Saltar para o conteúdo

Discussão:Jair Bolsonaro

O conteúdo da página não é suportado noutras línguas.
Adicionar tópico
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Último comentário: 03h43min de Chronus no tópico Xiririca

Foto Oficial do Presidente[editar código-fonte]

as fotos dos ex-presidentes são fotos oficiais ou formais a atual é muito informal para um ex-presidente. Professor Sullivan Domiciano (discussão) 22h32min de 22 de abril de 2023 (UTC)Responder

@Professor Sullivan Domiciano As fotos oficiais não são usadas neste artigo porque não foram divulgadas com uma licença compatível ao Wikimedia Commons. Isso já foi discutido inúmeras vezes. Chronus (discussão) 22h57min de 22 de abril de 2023 (UTC)Responder

Omissão de informações[editar código-fonte]

No verbete, há informações sobre a acusação de relação das joias com a venda de uma estatal, que é um fato conexo ao problema das joias em si, com fontes independentes, que foram excluídas a pretexto de remoção para a parte de controvérsias.

Se não cabe inserir na pós-presidência essas informações, então, deve-se colocar esses dados na seção correspondente, posto que elas não são redundantes e sequer constam nas fontes inseridas. Lampironico (discussão) 06h27min de 29 de abril de 2023 (UTC)Responder

@Lampironico O conteúdo não foi 'excluído', mas sim resumido e transferido para a seção sobre acusações de corrupção, enquanto o restante foi levado para o artigo específico sobre controvérsias envolvendo o biografado. Esse artigo já beira os 200 kb. Chronus (discussão) 07h11min de 29 de abril de 2023 (UTC)Responder
Sim, eu vi depois com calma a página específica das controvérsias, por isso decidi apagá-la (como é possível ver no histórico), porém, você preferiu revertê-la para dar uma resposta à mensagem que eu havia apagado. Tudo bem, respeito seu estilo e considero que a mudança está correta.
Teve novas informações que seriam importantes serem inseridas ao biografado (presidência de honra de partido, depoimentos de investigações...), porém, estou cansado e concordo contigo que já está muito grande o verbete o que ultrapassaria o propósito de uma enciclopédia.Lampironico (discussão) 07h18min de 29 de abril de 2023 (UTC)Responder
@Lampironico Repus o conteúdo de forma resumida. Pode descansar em paz. Chronus (discussão) 07h30min de 29 de abril de 2023 (UTC)Responder

Inegibilidade[editar código-fonte]

Corrigir data de “30 de julho de 2023” para “30 de junho de 2023”. 2804:18:1833:893B:DC32:1214:CBE1:4E3D (discussão) 15h56min de 30 de junho de 2023 (UTC)Responder

Proposta de reescrita de texto que não dê à figura pública em questão uma visão pejorativa.[editar código-fonte]

Observando o texto escrito, pareceu-me que em algumas partes o autor fez uma descrição do governo de Jair Bolsonaro que pode passar uma visão pejorativa a respeito do ex-presidente. Selecionei o seguinte trecho:

"Seu governo se caracterizou por forte presença de ministros de formação militar, alinhamento internacional com a direita populista e por políticas antiambientais, anti-indigenistas e pró-armas. Foi também responsável por um amplo desmonte das políticas e órgãos da cultura, da ciência e da educação, além de promover repetidos ataques às instituições democráticas e fazer maciça divulgação de notícias falsas. Apesar da criminalidade e do desemprego terem seguido a tendência de queda vista desde o Governo Michel Temer, a média de crescimento do PIB foi de cerca de 1,5% ao ano, a precarização do trabalho, a inflação e a fome aumentaram, enquanto a renda per capita, a desigualdade e a pobreza atingiram os piores níveis desde 2012."

No excerto acima, apesar de contar com fontes, pode passar, na minha visão, uma visão pejorativa, que não é o objetivo da Wikipédia. A ideia de "políticas antiambientais" e "políticas anti-indigenistas" não está bem contextualizada, pois essas medidas políticas, mesmo que tenham, de certa forma, afetado o meio ambiente ecologicamente estável e algumas comunidades e povos indígenas, conforme o site UOL publicou em 2022 (https://noticias.uol.com.br/meio-ambiente/ultimas-noticias/redacao/2022/11/30/deter-desmatamento-amazonia-2022.htm) e conforme vimos na crise humanitária sofrida pela tribo Yanomami, no Amazonas, tais medidas não visavam afetar essas questões, sendo melhor classificadas como erros de gestão do que como foram apresentadas no excerto. O uso da oração subordinada adverbial concessiva no trecho " Apesar da criminalidade e do desemprego terem seguido a tendência de queda vista desde o Governo Michel Temer, a média de crescimento do PIB foi de cerca de 1,5% ao ano, a precarização do trabalho, a inflação e a fome aumentaram, enquanto a renda per capita, a desigualdade e a pobreza atingiram os piores níveis desde 2012." também passa uma sensação de que o autor priorizou a valorização dos erros, deixando os acertos como um segundo plano, o que não me parece algo correto.

Minha sugestão é que haja uma reescrita de algumas partes do artigo a fim de que não se tenha a formação de uma visão pejorativa sobre o governo e sobre a figura pública da qual trata o artigo, visto que fere um preceito básico da Wikipédia e de artigos enciclopédicos num geral.

Atenciosamente. Mathias550 (discussão) 19h46min de 2 de julho de 2023 (UTC)Responder

