Saltar para o conteúdo

B-SAD

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 Nota: Este artigo é sobre a sociedade desportiva fundada em 1999. Para o clube oficial fundado em 1919, veja Clube de Futebol "Os Belenenses".
B-SAD
Nome B-SAD[1]
Alcunhas Azuis
Fundação 18 de outubro de 1999 (24 anos) (enquanto SAD)
30 de junho de 2018 (6 anos) (enquanto clube) [2]
Estádio Campo da Boa Hora
Proprietário(a) Codecity Sports Management
Presidente Rui Pedro Soares
Material (d)esportivo Kelme
Competição 2ª Divisão Campeonato da AF Setúbal
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

A B-SAD[3], é uma sociedade de futebol profissional sediada em Oeiras, Portugal. Foi fundada a 18 de Outubro de 1999, como Sociedade Anónima Desportiva, originalmente pertencente ao Clube de Futebol "Os Belenenses". Constituiu-se como clube independente, distinto do clube fundador, a 30 de Junho de 2018, tendo deixado de jogar no Estádio do Restelo e procedido a nova filiação na Associação de Futebol de Lisboa. Em 2023 iria-se fundir com o Clube Desportivo Cova da Piedade adoptando a sua designação e usando as suas instalações, numa vã tentativa de manter o seu lugar na Liga 3. A nova SAD acabaria por não obter licenciamento pela FPF sendo relegada para os campeonatos distritais. A B-SAD acabaria por revogar o contrato de fusão com o Cova da Piedade, após apenas 5 meses de fusão.[4]

História[editar | editar código-fonte]

Origens[editar | editar código-fonte]

O Belenenses criou a sua Sociedade Anónima Desportiva (SAD) em 18 de Outubro de 1999, para gerir o seu futebol profissional. Em 2012, enfrentando o Clube e a SAD fortes dificuldades financeiras, os sócios aprovaram a venda de 51% da SAD a um investidor, a Codecity Sports Management, liderada por Rui Pedro Soares. Além do contrato de compra e venda das ações, foi celebrado um acordo parassocial em que o clube fundador mantinha direitos especiais, como direitos de veto a certas deliberações e direito de recompra, unilateral, das ações com preço e datas fixadas. Foi ainda celebrado um protocolo que regulava as relações entre o Clube e a SAD. [5][6]

Entretanto a Codecity, acionista maioritária da SAD, resolveu unilateralmente o acordo parassocial, alegando violações contratuais do Clube. Em 2017 o Tribunal Arbitral do Desporto considerou válida a resolução do acordo parassocial, extinguindo a possibilidade previamente acordada de o Clube poder readquirir os 51% das ações, por forma a retomar o controlo do futebol profissional.[5]

Relação com o Clube de Futebol "Os Belenenses"[editar | editar código-fonte]

O protocolo que regulava as relações entre Clube e SAD, incluindo o uso do Estádio do Restelo (propriedade do Clube) pela equipa profissional de futebol da SAD, teve de ser terminado pelo Belenenses em 30 de Junho de 2018 com aprovação da larga maioria dos sócios do Clube. O Belenenses foi relegado para os campeonatos distritais e desde então foi subindo gradualmente e consecutivamente até regressar aos escalões profissionais e voltar a competir na segunda liga na época 2023/24.

Campeonatos que disputa e estádio[editar | editar código-fonte]

A B SAD militou até a época 2021/22 na Primeira Liga, Taça de Portugal e Taça da Liga. A B SAD não tem estádio próprio e disputa os seus jogos na condição de anfitrião no Estádio Nacional, alugado ao IPDJ para o efeito. Em fevereiro de 2019, perante a indisponibilidade temporário do Estádio Nacional, alugou o Estádio do Bonfim, em Setúbal, para jogar como visitado em 2 jornadas.

