União (Piauí)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde junho de 2009).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Município de União
Bandeira de União
Brasão de União
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 17 de Setembro
Fundação 1853
Gentílico unionense
Prefeito(a) Gustavo Conde Medeiros (DEM)
(2013–2016)
Localização
Localização de União
Localização de União no Piauí
União está localizado em: Brasil
União
Localização de União no Brasil
04° 35' 09" S 42° 51' 50" O04° 35' 09" S 42° 51' 50" O
Unidade federativa  Piauí
Mesorregião Centro-Norte Piauiense IBGE/2008 [1]
Microrregião Teresina IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Miguel Alves, Teresina, José de Freitas e Lagoa Alegre.
Distância até a capital 59 km
Características geográficas
Área 1 173,447 km² [2]
População 42 657 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 36,35 hab./km²
Altitude 52 m
Clima Tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,601 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 201 767,530 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 4 707,71 IBGE/2008[5]
Página oficial

União é um município brasileiro do estado do Piauí. Localiza-se a uma latitude 04º35'09" sul e a uma longitude 42º51'51" oeste, estando a uma altitude de 52 metros. O clima do município é tropical e seu bioma segundo dados do IBGE é o Cerrado e Caatinga. O seu relevo são os morros isolados, como o Morro do Urubu e o Morro do Apache Clube.

Sua população estimada em 2009 era de 43.135 habitantes.[6] Possui uma área de 1.173,447  km².

História[editar | editar código-fonte]

União recebeu status de vila pela resolução provincial nº 362 em 1853, com território desmembrado de Campo Maior. Foi elevado em condição de cidade pelo decreto estadual nº 1 de 28 de dezembro de 1889.[7]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 04º35'09" sul e a uma longitude 42º51'51" oeste.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Estima-se que sua população em 2009 era de 43.135 habitantes.[6] União apresenta várias raças misturadas, o branco devido a colonização dos exploradores portugueses, o índio devido as mais diversas nações que habitavam o nosso Estado e inclusive acredita-se que União já fora um dia habitada por índios tremembés, o negro de origem africana e várias outras raças diferente.

Evolução populacional[8]
1991 1996 2000 2007 2008 2009
41.328 36.883 39.801 41.661 42.859 43.135


Relevo e Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O seu relevo são os morros isolados como, o Morro do Urubu e o Morro do Apache Clube, além de outros morros isolados na cidade e no interior da mesma. E seu principal recurso hídrico natural é rio Parnaíba. Esta é a principal fonte de subsistência dos unionenses. O município está a 52 metros acima do nível do mar.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

O Estado do Piauí possui várias formações vegetais, devido à posição geográfica e aos diferentes tipos de clima e de solo. E o município de União estabelece estas posições geográficas adaptadamente a um tipo de vegetação própria, estabelecendo assim as categorias Cerrado e Caatinga. Todavia, o município apresenta principalmente no meio rural a vegetação conhecida como "Mata dos Cocais". Este tipo de vegetação, situa-se entre a caatinga e a Floresta Amazônica, sendo, portanto uma mata de transição. É encontrada não somente no vale do rio Parnaíba onde os solos são mais úmidos. Apresentam várias palmeiras, tais como: carnaúba, babaçu, buriti, tucum, etc, de grande importância no extrativismo vegetal do Estado. Na vegetação de cerrado, a sua flora é muito rica, tendo espécies de grande valor comercial. Entre uma árvore e outra aparecem as gramíneas (plantas rasteiras) importante para a criação do gado. É a boas condições climáticas, por um solo fértil na plantação de arroz, feijão, abóbora, etc. Além da agricultura, é praticamente no cerrado a tradicional pecuária extensiva. Na vegetação de caatinga, apresenta vegetais que acumulam água em seus caules durante o período chuvoso para poderem sobreviver no período de estiagem. Destacam-se os vegetais: aroeira, marmeleiro, xiquexique, mandacaru, pau-pereira, unha-de-gato, etc e os cactos são os vegetais típicos da região.[9]

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima predominante no município de União é o tropical[9] . Este é o clima predominante do Piauí abrangendo a maior parte do Estado, ocupando a porção centro-oeste. As temperaturas são elevadas e apresenta duas estações: uma de chuva e outra de seca, sendo que os meses mais chuvosos são: janeiro, março e abril.

