Coletividade de São Bartolomeu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Collectivité de Saint-Barthélemy
Colectividade de São Bartolomeu
Bandeira
Blason St Barthélémy TOM entire.svg
Bandeira Brasão
Gentílico: são-bartolomeense

Localização

Localização de São Bartolomeu
Capital Gustávia
Cidade mais populosa Gustávia
Língua oficial francês
Governo Coletividades de ultramar da França
 - Presidente da França François Hollande
 - Prefeito Delegado Jacques Simonnet
 - Prefeito do Conselho Bruno Magras
 - Deputado Victorin Lurel
 - Senador Michel Magras
 - Separação do Departamentos de ultramar 21 de Fevereiro de 2007 
Área  
 - Total 25 km² 
População  
 - Estimativa de 2006 8 398 hab. 
 - Densidade 335 hab./km² 
PIB (base PPC)
 - Total US$ 179 000 000 
 - Per capita US$ 26 000 
IDH n/a (n/a.º) – Não Classificado
Moeda Euro € (EUR)

São Bartolomeu[1] [2] (Saint-Barthélemy em língua francesa), oficialmente Coletividade de São Bartolomeu (Collectivité de Saint-Barthélemy em francês), é um território pertencente à França, com 21 km², envolvendo a ilha de São Bartolomeu e outros territórios pequenos próximos à ilha. Também conhecido por Saint-Barts, Saint-Barths ou Saint-Barth, a Colectividade de São Bartolomeu é um dos quatro territórios das Pequenas Antilhas que englobaram as Índias Ocidentais Francesas. Saint-Barth foi cedida pela França à Suécia em 1785, e, em 1878, foi concedida à França novamente. A principal cidade da ilha é Gustávia, nomeada em homenagem ao rei Gustavo III da Suécia.

Tem o estatuto de coletividade ultramarina desde 21 de fevereiro de 2007.

Portugueses na ilha de S. Bartolomeu[editar | editar código-fonte]

Quase metade dos habitantes da ilha são portugueses.

Na ilha de St. Barts (como é conhecida) vivem cerca de oito mil pessoas. Três mil são portugueses, oriundos do Norte de Portugal, sobretudo de Braga, Guimarães, Barcelos e Monção.

Sem Consulado português em S. Bartolomeu (os emigrantes dependem da Embaixada portuguesa em Paris), aos poucos, a comunidade vai-se organizando. A equipa portuguesa de futebol já esteve em primeiro lugar na classificação local.

A Associação Desportiva e Cultural Portuguesa de S. Bartolomeu foi a grande responsável por dinamizar e incentivar os emigrantes portugueses a participarem nas atividades da ilha. A festa do 25 de Abril, o S. João e o S. Martinho são as únicas festas tradicionalmente portuguesas que se celebram[3] .

Relações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Serviço das Publicações da União Europeia. Anexo A5: Lista dos Estados, territórios e moedas Código de Redacção Interinstitucional.. Página visitada em 19 de janeiro de 2012.
  2. Macedo, Vítor. (Primavera de 2013). "Lista de capitais do Código de Redação Interinstitucional". A Folha — Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias (n.º 41): 11. Sítio web da Direcção-Geral da Tradução da Comissão Europeia no portal da União Europeia. ISSN 1830-7809. Página visitada em 23 de maio de 2013.
  3. Quase metade dos habitantes de uma ilha paradisíaca são portugueses.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da França é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Coletividade de São Bartolomeu