Prisionera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Prisionera
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
País de origem Estados Unidos
Idioma original espanhol
Produção
Diretor(es) Leonardo Aranguibel
Produtor(es) Aurelio Valcarcel Carrol
Elenco Gabriela Spanic
Mauricio Islas
Gabriel Porras
Zully Montero
Diana Quijano
Génesis Rodríguez
ver mais
Tema de abertura "Prisionera", por Pilar Montenegro
Exibição
Emissora de televisão original Telemundo
Transmissão original 10 de março de 20046 de dezembro de 2004
N.º de episódios 180

Prisionera é uma telenovela estadunidense produzida e exibida pela Telemundo entre 10 de março e 6 de dezembro de 2004[1].

Se trata de um remake da novela venezuelana María Fernanda, produzida pela Venevisión em 1981.

Foi protagonizada por Gabriela Spanic, Mauricio Islas e Gabriel Porras e antagonizada por Diana Quijano, Daniel Lugo, Gabriela Roel, Yina Vélez, Alejandro Chabán e Carlos Caballero.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Guadalupe Santos é uma menina linda que é condenada à prisão depois de ter sido condenada por ter matado o homem que a estuprou. Enquanto está na prisão, Guadalupe dá à luz uma menina, um produto dessa violação e, devido à situação dela, ela a entrega à irmã mais velha para que ela possa cuidar dela até conseguir liberdade. Na prisão, eu tinha um amigo chamado Nacha. Quinze anos depois, Guadalupe recebe um perdão por seu bom comportamento, mas antes de ser executada, ela é forçada a escapar. Durante a fuga, Guadalupe cruza a fronteira do México com os Estados Unidos, onde conhece Daniel Moncada, que a resgatou durante sua fuga da polícia e com quem tem uma paixão à primeira vista. A partir desse momento, Guadalupe e Daniel embarcam em uma aventura cheia de situações engraçadas, adversas, perigosas e dramáticas. Ambos se apaixonarão loucamente,

Este amor entre Guadalupe e Daniel envolveu outros fatores que complicarão a vida dos protagonistas, como a presença de Rosalía romina alvarez de Moncada, a mãe de Daniel que está convencida da culpa de Guadalupe quanto à morte de seu filho Ernesto, que é o homem que a estuprou quando era uma menina. Há também a presença de Lucero Ríobueno, também chamado Lulú, que é a referida viúva. E para superar isso, Milagros, a irmã de Guadalupe, reluta em deixar Libertad e contar a verdade sobre sua mãe real, o que motivará Guadalupe a tomar suas garras e enfrentar o mundo para provar sua inocência e recuperá-la filha

Esta é a história do amor de uma mãe disposta a fazer qualquer coisa para ganhar o amor de sua filha. O amor de uma mulher capaz de desafiar o destino para o homem que ama.

Produção[editar | editar código-fonte]

Durante as gravações da novela, o ator Mauricio Islas teve fortes problemas envolvendo a atriz Génesis Rodríguez, onde ele foi acusado de estuprá-la[2]. Este fato fez com que o ator fosse parar na prisão por alguns dias. Mediante o escândalo, a direção da novela decidiu demitir Maurício. Gabriel Porras foi o ator escolhido para substituir Mauricio Islas. Ele entrou na trama levando o mesmo nome[3].

Elenco[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Prisionera, telenovela». Las Noticias Mexico. Consultado em 20 de agosto de 2013 
  2. «Acusan a actor mexicano de violar a la hija del "Puma" Rodríguez». Infobae. 17 de agosto de 2004. Consultado em 9 de janeiro de 2018 
  3. «Gabriel Porras será el sustituto de Mauricio Islas en Prisionera». Crônica. 19 de agosto de 2004. Consultado em 9 de janeiro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]