Brzeg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Polónia Brzeg 
  cidade e comuna urbana  
Do topo: Castelo dos Piastas da Silésia, igreja da Exaltação da Santa Cruz, Correios, Praça principal, Porta do Óder, Prefeitura
Do topo: Castelo dos Piastas da Silésia, igreja da Exaltação da Santa Cruz, Correios, Praça principal, Porta do Óder, Prefeitura
Símbolos
Bandeira de Brzeg
Bandeira
Brasão de armas de Brzeg
Brasão de armas
Localização
Brzeg está localizado em: Polônia
Brzeg
Brzeg no mapa da Polônia
Mapa dinâmico da cidade
Coordenadas 50° 51' 42" N 17° 28' 12" E
País Polônia
Voivodia Opole
Condado Brzeg
História
Elevação à cidade 1248, 1250
Administração
Tipo Prefeitura
Prefeito Jerzy Wrębiak (4 de novembro de 2018)
Características geográficas
Área total 14,6 km²
População total (2021) [1] 34 985 hab.
Densidade 2 396,2 hab./km²
Fuso horário CET (UTC+1)
Horário de verão CEST (UTC+2)
Código postal 49-300 a 49-306
Código de área (+48) 77
Cidades gêmeas
Goslar  Alemanha (2000)
Beroun  República Tcheca (2002)
Bourg-en-Bresse  França (2006)
Outras informações
Matrícula OB
Commons-logo.svg Mídia no Commons
Website Brzeg na rede Internet

Loudspeaker.svg? Brzeg (em alemão: Loudspeaker.svg? Brieg) é um município da Polônia, na voivodia de Opole e a sede do condado de Brzeg. Historicamente, está localizado na Baixa Silésia, na orla da Planície de Grodkowska, que faz parte da Baixada Silésia.

O rio Óder flui pela cidade.

Nos anos de 1975 a 1998, a cidade pertencia administrativamente à então voivodia de Opole.

Estende-se por uma área de 14,6 km², com 34 985 habitantes, segundo o censo de 31 de dezembro de 2021, com uma densidade populacional de 2 396,2 hab./km².[1]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

Brzeg está situada na parte ocidental da voivodia de Opole, no rio Óder, na parte oriental da planície de Grodkowska. É uma comuna urbana, e a sede do condado de Brzeg.

Ambiente natural[editar | editar código-fonte]

Em Brzeg o clima é frio e temperado. A temperatura média anual é de +8,5 °C. As estações termais variam consideravelmente. A precipitação média anual na região de Brzeg é de 566 mm. Os ventos ocidentais prevalecem.[2]

Gráfico climático para Brzeg
JFMAMJJASOND
 
 
28
 
1
-5
 
 
26
 
3
-4
 
 
28
 
8
-1
 
 
36
 
14
3
 
 
62
 
19
7
 
 
72
 
22
11
 
 
81
 
24
12
 
 
75
 
23
12
 
 
48
 
19
9
 
 
38
 
14
5
 
 
38
 
7
1
 
 
34
 
3
-3
Temperaturas em °CPrecipitações em mm

Fonte: climate-data.org

Divisão municipal[editar | editar código-fonte]

De acordo com o Registro Oficial Nacional da Divisão Territorial do País, as divisões de Brzeg são:[3]

  • Brygidki
  • Czerwone Koszary
  • Parkowa Druga
  • Rataje
  • Zacisze

Também existem conjuntos residenciais na cidade:

Nome[editar | editar código-fonte]

O nome Brzeg entre outros nomes de cidades da Silésia em um documento oficial prussiano de 1750 emitido em polonês em Berlim
[9]

O nome da cidade vem do substantivo polonês brzeg (margem de rio).[10] O professor alemão Heinrich Adamy em seu trabalho sobre os nomes de lugares na Silésia, publicado em 1888 em Breslávia, menciona três nomes de cidades registrados em documentos de 1178: Berega, Brega e em polonês, Brzeg, dando seu significado: Stadt auf dem hohen Ufer - Cidade na margem alta.[10]

A cidade foi mencionada em um documento latino de 1250, emitido pela chancelaria do Príncipe Henrique III, o Branco, onde a cidade era mencionada em latim - Alta Ripa,[11] que foi traduzido por Colmar Grünhagen (editor que publica documentos de Brzeg): Der alte name für Brieg, im Slawischen wysoki brzeg, (O antigo nome de Brieg, na língua eslava Wysoki Brzeg.[11] Este nome latino aparece muitas vezes em documentos medievais relacionados à cidade.

No documento em latim Liber fundationis episcopatus Vratislaviensis(Livro da fundação do episcopado de Breslávia, escrito nos anos 1295-1305 durante o reinado do Bispo Henrique de Wierzbno, o lugar foi mencionado na forma latinizada de Brega.[12][13] Em 1613, o regionalista e historiador da Silésia Mikołaj Henel, de Prudnik, mencionou a cidade em seu trabalho sobre a geografia da Silésia intitulado Silesiographia dando seu nome em latim: Brega, Bregum[14] No trabalho de Matthäus Merian Topographia Bohemiae, Moraviae et Silesiae de 1650, a cidade é mencionada sob dois nomes: Brig e Briegk[15]

Em um documento oficial prussiano de 1750, publicado em polonês em Berlim por Frederico, o Grande, a cidade foi mencionada, entre outras cidades da Silésia, como Brzeg. O Dicionário Geográfico do Reino da Polônia, publicado nos anos de 1880 a 1904, fornece o nome polonês da cidade de Brzeg e o nome alemão de Brieg.[16]

O nome Brzeg é mencionado no livro "Um breve esboço da geografia da Silésia", publicado em Głogówek em 1847, pelo escritor silesiano Józef Lompa.[17] O nome polonês Brzeg e o nome alemão Brieg também são mencionados pelo escritor silesiano Konstanty Damrot em um livro sobre nomes locais na Silésia, escrito em 1896.[18] Damrot também fornece um nome mais antigo para a cidade, derivado de um documento latino de 1234 Visoke breg (polonês: Wisokibrzeg)[19] (Wissokembreghe).

História[editar | editar código-fonte]

Hinário publicado por Robert Fiedler em polonês em Brzeg, 1859
Estátuas de pedra na fachada principal do castelo dos piastas representando Jorge II de Brzeg e sua esposa Bárbara

Lenda histórica da localização[editar | editar código-fonte]

Sem o apoio de fatos, a teoria diz: a continuidade do povoamento deste lugar, documentada por fontes históricas, remonta a quase 1850 anos. Nos tempos antigos, havia uma cidade chamada Budorigum aqui. Foi reproduzida no antigo mapa de Cláudio Ptolomeu de 142–147.[20] O fato de este local estar localizado nas proximidades de Brzeg é indicado no índice de nomes históricos Orbis Latinus[21] e resulta da sua localização entre outras cidades identificadas na Silésia. Este mapa não é preciso o suficiente para determinar exatamente onde Budorigum estava localizada.

