V (álbum de Legião Urbana)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
V
Álbum de estúdio de Legião Urbana
Lançamento Novembro, 1991
Gravação Agosto - Setembro, 1991
Gênero(s) Rock progressivo
Rock alternativo
Pop rock
Duração 49:50
Idioma(s) Português
Formato(s) CD LP K7
Gravadora(s) EMI
Produção Mayrton Bahia e Legião Urbana
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Legião Urbana
Último
Último
As Quatro Estações
(1989)
O Descobrimento do Brasil
(1993)
Próximo
Próximo

V é o quinto álbum da banda brasileira de rock Legião Urbana, lançado em 1991.

O álbum reflete duas situações: a crise econômica causada pelo então Plano Collor e a dependência química do vocalista da banda, Renato Russo. Em 1990, o cantor descobriu ser portador do vírus da AIDS, assim como Cazuza, que foi homenageado por Russo no disco anterior com a canção Feedback Song For a Dying Friend. Porém, ao contrário do ex-vocalista do Barão Vermelho, Renato nunca assumiu em público a doença.

Suas canções são marcadas por influências sombrias e medievais: a primeira faixa, Love Song, é uma cantiga de amor em português arcaico, composta no século XIII por Nuno Fernandes Torneol. O clima soturno prossegue pela canção Metal Contra as Nuvens, dividida em quatro partes, com 11 minutos e 28 segundos (sendo assim a música de duração mais longa da banda); e pelo instrumental A Ordem dos Templários, que inclui a peça Douce Dame Jolie, de Guillaume de Machaut, do século XIV. Renato Russo o considerava o Pornography da Legião Urbana.

A dependência química é retratada na canção A Montanha Mágica. A crise econômica da época, por sua vez, serviu de temática para O Teatro dos Vampiros, um dos principais sucessos do disco (que teve a introdução adaptada da peça Canon de Johann Pachelbel).

Em contraponto ao clima sombrio das primeiras faixas de V, se destacam canções mais alegres, como Sereníssima, L'Âge D'or (a mais pesada) e O Mundo Anda Tão Complicado (onde Renato versa sobre o cotidiano); e românticas, como Vento no Litoral (mais tarde regravada por Cássia Eller). O disco termina com Come Share My Life, uma canção tradicional do folclore estadunidense.

Em comparação ao anterior, As Quatro Estações, teve uma vendagem bem inferior, com 700 mil cópias (pouco menos da metade do disco anterior). Sua turnê foi a mais curta da banda, iniciada em Julho de 1992 e interrompida em fins de Setembro do mesmo ano, devido à situação insustentável das crises alcoólicas de Renato Russo.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  • Todas as canções escritas pelos componentes da banda, todas as letras de Renato Russo, exceto onde estiver indicado.
# Título Duração
1. "Love Song" ((Letra: Nuno Fernandes Torneol, século XIII / Música: Dado Villa-Lobos, Renato Russo e Marcelo Bonfá)) 1:18
2. "Metal Contra as Nuvens"   11:28
3. "A Ordem dos Templários"   4:26
4. "A Montanha Mágica"   7:48
5. "O Teatro dos Vampiros"   3:37
6. "Sereníssima"   4:01
7. "Vento no Litoral"   6:06
8. "O Mundo Anda Tão Complicado"   3:45
9. "L'âge D'or"   5:06
10. "Come Share My Life" ((Música tradicional do folclore americano / Arranjo de Dado Villa-Lobos, Renato Russo e Marcelo Bonfá)) 2:02

Formação[editar | editar código-fonte]

  • Bruno Araújo: contrabaixo

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Este álbum, segundo alguns críticos, é classificado como rock progressivo. Tal tese pode ser confirmada em uma declaração de Renato Russo em uma entrevista ao indagado sobre como seria o disco: "Ih, tem umas coisas medievais, uns instrumentais. O primeiro lado é uma viagem. Vão dizer assim: 'Legião repete fórmula e lança disco progressivo (risos)...'".[1]
  • Este disco, ao contrário dos outros, não teve nenhum videoclipe (os dois últimos, A Tempestade e Uma Outra Estação, também não apresentaram clipes). Ao invés disso, a banda aceitou o convite da MTV para gravar, em janeiro de 1992, seu Acústico MTV. Algumas canções saíram no disco Música para Acampamentos, de 1992, e o especial saiu em CD em 1999.
  • Segundo Renato Russo, no Acústico MTV, a música "Teatro dos Vampiros" deveria falar sobre a TV.
  • Ainda no mesmo Acústico MTV, Renato declarou ter descoberto depois que a cidade italiana de Veneza era conhecida como Sereníssima, não tendo portanto relação proposital da cidade com a música.
  • A frase citada em "Sereníssima": "Tenho um sorriso bobo, parecido com soluço" é de Tônio Kroeger, livro de Thomas Mann.
  • L'âge d'Or é também o título de um filme surrealista de 1930 dirigido pelo cineasta franco-espanhol naturalizado mexicano Luis Buñuel e co-dirigido pelo pintor espanhol Salvador Dalí, embora este último não apareça creditado.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Legião Urbana é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.