Me perdoe se estou errado, mas... você não fez proposta nenhuma! Apenas copiou o que está no artigo e disse que na sua "visão" é "uma visão pejorativa". A regra, aqui, também é não atender a WP:POV... André Koehne (discussão) 22h14min de 2 de julho de 2023 (UTC)Responder
Boa noite.
Copiei um parágrafo do artigo para utilizá-lo como exemplo que comprovasse que o artigo pode passar uma visão pejorativa ao leitor. Como assíduo leitor da Wikipédia, não acredito que o artigo deva dar espaço a possíveis más interpretações. Se você interpretou que meu texto tratou de uma visão pejorativa que criei ao ler esse trecho, apenas prova que o artigo tem esse poder, visto que não está de acordo com as normas de neutralidade. Além disso, utilizar um outro preceito da Wikipédia (que equivocadamente foi introduzido à discussão) não mudará o fato de que o artigo está ferindo o pretexto de imparcialidade.
Peço gentilmente que releia o meu texto e veja meus pontos. Não tento provar meu ponto de vista, apenas tento mostrar que o artigo pode passar uma visão pejorativa sobre a figura pública, que não é o objetivo, creio eu. Mathias550 (discussão) 01h18min de 3 de julho de 2023 (UTC)Responder
O artigo não traz uma "visão pejorativa" a respeito de Jair Bolsonaro, e se limita a retratar, de forma concisa, a realidade. As opiniões dos editores da Wikipédia não têm qualquer importância, posto que se limitam a reproduzir as fontes confiáveis. Se a biografia de Jair Bolsonaro é uma desgraça, a culpa não é do verbete nem dos editores da Wikipédia Ertrinken 01h25min de 3 de julho de 2023 (UTC)Responder
Boa noite.
Em primeira ocasião, eu concordo que o artigo trata da realidade e não discordo de tal ponto, mas apenas disse que o artigo pode trazer aos leitores uma visão pejorativa sobre os fatos, conforme eu disse nos comentários anteriores.
Em segundo plano, em nenhum momento, eu afirmei que as opiniões dos editores da Wikipédia tinham relevância ou que foram exteriorizadas no artigo. Disse que o autor do texto pareceu a mim ter priorizado o lado negativo do ex-mandatário ao utilizar uma oração subordinada adverbial concessiva na parte que trata justamente dos lados bons de seu governo; a mim, não me parece que o artigo deve transmitir uma visão pejorativa sobre os fatos, baseados em fontes confiáveis.
Em última análise, não tenho a pretensão de entrar no debate sobre a qualidade da biografia de Jair M. Bolsonaro, mas sim tenho a pretensão de melhorar o artigo.
Peço, mais uma vez, que reveja os meus dois textos anteriores, nos quais explico o meu ponto. Não o ler não contribui para o nosso debate. Porém, se vocês desejam ignorar e continuar com o artigo do mesmo jeito, que assim seja. Os chefes são vocês.
Atenciosamente. Mathias550 (discussão) 01h43min de 3 de julho de 2023 (UTC)Responder
@Mathias550: Eu até concordo que a frase que começa com "apesar de" poderia ser melhorada, mas me parece difícil rejeitar o primeiro trecho que você citou. O governo de Bolsonaro manteve um sistemático discurso negacionista, que foi amplamente apontado como antiambientalista e anti-indigenista por inúmeras instituições, pela imprensa, pela academia, por chefes de Estado e não só. Tudo isso está solidamente registrado em fontes confiáveis e independentes nacionais e internacionais. Sobre ser pejorativo, vai depender se o leitor concorda ou não com tais políticas. Lechatjaune msg 14h15min de 3 de julho de 2023 (UTC)Responder
@Mathias550: Discordo de qualquer "reescrita" dos trechos citados, que estão embasados e referenciados por fontes confiáveis e independentes, além de já terem um texto fluido e objetivo. Explicitar a realidade dos fatos não é ser "pejorativo". Chronus (discussão) 15h53min de 3 de julho de 2023 (UTC)Responder