Idade Média[editar | editar código-fonte]

A primeira menção da pesca e comércio em Wisokibrzeg (Wissokembreghe) ocorreu em 1235.[19] O privilégio de cidade concedido pelo príncipe da Breslávia, Henrique III, o Branco, foi obtido em 1248. Na área das aldeias de Wysoki Brzeg e Małkowice, uma cidade regularmente planejada com fortificações defensivas foi demarcada. Brzeg foi fundada por colonos, principalmente pessoas de língua alemã da Saxônia e da Turíngia.[22]

A partir de 1311, a cidade foi a capital do independente Ducado de Brzeg (então Legnica-Brzeg e Legnica-Wołowsko-Brzeg) separada do Ducado de Legnica - na posse da linhagem mais longa da Dinastia piasta, que expirou em 1675 em Jorge IV Guilherme.

A difícil situação política forçou o príncipe Boleslau III, o Bom, a prestar homenagem aos tchecos em 1329.

Jan Długosz mencionou Brzeg em suas obras intituladas "Anais ou Crônicas do Famoso Reino da Polônia".

Séculos XVI ao XX[editar | editar código-fonte]

A cidade floresceu no século XVI durante o reinado do príncipe Jorge II de Brzeg. Em 1597, a primeira gráfica foi fundada por Herbert Nebeling.[23]

Em meados do século XVII, a fronteira de língua polonesa-alemã passava perto da cidade; Brzeg pertencia ao território dominado pela língua polonesa.[24] Havia uma família nobre na cidade, os Bilicers de Prudnik.[25]

Jan Kochanowski mencionou Brzeg.[26]

Em 10 de abril de 1741, ocorreu a Batalha de Mollwitz. Depois que a cidade foi bombardeada pelo rei prussiano Frederico II, o Grande, Brzeg passou para as mãos do Reino da Prússia.

Em 15 de agosto de 1842 foi inaugurada uma linha ferroviária de Breslávia para Brzeg, fazendo parte da linha ferroviária mais antiga nas atuais terras polonesas (a Ferrovia da Alta Silésia conectando Breslávia com a Alta Silésia). Em 1843, Brzeg estava ligada por uma linha ferroviária com Opole e Katowice, em 1848 com Nysa, em 1894 com Strzelin e em 1910 com Wiązów.

Construção da nova Ponte do Óder (1894-1895), em primeiro plano pode-se ver a velha Ponte do Óder (1844-1895)

Em 1844, foi colocada em funcionamento a Ponte do Óder, substituindo a ponte levadiça de madeira.

Até a Primeira Guerra Mundial, a cidade continuou a se desenvolver dinamicamente no contexto do rápido avanço político, econômico e civilizatório do Estado prussiano (a partir de 1871 como parte da Alemanha unificada). Nos anos de 1845 a 1914, a população da cidade aumentou de 11,7 mil para 29 mil.[22]

  • Desenvolvimento industrial: curtume E.W. Molla (1811), uma fábrica de retrosaria de T.T. Heinze (1830), fábrica de açúcar de Löbbeck (1846), usina de gás de carvão municipal (1848), fábrica de pianos de H. Schutz (1874), fábrica de açúcar "Concordia" (1876), fábrica de livros de escritório de Löwenthal (1879), fábrica de forno de chamotte (1887), fábrica de produtos de cimento de H. Bienecka (1902), bem como uma fábrica de veículos puxados por cavalos, a fábrica de máquinas Güttler, a fábrica de máquinas agrícolas Przillas, uma fábrica de cadeiras, uma fábrica de charutos e uma cervejaria[27]
  • Desenvolvimento espacial: absorvendo os subúrbios existentes, removendo as muralhas medievais com portões (1863-1865)

Em 1909, um canal foi construído ao longo do rio Óder e do porto da cidade.

Durante a administração do prefeito Julius Peppel (1895–1910): após a incorporação de novas áreas à cidade, o número de habitantes aumentou em 8 mil; numerosos investimentos: rede de esgoto municipal, abastecimento de água encanada, reposição do calçamento das ruas e calçadas, construção de uma usina e arranjo do parque (por muitos anos denominado Parque Wolności, hoje Parque da Liberdade Julius Peppel).[28]

Nos anos de 1878 a 1928, o conselho municipal inaugurou vários monumentos dedicados a personalidades e estadistas alemães.[29] Isso estava de acordo com a tendência prevalecente na Alemanha na virada dos séculos XIX e XX, mas ao mesmo tempo testemunhava a crescente riqueza do tesouro municipal e as aspirações das autoridades de Brzeg e de sua comunidade. A construção de monumentos com temas específicos também esteve relacionada com a presença da minoria polonesa em Brzeg e arredores. Até a década de 1950, havia uma igreja evangélica de tijolos na cidade, onde missas eram celebradas para a população polonesa até 1829.

Em 27 de outubro de 1895, a nova Ponte do Óder foi colocada em operação.

Segunda Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Em 1940, a primeira tubulação com gás de carvão enviado da usina de gás municipal em Wałbrzych chegou a Brzeg e seus arredores, o que influenciou significativamente o desenvolvimento da cidade.[30] No outono de 1944, durante a marcha de evacuação de prisioneiros da prisão local, os guardas alemães assassinaram 200 prisioneiros.[31]

As batalhas soviético-alemãs pelas cidades começaram em 23 de janeiro de 1945. Durante elas, a Ponte do Óder foi seriamente danificada. Em 6 de fevereiro, Brzeg foi capturada pelo Exército Vermelho. Durante a luta, 914 soldados soviéticos da 1.ª Frente Ucraniana foram mortos. Em sua homenagem, o Monumento da Vitória foi erguido na Praça Brama Wrocławska.[32] A cidade velha, com uma série de monumentos valiosos estava em ruínas, no total, 70% das construções urbanas foi demolida.

Após o deslocamento das tropas alemãs, a cidade foi assumida pela administração polonesa. Naquela época, alguns dos repatriados poloneses das Terras Fronteiriças Orientais se estabeleceram em Brzeg e seus arredores.

Polônia do Povo[editar | editar código-fonte]

O nome atual da cidade foi oficialmente aprovado em 7 de maio de 1946.[33]

Após a guerra, cerca de uma dúzia de unidades clandestinas anticomunistas operaram na cidade e seus arredores, incluindo as estruturas locais da organização Wolność i Niezawisłość.[34] Entre seus líderes estava Wincenty Mucha, que também foi o primeiro comandante da unidade de reconhecimento independente de Brzeg.[35]

A Ponte Piasta foi construída nos anos 1953–1954.[36]

Na década de 1960, os monumentos mais importantes da cidade foram reconstruídos, a cidade velha foi construída com blocos de apartamentos e as indústrias de engenharia, elétrica, couro e alimentos se desenvolveram.[37]

Em 26 de maio de 1966, a população da cidade defendeu a propriedade da Igreja. Eles foram brutalmente reprimidos por unidades dos Guardiões Motorizados da Milícia Cidadã (ZOMO) e oficiais do Serviço de segurança (SB) (a chamada pacificação de Brzeg).

