Arquidiocese de Aracaju

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Arquidiocese de Aracaju
Archidiœcesis Aracaiuensis
Localização
País  Brasil
Dioceses Sufragâneas Diocese de Estância
Diocese de Propriá
Estatísticas
Área 7,048 km²
Informação
Rito romano
Criação da Diocese 3 de janeiro de 1910 (106 anos)
Elevação a Arquidiocese 30 de abril de 1960 (56 anos)
Padroeiro Nossa Senhora da Imaculada Conceição e São Pio X
Governo da Arquidiocese
Arcebispo José Palmeira Lessa
Arcebispo Coadjutor João José da Costa, O.Carm.
Arcebispo Emérito Luciano José Cabral Duarte
Jurisdição Arquidiocese Metropolitana (Região Nordeste 3)
Contatos
Endereço Praça Mons. Olímpio de Campos, 228
Página Oficial www.arquidiocesedearacaju.org

A Arquidiocese de Aracaju (Archidioecesis Aracaiuensis) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil. É a Sé Metropolitana da Província Eclesiástica de Aracaju. Pertence ao Conselho Episcopal Regional Nordeste III da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. A está na cidade de Aracaju, no estado de Sergipe.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Diocese de Aracaju[editar | editar código-fonte]

A Diocese de Aracaju foi ereta pelo papa Pio X, no dia 3 de janeiro de 1910, por meio da bula papal Divina disponente clementia, a partir de território desmembrado da Arquidiocese de São Salvador da Bahia.

O seu primeiro bispo foi Dom José Thomas Gomes da Silva, que assumiu o governo desta diocese em 1911, cessando apenas com a sua morte, em 1948. Desde 1913, existe o Seminário Menor, fundando pelo primeiro bispo. O segundo bispo, Dom Fernando Gomes dos Santos, assumiu a direção dos trabalhos da diocese em 1949 e permaneceu até 1957, quando foi transferido para Goiânia. Ele fundou o Seminário Maior de Aracaju, que foi fechado, alguns anos depois. Dom José Vicente Távora, o terceiro bispo assumiu a diocese em 1958 e, após um episcopado de doze anos incompletos, faleceu, deixando a sede vacante.

Arquidiocese de Aracaju[editar | editar código-fonte]

No dia 30 de abril de 1960, o Papa João XXIII, por meio da bula Ecclesiarum omnium, elevou a diocese à categoria de arquidiocese e sé metropolitana, sendo Dom José Vicente Távora o seu primeiro arcebispo. Dom Távora teve por bispo auxiliar Dom Nivaldo Monte (1963-1965) e Dom Luciano Cabral Duarte (1966-1970). Com a morte de Dom Távora, Dom Luciano Cabral Duarte assumiu a Arquidiocese como pastor próprio. Um de seus mais empenhados trabalhos foi o da reanimação vocacional, reabrindo o Seminário Menor e incentivando a oração pelas vocações.

Demografia e paróquias[editar | editar código-fonte]

Em 2004, a arquidiocese contava com uma população aproximada de 1.080.395 habitantes, com 86,1% de católicos. O território da diocese é de 7.048 km.2, organizado em 68 paróquias.

A Arquidiocese está organizada em quatro Vicariatos: Vicariato São João Evangelista, Vicariato São Lucas, Vicariato São Marcos e Vicariato São Mateus.

Bispos e Arcebispos[editar | editar código-fonte]

Nome Período Notas
Arcebispos
Dom João José da Costa, O.Carm 2014 Arcebispo coadjutor.
Dom José Palmeira Lessa 1998 Atual.
Dom Luciano José Cabral Duarte 1971-1998 Arcebispo Emérito.
Dom José Vicente Távora 1960-1970
Bispos
Dom Henrique Soares da Costa 2009-2014 Bispo auxiliar.
Dom Dulcênio Fontes de Matos 2001-2006 Bispo auxiliar.
Dom Edvaldo Gonçalves Amaral, SDB 1975-1980 Bispo auxiliar.
Dom Hildebrando Mendes Costa 1981-1986 Bispo auxiliar.
Dom João Maria Messi, OSM 1988-1995 Bispo auxiliar.
Dom Nivaldo Monte 1963-1967 Bispo auxiliar.
Dom José Vicente Távora 1957-1960
Dom Fernando Gomes dos Santos 1949-1957
Dom José Thomas Gomes da Silva 1911-1948


Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Small Mitre.svg Arquidioceses Católicas do Brasil Bandeira do Brasil
Aparecida | Aracaju | Belém do Pará | Belo Horizonte | Botucatu | Brasília | Campinas | Campo Grande | Cascavel | Cuiabá | Curitiba | Diamantina | Feira de Santana | Florianópolis | Fortaleza | Goiânia | Juiz de Fora | Londrina | Maceió | Manaus | Mariana | Maringá | Montes Claros | Natal | Niterói | Olinda e Recife | Palmas | Paraíba | Passo Fundo | Pelotas| Porto Alegre | Porto Velho | Pouso Alegre | Ribeirão Preto | Santa Maria | São Luís do Maranhão | São Paulo | São Salvador da Bahia | São Sebastião do Rio de Janeiro | Sorocaba | Teresina | Uberaba | Vitória do Espírito Santo | Vitória da Conquista


Small Mitre.svg Circunscrições eclesiásticas católicas do Brasil — Regional Nordeste III
(Bahia e Sergipe)
Bahia

Sergipe

Mapa do Brasil destacando em vermelho a área de abrangência da Regional Nordeste III: os estados da Bahia e de Sergipe.
Mapa das províncias da Regional NE 3.

Província Eclesiástica de São Salvador da Bahia
Amargosa | Itabuna | Ilhéus | Eunápolis | Alagoinhas | Teixeira de Freitas-Caravelas | Camaçari
Província Eclesiástica de Vitória da Conquista
Jequié | Bom Jesus da Lapa | Caetité | Livramento de Nossa Senhora
Província Eclesiástica de Feira de Santana
Bonfim | Barreiras | Ruy Barbosa | Barra | Paulo Afonso | Irecê | Juazeiro | Serrinha
Província Eclesiástica de Aracaju
Propriá | Estância



Bandeira do Vaticano Arquidioceses e Dioceses de Sergipe Bandeira de Sergipe

Arquidiocese de Aracaju
Diocese de Estância | Diocese de Propriá



O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Arquidiocese de Aracaju