Karel Čapek

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Karel Čapek
Nascimento 9 de janeiro de 1890
Malé Svatoňovice
Morte 25 de dezembro de 1938 (48 anos)
Praga
Sepultamento Cemitério Vyšehrad
Cidadania Tchecoslováquia
Etnia Tchecos
Progenitores Pai:Antonín Čapek
Cônjuge Olga Scheinpflugová
Irmão(s) Josef Čapek
Alma mater Universidade Humboldt de Berlim
Ocupação tradutor, romancista, realizador, fotógrafo, dramaturgo, jornalista, escritor de ficção científica, escritor de literatura infantil, escritor
Prêmios Ordem de Tomáš Garrigue Masaryk, 1.ª classe
Magnum opus A Guerra das Salamandras, R.U.R.
Causa da morte pneumonia
Assinatura
Karel Capek signature.svg

Karel Čapek ([ˈkarɛl ˈtʃapɛk] ouvir ? · ficheiro, Malé Svatoňovice, 9 de Janeiro de 1890Praga, 25 de Dezembro de 1938) foi um escritor checo. Foi o divulgador da palavra Robot criada, segundo ele próprio, por seu irmão Josef Čapek.[1]

História[editar | editar código-fonte]

poster da peça R.U.R.
Irmãos Čapek em 1927: Josef (de pé) e Karel (sentado).

Em 1920, Capek escreveu a peça de teatro R.U.R. iniciais de Rosumovi Univerzální Roboti ("Robôs Universais Rossum"). A peça conta a história de um cientista brilhante, chamado Rossum, que desenvolve uma substância química similar ao protoplasma. Ele utiliza essa substância para construção de humanoides (robôs), com o intuito de que estes sejam obedientes e realizem todo o trabalho físico. No Brasil a peça foi lançada pela editora Hedra com o título A Fábrica de Robôs.[2]

R.U.R trouxe para a ficção científica a palavra "Robô", a partir de robota, que, em sua língua e em outras línguas eslavas, pode significar trabalho forçado, exercido de forma compulsória ou trabalho escravo.[3] Em dúvida sobre como nomear os "trabalhadores artificiais" de sua peça, Karel Čapek imaginou denominá-los labori (do latim, labor = "trabalho") mas, decidiu chamá-los de "Robôs", nome sugerido por seu irmão, Josef Čapek (1887-1945).[4]

Outras de obras suas são A Guerra das Salamandras, espécie de fábula acerca da descoberta de uma espécie de salamandras dotadas de elevada inteligência e que são escravizadas pelos humanos, numa visão extremamente crítica do capitalismo, da ciência e de diversos aspectos do mundo contemporâneo. Suas "Histórias Apócrifas" são uma série de contos baseados em fatos reais ou pretensamente reais, mas nos quais o autor inventa e insere "variantes" bastante irônicas, tal como num dos contos, no qual um padeiro de Jerusalém conversava com um amigo, dizendo que estava atraído pelos ensinamentos do rabi Jesus, mas que tinha desistido de tal atitude, após descobrir que o rabi teria algo contra os padeiros, uma vez que teria promovido o milagre da multiplicação dos pães e peixes e criado grande prejuízo para todos os padeiros.

Čapek também praticou literatura infantil, com "Dachenca: a história de uma cachorrinha", que narra carinhosamente a história de uma pequena cadela Fox Terrier, chamada Dachenca. A história é muito bem humorada e inteligente, além de ser enriquecida com desenhos da cachorrinha, feitos pelo próprio autor.

Em 22 de Agosto de 1969, o astrônomo tcheco Luboš Kohoutek descobriu um asteroide e, em homenagem ao escritor, batizou-o 1931 Capek.[5]

Referências

  1. Hilmar-Jezek, Kytka (22 de junho de 2016). «Josef Čapek – Artist and Inventor of Robot». Tresbohemes.com (em inglês). Consultado em 3 de julho de 2020 
  2. Bráulio Tavares (30 de dezembro de 2011). «Livro explora novos rumos na ficção científica». Folha de S.Paulo 
  3. Alan David Kaye, Richard D. Urman (17 de agosto de 2017). «Perioperative Management in Robotic Surgery». Cambridge University Press, (em inglês). Consultado em 3 de julho de 2020 
  4. «Who did invent the word "robot" and what does it mean?». Adelaide Robotics Academy (em inglês). Consultado em 4 de julho de 2020 
  5. Peebles, Curtis (26 de abril de 2016). «Asteroids: A History». Smithsonian Institution (Google Livros) (em inglês). Consultado em 4 de julho de 2020 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • A Guerra das Salamandras. Rio de Janeiro: Editora Record, 2011.
  • Dachenca: a história de uma cachorrinha. Belo Horizonte: Veredas, 2003.
  • Histórias Apócrifas. São Paulo: Ed. 34, 1994.
  • PRECLÍK, Vratislav. Masaryk a legie (Masaryk and legions), váz. kniha, 219 str., vydalo nakladatelství Paris Karviná, Žižkova 2379 (734 01 Karviná, CZ) ve spolupráci s Masarykovým demokratickým hnutím (Masaryk Democratic Movement, Prague), 2019, ISBN 978-80-87173-47-3, pp. 5 - 16, 17 - 25, 33 - 45, 70 – 96, 100- 140, 159 – 184, 187 - 199
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Karel Čapek
Ícone de esboço Este(a) artigo sobre um(a) escritor(a) de ficção científica e fantasia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.