Strike (banda)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão.
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Strike
Informação geral
Origem Juiz de Fora, Minas Gerais
País  Brasil
Gênero(s) Pop punk, skate punk, rock alternativo
Período em atividade 2003–atualmente
Gravadora(s) Deckdisc (2007–2010)
Som Livre (2012–atualmente)
Página oficial www.bandastrike.com.br
Integrantes Marcelo Mancini
Rodrigo Maciel
André Maini
Bruno Graveto
Léo Pinotti
Ex-integrantes Cadu (Hiato)

Fábio Perez

Strike é uma banda de rock formada em 2003, na cidade de Juiz de Fora em Minas Gerais. Tem como estilo uma mistura de punk rock, hardcore punk e pop rock com letras melódicas. Formada em meados de 2003, a banda se consolidou rapidamente no cenário musical da cidade de Juiz de Fora e dentre outras qualidades, se destacou pela sua sólida formação aliada a um som original e maduro sem perder o espírito jovem de total diversão e entretenimento do punk rock. O intuito no começo era apenas divulgar seu estilo fazendo apresentações no circuito local executando antigos e atuais clássicos do rock e do pop internacional em versões elétricas usando novas roupagens.

Com execuções diárias na rádio Cidade FM 100,1 e grande enfoque da mídia regional, matérias em jornais e TV, a banda se apresentou em todas as casas noturnas de Juiz de Fora e outras da região, tanto em shows solo, quanto em festas temáticas, a banda formatou um público fiel que comparece sempre em grande número nos shows, sendo um grande diferencial. Com o lançamento do seu primeiro álbum, Desvio de Conduta, que vendeu cem mil exemplares, sendo disco de ouro, foi que a banda apareceu para o cenário nacional. O seu segundo álbum, Hiperativo que fora prometido em 2009 teve seu lançamento em março de 2010. Foi produzido por Rick Bonadio. O single "A Tendência", antes mesmo de ser lançado, já tinha alcançado mais de 28 mil visualizações no Youtube. Em 2012 a banda em seu terceiro trabalho, pensou em fazer um DVD ao vivo, mas as composições para o terceiro álbum vieram primeiro, no terceiro álbum, eles resolveram fazer uma mudança no som, acrescentando influêncais antigas que nunca vieram no som da banda, como Red Hot Chili Peppers e Sublime. O nome disco se chama Nova Aurora, produzido por Tadeu Patolla, e foi o primeiro disco pela sua nova gravadora, a Som Livre.

História[editar | editar código-fonte]

A banda foi formada em 2003, no Colégio de Aplicação João XXIII, da cidade de Juiz de Fora, Minas Gerais. Com influências de Blink-182, New Found Glory, The Ataris entre outros, o grupo começou a tocar em alguns pontos da cidade e aos poucos foram atraindo atenção do público. Se destacando pela sua sólida formação aliada a um som original e maduro sem perder o espírito jovem de total diversão e entretenimento do punk rock. O intuito no começo era apenas divulgar seu estilo fazendo apresentações no circuito local executando antigos e atuais clássicos do rock como The Beatles e The Clash e do pop internacional em versões elétricas usando novos estilos de roupas.

Com execuções diárias na rádio Cidade FM 100,1 e grande enfoque da mídia regional, matérias em jornais e TV, a banda se apresentou em todas as casas noturnas de Juiz de Fora e outras da região, tanto em shows solo, quanto em festas temáticas, a banda formatou um público que comparece sempre em grande número nos shows, sendo um grande diferencial. Com a ajuda da internet para divulgar seu trabalho, as músicas da banda começaram a fazer sucesso em vários locais do país e em 2007 eles foram ao Rio de Janeiro gravar o primeiro álbum, intitulado Desvio de Conduta.

A banda é altamente influenciada pela norte-americana Blink 182, e as vezes são tão influenciados, que as músicas chegam a ser muito parecidas.

2007-2009: Desvio de Conduta[editar | editar código-fonte]

Strike 001.jpg

Em 2007 é lançado o álbum de estreia da banda, Desvio de Conduta, destaques para as faixas "Aquela História", "O Jogo Virou", "Caiu na Babilônia", "Desvio de Conduta", entre outras, além do maior sucesso da banda "Paraíso Proibido", que foi durante um ano o tema de abertura da novela Malhação, e ainda teve três desses singles emplacados nas principais rádios jovens do país, que foi "Paraíso Proibido", "O Jogo Virou" e "Aquela História".