A estrada estadual n.º 34[38] (até dezembro de 1985[39]) e a estrada internacional E22[40] (até 1983[a])) passavam por Brzeg, depois a estrada nacional n.º 4 e a estrada europeia E40.[42]

Terceira República[editar | editar código-fonte]

Em 1992, a cidade foi abandonada pelo exército soviético.

Até 31 de dezembro de 2001, Brzeg era a sede da comuna rural de Brzeg, renomeada para comuna de Skarbimierz, com sede em Skarbimierz-Osiedle.

Demografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com os dados da Agência Central de Estatística (GUS) de 31 de dezembro de 2021, Brzeg tinha 34 985 habitantes (4.º lugar na voivodia de Opole e 128.º na Polônia), uma área de 14,6 km² (20.º lugar na voivodia de Opole e 427.º lugar na Polônia) e uma densidade populacional de 2 396,2 hab./km².[43]

Os habitantes de Brzeg constituem cerca de 39,53% da população do condado de Brzeg, o que constitui 3,65% da população da voivodia de Opole.

Descrição Total Mulheres Homens
unidade habitantes % habitantes % habitantes %
população 34 985 100 18 402 52,6 16 583 47,4
densidade populacional

(hab./km²)

2 396,2 1 260,4 1 135,8

Pirâmide etária da população de Brzeg em 2014[editar | editar código-fonte]

Piramida wieku Brzeg.png[1]

Monumentos históricos[editar | editar código-fonte]

Vista parcial do pátio do castelo
Interior da igreja da Exaltação da Santa Cruz (século XVIII)
Igreja de São Nicolau
Edifícios na praça principal
Castelo d'água na rua Rybacka
  • Castelo renascentista dos Piastas da Silésia dos séculos XIII a XVI, conhecido como Wawel da Silésia, o complexo do castelo (com capela) está incluído na lista de monumentos de classe internacional (de acordo com a antiga classificação - classe "0").
  • Traçado urbano da Cidade Velha, desde meados do século XIII, mudou a partir de 1945.
  • Igrejas:
    • Igreja de São Nicolau, gótico (1370-1417)
    • Igreja da Exaltação da Santa Cruz do século XVIII, barroco com afrescos ilusionistas de Jan Kuben de 1739 a 1745
    • Antiga igreja franciscana de São Pedro e São Paulo, gótica, o templo mais antigo de Brzeg, mencionado em 1285 junto com o mosteiro
    • Igreja Evangélica de Augsburgo de São Lucas, consagrada em 10 de outubro de 1897
  • Imagens barrocas de João Nepomuceno e Judas Tadeu de 1722, colocadas em frente à fachada da Igreja da Exaltação da Santa Cruz em 1755.
  • Santíssima Trindade na praça do Castelo, barroco, erguido em 1731.
  • Câmara Municipal, do século XIV, reconstruída nos anos 1569-1571.
  • Ginásio Piasta fundado em 1569.
  • Casas dos burgueses:
    • Praça principal no n.º 19 (atualmente no n.º 18) - Fachada renascentista de 1621 (reconstrução).
    • Praça principal, toda a fachada oriental, contém fragmentos de casas do século XIV.
    • Chopin 1, Renascença de 1597.
    • Jabłkowa 5, uma casa barroca de 1715.
    • Jabłkowa 7, um prédio residencial de 1797 no estilo imperial.
  • Portão do rio Óder de 1595–1596.
  • Antigo Quartel friarianiano, de 1781 a 1782.
  • Área verde urbana - ruínas de uma fortaleza bastião construída em torno da cidade medieval. A construção foi iniciada em 1572, ampliada várias vezes nos séculos XVII, XVIII e XIX, demolida em 1807 e transformada no século XIX em um complexo de parques, hoje área verde.
  • Complexo de ruas modernistas e ecléticas, construído no século XIX, após o fechamento da fortaleza.
    • Mansão Löbbecke do século XIX na rua Chrobrego, com a fonte Tritão (a fonte foi transferida para o castelo).
    • Edifício do tribunal na esquina da rua Chrobry com a Exército da Pátria. Construído nos anos de 1898–1903.
    • Mansão de Neugebauer (proprietário da fábrica de açúcar "Concordia"; hoje Nadodrzańskie Zakłady Przemysłu Tłuszczowego) na rua João Paulo II. Construída em 1898 em estilo eclético, a propriedade é cercada por um jardim com muitos rododendros e outros arbustos de plantas.
    • Menino com o Cisne - uma fonte no Parque Central.
  • Antiga capela do cemitério da igreja da Exaltação da Santa Cruz, hoje a igreja da guarnição. Ela tomou sua forma atual em 1724.
  • Castelo d'água na rua Rybacka, de 1877.
  • Quartel Vermelho do início do século XIX.
  • Sinagoga de 1799.
  • Cemitério judeu
  • Monumentos alemães inexistentes de 1878–1939.[29]
    • Estátua de Frederico II da Prússia por Louis Sussmann-Hellborn, erguida em 1878.
    • Monumento do imperador alemão Guilherme I por Johannes Boese, erigido em 1900.
    • Monumento a Martinho Lutero por Robert Hanig, erigido em 1905.
    • Monumento ao Chanceler do Reich Otto von Bismarck por Heinrich Victor Seifert, erigido em 1908.
    • Estátua do prefeito da cidade Júlio Peppel, erguida em 1911 no parque que leva seu nome, hoje Parque Wolności
    • Monumento dedicado aos heróis da Guerra Franco-Prussiana de 1870-1871, erguido em 1918.
    • Monumento ao primeiro presidente da Alemanha, Friedrich Ebert, erguido em 1927.
    • “Monumento aos Heróis” por Hans Damman, Heinrich Victor Seifert e o arquiteto Höpner, construído em 1928.

Economia[editar | editar código-fonte]

Brzeg é um centro industrial e econômico, tanto na voivodia de Opole como em todo o país. Na cidade podemos distinguir fábricas de máquinas agrícolas, motores elétricos, fábricas de gorduras vegetais e confeitarias.

