Cláudia Missura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cláudia Missura
Nome completo Cláudia Missura
Nascimento 18 de janeiro de 1973 (47 anos)
São José do Rio Pardo, SP
Nacionalidade brasileira
Ocupação
Período de atividade 1995–presente
Prêmios
Festival de Cinema de Recife
2001: Melhor Atriz Coadjuvante — Domésticas
Troféu APCA

2008: Melhor Atriz — O Menino Tereza (Ver mais)

Cláudia Missura (São José do Rio Pardo, 18 de janeiro de 1973) é uma atriz e diretora de teatro brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Primeiros anos e início da carreira[editar | editar código-fonte]

Cláudia nasceu no interior do estado de São Paulo, no município de São José do Rio Pardo. Desde pequena, Cláudia era fascinada pela atuação, improvisava e ensaiava textos e interpretações para amigos e familiares. Aos 19 anos, mudou-se para a capital paulista para dar início aos seus estudos na Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo (Turma 44). [1] Assim, deu início a sua vida profissional, sobretudo em teatro.

Nos palcos, deu vida a inúmeros personagens. Cláudia sempre gostou da versatilidade, refletida em seus personagens tão diversos. No teatro Cláudia trabalhou com Renata Melo, nos espetáculos Domésticas, onde foi muito elogiada pelo seu desempenho, Passatempo e Turistas e Refugiados. Também teve experiências atuando ao lado de vários outros artistas, como Antônio Abujamra em Exorbitâncias; José Rubens Siqueira em Tartufo; Elias Andreatto e Celso Frateschi em Áulis – Ifigênia em Áulis; Sandra Peres e Paulo Tatit no projeto O Som é Assim – Música para Crianças e com Marcelo Romagnoli em Paixões da Alma.

No cinema atuou em Domésticas, de 2001, e, posteriormente em O Príncipe (2002) e Cristina Quer Casar (2003). Iniciou sua carreira profissional em teledramaturgia em 1995 na Rede Bandeirantes atuando na novela A Idade da Loba.[2]

Em 2006, foi convidada pelo ator Paulo Autran para participar do espetáculo O Avarento, uma peça teatral de autoria de Jean-Baptiste Poquelin (Molière). Paulo viu Claudia atuando no espetáculo Domésticas e a convidou para o projeto.

2008 — 2011: estreia em telenovelas e reconhecimento no teatro[editar | editar código-fonte]

Em 2008, Cláudia teve seu primeiro papel em uma telenovela da Rede Globo, A Favorita. Nesse ano, deu vida à espirituosa Fafá, irmã do vilão Dodi, interpretado pelo ator Murilo Benício. Na trama, sua personagem sonhava em ser cantora, porém lhe faltava o talento. Sua personagem tinha uma relação amorosa com Silveirinha, vivido pelo ator Ary Fontoura.[3]

Participou, também, dos seriados Casos e Acasos (2008) e A Grande Família (2009), ambos na Rede Globo, e Mothern (2008), no canal de televisão a cabo GNT. Em 2009 realiza uma pequena aparição na série Som & Fúria, interpretando uma assessora do ministro da cultura.

Cláudia em junho de 2011.

Em 2009 participou do longa-metragem O Menino da Porteira, de Jeremias Moreira Filho, e entrou em cartaz com as peças A Comédia dos Erros e O Menino Tereza. Esta última rendeu à atriz, bem como à compositora Tata Fernandes e ao dramaturgo Marcelo Romagnoli, um prêmio da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) e o Prêmio Femsa de Teatro Infantil e Jovem.[4]

Em 2010, voltou às telenovelas, em Tempos Modernos, às 19h na Rede Globo. No enredo, Cláudia era a médica ginecologista Dra. Lavínia, uma mulher rica e dona de uma clínica de ginecologia. Para sua personagem, Cláudia realizou laboratória em clínicas no Rio de Janeiro[5]. Atuou na peça Sem Medida (2011), de Wagner Silvestrin, dirigida por Victor Garcia Peralta e que contava no elenco com Flávia Guedes e Renato Scarpin.

2012 — presente: Avenida Brasil e trabalhos recentes[editar | editar código-fonte]

Em 2012, esteve presente no elenco de Avenida Brasil, novela das 21h da Rede Globo, escrita por João Emanuel Carneiro. Na trama, ela interpretou Janaína, empregada doméstica da mansão onde se concentra o enredo da central da novela. Sua personagem despertou a atenção do público pelo drama, com seu filho Lúcio (Emiliano D'Avila) que a enganava, e pela veia cômica ao lado de sua colega de trabalho Zezé, vivida por Cacau Protásio. Sua atuação lhe rendeu uma indicação de melhor atriz coadjuvante no Prêmio Quem de Televisão.[6]

Em setembro de 2013, volta às telinhas na telenovela das 18h Joia Rara com a personagem Conceição, proprietária de uma pensão onde se concentra inúmeros personagens da trama.[7]

Atuou de 2015 a 2018 no seriado Mister Brau, protagonizado por Taís Araújo e Lázaro Ramos, onde interpretou a governanta Catarina. Ainda em 2015, esteve presente no elenco do humorístico Acredita na Peruca, no Multishow.

