Final Fantasy Crystal Chronicles: My Life as a King

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Final Fantasy Crystal Chronicles: My Life as a King
Desenvolvedora(s) Square Enix
Publicadora(s) Square Enix
Distribuidora(s) Nintendo
Designer(s) Yasuhisa Izumisawa (designer)
Toshiyuki Itahana (supervisor de arte)
Escritor(es) Motomu Toriyama
Compositor(es) Kumi Tanioka
Plataforma(s) Wii (WiiWare)
Série Final Fantasy Crystal Chronicles
Data(s) de lançamento Japão 25 de março de 2008
Estados Unidos 12 de maio de 2008
União Europeia 20 de Maio de 2008
Gênero(s) Estratégia
Modos de jogo Single player

Final Fantasy Crystal Chronicles: My Life as a King (小さな王様と約束の国 ファイナルファンタジー・クリスタルクロニクル, Chiisana Ōsama to Yakusoku no Kuni: Fainaru Fantajī Kurisutaru Kuronikuru?) é um jogo de video game desenvolvido pela Square Enix para o serviço WiiWare do Nintendo Wii. A Square Enix decidiu fazer um jogo para WiiWare que fosse de alto nível, escolhendo o gênero de simulação e um título da série Final Fantasy.

O jogo é dos estilo de construção de cidade, vivenciado no mundo do RPG de ação Final Fantasy Crystal Chronicles, sendo o terceiro título dessa série. Seguindo os eventos do primeiro jogo de Crystal Chronicles, o filho do rei que perdeu o reino durante o primeiro jogo estabelece um novo reino, no qual deve reconstruir e tornar um reinado pacífico e prosperoso.

O jogo foi um dos títulos de lançamento do serviço WiiWare em todas as regiões onde o serviço atua, sendo lançado em 25 de março de 2008 no Japão, 12 de maio de 2008 na América do Norte e América Latina, e em 20 de maio de 2008 na Europa. O jogo custa 1500 Wii Points, e ocupa o total de 287 blocos na memória interna do Wii. As análises do jogo, feitas por sites e revistas especializadas foram por maioria positivas.

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • King Leo: É o personagem controlado pelo jogador. Ganha o reinado, que terá de reconstruir com a ajuda de seus amigos.
  • Chime: É o assistente do rei, que pode ser acionado durante qualquer momento do jogo para o esclarecimento de dúvidas.
  • Hugh Yurg: É o cozinheiro do rei e o comandante das armas, cuida dos guerreiros do reinado.
  • Pavlov: É um peguim, pode ser acionado para conseguir informações sobre as diversas masmorras
  • King Epitav: O pai do rei
  • The Dark Lord: O antagonista principal do jogo, chefe do calabouço
  • Moogle Brothers: Fornecem informações sobre alguns pontos do jogo
  • Stiltzkin: Um viajante que narra os acontecimentos do passado.

Conteúdo adicional[editar | editar código-fonte]

A Square Enix anunciou que o jogo teria conteúdo adicional para download, como níveis, novos objetos e novos persongens. Segue uma tabela com o conteúdo disponibilizado, os preços e o espaço ocupado na memória interna:

Conteúdo Custo (Wii Points) Espaço ocupado (Bloco)
Dungeon pack 300 WP 1 bloco
Triple race pack 800 WP 2 blocos
Casa Lilty 300 WP 1 bloco
Casa Selkie 300 WP 1 bloco
Casa Yukie 300 WP 1 bloco
Nova roupa real 100 WP 3 blocos
Nova roupa do escrivão 100 WP 3 blocos
Casa Luxuosa 100 WP 1 bloco
Casket Sagrado 200 WP 1 bloco

Raças[editar | editar código-fonte]

As raças são as mesmas presente na série Final Fantasy Crystal Chronicles.

  • Clavat
  • Selkie
  • Lilty
  • Yuke
  • Mog

Controles[editar | editar código-fonte]

Os jogadores dispõe de 4 sistemas de controle diferentes: O Wii Remote utilizado separadamente, Wii Remote + Nunchuck, o controle do GameCube ou o Classic Controller.

Everyone's Kingdom[editar | editar código-fonte]

Em 20 de maio de 2008, é lançado um jogo online via browser: Final Fantasy Crystal Chronicles: My Life as a King - Everyone's Kingdom no site para membros cadastrados da Square Enix na América do Norte. O jogo é como um adicional ao My Life as a King, os jogadores tomam o papel de cidadãos, encorajando o crescimento do reino (aumentando o nível de casas para desbloquear adicionais).

Recepção[editar | editar código-fonte]

Final Fantasy Crystal Chronicles: My Life as a King recebeu por maioria boas avaliações. A IGN fez a análise do jogo junto ao lançamento japones, o site delarou que a qualidade do jogo era impressionante, citando como "um bom inicio" para o serviço WiiWare da Nintendo.[1] No lançamento da versão americana, o site avaliou a jogabilidade do jogo como repetitiva, e que seria um versão de Final Fantasy na qual os jogadores não se aventuram fora de casa. O site 1UP.com comparou o jogo a Animal Crossing, mais com um toque de RPG.[2] Outras análises elogiaram as músicas do jogo como boa, e alguns reclamaram do fato de que o jogo não roda no modo progressive scan.

O site WiiWare World deu ao jogo nota 9 de 10, citando que "É o título mais ambicioso presente no WiiWare".[3] Mike Smith da Yahoo! Games comentou que o jogo era viciante, dizendo que "Final Fantasy Crystal Chronicles: My Life as a King é mais difícil de se livrar do que cocaína".[4]

Notas[editar | editar código-fonte]

Avaliações dadas ao jogo por sites especializados:

  • 1UP.com :B+
  • Edge:7 de 10
  • GamePro:4.5 de 5
  • GameSpot:5.0 de 10
  • IGN:7.5 de 10
  • RPGFan:84 de 100

Referências

  1. Tanaka, John (25 de março de 2008). «Final Fantasy Crystal Chronicles Hands-On». IGN. Consultado em 1 de abril de 2008. 
  2. Mielke, James (12 de maio, 2008). Final Fantasy Crystal Chronicles: My Life as a King Review. 1UP.com. Visitado novamente em 16 de maio, 2008.
  3. Dillard, Corbie (May 14, 2008). Final Fantasy Crystal Chronicles: My Life as a King (WiiWare) Review. WiiWare World. Retrieved on May 18, 2008.
  4. Smith, Mike (May 29, 2008). Wii Ware: Is This Nintendo's First Blunder?. Retrieved on May 28, 2008.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]