Boa tarde. Compreendo o seu ponto de vista. Entretanto, o que não me pareceu correto foi utilizar os termos "antiambientalista" e "anti-indigenista", visto que as medidas políticas do Bolsonaro, mesmo que tenham, de certa forma, afetado tais setores, não objetivavam tal ato. Para exemplificar o que desejo apontar, li um pequeno trecho do artigo de Adolf Hitler que cita, corretamente, que a figura em questão promovia discursos antissemitas e anticomunistas; de acordo com fontes históricas, não há dúvidas sobre tal colocação, uma vez que tais ideias saíram diretamente das falas do autor, também podendo ser observadas através das medidas políticas que ele criou, visando claramente atingir de forma maléfica um determinado grupo ou ideologia. Não entrarei no contexto da seleção das fontes, de suas veracidades ou investigar se elas realmente são neutras, visto que não é o objetivo do tópico. Minha reivindicação baseia-se unicamente no modo como foi escrito o texto. Em última análise, não tenho muito o que falar neste tópico além daquilo que eu já citei anteriormente. Deixei meus pontos claros e só voltarei para esclarecer dúvidas ou más colocações acerca de uma resposta aos meus pontos. Agora cabe aos administradores prosseguir com o processo. Mathias550 (discussão) 19h02min de 3 de julho de 2023 (UTC)Responder
Não é preciso ser administrador para dar andamento a nenhum "processo". Todos os que opinaram nessa discussão, com exceção do proponente, discordaram que há qualquer necessidade de "reescrever" os trechos apontados. Citação: Mathias550 escreveu: «Entretanto, o que não me pareceu correto foi utilizar os termos "antiambientalista" e "anti-indigenista", visto que as medidas políticas do Bolsonaro, mesmo que tenham, de certa forma, afetado tais setores, não objetivavam tal ato.» "Não objetivavam tal ato"? Você compreende os conceitos de antiambientalismo e anti-indigenismo? Esses sempre foram bandeiras claras e assumidas do Governo Bolsonaro, seja em falas do próprio ex-presidente ou em ações tomadas pela sua administração. As várias fontes presentes no artigo comprovam isso. De novo, descrever fatos embasado em referências confiáveis e independentes não é o mesmo que ser "pejorativo". Chronus (discussão) 19h16min de 3 de julho de 2023 (UTC)Responder
Boa tarde.
Em primeiro lugar, iniciei esse tópico para que houvesse um debate acerca dessa proposta que dei. O debate é livre. Se estão ou não concordando comigo, esse definitivamente não é o meu objetivo. Esta aba chama-se "discussão", portanto estamos aqui justamente para discutir o que é melhor e entrar em um consenso. O seu comentário (" Todos os que opinaram nessa discussão, com exceção do proponente, discordaram que há qualquer necessidade de 'reescrever' os trechos apontados.") não agrega ao debate e assemelha-se mais a uma crítica do que a um argumento; quando eu citei os "administradores", refiro-me àqueles que podem modificar o artigo, que está protegido. Mesmo que eu quisesse modificá-lo por conta própria (o que também não é meu objetivo), não o poderia fazer.
Em segunda análise, parece-me, no mínimo, incorreto afirmar que as falas do ex-presidente refletem em um comportamento "antiambientalista". Nas fontes citadas, isso não é evidenciado. Aliás, a maioria das falas polêmicas de Jair Bolsonaro relacionadas a essa temática se refere a legislações que tratam de taxas e multas ou que tratam de uma organização específica, como o Ibama. Conforme cita o artigo da BBC que foi introduzido ao artigo, essas "desregulações" visavam a extração de matéria-prima ou fomento ao turismo. O artigo enciclopédico que você cita o conceito de "antiambientalismo". Embora, na prática, tenha sido isso o que aconteceu, o governo Bolsonaro nunca se denominou um governo antiambientalista ou ratificou que desejava priorizar o crescimento econômico em detrimento da preservação ambiental. Precisa-se lembrar que o aumento de extrativismo de matéria-prima promovido pelo governo anterior não significava que este pouco se importava com as questões ambientais. Vamos reler: "Antiambientalismo é um movimento que favorece uma legislação ambiental fraca em favor dos benefícios econômicos e se opõe à leis rígidas voltadas para a preservação da natureza e do planeta. Os antiambientalistas procuram persuadir a opinião pública de que a política ambiental impacta negativamente a sociedade."; o excerto deixa claro que esse movimento favorece uma legislação ambiental fraca em favor dos benefícios econômicos, porém os atos de Bolsonaro ao abranger áreas de extrativismo não significa que o próprio desejava favorecer uma legislação ambiental fraca. E mais: o governo e ministros