Em 2017, a taxa de desemprego em Brzeg era de 9,8%. O salário bruto mensal médio em Brzeg ascendeu a 3 858,63 PLN.[44]

18,5% dos habitantes profissionalmente ativos de Brzeg trabalham no setor agrícola (agricultura, silvicultura, pesca e mineração), 35,8% no setor industrial (processamento e construção) e 15,5% no setor de serviços (comércio, reparação de veículos, transporte, alojamento e restauração, informação e comunicação) e 2,6% trabalham no setor financeiro (atividades financeiras e de seguros, serviços imobiliários).[44]

Empreendimentos[editar | editar código-fonte]

Em Brzeg, na rua Małujowicka, existe uma Subzona da Zona Econômica Especial de Wałbrzych com uma área de 54 hectares.[45][46]

Na rua Starobrzeska 7 fica a Fábrica de Confeitaria "Odra".[46] Até 2008, a Cervejaria Brzeg estava operando.[47] Na rua Fabryczna 2 fica a sede da Fabryka Maszyn Rolniczych Agromet, que é uma das unidades de produção do Grupo Unia.[48]

Transportes[editar | editar código-fonte]

Transporte rodoviário[editar | editar código-fonte]

Ponte Piasta em Brzeg

As seguintes estradas nacionais passam por Brzeg:

A rede é complementada por estradas da voivodia:

  • Estrada da voivodia N.º 401 Brzeg – Grodków – Pakosławice
  • Estrada da voivodia N.º 401 Brzeg – Dobrzeń Wielki

Transporte ferroviário[editar | editar código-fonte]

Estação ferroviária de Brzeg

Brzeg possui um transporte ferroviário bem desenvolvido. A estação ferroviária de Brzeg é servida pela PKP Intercity e Polregio. A cidade tem conexões ferroviárias diretas com Opole, Breslávia, Cracóvia, Varsóvia, Katowice, Poznań, Szczecin, Zielona Góra, Lublin, Kielce, Przemyśl, Zamość e Nysa.

A estação feroviária em Brzeg, localizada a meio caminho entre Breslávia e Opole, é uma das estações mais antigas da Polônia e está localizada na ferrovia mais antiga do atual território polonês. A ferrovia chegou a Brzeg em agosto de 1842.[49] A estação ferroviária de Brzeg, que foi construída nos anos de 1869 a 1870, está inscrita no registro de monumentos históricos.[50]

Transporte público[editar | editar código-fonte]

O transporte de ônibus é fornecido pela PKS Brzeg. Os destinos mais importantes são Breslávia, Opole, Grodków, Namysłów, Nysa, Karpacz, Strzelin e Wiązów. Aos domingos, é disponibilizado um trajeto especial para Szklarska Poreba.

O transporte urbano (coletivo) também é prestado pela empresa PKS Brzeg que opera 10 linhas na cidade - 0A, 0B, 1, 2, 2A, 3, 5, 6 e 8 - das quais esta última é lançada apenas durante a temporada de férias.

A estação rodoviária em Brzeg está localizada na Praça Dworcowy.

Heliponto[editar | editar código-fonte]

Em 2013, na rua Mossor foi comissionado um heliponto para uso em uma pista de pouso sanitário destinada a decolagens e pousos de helicópteros em transporte aeromédico e de resgate com um peso máximo de decolagem de 5 700 kg durante o dia e à noite.

Educação[editar | editar código-fonte]

Em Brzeg existem: 10 jardins de infância, 6 escolas primárias, 5 escolas secundárias, 1 escola de música, 5 escolas de línguas, 1 universidade e 2 escolas pós-secundárias.

Jardim de infância

Jardim de infância público n.º 1
  • Jardim de infância público n.º 1, rua Jana Pawła II 7[51]
  • Jardim de infância público n.º 2, rua Ofiar Katyn 9[52]
  • Jardim de infância público n.º 3, rua Zielona 23[53]
  • Jardim de infância público n.º 4, rua Chrobrego 37[54]
  • Jardim de infância público n.º 5, rua Bohaterów Monte Cassino 1[55]
  • Jardim de infância público n.º 6, rua Wysoka 1[56]
  • Jardim de infância público de integração n.º 7, rua Gaj 1[57]
  • Jardim de infância público n.º 8,rua Towarowa 2[58]
  • Jardim de infância público n.º 10, rua Fr. Makarskiego 5[59]
  • Jardim de infância público n.º 11, rua Spacerowa 2[60]

Escolas primárias

Escola Primária Pública nº 1
Escola Primária Pública nº 3
  • Escola primária pública n.º 1 Stefan Żeromski, rua Chrobrego 13[61]
  • Escola Primária Pública n.º 3, Jana Kochanowskiego, rua Kamienna 2[62]
  • Escola Primária Pública n.º 5, Nicholas Copernicus, rua Robotnicza 22[63]
  • Escola Primária Pública n.º 6, Tadeusza Kościuszko, rua Poprzeczna 1[64]
  • Escola Primária Pública n.º 7 Especial, rua Mossor 4[65]
  • Escola Primária Pública n.º 8 (dita Milênio), rua Lompy 1[66]

Escolas secundárias

  • Liceu de Educação geral, Bolesław Chrobry, rua Armii Krajowej 7[67]
  • Liceu II de Educação geral, Zbigniew Herbert, rua 1 Maja 7[68]
  • Complexo Escolar de Construção, Príncipe Jorge II Piasta, rua Kamienna 3[69]
  • Complexo Escolar Econômico, rua Jana Pawła II 28[70]
  • Complexo Escolar Profissional n.º 1, Marii Skłodowskiej-Curie, rua Słowiańska 18[71]

Escolas pós-secundárias

  • Faculdade Profissional de Medicina, rua Ofiar Katyn 25[72]
  • Estudo Profissional Pós-Secundário - Complexo Econômico Escolar, rua Jana Pawła II 28[70]

Universidade

  • Escola Superior de Ciências Humanas e Econômicas, rua Piastowska 14

Outras

Escola Estatal de Música de 1.º grau
  • Escola Primária Estadual de Música Józefa Elsnera, rua Piastowska 18[73]
  • Escola de Línguas Estrangeiras "Glottis", rua Chrobrego 18[74]
  • Expert Language Center, rua Długa 21[74]
  • Escola de Línguas Estrangeiras "Progress", rua Chrobrego 17[74]
  • Centro de Línguas "Sun", rua Rzemieślnicza 7[74]
  • Filial do Centro de Línguas Estrangeiras e Educação "Poliglotus" em Opole, rua Trzech Kotwic 11B[74]

Cultura[editar | editar código-fonte]

A primeira edição de 1680 do livro de Adam Gdacjusz Przydatek do dyszkursu o pańskim i szlacheckim albo rycerskim stanie
Igreja de Santa Edwiges no complexo do castelo dos Piastas da Silésia (atualmente um museu) e o portão do castelo

Brzeg é um importante centro cultural há séculos. Música, literatura, arte e teatro eram parte integrante da vida da corte ducal dos Piastas e da cidade. Os atuais animadores de atividades culturais criaram um novo centro cultural no país a partir de Brzeg. Brzeg abriu suas portas aos artistas e cuidou do desenvolvimento cultural dos habitantes. Graças às atividades de animação do Museu dos Piastas da Silésia e do Centro Cultural de Brzeg, a cidade atrai organizadores de eventos como o Festival Internacional "Wratislavia Cantans", o Festival de Música "Porozumienie" (atual "Eurosilesia"), o Festival de Jazz de Breslávia "Jazz on the Odra", a Competição Internacional Franz Liszt Concertos, exposições, locais de pintura, feiras renascentistas e espetáculos acontecem em elegantes aposentos, no pátio do Castelo dos Piastas da Silésia, nas igrejas de São Nicolau, e na igreja da Exaltação da Santa Cruz e Misericórdia de Deus, no salão de teatro do Centro Cultural de Brzeg, na Galeria de Arte Contemporânea e no Grande Salão de Teto Renascentista da Câmara Municipal, bem como no Anfiteatro Municipal e na Praça dprincipal de Brzeg.

