Vangelis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes fiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde julho de 2012) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.
Vangelis
Vangelis em Premiere de El Greco em 2007.
Informação geral
Nome completo Evángelos Odysséas Papathanassíu
Nascimento 29 de Março de 1943 (71 anos)
Origem Vólos, Tessália
País  Grécia
Nacionalidade Grego
Gênero(s) Eletrônica
Rock progressivo
Música clássica
New age
Ocupação(ões) Compositor
Músico
Produtor musical
Arranjo
Instrumento(s) Piano
Sintetizador
Teclados
Órgão Hammond
Bateria
Percussão
Período em atividade 1961 - atualmente
Gravadora(s) Universal Music
RCA Records
Atlantic Records
Sony Music
Warner Bros Records
Polydor
Afiliação(ões) Aphrodite's Child
Jon & Vangelis
Demis Roussos
Yes
Forminx
Página oficial Site Oficial

Vangelis (nome artístico de Evángelos Odysséas Papathanassíu, em em grego: Ευάγγελος Οδυσσέας Παπαθανασίου; Vólos, 29 de março de 1943) é um músico grego[1] dos estilos neoclássico, progressivo, música eletrônica e ambiente. Suas composições mais conhecidas são o tema vencedor do Oscar de 1981, com o filme Chariots of Fire (br: Carruagens de Fogo), a trilha sonora do clássico Blade Runner, e mais recentemente, do filme biográfico de Cristóvão Colombo, 1492: Conquest of Paradise (br: 1492 - A Conquista do Paraíso / pt: 1492 - Cristóvão Colombo), com a música instrumental "Conquest of Paradise". É conhecido também pelo uso de sua música na série da PBS, Cosmos de Carl Sagan. Entre suas composições, há o tema da Copa do Mundo de 2002.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Vólos, Vangelis começou a compor desde os quatro anos de idade, tornando-se um grande autodidata da música. O músico recusou as tradicionais aulas de piano, e durante sua carreira não tinha muito conhecimento para ler ou escrever partituras. Estudou música clássica, pintura e direção na Academia de Artes em Atenas.

No início dos anos 60 formou um grupo pop, o Forminx (ou "Formynx"), que se tornou muito popular na Grécia. Na época do Motim dos Estudantes em 1968 mudou-se para Paris e fundou a banda de rock progressivo Aphrodite's Child com os integrantes Demis Roussos, vocalista, e Loukas Sideras. São conhecidas na Europa, como também no Brasil, como canções de sucesso: "Rain and Tears", "Marie Jolie", "It’s Five O’Clock" etc. O grupo se desfez em 1972, ainda que Roussos tenha feito diversas participações nos trabalhos de Vangelis.

Carreira solo[editar | editar código-fonte]

Vangelis iniciou sua carreira solo escrevendo temas para dois filmes do cineasta francês Frederic Rossif em 1973. Seu primeiro álbum solo oficial saiu em 1974, o Earth. Na mesma época, participou de ensaios com outra banda de rock progressivo, Yes. Embora nunca tenha feito parte da banda, tornou-se amigo do cantor Jon Anderson, com quem veio a trabalhar em algumas ocasiões.

Quando se mudou para Londres, Vangelis firmou contrato com a RCA Records, montou seu próprio estúdio, o (Nemo Studios), começando a gravar um série de álbuns respeitados de música eletrônica. Faixas do aclamado álbum Heaven and Hell de 1975 foram mais tarde utilizadas como tema da série Cosmos.

Temas[editar | editar código-fonte]

Nos anos 80 e 90 produziu diversos álbuns em parceria com Jon Anderson Jon & Vangelis. Em 1982 Vangelis venceu na categoria do Oscar de Melhor Trilha Sonora Original por Chariots of Fire. O tema ficou no topo da lista da Billboard americana por uma semana. A música também apareceu em alguns programas da Xuxa, principalmente no "Xou da Xuxa" em 1992, incluindo a versão exclusiva de "Hymne" para o último programa.

e nos programas do SBT como "Nações Unidas" e "Troféu Imprensa". Outro programa da emissora a usar uma canção do músico foi o "Domingo Legal", quando dava notícias de última hora. A música em questão é Nucleogenesis Part 1.

Em 1983, Vangelis lançou "Antartica", uma banda sonora bastante conhecida em Portugal pelo seu uso como fundo nas previsões meteorológicas do Canal 1 na primeira metade dos anos 90

No ano em que começou seu trabalho com o diretor Ridley Scott, Vangelis produziu o tema dos filmes Blade Runner e 1492 - A Conquista do Paraíso. Alguns dos documentários submarinos de Jacques Cousteau também levam a assinatura de Vangelis. Em 1992, a França o condecorou como Chevalier Order of Arts and Letters.

Em 2001, lança Mythodea (mais orquestral que eletrônico) que foi escrita em 1993 e depois foi usada com tema pela NASA nas missões a Marte. Em 2004 lançou um CD com a Trilha Sonora do filme Alexandre (Alexander) de Oliver Stone.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Vangelis `s Bio (em inglês). Visitado em 3 de Julho de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]