Agua y aceite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Agua y aceite
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Criador(es) Alberto Barrera
Carlos Diez
País de origem  México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Heriberto López de Anda
Elisa Salinas
Produtor(es) Humberto Zurita
Christian Bach
Gerardo Zurita
Elenco Christian Bach
Humberto Zurita
Hector Bonilla
Aylin Mujica
Mayra Rojas
Gabriela Roel
ver mais
Exibição
Emissora de televisão original Azteca
Transmissão original 7 de janeiro de 2002 - 22 de fevereiro de 2002
N.º de episódios 35
Cronologia
Lo que es el amor
Vivir así, posteriormente El país de las mujeres

Agua y aceite é uma telenovela mexicana produzida e exibida pela Azteca entre 7 de janeiro e 22 de fevereiro de 2002.

Foi protagonizada por Christian Bach e Humberto Zurita com antagonização de Héctor Bonilla.[1]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Julieta e Ernesto são como água e azeite: se estranham e se buscam, se amam e se odeiam. Não podem viver um sem o outro e são a combinação ideal.

Julieta é uma mulher bela, que fica viúva a seus trinta e oito anos, já que seu marido morre em um acidente automobilístico. A mulher não consegue se repor da perdida, e além se sente culpada porque ela era quem conduzia o automóvel naquela noite fatal. Sofre constantes pesadelos e desde aquele dia não voltou a trabalhar como repórter de televisão; prefere refugiar-se em um pequeno negocio próprio e dedicar-se a sua filha, Mariana, de 16 anos.

Ernesto é um jornalista reconhecido. Sua grande inteligencia e seu caráter explosivo o fizeram famoso nos meios informativos. Mas detrás dessa máscara de agressividade se oculta um homem justo e bondoso, um bom filho e o melhor dos pais. Sua mulher o abandonou muitos anos atrás quando lhe diagnosticaram autismo ao filho menor de ambos.

Ernesto e Julieta são convidados por um produtor de televisão para presentar um programa de análise e discussão sobre temas de atualidade. Desde seu primeiro encontro, a química entre Julieta e Ernesto é dinamite pura; os se atraem profunda e inevitavelmente, como os polos opostos de um imã. O produtor se da conta de imediato que o casal na televisão projetará muita energia, e assim começa o programa televisivo "Agua y Aceite". Ernesto e Julieta se apaixonam quase de imediato. No entanto, nenhum dos dois o quer reconhecer; em parte porque ambos consideram ao outro um ser arrogante, mas no fundo por um profundo temor de resultar machucados de novo.

No programa em que ambos trabalham os obrigam a trabalhar em equipe, graças ao qual os dois descobrem que tem muitas coisas em comum e que compartem a forma de ver a vida. Sempre que alguém ou algo ameaça o programa, Julieta e Ernesto lutam juntos.

No âmbito pessoal, a historia é muito diferente. Ernesto começa a se aproximar de Julieta e ainda que ela se sente muito atraída, resiste a possibilidade de refazer sua vida com outra pessoa. Mariana não facilita as coisas, já que é uma jovem inquieta que lhe dá a sua mãe constantes preocupações.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Repercussão[editar | editar código-fonte]

A telenovela só durou 1 mês e meio no ar, sendo cancelada e retirada do ar. Segundo a televisora, por baixo rating, mas segundo membros da produção, devido aos temas tratados na novela, que eram fortes demais para se transmitir naquele momento[2].

A produtora e também protagonista da história Christian Bach acusou a TV Azteca de censura, pelo fato de que os temas não puderam ser explorados e nem mostrados[3].

Referências

  1. «Agua y aceite, Univisión». NovelasySeries. Consultado em 18 de maio de 2013 
  2. «Concluye Agua y aceite por abordar temas polémicos». El Universal. 21 de fevereiro de 2002. Consultado em 28 de fevereiro de 2016 
  3. «Acusa Christian Bach a Tv Azteca de coartar la libertad de expresión». La Jornada. 22 de maio de 2002. Consultado em 28 de fevereiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]