República Galáctica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Símbolo da República Galáctica

A República Galáctica era um estado intergaláctico do universo Star Wars que compreendia variados sistemas planetários. A República dominou a Galáxia por séculos até 19 BBY, quando deu lugar ao maléfico Império Galáctico. Foi criada pelo Senado Galáctico e seu período foi marcado por um Governo justo e pacífico e pela aliança com a Ordem Jedi.

História[editar | editar código-fonte]

A República Galáctica foi formada em 25.000 BBY quando a primeira Constituição Galáctica foi formulada em Coruscant unindo, assim, vários sistemas planetários pacíficos. Desde então Coruscant é tido como o planeta natal dos Humanos e o planeta mais poderoso de toda a história da Galáxia.

Depois que a Ordem Sith parecia ter sido eliminada, a República criou o Senado Galáctico para regulamentar as leis de forma democrática e a Ordem Jedi para assegurar a paz em todos os sistemas. Anos mais tarde a República viria a cair através de um golpe de estado planejado por Palpatine, Supremo Chanceler.

A República e os Jedi[editar | editar código-fonte]

Durante todo o seu período de existência, a República se afiliou intesamente com os Jedi. Os Jedi eram encarregados de manter e assegurar a paz em todos os lugares da República transmitindo um certo poder diplomático aos republicanos. Durante a era de ouro da República, Yoda e Mace Windu assumiram o papel de líderes da Ordem Jedi e se caracterizaram como os mais influentes Jedi a fazerem parte do Conselho Jedi.

Durante a Vingança dos Sith, últimos anos da República, o Senado exerce uma forte influência sobre a Ordem Jedi e sobre a própria República.

Exército[editar | editar código-fonte]

Durante quase todo o período de duração, a República desenvolveu um fortíssimo poder bélico, porém durante os primeiros anos, os republicanos recusaram criar um Exército para proteger aliança galáctica. Essa atitude é tida como uma tentativa de reforçar os ideais de paz proclamados pela República. Em contrapartida, os republicanos se afiliaram aos Cavaleiros Jedi, que se mostraram hábeis protetores da paz em todo o Universo.

Apesar de a República se mostrar como defensora da paz, algumas instituições ligadas aos republicanos como, por exemplo, a Federação de Comércio possuem seus exércitos particulares para proteger os seus membros.

Porém, como foi previsto pelos Jedi, a paz na República entrou em colapso durante a Guerra dos Clones, conflito que ficou conhecido como o mais violento e sanguinário de todos os tempos. Pouco antes da Guerra dos Clones, o mestre Obi-Wan Kenobi descobriu o Exército dos Clones, um exército constituído por milhares de clones de um caçador de recompensas chamado Jango Fett produzidos para servir a República.

Sob as orientações de Mestre Yoda, o Conselho Jedi desfrutou do efectivo dos Clones para lutar na tenebrosa Guerra dos Clones. Algum tempo depois do início das Guerras Clônicas, Palpatine fez os Clones se rebelarem contra a República, massacrando e perseguindo milhares de Jedi.