Após o lançamento do disco no mesmo ano a banda faturou o VMB na categoria Aposta MTV e como banda revelação, e também foi indicado para Hit do Ano, foi a Revelação no Prêmio Multishow 2008, ganhou o 7º Prêmio Jovem Brasileiro como destaque na música brasileira como "Melhor grupo de gênero pop rock". O disco chegou à marca de cem mil discos vendidos, recebendo disco de platina. Em 2009, as faixas "No Veneno" e "Até o fim" são divulgadas na internet como faixas do próximo CD da banda, que deveria sair no mesmo ano, sendo que a música "No Veneno" teve clipe gravado e foi tema de Malhação mais uma vez. O prêmio no VMB e a inclusão da música em Malhação, segundo Marcelo Mancini, tornaram-se divisores de águas para a banda:

Cquote1.svg Começamos a tocar mais em grandes festivais, os shows estão ficando muito cheios, triplicamos o número de apresentações, a banda ganhou mais notoriedade e respeito. Cquote2.svg
Sobre como as coisas melhoraram, depois do VMB e da inclusão de "Paraíso Proibido" na Malhação

A partir dai, a banda passou fazer mais de cem shows por todo o Brasil, passando por festivais como o Ceará Music, o Festival de Verão de Salvador, o Pop Rock Brasil (em Belo Horizonte), o Festival da Mix, João Rock em Ribeirão Preto, Festival de Gramado no Rio Grande do Sul, e o Festival Coca-Cola Zero.

2010-2011: Hiperativo[editar | editar código-fonte]

O álbum Hiperativo que fora prometido em 2009 teve seu lançamento em março de 2010. Foi produzido por Rick Bonadio e foi muito bem recebido pelos fãs. O single "A Tendência", antes mesmo de ser lançado, já alcançou mais de 28 mil visualizações no Youtube. O vídeo de "A Tendência" do álbum Hiperativo ficou em primeiro lugar no YouTube em todo o mundo quando foi introduzido. O clipe, que alcançou a marca no Brasil nas duas primeiras horas no ar, bateu "Baby", de Justin Bieber, e "Alejandro", de Lady Gaga, ficando por três horas e meia como o vídeo mais visto no site.O sucesso da banda alcançou mais de três milhões de visualizações em julho de 2011.

Em março de 2011, "Até o Fim" é divulgado como novo single da banda, seu clipe juntamente com o single são lançados no dia 28 de junho, o clipe está desde seu lançamento como um dos mais vistos do YouTube e já acumula mais de trezentos mil visualizações.

2011-2012: Últimas divulgações do Hiperativo e disco novo[editar | editar código-fonte]

A banda já tinha planos de fazer um DVD ao vivo no ano de 2012, mas optou em fazer mais um disco de inéditas, pois novas músicas já estavam surgindo, e a banda estava bem satisfeita com as novas músicas e optou em fazer um CD de inéditas, a banda a partir daí continuou o seu processo de composição.

Cquote1.svg "Estamos exatamente no meio do processo de composição do álbum novo, seis músicas estão sendo trabalhadas no momento. Deve sair no início de 2012." Cquote2.svg
Cquote1.svg "O que posso adiantar é que estamos muito satisfeitos com o que fizemos até então. O som parece com os nossos dois discos anteriores, mas ao mesmo tempo soa bem diferente." Cquote2.svg
conta o vocalista Marcelo Mancini

No começo de 2012, a banda se prepara para gravação do terceiro disco, mas ainda tem que finalizar todo o trabalho do segundo disco, na questão de músicas de trabalho, e em fevereiro a banda lança seu último single do seu segundo disco Hiperativo, "Dogtown Style" (que seria uma gíria do skate), que é uma das músicas mais aclamadas pelos fãs, com o lançamento do single , a banda lança o clipe da música que estreou no dia 27 de fevereiro de 2012 , tendo nos primeiros dias mais de 30 mil acessos no Youtube. Nesse tempo, a banda já estava no estúdio começando as gravações do terceiro disco, e com a finalização de todo trabalho encima do seu segundo disco, a banda foca o seu tempo para a gravação do terceiro disco, que tem o nome de Proliferando a Desobediência, o nome foi revelado pelo vocalista Marcelo Mancini, quando uma fã perguntou se o disco já tinha nome, quando a banda tocava no programa Acesso MTV.

No disco, a banda resolveu dar umas mudanças no som , sem deixar de lado o punk rock e o hardcore punk antes feito, mas colocando influências como Red Hot Chilli Peppers, Sublime, que os integrantes da banda sempre levaram como influência, mas isso nunca tinha sido mostrado no som da banda. A banda nesse disco, mudou de produtor, no seu terceiro disco quem vai produzir vai ser Tadeu Patolla (produtor de Charlie Brown Jr., Biquini Cavadão e Revolucionnarios) e ex-Lagoa 66, o produtor acompanhou praticamente todos os ensaios da banda, coisas que os próprios integrantes da banda, disseram, que um produtor nunca tinha se envolvido tanto num projeto de disco. No disco a banda pesou nas participações, coisa que nos outros, não tinha havido muito, a banda chamou nesse disco, mais ou menos três ou quatro artistas para cantar e tocar no disco.