Política[editar | editar código-fonte]

Prefeitos[editar | editar código-fonte]

Estes são alguns intendentes e prefeitos de União[10]

  • Clemente de Sousa Fortes
  • Benedito José do Rego Filho
  • Felinto do Rego Monteiro
  • Segisnando Alencar Araripe
  • Emídio Rodrigues da Cunha
  • Apolinário Monteiro da Cunha
  • João Osório Pires da Mota
  • Joaquim Pires Barros
  • José Carlos Lopes Lima
  • Eulálio Costa
  • Francisco Narciso da Rocha
  • José Lopes de Melo
  • Maria Castelo Branco de Medeiros
  • Antônio Medeiros Filho
  • Francisco Medeiros de Barros (1967-1970)
  • Carlos do Rego Monteiro (1971-1972)
  • Osvaldo Rego Melo (1973-1976)
  • João de Araújo Borges(1977-1982) e (1989-1992)
  • José Edmilson do Rego Mota (1983-1988) e (1997-2000)
  • Gervásio Costa Filho (1993-1996) e (2001-2004)
  • Gustavo Conde Medeiros (2005 - 2008)
  • José Barros Sobrinho (2009 - 2012)
  • Gustavo Conde Medeiros (2013 atual)

Coronelismo[editar | editar código-fonte]

Entre os séculos XIX e XX, União foi administrada por coronéis da linhagem "Rego":

Economia[editar | editar código-fonte]

A principal fonte de renda dos unionenses é o comércio e a agricultura. Possui um PIB R$ 130.856 mil IBGE/2006 e um PIB per capita R$ 3.085 IBGE/2006.[8]

Durante muito tempo, a pecuária manteve sua importância econômica para União e mesmo após seu declínio, União vendia gado bovino em pequena escala para Teresina e Fortaleza.

O extrativismo contribuiu para a economia do município, embora em pequena escala. As riquezas naturais em maior evidência são a carnaúba e o babaçu. Os principais produtos agrícolas eram a mandioca, arroz, milho, feijão, algodão e a cana de açúcar cujos excedentes da produção, até meados de 1950, eram vendidos para Parnaíba, Teresina e Fortaleza.

No início da década de 60 o coronel Gervásio Costa construio em suas terras no povoado Novo Nilo a agroindústria GECOSA - Indústrias Integradas Gervásio Costa S/A, que fazia o tradicional beneficiamento de babaçu e, durante muito tempo, foi uma das principais fontes de arrecadação do município. O cultivo da cana hoje é muito forte devido à instalação da usina de álcool - COMVAP (pertence à Usina Olho D´Água de Pernambuco) que, juntamente com o comércio e serviços, mantém a economia da cidade.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O município de União embora pouco conhecido, apresenta alguns pontos de valor turístico.[11]

