Marcelo Delaroli

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marcelo Delaroli
Marcelo Delaroli em pronunciamento na Câmara dos Deputados do Brasil.
Deputado federal pelo Rio de Janeiro
Período 2 de janeiro de 2017[1]
até 31 de janeiro de 2019
Dados pessoais
Nome completo Marcelo Jandre Delaroli
Nascimento 10 de julho de 1980 (40 anos)
São Gonçalo, RJ
Nacionalidade brasileiro
Progenitores Mãe: Iêda Maria Marins Jandre Delaroli
Pai: José Delaroli
Alma mater Universidade Salgado de Oliveira
Partido PSC (2007-2009)
DEM (2009-2013)
PR (2013-2016)
DEM (2016)
PL (2016-presente)
Religião Evangelicalismo[2]
Profissão Dentista
Político
Website [1]

Marcelo Jandre Delaroli (São Gonçalo, 10 de julho de 1980)[3] é um dentista e político brasileiro. Filiado ao Partido Liberal (PL), possui base eleitoral no município de Maricá. Desde janeiro de 2019 está lotado na Casa Civil, onde possui a função de fazer a interlocução de estados e municípios com o Governo Federal e de acompanhar as comissões e as votações na Câmara dos Deputados do Brasil.[4][5]

Evangélico e formado em odontologia, Marcelo Delaroli é filho do militar, advogado e ex-vereador maricaense José Delaroli e da pedagoga Iêda Maria Marins Jandre Delaroli.[2] Foi candidato a prefeito de Maricá, cidade onde cresceu, em três pleitos: em 2008, pelo PSC, tendo sido o 3º colocado;[2] em 2012, dessa vez pelo PR, ocasião em que obteve 23.703 votos;[6] e em 2016, novamente pelo Partido da República, cujo registro de candidatura fora inicialmente indeferido pelo TRE-RJ e posteriormente legitimado pelo TSE.[7][8]

Nas eleições de 2014, Marcelo Delaroli foi candidato a deputado federal pelo Partido da República (PR). Obteve 33.743 votos, resultado que o tornou suplente pela coligação PR/PROS.[9] Tomou posse como deputado federal pelo Rio de Janeiro no dia 2 de janeiro de 2017, substituindo Dr. João, eleito prefeito de São João de Meriti.[10][1] Ocupou uma das cadeiras da Câmara dos Deputados do Brasil até 31 de janeiro de 2019.

Nas eleições de 2018, Delaroli foi candidato a vice-governador do Rio de Janeiro na chapa do senador Romário (PODE). A aliança entre o Partido da República e o Podemos foi selada no dia 3 de agosto de 2018 entre Romário e o presidente do PR-RJ, Altineu Côrtes.[11] Anteriormente, Marcelo Delaroli era cogitado como vice na chapa do ex-prefeito carioca Eduardo Paes (DEM) e como candidato a governador com o apoio do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL).[12][13] No 1º turno, Romário obteve 664.511 votos (8,70% do total de votos válidos), ficando de fora do segundo turno e não se elegendo ao cargo disputado.[14]

Nas eleições municipais de 2020, foi eleito prefeito de Itaboraí com 39,30%, o que representou 42.025 votos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Marcelo Delaroli assume o cargo de Deputado Federal». Maricá Info. 2 de janeiro de 2017. Consultado em 25 de maio de 2018 
  2. a b c «Conheça Marcelo». Site Oficial de Marcelo Delaroli. Consultado em 25 de maio de 2018 
  3. «Marcelo Delaroli 25 DEM (Prefeito) Maricá - Guia Eleições 2016». Gazeta do Povo. Consultado em 25 de maio de 2018 
  4. Seara, Berenice (30 de dezembro de 2018). «Ex-deputados farão interlocução de Bolsonaro com estados e municípios». Extra. Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  5. Costa, Rodolfo (16 de dezembro de 2018). «Os homens do presidente: equipe de transição conversa com eleitos regionais». Correio Braziliense. Consultado em 30 de janeiro de 2019 
  6. «Maricá/RJ: Apuração de votos e candidatos eleitos (1º turno) - UOL Eleições 2012». UOL. Consultado em 25 de maio de 2018 
  7. «TRE-RJ indefere candidatura de Marcelo Delaroli (DEM) para prefeito de Maricá». TRE-RJ. 22 de setembro de 2016. Consultado em 25 de maio de 2018 
  8. «Maricá: Marcelo Delaroli ganha no TSE e tem votos validados». Maricá Info. 4 de novembro de 2016. Consultado em 25 de maio de 2018 
  9. «MARCELO DELAROLI (PR): Candidato a DEPUTADO FEDERAL, número 2266, eleições 2014 (Fonte: TSE)». UOL. Consultado em 25 de maio de 2018 
  10. Calgaro, Fernanda; Garcia, Gustavo (2 de janeiro de 2017). «Câmara dá posse a oito suplentes como novos deputados federais». G1. Consultado em 25 de maio de 2018 
  11. Cappelli, Paulo (3 de agosto de 2018). «Romário 'rouba' vice de Eduardo Paes». O Dia. Consultado em 3 de agosto de 2018 
  12. Seara, Berenice (20 de julho de 2018). «PR emplaca Marcelo Delaroli como vice na chapa de Eduardo Paes (DEM)». Extra. Consultado em 3 de agosto de 2018 
  13. «Jair Bolsonaro estuda apoiar candidatura de ex-PM para o governo do Rio». O Globo. 19 de maio de 2018. Consultado em 3 de agosto de 2018 
  14. «Wilson Witzel (PSC) e Eduardo Paes (DEM) disputam 2º turno no Rio de Janeiro». Gazeta do Povo. 7 de outubro de 2018. Consultado em 17 de dezembro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Marcelo Delaroli