Superman (1948)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Superman
O Poder do Super-Homem[1]  (PT)
O Super-Homem[2]  (BR)
 Estados Unidos
1948 • PxB • 15 capítulos 244 min 
Direção Spencer Gordon Bennet
Codireção Thomas Carr
Produção Sam Katzman
Roteiro Lewis Clay
Royal K. Cole
Arthur Hoerl
George H. Plympton
Joseph F. Poland
Jerry Siegel
Joe Shuster
Elenco Kirk Alyn
Noel Neill
Carol Foreman
Tommy Bond
Forrest Taylor
Gênero Aventura
Super-herói
Idioma inglês
Música Mischa Bakaleinikoff
Direção de arte Paul Palmentola
Efeitos especiais Howard Swift
Cinematografia Ira H. Morgan
Edição Earl C. Turner
Estúdio Columbia Pictures
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 15 de julho de 1948
Portugal 13 de fevereiro de 1950
Dinamarca 3 de junho de 1950
Suécia 1 de maio de 1950[1]
Cronologia
Último
Último
Tex Granger (1948)
Congo Bill (1948)
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Superman, originalmente intitulado The Adventures of Superman, é um seriado estadunidense de 1948, produzido em preto e branco pela Columbia Pictures, em 15 capítulos. Foi baseado no personagem homônimo das histórias em quadrinhos, criado por Jerry Siegel e Joe Shuster. Estrelado por Kirk Alyn, que curiosamente foi creditado apenas para Clark Kent, enquanto que Superman aparece como interpretado “por ele próprio”[3] e por Noel Neill como Lois Lane (no Brasil, Miriam Lane). O seriado tem sido considerado notável por ter sido a primeira vez que Superman surgiu interpretado nas telas (anteriormente surgira nas telas em forma de desenho animado) e pela longevidade de sua distribuição. Foi dirigido por Thomas Carr, que mais tarde dirigiria muitos episódios da série de TV ”Adventures of Superman”, e por Spencer Gordon Bennet. Foi originalmente exibido nas matinês e, após os três primeiros capítulos, cada episódio terminava com um cliffhanger. As cenas de Superman em vôo são animações, em parte devido ao orçamento da pequena produção.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Superman é enviado para a Terra por seus pais, pouco antes de seu planeta natal Kripton explodir, e é criado como Clark Kent por um casal de pequenos fazendeiros. Após seus pais adotivos morrerem, o Homem de Aço vai para Metrópolis sob o disfarce dos óculos de Kent, e se junta ao pessoal do Planeta Diário, a fim de estar perto das notícias. Quando a emergência o exige, ele assume sua verdadeira identidade, de Superman. Este primeiro seriado gira em torno do plano nefasto de um vilão que chama a si mesmo de Spider Lady (Mulher Aranha).

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Kirk Alyn ... Superman/ Clark Kent (como Superman)
  • Noel Neill ... Lois Lane
  • Tommy Bond ... Jimmy Olsen
  • Carol Forman ... 'Spider Lady'
  • George Meeker ... Driller
  • Jack Ingram ... Anton
  • Pierre Watkin ... Perry White
  • Terry Frost ... Brock
  • Charles King ... Conrad [Cap. 6-15]
  • Charles Quigley ... Dr. Hackett [Cap. 6-15]
  • Herbert Rawlinson ... Dr. Arnold Graham [Cap. 3, 9-11, 13-15]
  • Forrest Taylor ... Prof. Arnold Leeds [Ca. 3-4]
  • Stephen Carr ... Morgan [Cap. 3-4]
  • Rusty Wescoatt ... Elton [Cap. 7-15]
  • Tom London ... (não-creditado)
  • Edmund Cobb ... Mecânico (não-creditado)

Produção[editar | editar código-fonte]

A Republic Pictures tentara duas vezes realizar o seriado. A primeira tentativa foi substituída por Mysterious Doctor Satan (1940), mas as negociações de licenciamento falharam. A segunda tentativa foi anunciada para 1941. Desta vez, havia dois obstáculos que eventualmente impediram a produção. O editor insistia no controle absoluto do roteiro e produção, e os direitos foram amarrados pela Paramount Pictures em sua série de cartoons[4] . Sam Katzman adquiriu os direitos apenas em 1947, e tentou vender a idéia para a Universal Studios, mas aquele estúdio não fazia seriados na época. Posteriormente tentou vender para a Republic Pictures, mas o estúdio considerou "a superpowerful flying hero would be impossible to adapt", considerando um herói voador impossível para adaptar às telas, apesar de ter realizado, em 1940, The Adventures of Captain Marvel. Apenas a Columbia Pictures aceitou a realização[4] .