Centro Cultural[editar | editar código-fonte]

Centro Cultural
Câmara municipal renascentista (1569-1577)

O Centro Cultural de Brzeg (até 1992: Casa da Cultura de Brzeg) foi inaugurado em fevereiro de 1967, após uma reforma de dez anos do teatro da cidade, Brieger Stadttheater, operando no período entre guerras.

O Centro Cultural de Brzeg cobre com suas atividades:

  • A Casa da Cultura (na rua Mleczna 5),
  • A Galeria de Arte Contemporânea na Prefeitura de Brzeg,
  • O anfiteatro da cidade (para aproximadamente 5 mil espectadores) na rua B. Chrobry,
  • O cinema "Centrum" em funcionamento no prédio da Casa da Cultura - reativado em novembro de 2004,
  • A sede temporária do Centro Cultural de Brzeg (causada pela renovação[75]) - na rua Jabłkowa 5

O Centro Cultural de Brzeg organiza eventos artísticos. Na década de 1970, três edições do chamado "Mały Jazzu nad Odrą", que é uma ramificação do festival de Breslávia "Jazz nad Odrą". O evento contou com estrelas do jazz europeu e da música jazz-rock, como: SBB com Józef Skrzek no comando, Novi Singers, Trio Bartkowski-Karolak-Namysłowski, Hagaw, músicos da República Tcheca e Suíça. Brzeg também organizou o Festival Nacional de Música Contemporânea "Brzeskie Music Contacts", "Opole Music Meetings", Workshops Nacionais para cantores e bandas vocal-instrumentais, durante os quais os palestrantes foram, entre outros: Janusz Kondratowicz, Waldemar Parzyński, Stanisław Śliwiński, Zbigniew Górny, Krzysztof Heering, Krzysztof Barcik, Wojciech Zieliński, Janusz Koman, Marcin Pospieszalski, Elżbieta Zapendowska, Adam Bubiłek e muitos outros.

Eventos e festivais culturais[editar | editar código-fonte]

Nos últimos anos, a oferta cultural da cidade tem sido enriquecida por numerosos eventos de âmbito nacional: o Festival Nacional de Teatro de Formas Diversas "Theatron", a Jovem Cena Musical "Carreira Bariery" (agora Confrontos Musicais de Brzeg). Os eventos tradicionais organizados no Centro Cultural de Brzeg também incluem: Resenha de Coros e Pastorais de Natal "Brzeskie kolędowanie", Festival Nacional de Canções Religiosas "Corda Cordi" e Festival de Canção Inglesa "FACE THE MUSIC", organizado em conjunto com a Associação FPA.

Entre os vencedores do Festival estão: Alicja Bachleda-Curuś - Zosia do Pan Tadeusz dirigido por Andrzej Wajda, Justyna Świrniak - vencedora do programa TVN "Torne-se uma estrela", Grzegorz Markocki - vencedor do programa de TV "Chance for Success" , que estreou no filme de W. Adamek Poniedzialek, Mirosław Witkowski de Nowy Sącz, Monika Urlik de Dzierżoniów, Kamila Juda de Breslávia - vencedora da "Chance for Success" com Budka Suflera, Beata Pieczywek (pseudônimo artístico: Beata Pieczywek) de Grunwald - vencedora da "Chance for Success" com Beata Kozidrak e Grande Prêmio do VIII FPA em Brzeg, que venceu a final da "Chance for Success" no Congress Hall em Varsóvia em maio de 2003, e Georgina Tarasiuk de Biała Podlaska - vencedora da 6.ª Categoria Infantil FPA.

Brzeg também organizou o International Painting Open Air como parte do projeto cíclico "Festival of Cultures - Medieval Brzeg 2006" e o International Open Air Painting "Festival of Cultures - Renaissance Brzeg 2008", o Festival Internacional de Street Art "BuskerBus" Breslávia - Brzeg - Jelenia Góra - Zielona Góra 2008. Depois de um intervalo de 30 anos, os concertos do Festival Internacional de Jazz "Jazz on the Odra in Brzeg" foram reativados, e em 2008 o Festival da Canção Francesa foi organizado pela primeira vez.

Desde 2008 se realiza em Brzeg o Festival Anual da Cultura Argentina - "Magia do Tango", atraindo amantes desta dança de todo o mundo.

Desde 2014, a Conferência Genealógica Nacional tem sido realizada no Castelo de Brzeg, organizada pela sociedade genealógica regional de Genealogistas de Opole.[76]

Instituições culturais[editar | editar código-fonte]

  • Biblioteca Pública Municipal Príncipe Luís I
  • Biblioteca Pedagógica Provincial

Bandas de música[editar | editar código-fonte]

Mídia local[editar | editar código-fonte]

Jornais e revistas[editar | editar código-fonte]

  • Nowa Trybuna Opolska - filial em Brzeg,
  • Gazeta Brzeska - a mais antiga de Brzeg, é publicada desde 1990, agora uma editora privada quinzenal gratuita,
  • Kurier Brzeski - publicado semanalmente desde 1993, atualmente por Brzeska Oficyna Wydawnicza s.c.,
  • Panorama Powiatu - semanário local publicado pela BRZEG24.PL Sp. z o.o., distribuído no condado de Brzeg,
  • Express Brzeski - desde março de 2010, o jornal do grupo Expressy Dolnośląskie publica uma vez por mês,
  • Brzeska Regionalna - publicada desde setembro de 2011, uma revista semanal gratuita distribuída por todo o condado.

Rádio[editar | editar código-fonte]

  • Radio Opole — filial em Brzeg
  • Radio Park — filial em Brzeg
  • Radio z Pasją — estação de internet, emissora do Centro Cultural de Brzeg

Portais[editar | editar código-fonte]

  • Brzeg24.pl - o portal de notícias do Panorama Powiatu semanal, contendo as informações mais recentes do condado de Brzeg
  • KurierPlus.pl - portal relacionado ao semanário Kurier Brzeski
  • Forum Brzeg (forumbrzeg.pl) - fórum de discussão e informação dos habitantes da cidade de Brzeg
  • Brzeg.com.pl - o Portal da Cidade Mais Antiga
  • InfoBrzeg.pl - é publicado diariamente desde 14 de dezembro de 2008
  • TwójBrzeg.pl - portal de informações da cidade
  • Fajnybrzeg.pl - portal de informação e cultura da cidade
  • TubaBrzegu.pl - portal de informação multimídia, serviços de vídeo
  • Brzeg News - portal de informações multimídia fundado em 2019.

