Copa Europeia/Sul-Americana de 1983

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Copa Europeia/Sul-Americana de 1983
1 a 1 no tempo normal,
o Grêmio venceu por 1 a 0 na prorrogação
Data 11 de dezembro de 1983
Local Estádio Nacional, Tóquio
Melhor em campo Renato Gaúcho (Grêmio)
Árbitro FrançaFRA Michel Vautrot
Público 62000

A Copa Europeia/Sul-Americana, também conhecida como Copa Toyota, Copa Intercontinental e Mundial Interclubes, foi realizada em partida única disputada na cidade de Tóquio, no Japão. O confronto foi disputado entre o Grêmio do Brasil, campeão da Taça Libertadores da América e o Hamburgo da Alemanha, campeão da Liga dos Campeões da UEFA. Foi vencida pelo Grêmio, após empate em 1–1 no tempo normal e 1–0 na prorrogação, com o resultado total de 2–1 para o time brasileiro.

O Grêmio cita em seu site, o título da Copa Europeia/Sul-Americana como uma edição do Mundial de Clubes, idolatrando-se campeão mundial de 1983.[1][2]

O Conselho da Fifa (antigo Comitê Executivo) reconheceu no dia 27 de outubro de 2017 os campeões intercontinentais de clubes a partir de 1960 como legítimo campeão mundial. Desta forma o Grêmio se torna o primeiro time gaúcho campeão mundial reconhecido pela entidade máxima do futebol.

História[editar | editar código-fonte]

A equipe derrotada (Hamburgo) pelo time brasileiro, apesar de dispor apenas três jogadores reservas para o confronto (o goleiro Uwe Hain, o zagueiro Dieter Brefort e o atacante Thomas von Heesen, que não apresentava condições de jogo), era composta quase que em sua totalidade por jogadores com passagem pela seleção alemã (além de Hansen, que compunha a seleção dinamarquesa). Dos onze que iniciaram a partida, somente Wehemeyer e Schröeder não tiveram passagens pelos respectivos selecionados nacionais. O destaque da equipe alemã era o maestro Felix Magath, que havia sido o autor do gol da final da Copa dos Campeões da Europa 1982-1983, contra a Juventus de Turim (por sua vez, base da seleção da Itália de 1982, campeã mundial, que eliminou o Brasil de Telê Santana) de Zoff, Gentile, Cabrini, Scirea, Tardelli, Paolo Rossi, Platini (FRA) e Boniek (POL), dentre outros. Em 1983, tal equipe do Hamburgo havia completado 36 partidas de invencibilidade, um recorde na Europa.

A decisão[editar | editar código-fonte]

Com o pontapé inicial, o campo seco por conta do rigoroso inverno japonês prejudicava o toque de bola, mas não foi empecilho para o Grêmio mostrar mais ímpeto e partir para cima dos alemães, quando Renato Gaúcho, aos 38´, abriu o placar para o tricolor num lindo gol. Na segunda etapa, o jogo ficou nervoso, o Grêmio apostando na velocidade de Renato e na eficiência de sua zaga. Tudo corria bem até os 41´, quando Schroeder, no único momento que não preciso marcar Renato, subiu ao ataque e marcou o gol de empate do Hamburgo. O jogo iria para a prorrogação. Cansados, os jogadores tinham que jogar mais meia hora em busca da maior glória tricolor. E Renato Gaúcho marcou mais uma vez aos 3', após driblar seu marcador e acertar um belo chute. Os alemães não conseguiram mais pressionar e o clube brasileiro pôde comemorar o seu primeiro título intercontinental.

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

Localidade das equipes que disputaram a Copa Toyota 1983.
Confederação Equipe Classificação Participação
CONMEBOL Brasil Grêmio Campeão da Copa Libertadores da América de 1983
UEFA Alemanha Hamburgo Campeão da Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1982–83

Chaveamento[editar | editar código-fonte]

  A Classificação[NOTA] Copa Intercontinental
                     
 Alemanha Hamburgo 1  
 Itália Juventus 0  
   Alemanha Hamburgo 1
   Brasil Grêmio (pro) 2
 Brasil Grêmio 1 2
 Uruguai Peñarol 1 1
Notas

Final[editar | editar código-fonte]

11 de dezembro de 1983 Grêmio Brasil 2 – 1 (pro) Alemanha Hamburgo Estádio Nacional, Tóquio
12:00
Renato Gol marcado aos 37 minutos de jogo 37', Gol marcado aos 93 minutos de jogo 93' Schröder Gol marcado aos 85 minutos de jogo 85' Público: 62 000
Árbitro: FrançaFRA Michel Vautrot
Assistente 1: JapãoJPN Toshikazu Sano
Assistente 2: JapãoJPN Shizuhasu Nakamichi
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Grêmio
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Hamburgo

GRÊMIO:
G 1 Brasil Mazarópi Penalizado com cartão amarelo após 75 minutos 75'
LD 2 Brasil Paulo Roberto
Z 3 Brasil Baidek
Z 6 Uruguai De León Capitão Penalizado com cartão amarelo após 113 minutos 113'
LE 4 Brasil P.C Magalhães
V 5 Brasil China
V 8 Brasil Osvaldo Substituído após 78 minutos de jogo 78'
M 11 Brasil Mário Sérgio
A 7 Brasil Renato Gaúcho Penalizado com cartão amarelo após 103 minutos 103'
A 9 Brasil Tarciso
A 10 Brasil Paulo César Lima Substituído após 70 minutos de jogo 70'
Substituições:
G Brasil Beto
Z Brasil Leandro
Z Brasil Casemiro
M Brasil Tonho
M 15 Brasil Paulo Bonamigo Entrou em campo após 78 minutos 78'
A Brasil César
A 16 Brasil Caio Penalizado com cartão amarelo após 81 minutos 81' Entrou em campo após 70 minutos 70'
Treinador:
Brasil Valdir Espinosa
Hamburger SV vs Grêmio 1983-12-11.svg

HAMBURGO:
G 1 Alemanha Stein Penalizado com cartão amarelo após 73 minutos 73'
LD 3 Alemanha Wehemeyer
Z 5 Alemanha Hieronymus
Z 4 Alemanha Jakobs
LE 2 Alemanha Schröder
M 6 Alemanha Hartwig Penalizado com cartão amarelo após 104 minutos 104'
V 8 Alemanha Groh
M 10 Alemanha Magath Capitão
M 11 Alemanha Rolff
A 9 Dinamarca Hansen
A 7 Alemanha Wuttke
Substituições:
G Alemanha Hain Penalizado com cartão amarelo
Z Alemanha Brefort
M Alemanha Von Heesen
Treinador:
Áustria Ernst Happel

Campeão[editar | editar código-fonte]

Copa Europeia/Sul-Americana de 1983
Flag of Brazil.svg
GRÊMIO
1º título

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências