou a adotar o uniforme com listras horizontais vermelhas e pretas, parecido com o do Flamengo. O uniforme reserva já foi branco com listra vermelha e preta verticais no lado esquerdo do peito e branco com listras horizontais vermelha e preta no centro. Atualmente, o uniforme n° 2 do Moto Club é todo branco com gola vermelha e listras nos ombros vermelha e preta.

Alcunhas[editar | editar código-fonte]

Os apelidos são "Papão do Norte", "Rubro-Negro da Fabril" e "Time Motense".

  • "Papão do Norte": esse apelido surgiu em 1948, quando o Moto Club realizou uma excursão à região Norte e venceu o Paysandu e Fortaleza, ganhando assim o título de "Papão do Norte". Há uma segunda versão que faz referência à 1946, quando o Moto cedeu basicamente toda a base da seleção maranhense que chegou à semifinal do Campeonato Brasileiro de Seleções. Por causa desse fato, os jornais já se referiam ao clube pelo apelido de Papão.
  • "Rubro-Negro da Fabril": foi dado em alusão às cores do clube e ao local da sede do clube e do estádio Santa Isabel (nome da fábrica do Sr. César Aboud), que ficavam no Canto da Fabril.

Hino[editar | editar código-fonte]

o hino do clube foi composto por Murilo Travassos.

Rivalidade[editar | editar código-fonte]

Seu maior rival é o Sampaio Corrêa, clube contra o qual travou grandes confrontos durante toda a história do futebol maranhense. tambem e rival do Maranhão A.C. e do Luso Brasileiro que teve seu primeiro confronto com o moto clube em 1960 depois que o Luso voltou a suas atividades.e ja o enfrento 101 vezes

Patrimônio[editar | editar código-fonte]

Centro de Treinamentos[editar | editar código-fonte]

Seu endereço é Rua Ubatuta, nº 55. Neste endereço foi construído e inaugurado em 14 de setembro de 2003 o seu Centro de Treinamento, conhecido pelo nome de C.T. Dr. José Pereira dos Santos. No C.T. há dois campos de medidas oficiais para treinamento dos profissionais e das categorias de base. O campo principal é utilizado pelo time principal e recebeu o nome de Hamílton Sadias Campos, o maior artilheiro de todos os tempos do clube de São Luís. O outro campo é utilizado pelas divisões de base do clube e recebeu o nome de Baezinho. Neste campo também são disputadas partidas pelos times de base. No C.T. também há oito quartos com 24 leitos para concentração dos jogadores, sala da presidência, sala de troféus, sala de imprensa, sala de reuniões, salão de jogos, departamento médico, cozinha industrial, refeitório, lavanderia e vestiários.

Estádios[editar | editar código-fonte]

Santa Isabel

O primeiro Estádio foi o Santa Isabel, onde o Papão do Norte disputou suas partidas de 1939 até 1950. O Estádio era de propriedade do ex-presidente do Moto Club, César Alexandre Aboud, industrial proprietário da fábrica Santa Isabel, no Bairro da Fabril. O Estádio Santa Isabel foi demolido em 1972. No seu lugar foi erguido o prédio do Ministério da Fazenda em São Luís.

Castelão

A partir de 1982, o Moto Club passou a realizar seus jogos principais Castelão este sendo inaugurado em 5 de fevereiro de 1982 e tem capacidade para 75.263 torcedores, sendo um dos maiores estádios da Região Nordeste. Em 2004, o Estádio foi fechado, pois sua estrutura estava comprometida. Atualmente, o Castelão se encontra em reforma com previsão de reabertura no dia 8 de setembro de 2012, data de aniversário da cidade de São Luís. Possivelmente sua capacidade reduzirá para 63.000 torcedores, devido à colocação de cadeiras em todos os setores do Estádio.

Nhozinho Santos

É o Estádio onde o Moto Club atualmente manda suas partidas.

Regionais
Competição Títulos Temporadas
' Trophy(transp).png Torneio Maranhão/Pará [2] 1 (1972)
Trophy(transp).png Taça Brasil - Grupo Norte 1 (1968)
Trophy(transp).png Torneio Quadrangular de São Luís [3] 1 (1961)
Trophy(transp).png Copa dos Campeões do Norte 1 (1948)
Trophy(transp).png Copa Norte-Nordeste [4] 1 (1947)
Estaduais
Competição Títulos Temporadas
Maranhão Campeonato Maranhense 24 (1944, 1945, 1946, 1947, 1948, 1949, 1950, 1955, 1959, 1960, 1966, 1967, 1968, 1974, 1977, 1981, 1982, 1983, 1989, 2000, 2001, 2004, 2006 e 2008)
Maranhão Campeonato Maranhense Série B 2 (2010 e 2013)
Maranhão Taça Cidade de São Luís 8 (1972 ,1978 ,- 1981 , 1982 ,1985,1993, 2003 e 2004)

Outros[editar | editar código-fonte]

  • Maranhão Campeonato Maranhense Sub-16: 2 (2011 e 2012)[5]

Municipais[editar | editar código-fonte]

  • Bandeira de São Luís.svg Copa Cefama Sub-17: 2010, 2011[6]
  • Bandeira de São Luís.svg Torneio Djalma Campos: 2009[7]
  • Bandeira de São Luís.svg Taça Cidade de Teresina: 1997
  • Bandeira de São Luís.svg Troféu Deputado César Aboud: 1961

Futsal[editar | editar código-fonte]

Nacional[editar | editar código-fonte]

  • Brasil Taça Brasil de Clubes de Futsal Sub-17 - 2ª Divisão: 2010[8]

Estadual[editar | editar código-fonte]

  • Maranhão Campeonato Maranhense de Futsal: 2003, 2005, 2006 e 2007
  • Maranhão Copa Iape de Futsal Feminino: 2012[9]

Beach Soccer[editar | editar código-fonte]

Estadual[editar | editar código-fonte]

  • Maranhão Campeonato Maranhense de Beach Soccer: 2006

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Temporadas[editar | editar código-fonte]

Últimas dez temporadas
Ano Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Copa do Nordeste Campeonato Maranhense
Div. Pos. J V E D GP GC Fase Máxima Fase Máxima Div. Pos.
2005 C 19º 8 4 2 2 9 6 2ª Fase 1D
2006 1ª Fase 1D
2007 1ª Fase 1D
2008 1D
2009 D 22º 6 2 2 2 10 6 1ª Fase 1D
2010 2D
2011 1D
2012 1D
2013 2D
2014 D 12 5 5 2 18 14 1D


Legenda:
     Campeão
     Vice-campeão
     Classificado à Copa Libertadores da América
     Classificado à Copa Sul-Americana
     Rebaixado à divisão inferior
     Acesso à divisão superior

Campeonato Brasileiro de Futebol - Série A[editar | editar código-fonte]

  • 1960 - 9º colocado
  • 1961 - 14º colocado
  • 1967 - 19º colocado
  • 1968 - 7º colocado
  • 1973 - 39º colocado
  • 1975 - 41º colocado
  • 1978 - 54º colocado
  • 1979 - 76º colocado
  • 1982 - 28º colocado
  • 1983 - 39º colocado
  • 1984 - 37º colocado

Campeonato Brasileiro de Futebol - Série B[editar | editar código-fonte]

  • 1972 - 11º colocado
  • 1980 - 36º colocado
  • 1985 - 21 colocado
  • 1986 - 4º colocado
  • 1987 - 7º colocado
  • 1989 - 17º colocado
  • 1990 - 8º colocado
  • 1991 - 57º colocado
  • 1994 - 12º colocado
  • 1995 - 17º colocado
  • 1996 - 7º colocado
  • 1997 - 23º colocado

Campeonato Brasileiro de Futebol - Série C[editar | editar código-fonte]

  • 1981 - 15º colocado
  • 1992 - 9º colocado
  • 1998 - 9º colocado
  • 1999 - 13º colocado
  • 2000 - 7º colocado (Módulo Verde)
  • 2001 - 65º colocado
  • 2004 - 26º colocado
  • 2005 - 19º colocado

Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D[editar | editar código-fonte]

  • 2009 - 22º colocado
  • 2014 - 6° colocado

Copa do Brasil[editar | editar código-fonte]

Foram nove participações (1990, 1999, 2001, 2002, 2003, 2005, 2006, 2007 e 2009), sendo eliminado na primeira fase em sete edições (1990, 1999, 2001, 2002, 2006, 2007 e 2009), e nas outras duas edições (2003 e 2005), foi eliminado na segunda fase, ambas pelo Vasco da Gama.

  • 1999 - Após nove anos desde a sua última participação o Moto Club volta a disputar novamente a Copa do Brasil e novamente é eliminado na primeira fase pelo, só que dessa vez foi pelo Goiás. Após vencer por 3x2 em São Luís, o Moto Club sofreu uma goleada por 4x0 em Goiânia e voltou pra casa eliminado.
  • 2001 - Em sua terceira participação o Moto Club foi eliminado pelo Flamengo-PI também na primeira fase. O Flamengo-PI venceu os dois jogos, em São Luís e em Teresina por 2x1.
  • 2002 - Eliminado na primeira fase pelo CSA. O CSA venceu os dois jogos, em São Luís por 2x1 e em Alagoas por 2x0.
  • 2003 - E foi em 2003 que pela primeira vez o Moto Club passou da primeira fase da competição depois de superar o Ríver-PI, mas foi eliminado logo na segunda fase pelo Vasco da Gama. Na primeira fase, o Moto Club perdeu para o Ríver em casa por 1x0 e quando todos achavam que o time estava eliminado, o Moto Club se superou e goleou por 4x2 na casa do rival eliminando o Ríver. Já na segunda fase, o Moto Club recebeu o Vasco da Gama em São Luís e perdeu por 2x0 eliminando o jogo de volta.
  • 2005 - Novamente o Vasco da Gama atravessou o caminho do Moto Club e o resultado não foi diferente. Depois de eliminar o Rio Branco por 3x1 no Acre eliminando o jogo de volta, o Moto Club pegou o Vasco da Gama na segunda fase e perdeu os dois jogos (2x1 em São Luís e 6x0 no Rio de Janeiro).
  • 2006 - Eliminado na primeira fase pelo Atlético Paranaense. O Atlético venceu o jogo aqui em São Luís por 3x1 e não precisou do segundo jogo.
  • 2007 - O Moto Club foi eliminado na primeira fase pelo Goiás. O Goiás venceu o jogo por 3x1 aqui em São Luís e não precisou do segundo jogo lá em Goiânia. Neste jogo o Moto Club não pode contar com sua torcida por causa de uma punição.
  • 2009 - Na última apresentação do time nesta competição até o momento, o Moto Club empatou com o Náutico no jogo de ida por 1x1 no Estádio Castelão em São Luís e perdeu o jogo de volta em Recife por 2x0 no Estádio dos Aflitos sendo eliminado novamente na primeira fase.

Jogos Internacionais[editar | editar código-fonte]

Amistosos[editar | editar código-fonte]

29 de outubro de 1982 Suriname Vereniging Transvaal 1 - 2 Brasil Moto Club André Kamperveen Stadion, Paramaribo, Suriname

Gols: Zé Roberto e Gil Lima (Moto Club) e Emanuelson (Transvaal)

31 de outubro de 1982 Suriname Robinhood 0 - 0 Brasil Moto Club André Kamperveen Stadion, Paramaribo, Suriname


23 de março de 1984 Brasil Moto Club 1 - 3 Suriname Robinhood Castelão, São Luís (MA), Brasil

Gols: Rigteres e Klinguer 2 (Robinhood) e Cândido (Moto Club) Árbitro: Sérgio Faray

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Jogadores que marcaram época no Moto Club.
Jogador Temporadas Posição País
Ademir Chagas 1996 Volante Brasil
Bacabal Atacante Brasil
Clayton 1993 e 1994 Zagueiro Brasil
Clemer 1987 e 1993 Goleiro Brasil
Cosme 2005 Atacante Brasil
Douglas Bilica 2001, 2002 e 2004 Volante Brasil
Edinho Xerife 1990 Zagueiro Brasil
Fernando Forletta 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004 Volante Argentina
Hamílton Campos 1963, 1964, 1965, 1966, 1967 e 1968 Atacante Brasil
Hélio Maranhense 1990 Volante Brasil
Jack Jones 2000, 2004 e 2009 Atacante Brasil
Juary 1990 Atacante Brasil
Júnior Maranhão 1996, 1997, 1998, 1999, 2000, 2001 e 2002 Volante Brasil
Kléber Pereira 1995, 1996, 1998, 1999, 2011, 2012, 2013 Atacante Brasil
Marcinho 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2009, 2011 Meia Brasil
Misael 2006, 2007 e 2008 Atacante Brasil
Pires 1995, 1996, 1997, 1998 e 2011 Volante Brasil
Raimundinho Atacante Brasil
Faísca 1970, 1971, 1972, 1973 e 1974 Volante Brasil
Roberto Fonseca 1998 Zagueiro Brasil
Simão 1969, 1970 e 1971 Atacante Brasil
Válber 2006 Meia Brasil
Zé Roberto 1990 Atacante Brasil