Religião[editar | editar código-fonte]

Igreja da Exaltação da Santa Cruz
Igreja de São Nicolau
Igreja evangélica de Augsburg de São Lucas
Sinagoga

Comunidades religiosas[editar | editar código-fonte]

Igreja Católica na Polônia[editar | editar código-fonte]

  • Forania do Norte de Brzeg:[77]
    • Paróquia da Exaltação da Santa Cruz (rua Pańska 1)[77]
      • Igreja da Exaltação da Santa Cruz (rua Pańska 1)
      • Igreja de Santa Edviges da Silésia (praça Zamkowy 4)
  • Forania do Sul de Brzeg:[77]
    • Paróquia da Divina Misericórdia (rua ks. K. Makarskiego 49)[77]
      • Igreja da Divina Misericórdia (rua ks. K. Makarskiego 49)[78]
    • Paróquia de São Nicolau (rua Jana Pawła II 9)[77]
      • Igreja de São Nicolau (rua Jana Pawła II 9)[79]
  • Ordinariato Militar do Exército Polonês:[80]
    • Paróquia militar da Ressurreição do Senhor[80]
      • Igreja da Ressurreição do Senhor (rua Ofiar Katynia 57)[79][81]

Igreja Evangélica de Augsburgo[editar | editar código-fonte]

  • Paróquia Evangélica-Augsburgo (rua Władysława Łokietka 9a/1)[82]
    • Igreja de São Lucas (rua Władysława Łokietka 9)[83]

Igreja Pentecostal na Polônia[editar | editar código-fonte]

  • Igreja da Comunidade Cristã (rua Piastowska 2)[84]

Comunidade Cristã Pentecostal[editar | editar código-fonte]

  • Igreja em Brzeg (rua Długa 43)[85]

Igreja Cristã “Jesus Vive”[editar | editar código-fonte]

Testemunhas de Jeová[editar | editar código-fonte]

  • Brzeg-Leste (incluindo grupo de língua ucraniana)
  • Brzeg-Oeste (incluindo grupo de língua de sinais) usando o Salão do Reino localizado no prédio do Assembly Hall em Skarbimierz

Cemitérios[editar | editar código-fonte]

  • Cemitério Municipal (rua Starobrzeska 81)
  • Cemitério judeu (rua Makarskiego)

Prédios religiosos fechados[editar | editar código-fonte]

  • Igreja de São Pedro e São Paulo
  • Sinagoga

Esportes[editar | editar código-fonte]

  • Stal-Brzeg - clube de basquete feminino (Liga II) e masculino (Liga III)[87]
  • Orlik Brzeg - II liga de jogadores de handebol
  • Orlik Brzeg - II liga de futsal, grupo Silésia-Opole
  • BTP Stal Brzeg - 3.ª liga Silésia-Opole de futebol
  • WSH-E Stal Brzeg - 3.ª liga masculina de basquete
  • Centro de Taekwon-do - seção Brzeg Taekwon-do I.T.F
  • Brest Basketball League - liga de basquete amador
  • MKS 6 Brzeg - clube de softball, múltiplo campeão polonês e europeu de softball
  • Grabarze Skarbimierz - 1.ª liga de beisebol
  • UKS SAP Brzeg - clube esportivo estudantil que joga na liga do condado no subdistrito de Opole
  • Cukierki Odra Brzeg - clube que jogou na liga de basquete nos anos 2000-2012

Política[editar | editar código-fonte]

Câmara Municipal de Brzeg

A cidade é uma comuna urbana. O chefe do executivo é o prefeito. Nas eleições locais de 2018, Jerzy Wrębiak[88] foi eleito para o cargo e empossado em 20 de novembro de 2018.[89] A sede das autoridades é a Câmara Municipal na rua Robotnicza 12. A cidade é a sede do condado de Brzeg.

Câmara Municipal[editar | editar código-fonte]

Os habitantes de Brzeg elegem 21 vereadores para a Câmara Municipal.[90]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Acordo regulando o sistema de rotas europeu finalizado em 15 de novembro de 1975, adotado ex officio em 15 de março de 1983.[41]