  • Morro do Urubu: Não se sabe a origem do nome do morro, também chamado de Morro do Cruzeiro. Encanta pela sua beleza natural de um morro ocorrido como todos os morros do mundo por um acidente geográfico constituído por pequena elevação de terreno com declive suave.
  • Kais: Local com várias barracas, oferecendo diversos tipos de peixes, entre eles, o prato típico Arenga na Brasa. O local fica localizado às margens do rio Parnaíba.
  • Igreja Matriz: Nossa Senhora dos Remédios, esse é o nome da igreja, é datada do tempo do surgimento da cidade. Ela encanta por sua beleza e por sua antiguidade.
  • Cachoeira da formosa: A Cachoeira da Formosa, assim como é chamada, fica localizada na localidade Formosa no interior do município de União. O principal período escolhido pelos banhistas ou turistas é no período mais chuvoso em União que vai de janeiro à março.
  • Canto da Cana-Brava: Este local fica localizado no interior do município de União na localidade Cana-Brava, apresentando uma paisagem natural. Neste local destacam-se os velhos poços naturais que nunca secam, as piscinas naturais, rochas elevadas construídas pela ação dos ventos, um paredão de pedra (rocha), entre outros. O local também apresenta uma minirocha com o formato do mapa do Brasil e um pilão de pedra no qual deve-se ter bastante anos. Arte local: destaca se Francisco Lima que trabalha com pintura com areia. Destaca-se ainda a Furna da Onça ou simplesmente Toca do Jacaré. Nesta furna encontram-se jacarés debaixo de uma rocha, tipo uma minicaverna codutora de água.
  • Parque Beira-Rio : local de lazer que envolve práticas culturais e esportivas. O parque oferece pista para caminhada, campos de futebol, vôlei, quadras de basquete e tênis. Ainda possui um anfiteatro para apresentações culturais e está localizado no bairro Beira-Rio.
  • Avenida Filinto Rêgo: a principal via da cidade conta com os principais serviços de bares, lanchonetes e pizzarias da cidade.
  • Barragem Filinto Rêgo: o local possui lindas paisagens com espelhos e quedas d´água.
  • Morro do Apache Clube: localizado no alto de um morro, é um clube que possui piscinas, serviço de bar e possibilita uma visão aérea da cidade.
  • Praça Barão de Gurguéia: mais conhecida com "Praça da Igreja Matriz", é a praça que recebe unionenses e visitantes para visitação às barracas, à praça de alimentação e às apresentações culturais durante o festejo de São Raimundo Nonato, que é uma das maiores festas religiosas e culturais do Estado.
  • Morro do Boreu: localizado no centro de União, este local recebe vários visitantes que se divertem ao som de um dos blocos carnavalescos mais animados da cidade. O Boreu ainda dispõe de uma bonita praça arborizada para reuniões entre familiares e amigos, e campo de futebol society.
  • Vale do Tucunaré: localizado a alguns quilômetros da sede do município, este local oferece passeio em trilhas ecológicas, piscinas naturais, cachoeiras, pousadas, além de comidas típicas da região. Localizado à beira do rio Parnaíba, possibilita aos visitantes tranquilidade e contato direto com a natureza.
  • Casa do Artesão: este local expõe produtos artesanais produzidos pelos artesãos locais.
  • Mercado Público Municipal: este local possui venda de variados tipos de alimentos, e disponibiliza refeitório e lanchonetes.

Cultura[editar | editar código-fonte]

No município de União foi criado um dos raros corais do mundo formados por vaqueiros. O Coral de Vaqueiros de União é destaque por ter homens simples da zona rural do município, que cantam e tocam músicas já conhecidas do público, sendo reconhecido em todo Brasil. É destaque também na música, a banda Validuaté, que teve origens culturais na cidade, e é reconhecida no Piauí e fora do Estado. Os principais componentes da banda são unionenses. O município se destaca por sua religiosidade com os festejos que são realizados nos bairros durante todo o ano. Dentre os mais importantes destacam-se os festejos de São Sebastião, de São Francisco, e de São Judas que acontecem nos bairros de mesmo nome.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  6. a b Estimativas da população para 1º de julho de 2009 (PDF) Estimativas de População Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 out. 2010). Visitado em 16 de agosto de 2009.
  7. União Piauí - PI Histórico IBGE (20/04/2010). Visitado em 06/05/2013.
  8. a b IBGE - perfil de União www.ibge.gov.br. Visitado em 2009-06-30.
  9. a b Aspectos físicos do Piauí piauihp.com.br.
  10. BASTOS, Cláudio de Albuquerque. Dicionário Histórico e Geográfico do Estado do Piauí. Teresina: FCMC/PMT, 1994. Páginas 571-2
  11. União - principais pontos turísticos www.ferias.tur.br. Visitado em 2009-07-01.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Piauí é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.