Sam Katzman escolheu Kirk Alyn depois de olhar várias fotografias, mas levou um tempo para convencer Whitney Ellsworth, o representante da National Comics. Tornou-se ainda pior quando Alyn surgiu para um teste, durante as filmagens de um filme histórico, com um cavanhaque e bigode. Estas reservas iniciais foram superadas e, eventualmente, Alyn conseguiu o papel. A publicidade feita pela Columbia anunciava que eles não puderam obter um ator para desempenhar o papel, e então haviam contratado Superman para interpretar a si mesmo. Kirk Alyn seria apenas Clark Kent[4] .

George Plympton adicionou uma piada ao script, substituindo o tradicional "Hi-Yo Silver!", de Lone Ranger para "Up, Up and Away". Isso não sobreviveu no roteiro tempo suficiente para realmente ser filmado[4] . A fantasia de Superman era cinza e marrom, ao invés de azul e vermelha, pois essas cores davam mais efeito na filmagem em preto e branco[4] .

Efeitos especiais[editar | editar código-fonte]

Os efeitos especiais foram de Howard Swift, não-creditado. O voo do Superman foi feito com animação. Este foi considerado o "ponto mais fraco da série" por Harmon e Glut. Os efeitos "criados pela Republic Pictures para Adventures of Captain Marvel foram muito convincentes, e mesmo as cenas mais rotineiras da série de TV dos anos 50, ”Adventures of Superman”, sempre mostrando o mesma pose, eram melhores". Outros efeitos especiais mais eficazes foram obscurecidos pelas fracas seqüências de vôo[4] . Uma versão alternativa da filmagem da seqüência de vôo foi filmada, com Kirk Alyn suspenso por fios e o uso de projeção de nuvens, mas os fios apareciam na tela, e o projeto foi substituído pela animação[4] [3] .

Uma característica peculiar da mistura de animação e cenas de ação, é que Superman aparece sempre em primeiro plano, enquanto suas descidas ocorrem quase sempre por trás dos objetos, como carros estacionados, rochas e edifícios. Como conseqüência da necessidade de esconder os desembarques do Superman, freqüentemente ele desce a alguma distância de onde quer chegar, e tem de correr para ir até lá.

As limitações do orçamento também influenciaram no reuso freqüente de filmagens, especialmente as cenas de Superman voando. Por exemplo, uma seqüência que mostra Superman voando sobre uma colina rochosa (nas colinas de Chatsworth, no sul de San Fernando Valley) foi usada em quase todos os epidódios do seriado. No entanto, enquanto a reutilização do mesmo material é difícil de ignorar ao se ver episódios sucessivos, era muito menos perceptível para o público de cinema original, que viu apenas um episódio a cada semana.

Dublês[editar | editar código-fonte]

O dublê de Alyn foi Paul Stader[3] . Ele teve que realizar apenas uma cena na série inteira, pulando de trás de um caminhão, e quase quebrou a perna durante este episódio, tendo que deixar a produção[4] . Outros dublês, não-creditados, foram George DeNormand, George Magrill, Eddie Parker, Wally West, Al Wyatt Sr.

Locações[editar | editar código-fonte]

Foi rodado nos arredores de Los Angeles, Califórnia.

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Superman foi um grande sucesso financeiro, e foi apresentado em salas de cinema que “antes nunca haviam recebido um seriado"[4] . O sucesso foi tanto que tornou Kirk Alyn famoso e lançou a carreira de Noel Neill. Uma seqüência seria lançada, também em seriado, em 1950, também dirigida por Bennet, Atom Man vs. Superman.

Capítulos[editar | editar código-fonte]

  1. Superman Comes To Earth
  2. Depths Of The Earth
  3. The Reducer Ray
  4. Man Of Steel
  5. A Job For Superman
  6. Superman In Danger
  7. Into The Electric Furnace
  8. Superman To The Rescue
  9. Irresistible Force
  10. Between Two Fires
  11. Superman's Dilemma
  12. Blast In The Depths
  13. Hurled To Destruction
  14. Superman At Bay
  15. The Payoff

Fonte:[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Superman (1948) no IMDB
  2. Mattos, A. C. Gomes de. A Outra Face de Hollywood: Filme B. [S.l.]: Rio de Janeiro: Rocco. 147-148 p. ISBN 85-325-1496-0
  3. a b c Mattos, A. C. Gomes de. Cinemin. [S.l.]: Rio de Janeiro: EBAL. 40-41 p.
  4. a b c d e f g h i Harmon, Jim; Donald F. Glut. The Great Movie Serials: Their Sound and Fury. [S.l.]: Routledge. 206–215 p. ISBN 9780713000979
  5. Cline, William C.. In the Nick of Time. [S.l.]: McFarland & Company, Inc.. 247 p. ISBN 078640471X

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

A caverna de Spider Lady foi filmado em Los Angeles em Bronson Avenue in Griffith Park