Sofia de Württemberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sofia dos Países Baixos
Rainha dos Países Baixos
Princesa de Württemberg
Rainha dos Países Baixos
Período 7 de Março de 1849 - 3 de Junho de 1887
Predecessor Ana Pavlovna da Rússia
Sucessor Ema de Waldeck e Pyrmont
Cônjuge Guilherme III dos Países Baixos
Descendência
Guilherme dos Países Baixos
Maurício dos Países Baixos
Alexandre, Príncipe de Orange
Pai Guilherme I de Württemberg
Mãe Catarina Pavlovna da Rússia
Nascimento 17 de Junho de 1818
Palácio de Ludwigsburg, Alemanha
Morte 3 de junho de 1877 (58 anos)
Palácio de Huis ten Bosch, Países Baixos

Sofia de Württemberg (em holandês: Sophia Frederika Mathilde van Württemberg; (17 de junho de 18183 de junho de 1877) foi a primeira esposa do rei Guilherme III dos Países Baixos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

A rainha Sofia dos Países Baixos.

Sofia nasceu em Estugarda, filha do rei Guilherme I de Württemberg e da grã-duquesa Catarina Pavlovna da Rússia, a quarta filha mais velha do czar Paulo I da Rússia. Sofia e o seu futuro marido Guilherme eram primos direitos, uma vez que as suas mães eram irmãs. A mãe de Sofia morreu pouco depois de ela nascer, por isso a bebé foi criada pela sua tia, a princesa Catarina de Württemberg. Era prima do futuro czar Alexandre II da Rússia, do rei Jorge V de Hanôver e da rainha Vitória do Reino Unido.

Antes de se casar, Sofia tinha tido vários pretendentes, entre os quais o rei Oto da Grécia e o duque Guilherme de Brunsvique. O noivado com o primeiro não resultou em nada porque o pai de Sofia não confiava na monarquia instaurada por Oto na Grécia.

O destino impediu o noivado com o seu segundo candidato porque o seu pai tornou conhecido que a princesa Sofia já estava noiva. Acabaria por se casar com o príncipe de Orange, mais tarde rei Guilherme III dos Países Baixos, em Estugarda, a 18 de Junho de 1839, com a ideia de que o poderia dominar facilmente. O casal mudou-se para os Países Baixos e estabeleceu-se no Palácio de Plein e, após o seu marido subir ao trono, no Palácio Noordeinde. Tiveram três filhos. O casamento não foi um sucesso. A mãe do rei Guilherme, em quem ele confiava completamente, tinha-se mostrado completamente contra a união e tratava a sua nora e sobrinha com desdém. Intelectualmente, a rainha Sofia era superior ao seu marido, mas não se adaptou ao seu carácter sensual. Enquanto ele gostava de pintura contemporânea, música e teatro, Sofia era uma mulher de letras com um interesse especifico por História. Guilherme III teve vários casos extra-conjugais. Sofia afirmava em público que achava o marido inferior e sem capacidade para ser rei e que ela própria faria mais pelo país se fosse regente.

A rainha Sofia tentou separar-se do marido, mas o seu pedido foi recusado, uma vez que os interesses do estado eram mais importantes. A partir de 1855, o casal passou a viver separado durante a temporada de verão, ele no Palácio de Het Loo e ela no Palácio de Huis ten Bosch. Sofia também passava varias temporadas em Estugarda, com a sua própria família. Morreu no Palácio Huis ten Bosch em Hais e foi enterrada com o seu vestido de casamento porque, segundo ela própria, a sua vida tinha acabado quando se tinha casado.

A rainha Sofia mantinha correspondência com vários intelectuais europeus e tinha uma forte amizade com o imperador Napoleão III de França e com a rainha Vitória do Reino Unido. Protegeu e estimulou as artes, apoiou várias caridades, incluindo associações de protecção dos animais, e a construção de parques públicos. Era a 540.ª dama da Ordem Real da Rainha Maria Luísa.

Descendência[editar | editar código-fonte]

  1. Guilherme dos Países Baixos (4 de setembro de 184011 de junho de 1879), morreu aos trinta-e-oito anos de febre tifoide e exaustão; sem descendência.
  2. Maurício dos Países Baixos (15 de setembro de 18434 de junho de 1850), morreu aos seis anos de idade de meningite.
  3. Alexandre, Príncipe de Orange (25 de agosto de 185121 de Junho de 1884), morreu aos trinta-e-dois anos de idade sem deixar descendência.

Genealogia[editar | editar código-fonte]

Os antepassados de Sofia de Württemberg em três gerações[1]
Sofia de Württemberg Pai:
Guilherme I de Württemberg
Avô paterno:
Frederico I de Württemberg
Bisavô paterno:
Frederico Eugénio II, Duque de Württemberg
Bisavó paterna:
Sofia Doroteia de Brandemburgo-Schwedt
Avó paterna:
Augusta de Brunswick-Wolfenbüttel
Bisavô paterno:
Carlos Guilherme Fernando de Brunswick-Wolfenbüttel
Bisavó paterna:
Augusta Carlota de Gales
Mãe:
Catarina Pavlovna da Rússia
Avô materno:
Paulo I da Rússia
Bisavô materno:
Pedro III da Rússia
Bisavó materna:
Catarina, a Grande
Avó materna:
Maria Feodorovna (Sofia Doroteia de Württemberg)
Bisavô materno:
Frederico Eugénio II, Duque de Württemberg
Bisavó materna:
Sofia Doroteia de Brandemburgo-Schwedt

Referências

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Sofia de Württemberg