anteriores nunca disseram que desejavam se opor a leis rígidas voltadas para a preservação ambiental. Conforme citei anteriormente, o fato de o ex-mandatário ter desejado, durante seu governo, abranger áreas de extrativismo de matéria-prima não condiz exatamente com o termo "antiambientalismo". O próprio presidente cita isso em "Você tem que preservar o meio ambiente, tudo bem, mas licenças não podem se arrastar por anos ou até mesmo inviabilizar uma obra que vai trazer bem estar para todos aí", declarou o presidente. "Problemas temos. Legislação ambiental, problemas que essas horas são judicializadas (sic), mas a gente espera e pede a Deus que ilumine a cabeça de todos", acrescentou.".
Em terceiro plano, sobre o termo "anti-indigenismo", foi-me apresentado um link que trata de genocídio. Se utilizarmos o artigo da Wikipédia que diz respeito a esse tema, teremos a seguinte descrição: "Genocídio é o extermínio deliberado de um povo - normalmente definido por diferenças étnicas, nacionais, raciais, religiosas e, por vezes, sociopolíticas (ver: engenharia social) - no total ou em parte.". Um ato deliberado é aquele que foi intencional [1]. Com isso em mente, voltamos ao problema retratado desde o começo: o governo Jair não admitiu, em nenhum momento, que suas políticas tinham como objetivo afetar as comunidades indígenas. Em uma das fontes citadas no texto, o autor diz: "Desde o período pré-eleitoral, a temática indígena tem sido pautada recorrentemente pelo agora presidente Jair Bolsonaro. Mantendo um tom agressivo contra os povos e os direitos indígenas, especialmente quanto às suas terras, Bolsonaro arrebanhou o apoio generalizado dos setores político-econômico vinculados aos interesses do agronegócio, da mineração, da infraestrutura. Sentindo-se legitimado pelas urnas, o presidente empossado, em menos de 24 horas, partiu para o ataque contra os povos originários e seus direitos por meio da Medida Provisória 870/19 e diferentes decretos." ; aqui fica claro que o autor baseia-se em uma legislação que, na prática, afetou povos indígenas, mas não tinha tal objetivo e tampouco pode ser classificada como "genocídio". Sua resposta não exemplifica o porquê de o governo Jair ter o anti-indigenismo como "bandeiras claras e assumidas", conforme você citou em " 'Não objetivavam tal ato'? Você compreende os conceitos de antiambientalismo e anti-indigenismo? Esses sempre foram bandeiras claras e assumidas do Governo Bolsonaro, seja em falas do próprio ex-presidente ou em ações tomadas pela sua administração.". Apesar de, na matéria do BBC sobre as relações entre Bolsonaro e os povos indígenas [2], haver, sim, declarações consideradas polêmicas, não se evidenciou, através de falas ou de medidas da figura em questão, que suas medidas políticas almejavam tal feito.
Em última análise, as descrições devem, sim, ser baseadas em fatos comprovados por fontes devidamente apresentadas, porém essa descrição não pode vir de uma interpretação subjetiva sobre a notícia ou matéria apresentada, pois prejudicaria os leitores e não daria um ar de texto conciso. Mathias550 (discussão) 21h03min de 3 de julho de 2023 (UTC)Responder
@Mathias550 A página não está protegida para administradores. Você não consegue editar pois tem apenas 34 edições válidas desde que se registrou em 2018 e, portanto, não é um autoconfirmado estendido. No mais, já chegamos a um consenso: nenhum conteúdo referenciado vai ser alterado com base em análises pessoais de editores, essas sim subjetivas. Quatro editores (eu, André Koehne, Ertrinken, Lechatjaune) já discordaram da necessidade de reescrever os trechos questionados por você. No mais, favor respeitar WP:POV, WP:ABUSO e WP:RECUSA. Obrigado. Chronus (discussão) 21h14min de 3 de julho de 2023 (UTC)Responder
Boa noite. Obrigado pela explicação acerca da ocasião. Sobre os regulamentos citados, outros usuários já os citaram e expliquei o meu lado. Está gravado no texto. Se eu cometi alguma afronta às regras, peço desculpas. Conforme disse, o debate é livre, portanto fiquemos assim. Mathias550 (discussão) 21h31min de 3 de julho de 2023 (UTC)Responder
Nós que agradecemos sua análise. Chronus (discussão) 21h33min de 3 de julho de 2023 (UTC)Responder

