Fluminense Futebol Clube (Joinville)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fluminense de Joinville
Fluminensedejoinville.png
Nome Fluminense Futebol Clube (Joinville)
Alcunhas Fluminense do Itaum
Fundação 24 de outubro de 1948 (71 anos)
Capacidade 17.545 espectadores
Localização Joinville, SC
Presidente Anelisio Machado
Treinador Valmir Israel
Material (d)esportivo Kminski Sports
Competição Campeonato Catarinense
Copa Santa Catarina
Website Fluminense de Joinville
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

Fluminense Futebol Clube, mais conhecido como Fluminense de Joinville, ou ainda Fluminense do Itaum é um clube de futebol brasileiro sediado na cidade de Joinville, em Santa Catarina. Já disputou a divisão principal do campeonato catarinense em 1960,[1] mas atualmente disputa a Série B do Campeonato Catarinense.[2][3] O presidente do clube é Anelisio Machado e foi fundado em 24 de outubro de 1948, tendo suas cores o grená, verde e branco. Realiza suas partidas como mandante no estádio "Caldeirão do Itaum".

Historia[editar | editar código-fonte]

O Fluminense Futebol Clube, do bairro Itaum de Joinville/SC,  ou simplesmente “Fluminense do Itaum”, foi fundado em 24 de outubro de 1948, num terreno na rua Voluntários da Pátria, próximo á Igreja São Judas Tadeu e surgiu para substituir os pequeninos São Paulinho F.C. e Estrela F.C.

A escolha do seu nome inicialmente foi motivo de discórdia, já que a turma dividia-se entre botafoguenses e tricolores. Para encerrar maiores discussões, foi feita uma votação, onde prevaleceu a sugestão dos tricolores.

Foram seus fundadores: Arno Wersdoefer, Egon Giesel, Nelson Brandão, Antonio Pereira, Osvaldo Moreira, Adalcino Pereira, Gercino Rodrigues, Gustavo Jony Batista, José Lino da Silva, Carlos Klug, Francisco Ramos e Antonio Anésio da Silva.

Primeiros Jogos[editar | editar código-fonte]

O primeiro adversário do Fluminense foi o obscuro Esporte Clube Brasil, que acabou goleado por 7×1, sendo quatro dos gols marcados por Brandão.

O primeiro grande rival do Fluminense foi o Almirante Futebol Clube, também sediado no bairro Itaum, e que mais tarde daria origem à atual S.E.R.C. Tamandaré F.C.

OS PRIMEIROS CAMPEONATOS OFICIAIS

Entre 1948 e 1951, o Fluminense limitou-se a disputar jogos amistosos e festivais esportivos nos diversos campos espalhados pela cidade.

Em 1952 filiou-se à Liga Joinvillense de Futebol e disputou o Campeonato da 3ª Divisão de Amadores da Cidade, ficando com o vice-campeonato ao perder o título para o Cometa F.C.

Em 1953 foi novamente vice-campeão da Terceirinha, desta vez perdendo o título para o Boa Vista F.C.

Em 1954, o tricolor voltou a dedicar-se aos jogos amistosos e aos animados festivais esportivos e ‘torneios do porco’, que eram bem mais animados que os campeonatos oficiais.

Em 1957 voltou às competições da Liga Joinvillense de Futebol, jogando a 2ª Divisão de Amadores, que, devido a extinção da 3ª Divisão, contava sempre com muitos clubes na disputa. Na edição deste ano, além do Fluminense, tomaram parte o Santos, Estrela da Vila Baumer, Sulista, Aviação, Aventureiro, Prefeitura, Arsenal, Internacional, União Boa Vista e Almirante.

Após fazer um turno apenas razoável, o Fluminense recuperou-se no returno e liderou a classificação até a penúltima rodada, quando foi ultrapassado pelo  Santos que acabou sendo o campeão.

O time-base do tricolor neste campeonato foi: Caranga, Helio e Marino; Adalcino, Chelo e Osmar; Bia, Milton Fumo, Daniel, Nezinho e Lôlo.

O Salão do Fluminense[editar | editar código-fonte]

Neste ano o clube também começou a construção de sua sede social, localizada no início da rua Monsenhor Gercino e para viabiliza-la, realizou diversos festivais e rifas que renderam um bom dinheiro aos seus cofres. Esta sede que ficou mais conhecida como ‘Salão do Fluminense’ foi durante duas décadas o principal ponto de encontro dos jovens do Itaum, que na pacata e germânica Joinville dos anos 1960 e 1970, era tido como o bairro da turma da pesada, do samba e da boemia.

Caldeirão do Itaum[editar | editar código-fonte]

Sem poder competir em condições de igualdade com os times de fabrica nos campeonatos oficiais da Liga, o Fluminense vislumbrou o futuro e ao invés de investir em futebol, á partir de 1978 deu início ás obras de construção de seu primeiro estádio próprio.

O terreno onde seria construído o estádio pertencia á Prefeitura Municipal que o concedeu ao clube através de um Termo de Permissão de Uso. A área era extensa e com uma localização privilegiada, no final da rua Florianópolis, uma das principais vias do bairro.Aproveitando o relevo do terreno, o clube fez verdadeiramente um estádio de futebol, com arquibancadas e tudo mais, um luxo que poucos clubes do futebol amador local podem se orgulhar.

Devido aos recursos limitados, a obra prolongou-se por quatro anos até que em 22 de Agosto de 1982 o Caldeirão do Itaum, nome pelo qual o Estádio é conhecido até hoje, foi solenemente inaugurado com um torneio quadrangular sênior vencido pelo Caxias.