Em 2019, realizou uma participação segunda temporada da série Samantha!, uma produção brasileira para a Netflix. Também em 2019, esteve no cinema com o longa Hebe: A Estrela do Brasil, que conta a história de Hebe Camargo, um ícone da televisão brasileira. No filme, deu vida à atriz Nair Bello, uma das melhores amigas de Hebe, junto com Lolita Rodrigues. O filme, mais tarde, foi transformado em série e disponibilizado na plataforma de streaming da Rede Globo, Globoplay.[8]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
1995 A Idade da Loba Calu
2004 A Diarista Episódio: Num Piscar de Olhos
Fazendo História Vários personagens
2005 A Diarista Floriana Episódio: Aquele do Quartel
2008 Mothern
Casos&Acasos Janete Episódio: O Encontro, o Homem Ideal e a Estréia
Celeste Episódio: O Colchão, a Mala e a Balada
A Favorita Maria de Fátima Gentil Fontana (Fafa)
2009 A Grande Família Maria Claudia Episódio: A Noite dos Namorados
Som & Fúria Assessora do ministro da cultura
2010 Tempos Modernos Lavínnia Palumbo
2012 Avenida Brasil Janaína
2013 Joia Rara Dona Conceição
2015 Acredita na Peruca Maria Silvia Medeiros de Alcântara [9]
2015– 18 Mister Brau Catarina [10]
2016 De Perto Ninguém é Normal Ela mesma/vários personagens
2019 Samantha! Drª Bárbara Basso Temporada 2
Hebe Nair Bello
2020 Um Lugar ao Sol Lucília

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Personagem
2001 Domésticas Raimunda
2002 O Príncipe funcionária da clínica
2003 Cristina Quer Casar
2009 O Menino da Porteira Carolina
2014 Os Homens São de Marte... E É Pra Lá que Eu Vou Manicure que atende Fernanda no salão
2016 De Onde Eu Te Vejo Natália [11]
2018 Querida Mamãe Leda
2019 Hebe: A Estrela do Brasil Nair Bello[12]

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • 2006 - O Avarento
  • 2007 - Felizardo
  • 2009 - O Menino Tereza
  • 2009 - A Comédia dos Erros
  • 2011 - Sem Medida

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Categoria Nomeação Resultado Ref.
2001 Festival de Cinema de Recife Melhor atriz coadjuvante
Domésticas
Venceu
Cine Ceará Melhor atriz Venceu
2009 Troféu APCA Melhor atriz
O Menino Tereza
Venceu
Prêmio Femsa de Teatro Infantil e Jovem Melhor atriz Venceu
2013 Prêmio Quem de Televisão Melhor atriz coadjuvante
Avenida Brasil
Indicada [6]

Referências

  1. «Claudia Missura fala sobre novos projetos.». Metrópoles. 13 de maio de 2016. Consultado em 09 de Janeiro de 2020  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. Cláudia Missura supera medo de contracenar com grandes atores Arquivado em 20 de agosto de 2012, no Wayback Machine. - Mexerico (uai.com), 16 de dezembro de 2008.
  3. Redação. Claudia Missura - Fafá Globo.com. Consultado em 09 de janeiro de 2020
  4. Em musical infantil, menina decide virar um menino por uma tarde - Folha Online, 13 de junho de 2009.
  5. http://televisao.uol.com.br/ultimas-noticias/2009/10/31/ult4244u4144.jhtm "Eu me inspiro muito nela", diz Monique Alfradique sobre Susana Vieira, sua avó em "Cinquentinha"]
  6. a b «Veja a lista completa dos ganhadores do Prêmio QUEM 2012». 19 de março de 2013 
  7. Conceição - Claudia Missura Consultado em 09 de janeiro de 2019
  8. «Stella Miranda, Cláudia Missura e Karine Telles farão a série "Hebe Camargo"». Noticiasdetv.com. 10 de julho de 2018. Consultado em 26 de fevereiro de 2019 
  9. Carla Bittencourt (24 de março de 2015). «Claudia Missura se diverte nos bastidores de nova série». Extra. Telinha. Consultado em 06 de maio de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  10. «FERNANDA DE FREITAS VIVE PERUA EM "MISTER BRAU" E GARANTE QUE ANDREA SERÁ O TORMENTO NA VIDA DOS PROTAGONISTAS: "É A PEDRA NO SAPATO DOS VIZINHOS"» 
  11. «De Onde Eu Te Vejo». AdoroCinema. Consultado em 27 de setembro de 2019 
  12. «Stella Miranda, Cláudia Missura e Karine Telles farão a série "Hebe Camargo"». Noticiasdetv.com. 10 de julho de 2018. Consultado em 26 de fevereiro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Este artigo sobre uma atriz é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.