Elenco Atual[editar | editar código-fonte]

Legenda
  • Capitão: Capitão
  • Cscr-featured1.png: Craque da Equipe
  • Prata da casa: Prata da Casa
  • Suspenso: Jogador Suspenso
  • Lesionado: Jogador Lesionado
  • Seleção Brasileira: Seleção Brasileira


Goleiros
Jogador
Brasil Gustavo Henrique
Brasil Pablo
Brasil Raniere
Defensores
Jogador Pos.
Brasil Luís Fernando Z
Brasil Carlinhos Rocha Z
Brasil Bebeto Z
Brasil João Paulo Z
Brasil Fagner Z
Brasil Ricardo LD
Brasil Bruno Limão LD
Brasil Hugo Leonardo LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
Brasil Davyd V
Brasil Gualberto V
Brasil Marcinho V
Brasil Batata V
Brasil Felipe Star Prata.svg M
Brasil Flávio M
Brasil Wanderley M
Brasil Ulisses M
Brasil Jefferson Abreu M
Brasil Henrique]Star Prata.svg M
Atacantes
Jogador
Brasil Toquinho] Star Prata.svg
Brasil [Rone Dias
Brasil Wescley
Brasil Rony
Brasil Rayllan
Brasil Naoh
Brasil Davyson
Comissão técnica
Nome Pos.
Brasil Edson Porto T
Brasil Raul Magno AS
Brasil Iran Cabral PF
Brasil Gabriel Sousa PF
Brasil Tião Scarpino TG
Brasil Agege Haida FT
Brasil Leonardo FT
Brasil Raimundo Gaudino MA
Brasil Ribamar Sodré MA

Transferências 2013[editar | editar código-fonte]

Legenda
  • Vindo de Empréstimo: Jogadores devolvidos (empréstimo)
  • Emprestado: Jogadores emprestados


Diretoria[editar | editar código-fonte]

Biênio 2013-2015
Função Nomes
Presidente Roberto Fernandes
Vice-Presidente Ubaldo Silva
Diretoria de Futebol Waldemir Rosa
Diretoria de Patrimônio Rochinha
Diretoria Financeira João Madson & Luciano Pereira
Diretoria de Esportes Wilson Wyse & José Pinheiro
Diretoria de Marketing Hans Nina Hohn & Neto Moraes & Célio Sérgio
Diretoria Jurídica Adolfo Amim & Petrônio Alves & Wallace Serra
Diretoria de Projetos Sousa Neto & Rommeo Amim & Cordeiro Filho
Diretoria das Divisões de Base Roberto Júnior & Alex Hossan & João Benoni
Comissão Institucional Alim Maluf & Albino Soeiro & Jota Pinto


Torcidas Organizadas[editar | editar código-fonte]

  • MotoFolia
  • Dragões da Fiel
  • Esquadrão Terremoto
  • Torcida Alcoolizada MotoChoop
  • MotoBangers
  • Torcida Católica do Moto
  • Pelotão Rubro Negro
  • Moto Pânico

Material Esportivo[editar | editar código-fonte]

  • Alemanha Adidas: 1989–1995
  • Brasil Malharia Karla: 1996
  • Brasil Topper: 1997
  • Itália Diadora: 1998
  • Brasil Finta: 1999
  • Brasil Poker: 2000–2001
  • Brasil Conti: 2002–2003
  • Brasil BMC: 2004–2005
  • Brasil Águia Sport: 2006
  • Brasil Raikar: 2007
  • Brasil BMC: 2008–2010
  • Brasil Eggos: 2011–2012
  • Brasil Super Bolla: 2013–2014