Foi um dia de grande orgulho para o bairro e para o presidente do clube, João Gaspar da Rosa, que estava desde 1976 no cargo e foi o grande empreendedor deste sonho tricolor, não á toa, até hoje o clube também é conhecido como o ‘Fluminense do João Gaspar’.

Com o passar dos anos, foram anexados ao estádio uma churrascaria e um centro de educação infantil, que passaram a auxiliar nas receitas do clube, que desde o início da década de 1990 já não contava mais com o seu salão.

Volta ao profissional[editar | editar código-fonte]

Em 2014 o Fluminense voltou a jogar profissionalmente para a disputa da terceira divisão, o clube surpreendeu ao tirar da aposentadoria o goleiro Sílvio, ex-atleta de Joinville e Grêmio, que havia encerrado sua carreira pelo Marcílio Dias.[4] Em 2014 o Fluminense foi eliminado na primeira fase ficando em quinto lugar de sete clubes na classificação geral. Em 2015 ficou em quinto lugar dessa vez de oito clubes. Em 2016 o time disputa a terceirona com outros 5 times, faturou o primeiro turno invicto, enquanto o Itajaí venceu o returno. Na decisão o Flu terminou como vice.

Jogos do Fluminense no catarinense 2016[editar | editar código-fonte]

Jogos da Serie C do catarinense[5]

12 de junho de 2016 - Dom / 15:30 Maga 0 X 2 Fluminense
Estádio: Botafogo / Jaraguá do Sul
19 de junho de 2016 - Dom / 10:00 Fluminense 2 X 0 Imbituba
Estádio: Arena / Joinville
25 de junho de 2016 - Sáb / 15:00 Santa Catarina 0 X 2 Fluminense
Estádio: ANTONIO AMADEU MOISÉS / Paulo Lopes
3 de julho de 2016 - Dom / 10:00 Fluminense 3 X 2 Itajai
Estádio: BOTAFOGO / Jaraguá do Sul
13 de julho de 2016 - Qua / 15:30 Curitibanos 0 X 3 Fluminense
Estádio: Emília Mendes Rodrigues / IMBITUBA
17 de julho de 2016 - Dom / 10:00 Fluminense 2 X 1 Maga
Estádio: CALDEIRÃO DO ITAUM / Joinville
24 de julho de 2016 - Dom / 15:30 Imbituba 0 X 0 Fluminense
Estádio: Emilia Mendes Rodrigues / Imbituba
CANCELADO O Santa Catarina foi eliminado

por 3 W.O's no campeonato

Fluminense X Santa Catarina
Estádio: Arena / Joinville
7 de agosto de 2016 - Dom / 15:30 Itajai 1 X 1 Fluminense
Estádio: DOUTOR HERCÍLIO LUZ / Itajaí
14 de agosto de 2016 - Dom / 15:30 Fluminense X Curitibanos
Estádio: Caldeirão do Itaum / Joinville
Finais[editar | editar código-fonte]
21 de agosto de 2016 - Dom / 15:30 C.A.Itajai 6 x 2 Fluminense
Estádio Camilo Mussi
Fluminense de Joinville Vice-Campeão 2016 Catarinense série c
28 de agosto de 2016 - Dom / 15:30 Fluminense 3 x 1 C.A.Itajai
Estádio: Caldeirão do Itaum

O Tricolor do Itaum ficou com o vice da série C do Catarinense 2016, porém o Itajaí pediu licença a FCF e o Fluminense disputou a Série B do Catarinense 2017

Campeonato Catarinense série B 2018 - Campanha de destaque

O Fluminense terminou a primeira fase do estadual com 9 vitórias, 4 empates e 5 derrotas, terminando assim no G-4 e classificando para as semi-finais onde o adversário foi o Marcílio Dias, no primeiro jogo em Joinville, o tricolor sofreu uma dura derrota por 3 a 1 de virada, no jogo de volta em Itajaí, empate em 2 a 2 classificou o marinheiro para a final e consequentemente o acesso a primeira divisão do estadual ao lado do Metropolitano.

Campeonato Catarinense série B 2019 - A nova caminhada

Estreou com vitória em casa sobre o Blumenau por 2 a 0.

Referencias

http://www.rsssfbrasil.com/tablessz/sc1960.htm http://www.portaljoinville.com.br/v4/esportes/2014/07/fluminense-do-itaum-jogara-na-arena http://www.fcf.com.br/apito-inicial-para-no-catarinense-serie-c/ http://ndonline.com.br/joinville/esportes/182213-goleiro-de-49-anos-e-uma-das-primeiras-contratacoes-do-fluminense-do-itaum.html http://www.fcf.com.br/categoria/noticias/catarinense-serie-c/

  1. «Campeonato Catarinense 1960». RSSSF Brazil. Consultado em 7 de outubro de 2014 
  2. «Fluminense do Itaum jogará na Arena». Portal Joinville. 29 de julho de 2014. Consultado em 7 de outubro de 2014 
  3. «Apito inicial para no Catarinense Série C». FCF. 29 de agosto de 2014. Consultado em 7 de outubro de 2014 
  4. Lucas Reschke Pavin (11 de julho de 2014). «Goleiro de 49 anos é uma das primeiras contratações do Fluminense». Notícias do Dia 
  5. «Catarinense Série C | O Site Oficial do Futebol Catarinense». www.fcf.com.br. Consultado em 31 de julho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.