Referências

  1. a b c «Brzeg (Opole) mapas, imóveis, Escritório Central de Estatística, acomodações, escolas, região, atrações, códigos postais, salário, desemprego, ganhos, tabelas, educação, jardins de infância, demografia». Polska w liczbach (em polonês). Consultado em 25 de abril de 2022 
  2. «Clima de Brzeg: temperatura média, tempo por mês, médias de tempo de Brzeg - Climate-Data.org». pl.climate-data.org. Consultado em 11 de setembro de 2021 
  3. «Registro estadual de nomes geográficos - localidades - formato XLSX - Dados abertos». dane.gov.pl. Consultado em 11 de setembro de 2021 
  4. Multimedia, eCreo. «Cztery Korony - Brzeg, ul. Bohaterów Monte Cassino, Inco Building Development Sp. z o.o. - nowe mieszkania na sprzedaż od dewelopera». www.dopoznania.pl (em polonês). Consultado em 11 de setembro de 2021 
  5. «Przebudowa osiedla Westerplatte dofinansowana» (em polonês). Consultado em 11 de setembro de 2021 
  6. «Start». Osiedle Rendart (em polonês). Consultado em 11 de setembro de 2021 
  7. Multimedia, eCreo. «Osiedle Tęczowe - Brzeg, ul. Tęczowa, Margot M. Piecuch - nowe mieszkania na sprzedaż od dewelopera». www.dopoznania.pl (em polonês). Consultado em 11 de setembro de 2021 
  8. Multimedia, eCreo. «Osiedle Tivoli - Brzeg, ul. Wiśniowa, Margot M. Piecuch - nowe domy na sprzedaż od dewelopera». www.dopoznania.pl (em polonês). Consultado em 11 de setembro de 2021 
  9. «Wznowione powszechne taxae-stolae sporządzenie, Dla samowładnego Xięstwa Sląska, Podług ktorego tak Auszpurskiey Konfessyi iak Katoliccy Fararze, Kaznodzieie i Kuratusowie Zachowywać się powinni. Sub Dato z Berlina, d. 8. Augusti 1750 - Śląska Biblioteka Cyfrowa». www.sbc.org.pl (em polonês). Consultado em 11 de setembro de 2021 
  10. a b Adamy, Heinrich (1888). Die schlesischen Ortsnamen, ihre Entstehung und Bedeutung, ein Bild aus der Vorzeit, von Heinrich Adamy. (em alemão). 2. Breslávia: Priebatsch. p. 9, 30. OCLC 456751858 
  11. a b Grünhagen, Colmar (1870). Codex Diplomaticus Silesiae T. 9 Urkunden der Stadt Brieg. Breslávia: Josef Max & COMP. p. 219 
  12. Liber fundationis episcopatus Vratislaviensis online.
  13. H. Markgraf, J. W. Schulte, Codex Diplomaticus Silesiae T.14 Liber Fundationis Episcopatus Vratislaviensis, Breslau 1889.
  14. Haberland, Detlef (2011). Nicolaus Henel von Hennenfeld Silesiographia Breslo-Graphia Frankfurt am Main 1613 (em polonês). breslávia: Biblioteka Uniwersytecka we Wrocławiu. p. 174. ISBN 978-83-910595-2-4 
  15. Matthäus Merian, Topographia Bohemiae, Moraviae et Silesiae, Frankfurt am Main, 1650.
  16. Słownik geograficzny Królestwa Polskiego i innych krajów słowiańskich. 1. [S.l.: s.n.] p. 396 
  17. Józef Lompa, Krótki rys jeografii Śląska dla nauki początkowej, Głogówek 1847, p. 11.
  18. Konstanty Damrot, Die älteren Ortsnamen Schlesiens, ihre Entstehung und Bedeutung: mit einem Anhange über die schlesisch-polnischen Personennamen: Beiträge zur schlesischen Geschichte und Volkskunde, Verlag von Felix Kasprzyk, Beuthen 1896.
  19. a b Opolszczyzna, novembro de 1961, p. 5.
  20. «10». LacusCurtius • Ptolemy's Geography. 2. [S.l.: s.n.] 
  21. ORBIS LATINUS - Letter B. [S.l.: s.n.] 
  22. a b Heinz Stoob, Peter Johanek (ed.), Waldemar Grosch: Deutsches Städtebuch: vol. 1, Schlesisches Städtebuch. Stuttgart, 1995, p. 54.
  23. Ciurlok, Jerzy (2018). O drukarzach, drukarniach i drukach śląskich to jest historia sztuki zwanej czarną i jej towarzyszów Wydanie pierwsze ed. Mikołów: Regionalny Instytut Kultury. p. 72. OCLC 1080928758 
  24. Borowicz, Dorota (2004). Mapy narodowościowe Górnego Śląska od połowy XIX wieku do II wojny światowej. Breslávia: Wydawn. Uniwersytetu Wrocławskiego. p. 33. OCLC 65287880 
  25. Pusch, Oskar (1986). Die Breslauer Rats- und Stadtgeschlechter in der Zeit von 1241 bis 1741. 1. Dortmund: [s.n.] pp. 201–202. OCLC 165773498 
  26. Kochanowski, Jan (1972). Dzieła polskie. Varsóvia: [s.n.] pp. 64–65. trecho da canção Satyr, ou um homem selvagem, onde há uma menção ao comércio de bois na cidade de Brzeg: É o maior mistério de quem conhece o caminho para Brzeg com bois, e para Gdańsk conhece o caminho com centeio e com cinzas 
  27. Krystian Heffner: Brzeg – historia i współczesność. Opole 1987, p. 35.
  28. Paweł Pawlita. «Julius Peppel – zasłużony dla rozwoju miasta». Panorama Powiatu Brzeskiego. Consultado em 11 de setembro de 2021. Cópia arquivada em 29 de outubro de 2013 
  29. a b Romuald Nowak. «Pomniki Brzegu». Panorama Powiatu Brzeskiego. Consultado em 11 de setembro de 2021 
  30. «Polska Spółka Gazownictwa». www.psgaz.pl (em polonês). Consultado em 12 de setembro de 2021 
  31. Registro de locais e fatos de crimes cometidos pela ocupação nazista na Polônia em 1939–1945. Voivodia de Opole, Varsóvia 1980, p. 18.
  32. Przewodnik po upamiętnionych miejscach walk i męczeństwa : lata wojny 1939-1945 Wyd. 4., rozsz. i uzup ed. Varsóvia: Wydawn. "Sport i Turystyka". 1988. p. 489. OCLC 20723006 
  33. «Zarządzenie Ministrów: Administracji Publicznej i Ziem Odzyskanych z dnia 7 maja 1946 r. o przywróceniu i ustaleniu urzędowych nazw miejscowości.». isap.sejm.gov.pl. Consultado em 12 de setembro de 2021 
  34. Wiktor Krzewicki (4 de agosto de 2018). «Zbrojne podziemie 1945-1947». Kurier Plus (em polonês). Consultado em 12 de setembro de 2021 
  35. DAW (3 de julho de 2019). «„Kotwica pokoleń IV" – młodzież opublikowała wywiad z M. Andryasiewicz-Myśliwską.». Brzeg24.pl - Lokalny serwis informacyjny (em polonês). Consultado em 12 de setembro de 2021 
  36. Dziedzictwa, Fundacja Dla. «Kratownicowy Most Piastowski w Brzegu | Fundacja Dla Dziedzictwa» (em polonês). Consultado em 12 de setembro de 2021 
  37. Mały przewodnik po Polsce 2.ª ed. Varsóvia: "Sport i Turystyka, ". 1980. p. 88. OCLC 7597455 
  38. «NAKI maps». chartae-antiquae.cz. Consultado em 12 de setembro de 2021 
  39. «Uchwała nr 192 Rady Ministrów z dnia 2 grudnia 1985 r. w sprawie zaliczenia dróg do kategorii dróg krajowych.». isap.sejm.gov.pl. Consultado em 12 de setembro de 2021 
  40. Samochodowy atlas Polski : 1:500,000 = Road atlas of Poland. Varsóvia: [s.n.] 1986. p. 118. OCLC 14919454 
  41. Organizacja Narodów Zjednoczonych. «European Agreement on main international traffic arteries (AGR) (with annexes and list of roads). Concluded at Geneva on 15 November 1975 / Accord européen sur les grandes routes de trafic international (AGR) [avec annexes et listes de routes]. Concluà Genève le 15 novembre 1975» (PDF). treaties.un.org (em inglês). Consultado em 12 de setembro de 2021 