Em 11 de Março de 2019 estreou o novo emblema, sem a Cruz de Cristo, após a confirmação pelo Tribunal da Relação de Lisboa da decisão de 1.ª instância de interdição de utilização do nome, emblema e símbolos do clube Belenenses.[7]

Uso do nome[editar | editar código-fonte]

Por decisão do Tribunal da Propriedade Intelectual, datada de 29 de Outubro de 2018, a B-SAD foi impedida de utilizar o emblema e símbolos do clube Belenenses.[8]

A 27 de Junho de 2019 o Belenenses informou oficialmente a Federação Portuguesa de Futebol e a Liga Portuguesa de Futebol Profissional que, a partir da época 2019–20, não autoriza a sua antiga SAD a usar o nome "Belenenses", tal como fez na época 2018–19, onde competiu sob o nome de "Belenenses SAD". Esta posição do Belenenses ampara-se na decisão da Relação de Lisboa, que impede o uso das marcas nominativas ou figurativas do clube pela SAD, estando o caso a aguardar a decisão final no processo principal.[9]

A 21 de Fevereiro de 2021 o Tribunal da Propriedade Intelectual (TPI) veio dar razão à B-SAD no diferendo da utilização do nome, das marcas e símbolos do Clube de Futebol "Os Belenenses". Este anunciou que iria recorrer para o Tribunal da Relação de Lisboa, pelo que a decisão não transitou em julgado. No entanto o clube recorreu desta decisão e até que a mesma transite em julgado, a providência cautelar decidida pelo tribunal Constitucional mantém-se em vigor.

Transformação em Cova da Piedade SAD

Em 2023, a direção do Cova da Piedade e o B SAD alcançaram um princípio de acordo para se unirem no futebol profissional. Os termos do acordo, revelado pela direção do clube, em assembleia geral, preveem que aquela sociedade desportiva altere a sua designação para Clube Desportivo Cova da Piedade – Futebol SAD (ou outro a aprovar pelos sócios) e a utilização do Estádio Municipal José Martins Vieira para a realização dos jogos de futebol profissional.

O clube da margem sul adquiriu 10% do capital da atual BSAD, que irá reconhecer o Cova da Piedade como clube fundador, com todos os benefícios e obrigações previstos para tal na lei das sociedades desportivas. A marca B SAD estará em vigor até ao final da época 2022/23 e ao assumir a marca "Cova da Piedade" extingue-se a 100% a ligação histórica da BSAD ao Clube de Futebol "Os Belenenses".

Problemas na Conclusão da Fusão

Apesar da Liga Portugal reconhecer a união entre Cova da Piedade e B SAD, a FPF não o fez. Devido a isso, o recém criado Cova da Piedade SAD não obteve licenciamento para participar na Liga 3.

Para tentar obter uma vaga no futebol profissional português, o clube colocou um processo contra o LANK Vilaverdense, por alegados problemas na inscrição na Liga Portugal 2. No entanto, o processo foi indeferido e o LANK Vilaverdense obteve licença para participar na Segunda Liga.

No final, após 5 meses de fusão, os 2 clubes decidiram separar-se por mútuo acordo, encerrando por completo a colaboração mútua.

Após o veto da fusão

Atualmente, o clube joga na 2ª divisão das distritais da AF Setúbal, que equivalem à 6ª divisão portuguesa.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Nacionais
Competição Presenças Melhor posição
Primeira Liga 4
Segunda Liga 1
Taça de Portugal 5 Quartas de Final
Taça da Liga 4 Fase de Grupos

Classificações por época[editar | editar código-fonte]

Nível Época Divisão Classificação Taça de Portugal Taça da Liga
1 2018–19 Primeira Liga 4E FG
1 2019–20 Primeira Liga 15º 4E 2F
1 2020–21 Primeira Liga 10º QF
1 2021-22 Primeira Liga 18º OF 1F
2 2022-23 Segunda Liga 16º QF FG
  •  1 Legenda das cores na pirâmide do futebol português
     1º nível (1ª Divisão / 1ª Liga)
     2º nível (até 1989/90 como 2ª Divisão Nacional, dividido por zonas, em 1990/91 foi criada a 2ª Liga)
     3º nível (até 1989/90 como 3ª Divisão Nacional, depois de 1989/90 como 2ª Divisão B/Nacional de Seniores/Campeonato de Portugal)
     4º nível (entre 1989/90 e 2012/2013 como 3ª Divisão, entre 1947/48 e 1989/90 e após 2013/14 como 1ª Divisão Distrital)
     5º nível
     6º nível
     7º nível

Épocas[editar | editar código-fonte]

Jogos Pontos Vitorias Empates Derrotas Golos marcados Golos sofridos SG Posição
Primeira Liga de 2018–19 34 43 10 13 11 42 51 -9
Primeira Liga de 2019–20 34 35 9 8 17 27 54 -27 15º
Primeira Liga de 2020–21 34 40 9 13 12 25 35 -10 10º
Primeira Liga de 2021–22 34 26 5 11 17 23 55 -32 18º
Segunda Liga 2022–23 34 35 9 8 17 41 59 -18 16º
Total 170 179 43 53 74 158 250 -92

