Saltar para o conteúdo

Diferenças entre edições de "Metro"

8 bytes removidos ,  13h50min de 23 de setembro de 2020
m
Foram revertidas as edições de 2804:D4B:7F0D:7500:5511:936:4553:7E31 para a última revisão de Douglasboavista, de 18h19min de 3 de junho de 2020 (UTC)
(NA FRANÇA)
Etiquetas: Editor Visual Possível resumo indevido Revertida
m (Foram revertidas as edições de 2804:D4B:7F0D:7500:5511:936:4553:7E31 para a última revisão de Douglasboavista, de 18h19min de 3 de junho de 2020 (UTC))
Etiqueta: Reversão
A origem da palavra ''metro'' é o termo [[Língua grega|grego]] μέτρον (''metron'') que quer dizer [[medida (física)|medida]].
 
A ideia de um sistema de medidas unificado foi implementada pela primeira vez na [[França|FRANÇA]], na época da [[Revolução Francesa]]. A existência de diferentes sistemas de medidas foi uma das causas mais frequentes de litígios entre comerciantes, cidadãos e cobradores de impostos. Com o país unificado, uma moeda única e um mercado nacional também unificado, havia um forte incentivo econômico para romper com essa situação e padronizar um sistema de medidas. O problema constante não eram somente as diferentes unidades, mas, principalmente, os diferentes tamanhos das unidades. Ao invés de simplesmente padronizar o tamanho das unidades existentes, os líderes da [[Assembleia Nacional Constituinte Francesa]] decidiram que deveria ser adotado um sistema completamente novo.
 
O Governo Francês fez um pedido à [[Académie des Sciences|Academia Francesa de Ciências]] para que criasse um sistema de medidas baseadas em uma constante não arbitrária. Após esse pedido, um grupo de investigadores franceses, composto de físicos, astrônomos e agrimensores, deu início a essa tarefa, definindo assim que a unidade de comprimento '''metro''' deveria corresponder a uma determinada fração da circunferência da Terra e correspondente também a um intervalo de graus do meridiano terrestre.