Uso pejorativo de cognotacoes[editar código-fonte]

  • O uso de termos como "antiambientais" e "anti-indigenistas" na descrição de políticas tem uma conotação decididamente negativa.
  • Descrever políticas governamentais usando linguagem carregada ou termos pejorativos pode ser visto como um viés ou falta de objetividade. Tais termos não fornecem um panorama neutro das ações e posições do governo e podem levar o leitor a formar opiniões baseadas em sentimentos e percepções negativas, em vez de uma compreensão clara dos fatos e contextos.
  • O termo "antiambientais", por exemplo, sugere uma postura geral de oposição ao meio ambiente, quando, na realidade, a situação pode ser mais complexa, envolvendo diferentes perspectivas sobre desenvolvimento sustentável, conservação e uso de recursos naturais.
  • Similarmente, "anti-indigenistas" sugere uma postura generalizada de oposição aos direitos e interesses dos povos indígenas. Embora um governo possa tomar medidas que são criticadas por grupos de defesa dos direitos indígenas, é essencial detalhar tais medidas e contextos em vez de usar um rótulo amplo.
  • Já o termo "pró-armas" é mais neutro do que os anteriores, mas, no contexto dos dois primeiros, pode parecer que também carrega uma conotação negativa.

Edição sugerida: "por políticas que receberam críticas de ambientalistas,[28] de defensores dos direitos indígenas[28] e por posições favoráveis à posse de armas.[29][30]".

Nesta revisão, a linguagem é mais neutra e fornece uma visão mais equilibrada das políticas e posições do governo. Informa o leitor que houve críticas de certos grupos, sem imediatamente assumir uma postura negativa ou julgativa em relação às políticas. Wilfredor (discussão) 14h22min de 24 de setembro de 2023 (UTC)Responder

Discordo de qualquer alteração. Isso já foi discutido anteriormente e todos os termos supostamente "negativos" são embasados por fontes confiáveis e independentes. Chronus (discussão) 16h43min de 27 de setembro de 2023 (UTC)Responder
Contra as alterações propostas. A Wikipédia se baseia no que dizem as fontes. Kascyo talk 17h08min de 27 de setembro de 2023 (UTC)Responder
Discordo da alteração. Não podemos abdicar do uso de tais adjetivações, amplamente respaldadas por fontes fiáveis, em prol de um "ponto de vista neutro", já que isso per se seria uma violação de WP:NPOV pela "Proporção em função da importância".
Ademais, não acho sequer cabível a retomada corriqueira da mesma discussão nesse novo tópico, as mesmas questões foram tratadas no tópico exatamente acima desse. - - Santiago ↀᴥↀ^) ฅ 17h25min de 27 de setembro de 2023 (UTC)Responder
Este comentário é notável por refletir exatamente o que venho argumentando ao longo dos últimos cinco ou seis anos. Os defensores do ex-presidente Jair Bolsonaro tentam deliberadamente confundir o princípio de imparcialidade com viés político por meio de argumentos retóricos. Em resumo, o artigo precisa ser reformulado porque utiliza termos que, embora amplamente referenciados por fontes confiáveis e independentes, podem ser desconfortáveis para certas pessoas. Portanto, torna-se uma responsabilidade da Wikipédia reescrever o conteúdo para atender a um determinado grupo, o que, em outras palavras, constitui censura por viés político. Todas as pessoas têm o direito de discordar ou não gostar do que estão lendo, mas não têm o poder de exigir a remoção de informações que estão devidamente referenciadas. Além disso, a proposta de reformulação apresentada por Wilfredor tornaria o texto parcial e impreciso, já que estaria promovendo um julgamento de valor. Tudo o que está sendo lido tem origem em opositores do ex-presidente: ambientalistas, defensores dos direitos indígenas e outros grupos, que são considerados adversários pelo núcleo de apoiadores de Bolsonaro. Isso é uma afirmação falsa! Está completamente comprovado e estabelecido que existem dezenas e dezenas de fontes de diversas naturezas que respaldam os termos que foram questionados. O compromisso da Wikipédia é aderir estritamente aos fatos amplamente respaldados por fontes confiáveis e independentes, sem se preocupar com percepções externas. Finalmente, considero que seja pertinente a aplicação de sanções ou medidas administrativas para impedir o ciclo de abusos que ocorre em praticamente todas as páginas relacionadas a Bolsonaro, seus familiares ou políticos do mesmo espectro. Não é produtivo reavivar repetidamente as mesmas discussões, esperando por um resultado diferente. Mesmo que conte temporariamente com o apoio de dois ou três editores, quaisquer mudanças efetuadas tendem a ser revertidas imediatamente, dada a existência de inúmeras discussões com conclusões opostas. Edmond Dantès d'un message? 22h47min de 20 de outubro de 2023 (UTC)Responder
Aliás, meu nobre Conde, uma das definições de loucura é fazer a mesma coisa diversas vezes para tentar um resultado diferente... Portanto, faço coro aos demais e deixo meu Discordo, lembrando o velho Cícero: Quo usque tandem abutere, Catilina, patientia nostra? Quam diu etiam furor iste tuus eludet?... André Koehne (discussão) 23h29min de 20 de outubro de 2023 (UTC)Responder
André isso não é totalmente verdade, especialmente se o ponto de vista estiver sendo repetidamente categorizado como verdadeiro. É importante notar que as evidências atuais não apontam para a existência de um amplo esquema de viés político-ideológico, o que é positivo, dado que tal cenário seria desastroso para o projeto como um todo. Diante disso, surge a pergunta: por que dezenas de editores persistem em reabrir discussões e repetir argumentos que já foram refutados anteriormente? Seria imprudente da minha parte considerar a possibilidade de existirem grupos digitais onde esses argumentos são persistentemente tratados como verdades, simplesmente porque todos os membros desses grupos compartilham pensamentos semelhantes. É plausível que até mesmo editores mais experientes, como o Wilfredor, se sintam encorajados ou confiantes em continuar com essas discussões cíclicas devido à existência de um núcleo externo ao projeto que compartilha posições semelhantes? Talvez não seja uma questão de loucura, mas sim de falta de exposição a opiniões ou pensamentos divergentes. É natural que alguns editores reajam de forma intensa e dramática, enquanto outros não o façam. Minha preocupação reside na maneira como a comunidade deve responder para prevenir e conter esse tipo de comportamento abusivo. Edmond Dantès d'un message? 22h52min de 23 de outubro de 2023 (UTC)Responder
@Conde Edmond Dantès: houve uma situação parecida com WP:IUE, onde volta e meia aparecia alguém pretendendo refutar o nazismo como extrema-direita; eu e outros editores já estávamos sem paciência até que - não me recordo se eu próprio ou outro mais arguto - simplesmente passou a reverter porque: POV não é erro... Simples, indolor e efetivo... Pararam com isso, ninguém dá ouvidos a "chenhenhém" apagado! Ou seja, não perderam mais o tempo deles, nem nós o nosso... André Koehne (discussão) 00h45min de 24 de outubro de 2023 (UTC)Responder
@André Koehne Exato. Negacionismo deve ser tratado como um tipo de vandalismo. Chronus (discussão) 14h54min de 24 de outubro de 2023 (UTC)Responder