2012-presente: Nova Aurora[editar | editar código-fonte]

A banda disponibilizou em sua página do Facebook, no dia 15 de abril de 2012, o making off do terceiro disco, com depoimentos dos integrantes da banda, do produtor Tadeu patolla e das participações do disco, contando o que acharam do andamento do disco, das gravações, e da evolução e amadurecimento da banda. No meio do mês de abril, a banda lançou o primeiro single do terceiro CD intitulado Nova Aurora (2012), na Rádio Transamérica São Paulo, chamado "Fluxo Perfeito". Foi disponibilizado para download no iTunes em 17 de abril de 2012 e para download gratuito no dia 30 de abril de 2012, com o sucesso do videoclipe lançado em seguida, o disco foi lançado em 27 de julho de 2012.[1]

Características musicais[editar | editar código-fonte]

Estilo musical[editar | editar código-fonte]

A banda praticamente faz basicamente um som pop punk com influências de vários estilos, desde de o rap, pois o jeito de cantar do vocalista Marcelo Mancini tende bastante para o lado do rap, e também do reggae e raggamuffin, pois o vocalista fazia os ragga em sua outra banda Muamba. Todos os integrantes da banda tem em seu gosto musical bem diversificados, mas o punk rock é a essência da banda, e a escolaridade de basicamente todos da banda, e no começo da banda eles faziam versões punk de músicas clássicas do rock. No som da banda, a banda utiliza bastante scratches de DJ, para dar uma diversificada no som da banda, pois geralmente bandas do estilo dela, não utilizam.

A banda tem em seu som as influências fortes de Beastie Boys, Blink 182, Sublime, New Found Glory, Motion City Soundtrack e Asian Dub Foundation. No primeiro disco da banda Desvio de Conduta, praticamente predominou o punk rock, pop punk, hardcore punk, da raíz das influências deles, mas também já tinha música que já não ia para o lado punk-hardcore punk como "O Jogo Virou", que é uma música bem da praia, do skate, um som bem da Califórnia, coisa que a banda sempre gostou.

O vocalista Marcelo Mancini explica o som da banda como: "O Strike faz um "punk hardcore melódico", com pitadas frequentes de raggamuffin, hip hop e drum and bass. Temos o peso do punk rock, a melodia do pop, os scratches do rap e as batidas eletrônicas. Às vezes tudo em uma música só." A banda ainda conta com a ajuda de efeitos do DJ Negro Rico.

Composições e letras[editar | editar código-fonte]

As composições são basicamente sobre coisas do cotidiano, como amor, sexo e diversão, sobre amor, a banda fala bastante, mas sem nada meloso, pois o Marcelo não gosta, pois tem muitas bandas com esse estilo. O seu jeito falar de amor é bem diferente das "novas bandas" de rock, pois a banda sempre tenta se diferenciar em tudo, também nas letras. A banda fala bastante em "fazer bem feito", em "vem comigo que você não vai me esquecer", você pode ver nas músicas "Até o Fim", "Pecado Predileto", "Aquela História" e "O Teu Olhar", coisas que lembram bastante as bandas dos anos 90.

A banda lembra bastante nas letras, o estilo da banda Charlie Brown Jr. por se tratar, de usar gírias de rua, e sempre tentar passar nas letras, que um mesmo um cara praticamente sem nada, o famoso "vagabundo", pode fazer algo bom para uma garota. Pode se usar esse exemplo nas letras de "Paraíso Proibido" e "Assim Que Vai Ser".

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Ex-Integrantes[editar | editar código-fonte]

  • Carlos Eduardo Costa e Silva (Cadu) - bateria

Linha do tempo[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Programa Personagem Nota
2008 "Malhação" Eles mesmos 1 episódio
2012 "Malhação" Eles mesmos 1 episódio

Videoclipes[editar | editar código-fonte]

Ano Videoclipe Álbum
2007 "Paraíso Proibido" Desvio de Conduta
"Aquela História"
2008 "O Jogo Virou"
"Desvio de Conduta"
2009 "No Veneno" Hiperativo
2010 "A Tendência"
2011 "Com ou Sem Você"
"Até o Fim"
"Dogtown Style"
2012 "Fluxo perfeito" Nova Aurora
"Céu completo"

Prêmios[editar | editar código-fonte]


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons

Referências

  1. Fluxo Perfeito - Single de Strike (em português). Apple Inc.. iTunes. Página visitada em 30 de abril de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]