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • 1º jogo: No dia 17 de setembro de 1939, o Moto Club fez sua primeira partida de futebol. Enfrentou o Ateneu Teixeira Mendes, time campeão estudantil. O resultado final foi 1 X 1, com gol marcado por Bibi;
  • 1º Jogo Oficial: No dia 9 de abril de 1940, o time motorizado participou do primeiro torneio início do Campeonato Maranhense de Futebol. O quadro rubro-negro perdeu de 2 X 1 para o Maranhão. O Moto jogou com Ahu, Zezico, Pires, Mozabá e Neves (Carrasco - 91), Elvitre, Cecilio, Jacaré, Bá e Anderson;
  • Estádio Santa Isabel: O Moto Club foi o único time do estado a ter seu próprio Estádio, o Estádio Santa Isabel, que foi demolido em 1972 para construção do Ministério da Fazenda;
  • Papão do Norte: Mesmo sendo um clube da região nordeste, é conhecido como "Papão do Norte", devido as suas conquistas na região, e pelo fato do proprio estado do Maranhão ser incluido nas competições oficiais da Região;
  • Hamílton Sadias Campos: Maior artilheiro do Moto Club com 244 gols;
  • Rubro Negro da Fabril: Como também é conhecido em São Luís (Fábricas de propriedade do seu primeiro presidente);
  • Heptacampeão: É o único clube a atingir a marca de heptacampeão clássico (7 vezes seguidas) no Campeonato Maranhense de Futebol. Atingiu a inigualável marca nos anos de 1944, 1945, 1946, 1947, 1948, 1949 e 1950;
  • Século XXI: Maior Campeão Maranhense no Século XXI;
  • Clemer: Clemer Melo da Silva, conhecido apenas como Clemer, foi um grande goleiro revelado pelo Moto Club no ano de 1987. Passou por grandes equipes como Flamengo e Internacional, além de Guaratinguetá, Santo André, Remo, Goiás, Ferroviário e Portuguesa.
  • Reestreia de Kléber Pereira: No dia 30 de agosto de 2011, o atacante Kléber Pereira fez sua reestreia pelo time do Moto Club. Ele que já jogou em grandes equipes do país como Santos, Internacional, Náutico, Atlético-PR e Vitória, e também de outros países como França, jogando pelo Sion e México, jogando por Tigres UANL, Veracruz, América e Necaxa. Ele iniciou sua carreira como jogador no Moto Club no ano de 1996. Na reestreia dele, enfrentou o time do Cordino e o resultado foi 2 X 1 para o time do Moto Club, onde neste jogo, ocorreu o 1º gol de Kléber Pereira na volta em 2011. [8]

Ranking da Confederação Brasileira de Futebol[editar | editar código-fonte]

  • Posição: 168ª
  • Pontuação: 204 pontos

Ranking criado pela Confederação Brasileira de Futebol que pontua todos os times do Brasil.

Referências

  1. Moto Club - O Nordeste.com, sem data
  2. [1]
  3. [2]
  4. [3]
  5. [http://globoesporte.globo.com/ma/futebol/times/moto-club/noticia/2012/04/fmf-confirma-moto-como-campeao-sub-16-apos-erro-do-time-de-raposa.html
  6. [4]
  7. [5]
  8. [6]
  9. [7]
  10. a b c d e RICARDO, João (5 de junho de 2013). Moto Club realiza treino com apostas e apresenta primeiros contratados (em português) GloboEsporte.com. Visitado em 8 de junho de 2013.
  11. a b RICARDO, João (5 de junho de 2013). Moto Club apresenta parte do elenco e confirma ex-atletas do Imperatriz (em português) GloboEsporte.com. Visitado em 8 de junho de 2013.
  12. RICARDO, João (11 de junho de 2013). 'Não esperava voltar nessa situação', diz volante sobre retorno ao Moto (em português) GloboEsporte.com. Visitado em 13 de junho de 2013.
  13. RICARDO, João (11 de junho de 2013). Moto apresenta mais um volante para Série B do Campeonato Maranhense (em português) GloboEsporte.com. Visitado em 13 de junho de 2013.
  14. ALVES, Bruno (12 de junho de 2013). Após lateral-esquerdo, Moto Club anuncia meia Jouberth (em português) GloboEsporte.com. Visitado em 13 de junho de 2013.
  15. RICARDO, João (10 de junho de 2013). Hugo Leonardo é o primeiro lateral anunciado pelo Moto para Série B (em português) GloboEsporte.com. Visitado em 11 de junho de 2013.
  16. a b c RICARDO, João (8 de junho de 2013). Moto lança uniformes e confirma Celinho como treinador para Série B (em português) GloboEsporte.com. Visitado em 8 de junho de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]