  42. Samochodowa mapa Polski 1:750 000 4.ª ed. Varsóvia/Breslávia: Państwowe Przedsiębiorstwo Wydawnictw Kartograficznych. 1987 
  43. GUS. «Ludność. Stan i struktura oraz ruch naturalny w przekroju terytorialnym w 2018 r. Stan w dniu 30 VI». stat.gov.pl (em polonês). Consultado em 12 de setembro de 2021 
  44. a b «Brzeg (Opole) » mapy, nieruchomości, GUS, noclegi, szkoły, regon, atrakcje, kody pocztowe, wypadki drogowe, bezrobocie, wynagrodzenie, zarobki, tabele, edukacja, demografia». Polska w liczbach (em polonês). Consultado em 12 de setembro de 2021 
  45. «WSSE kupiła 54 ha gruntów od miasta Brzeg - finanse». wnp.pl (em polonês). Consultado em 13 de setembro de 2021 
  46. a b Wróblewski, Tomasz (12 de dezembro de 2019). «Strefa ekonomiczna kupuje ziemię pod inwestycje w Brzegu». Brzeg Nasze Miasto (em polonês). Consultado em 13 de setembro de 2021 
  47. Hanszke, Edyta (18 de novembro de 2008). «Opolskie firmy zwalniają ludzi». Nowa Trybuna Opolska (em polonês). Consultado em 13 de setembro de 2021 
  48. «Fabryka Maszyn Rolniczych "AGROMET" Spółka z o.o. BRZEG fabryka maszyn maszyny rolnicze rolnictwo i leśnictwo maszyny urządzenia». indexfirm.pl. Consultado em 13 de setembro de 2021 
  49. Ania (13 de janeiro de 2011). «Brzeg. Zabytkowo, ale nowocześnie « OKOKO». OKOKO (em polonês). Consultado em 13 de setembro de 2021 
  50. «Remont dworca w Brzegu zakończony - PKP SA, opolskie - Biznes - Kolej, PKP, Intercity». web.archive.org. 12 de fevereiro de 2012. Consultado em 13 de setembro de 2021 
  51. «Witamy w PP1 Brzeg». www.pp1brzeg.edu.pl. Consultado em 21 de março de 2022 
  52. «Witamy na stronie Przedszkola Publicznego nr 2 w Brzegu». www.pp2brzeg.edu.pl. Consultado em 21 de março de 2022 
  53. «Witamy w PP3 Brzeg». www.pp3brzeg.pl. Consultado em 21 de março de 2022 
  54. User, Super. «Strona główna». pp4brzeg (em polaco). Consultado em 21 de março de 2022 
  55. «Domenomania.pl - Domeny, hosting, serwery dedykowane». www.pp5.brzeg.pl. Consultado em 21 de março de 2022 
  56. «PP6 w Brzegu». Strona Przedszkola Publicznego nr 6 w Brzegu :) (em inglês). Consultado em 21 de março de 2022 
  57. User, Super. «Główna». pp7brzeg. Consultado em 21 de março de 2022 
  58. User, Super. «Główna». pp8brzeg. Consultado em 21 de março de 2022 
  59. «Przedszkole Publiczne nr 10 w Brzegu - Aktualności». pp10brzeg.wodip.opole.pl. Consultado em 21 de março de 2022 
  60. User, Super. «Główna». PP11 Brzeg. Consultado em 21 de março de 2022 
  61. «SzkolnyBIP - BIP dla szkół i przedszkoli». web.archive.org. 4 de agosto de 2020. Consultado em 21 de março de 2022 
  62. «Publiczna Szkoła Podstawowa nr 3 im. Jana Kochanowskiego w Brzegu». psp3.szkolnastrona.pl. Consultado em 21 de março de 2022 
  63. «BIP Publiczna Szkoła Podstawowa nr 5 - Start systemu BIP». psp5.bipbrzeg.pl. Consultado em 21 de março de 2022 
  64. «Publiczna Szkoła Podstawowa nr 6 im. Tadeusza Kościuszki w Brzegu». psp6brzeg.szkolnastrona.pl. Consultado em 21 de março de 2022 
  65. «Zespół Szkół Specjalnych w Brzegu   ul. Mossora 4   49-300 Brzeg   tel.:774163571». zssbrzeg.wodip.opole.pl. Consultado em 21 de março de 2022 
  66. «Szkoła Podstawowa nr 8 w Brzegu – Witamy na stronie naszej szkoły!» (em polonês). Consultado em 21 de março de 2022 
  67. «Strona internetowa I LO im. Bolesława Chrobrego w Brzegu». lo1brzeg.szkolnastrona.pl. Consultado em 21 de março de 2022 
  68. «II Liceum Ogólnokształcące im. Z.Herberta w Brzegu 🚀». II Liceum Ogólnokształcące im. Z.Herberta w Brzegu (em polonês). Consultado em 21 de março de 2022 
  69. stronyzklasa.pl, Strony z Klasą / Strony internetowe dla szkół i przedszkoli /. «Zespół Szkół Budowlanych im.Księcia Jerzego II Piasta w Brzegu». zsbbrzeg.pl (em polonês). Consultado em 21 de março de 2022 
  70. a b «Strona główna • Zespół Szkół Ekonomicznych w Brzegu». Zespół Szkół Ekonomicznych w Brzegu (em polonês). Consultado em 21 de março de 2022 
  71. «Zespół Szkół Zawodowych Nr 1 w Brzegu» (em polonês). Consultado em 21 de março de 2022 
  72. «Strona główna | Zespół Szkół w Brzegu». www.medykbrzeg.pl. Consultado em 21 de março de 2022 
  73. «Państwowa Szkoła Muzyczna I stopnia im. Józefa Elsnera w Brzegu». psmbrzeg.pl. Consultado em 21 de março de 2022 
  74. a b c d e «Szkoły językowe». Urząd Miasta w Brzegu (em polonês). Consultado em 21 de março de 2022 
  75. AP (6 de julho de 2018). «Zmiana adresu siedziby BCK na czas remontu». Brzeg24.pl - Lokalny serwis informacyjny (em polonês). Consultado em 14 de setembro de 2021 
  76. «Ogólnopolska konferencja genealogów w Brzegu». Urząd Miasta w Brzegu (em polonês). 15 de outubro de 2016. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  77. a b c d e «Parafie Według Dekanatów». www.archidiecezja.wroc.pl. Consultado em 23 de maio de 2022 
  78. «Archidiecezja Wrocławska». www.archidiecezja.wroc.pl. Consultado em 23 de maio de 2022 
  79. a b «Ordynariat Polowy i Kościoły Rektoralne». www.archidiecezja.wroc.pl. Consultado em 23 de maio de 2022 
  80. a b «Ordynariat Polowy i kościoły rektoralne». archidiecezja.wroc.pl. Consultado em 22 de maio de 2022 
  81. «1 pułk saperów - Msze Święte». 1psap.wp.mil.pl. Consultado em 23 de maio de 2022 
  82. «Brzeg». Luteranie (em polonês). 4 de julho de 2017. Consultado em 23 de maio de 2022 
  83. «Brzeg – kościół św. Łukasza». Luteranie (em polonês). 12 de dezembro de 2019. Consultado em 23 de maio de 2022 
  84. «Znajdź Kościół – Kościół Zielonoświątkowy w PL» (em polonês). Consultado em 23 de maio de 2022 
  85. «Lista Zborów | ChWZ» (em polonês). Consultado em 23 de maio de 2022 
  86. «Kościół Chrześcijański Jezus Żyje – kchjz.pl» (em polonês). Consultado em 31 de agosto de 2022 
  87. «stal-brzeg.pl - Official Site». stal-brzeg.pl. Consultado em 8 de novembro de 2021 
  88. «Wybory samorządowe 2018». wybory2018.pkw.gov.pl. Consultado em 14 de setembro de 2021 
  89. S.A, Telewizja Polska. «Uroczyste ślubowanie burmistrza i radnych. Będzie kontynuacja polityki włodarza». opole.tvp.pl (em polonês). Consultado em 14 de setembro de 2021 
  90. «Wybory samorządowe 2018». wybory2018.pkw.gov.pl. Consultado em 14 de setembro de 2021 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]