Equipamentos[editar | editar código-fonte]

Equipamentos atuais[editar | editar código-fonte]

Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Principal
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Alternativo
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Alternativo

Treinadores[editar | editar código-fonte]

Silas (futebolista) - 2018/2019, 2019/2020

Pedro Ribeiro - 2019/2020

Petit (futebolista) - 2019/2020, 2020/2021, 2021/2022

Filipe Cândido - 2021/2022

Franclim Carvalho - 2021/2022

Nandinho - 2022/2023

José Maria Pratas - 2022/2023

Paulo José Ramos Mendes - 2022/2023

Equipas que jogou de 2018 até 10/11/2022[editar | editar código-fonte]

Equipa j v e d g gs s
Arouca 2 1 0 1 2 1 1
Amora 1 1 0 0 4 3 1
Académico de Viseu 1 0 0 1 1 2 -1
Benfica 10 1 1 8 8 28 -20
Braga 7 2 2 3 7 15 -8
Benfica B 1 0 0 1 0 2 -2
Berço SC 1 1 0 0 2 1 1
Boavista 8 1 4 3 6 13 -7
Caldas 1 1 0 0 5 3 2
Chaves 3 1 1 1 3 3 0
Desportivo das Aves 4 3 0 1 10 7 3
Espinho 1 1 0 0 3 0 3
Estoril 2 0 1 1 2 3 -1
Estrela da Amadora 1 0 0 1 1 3 -2
Fafe 1 1 0 0 3 2 1
Farense 3 1 1 1 4 4 0
Famalição 6 0 2 4 4 9 -5
Feirense 3 1 2 0 5 1 4
Gil Vicente 5 2 2 1 6 6 0
Joane 1 1 0 0 3 0 3
Machico 1 1 0 0 4 0 4
Marítimo 8 3 3 2 8 6 2
Moreirense 9 0 4 5 8 15 -7
Mafra 1 0 0 1 0 1 -1
Nacional 5 4 1 0 9 2 7
Porto 9 0 2 7 3 24 -21
Porto B 1 0 0 1 2 3 -1
Pevidém 1 1 0 0 2 0 2
Paços de Ferreira 6 1 1 4 4 9 -5
Portimonense 8 3 3 2 8 7 1
Penafiel 1 0 1 0 3 3 0
Oliveirense 1 1 0 0 3 1 2
Olhanense 1 1 0 0 2 0 2
Real 1 1 0 0 2 0 2
Rio Ave 7 0 5 2 4 8 -4
Sporting 7 0 1 6 7 25 -18
Santa Clara 8 2 3 3 4 13 -9
Tondela 9 4 3 2 11 10 1
Trofense 1 0 0 1 2 3 -1
Torreense 1 1 0 0 1 0 1
Vitória SC 8 3 3 2 6 12 -6
Vizela 2 1 0 1 1 2 -1
Varzim 1 0 0 1 1 2 -1
Vitória de Setúbal 4 0 2 2 0 3 -3


Referências

  1. Utilização em competições desportivas apenas enquanto B-SAD por razões legais.
  2. A criação da B-SAD resulta de uma migração de uma SAD para clube futebolístico, remetendo a criação da SAD original (já não relacionada ao homónimo) a 1999.
  3. «Constituição da "Os Belenenses - Sociedade Desportiva de Futebol, SAD"». Diário da República n.º 25/2000, Série III de 2000-01-31. 31 de janeiro de 2000. Consultado em 14 de janeiro de 2021 
  4. https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-3/b-sad/detalhe/oficial-cova-da-piedade-fora-das-competicoes-da-fpf
  5. a b Tribunal Expresso (2 de Fevereiro de 2018). «O Clube de Futebol Os Belenenses vai criar uma equipa sénior e vai jogar no Restelo» 
  6. Público (30 de Setembro de 2018). «A SAD ficou com o futebol profissional, o Belenenses quer ficar com tudo» 
  7. Record (7 de Março de 2019). «Tribunal da Relação confirma que Belenenses SAD não pode usar emblema nas camisolas» 
  8. O Observador (29 de Outubro de 2018). «SAD do Belenenses impedida de utilizar nome, emblema e símbolos do clube» 
  9. Jornal de Notícias (27 de Junho de 2019). «SAD do Belenenses não pode utilizar marca do clube» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um clube de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.