Tentativas de golpe de estado[editar código-fonte]

Diante das novas informações divulgadas recentemente, talvez fosse interessante adicionar a sessão "Tentativas de golpe de estado" a informação de que o ex-comandante da aeronautica também se colocou contra o plano, e que o próprio general Freire Gomes ameaçou prender o ex-presidente caso ele seguisse com a tentativa de golpe.

Talvez adicionar algo como:

"Em 2024 durante depoimento do ex-comandante da Aeronautica Baptista Jr, ele re-afirmou que uma tentativa de golpe apenas não foi executada devido a não adesão de Freire Gomes, que informou que prenderia o presidente em exercicio caso ele seguisse com o plano. Batista Jr seguindo a linha de Freire Gomes se colocou contra o plano de intervenção federal"

Referência: https://www.cnnbrasil.com.br/politica/golpe-de-estado-teria-acontecido-se-freire-gomes-tivesse-aceitado-disse-ex-comandante-da-aeronautica/

LucasB010 (discussão) 02h15min de 19 de março de 2024 (UTC)Responder

Não discordo totalmente da alteração, porém é necessário colocar na nova redação um trecho contextualizando que à época as forças armadas, em especial a aeronáutica, não rechaçaram publicamente a frustrada tentativa de golpe do presidente. Jonasgamallo (discussão) 19h28min de 13 de junho de 2024 (UTC)Responder

Xiririca[editar código-fonte]

Sobre esta edição da Yone Fernandes, repito meu argumento de que não há necessidade alguma de citar um nome antigo do município em um artigo que sequer é sobre a cidade e em um texto introdutório já bastante saturado de informações. Ademais, a cidade mudou de nome para Eldorado em 1948, portanto muito antes de Bolsonaro se mudar para lá com a família. Em suma, discordo da inclusão desta informação de segunda importância (no contexto deste artigo). Chronus (discussão) 03h43min de 17 de junho de 2024 (UTC)Responder