Malawi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de República do Malawi)
Ir para: navegação, pesquisa
Dziko la Malaŵi (nianja)
Republic of Malawi (inglês)

República do Malawi[1]
Bandeira do Malawi
Brasão de armas do Malawi
Bandeira Brasão de armas
Lema: "Unity and Freedom"
("Unidade e Liberdade")
Hino nacional: "Mlungu dalitsani Malawi" ("Deus proteja o Malawi")
Gentílico: Malawiano(a), malauiano(a), malaviano(a)

Localização  República do Maláui

Capital Lilongwe
13° 59' S 33° 47' E
Cidade mais populosa Lilongwe
Língua oficial Chichewa e inglês
Governo República presidencialista
 - Presidente Peter Mutharika
 - Vice-presidente Saulos Chilima
Independência do Reino Unido 
 - Data 6 de julho de 1964 
Área  
 - Total 118 484 km² (97.º)
 - Água (%) 20,6
 Fronteira Tanzânia (N e E), Moçambique (E, S e W), e Zâmbia (W)
População  
 - Estimativa de 2008 13 931 831 hab. (66.º)
 - Densidade 102 hab./km² (72.º)
PIB (base PPC) Estimativa de 2007
 - Total US$ : 10,470 bilhões (138.º)
 - Per capita US$ : 785 (168.º)
IDH (2013) 0,414 (174.º) – baixo[2]
Gini (2004) 39,0[3]
Moeda Kwacha malawiana (MWK)
Fuso horário (UTC+2)
 - Verão (DST) não observado (UTC+2)
Clima Tropical
Org. internacionais ONU, UA, SADC, Comunidade das Nações
Cód. ISO MWI
Cód. Internet .mw
Cód. telef. +265
Website governamental http://www.malawi.gov.mw/

Mapa  República do Maláui

O Maláui[4] [5] [6] [7] [8] [9] [10] [11] [12] , Malaui[13] [14] [15] , Malávi[16] , Malavi[14] ou Malawi[17] (do cinyanja Malaŵi, "o sol nascente")[18] [14] , oficialmente República do Malawi,[19] [20] é um país da África Oriental, limitado a norte e a leste pela Tanzânia, a leste, sul e oeste por Moçambique e a oeste pela Zâmbia. Capital: Lilongwe. Parte da região oriental do país é banhada pelo Lago Niassa, que na língua inglesa é conhecido como Lake Malawi.

Desde sua independência do Reino Unido em 1964, o Malawi é oficialmente uma república presidencial multipartidária e democracia representativa, em que o chefe de estado e de governo é ou pode ser, de acordo com a constituição, o presidente[21] .

O Malawi possui como maior cidade e também capital a cidade de Lilongwe, que abriga um aeroporto internacional e o museu de Kamuzu, um importante destino turístico do país. A capital Lilongwe é uma região de forte polo industrial nas áreas de agricultura e o turismo, e em menor escala a pecuária[22] .

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Desde o tempo colonial que este território é conhecido por nomes relacionados com o grande lago que o limita a oriente. Os ingleses chamaram-lhe Niassaland do nome por que era conhecido o lago naquele tempo: lago Niassa. Após a independência, o novo país adota o nome de Malaŵi e com este nome rebatiza o lago. Esta palavra significa, em língua cinyanja, o nascer do sol, tal como está representado na bandeira, uma vez que, para os malawianos, é sobre o lago que nasce o sol.

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro contato significativo com o mundo europeu foi a chegada de David Livingstone à margem norte do lago Malawi (lago Niassa) em 1859 e o subsequente estabelecimento de missões da igreja presbiteriana escocesa. Em 1891, estabeleceu-se o Protetorado Britânico da África Central, transformado em 1907 no Protetorado de Niassalândia. Em 1953 o governo britânico criou a Federação da Rodésia e Niassalândia, ou Federação Centro-Africana, que compreendia os territórios hoje referentes ao Malawi, Zâmbia, então Rodésia do Norte, e Zimbábue, então Rodésia do Sul. Em novembro de 1962, o governo britânico concordou em conceder à Niassalândia autonomia a partir do ano seguinte, o que marcou o fim da Federação, em 31 de dezembro de 1963, o Malawi tornou-se um membro inteiramente independente da Commonwealth em 6 de julho de 1964.

Dois anos mais tarde, torna-se uma república, ao mesmo tempo que Hastings Kamuzu Banda é eleito presidente sob uma constituição que permitia a existência apenas de um partido (Partido do Congresso do Malawi - MCP), o que conduziu, em 1971, à reeleição de Banda como presidente vitalício.

Em 1993, Banda perdeu o título de presidente vitalício, o que abriu as portas à realização das primeiras eleições multipartidárias a 17 de Maio de 1994, cujos resultados deram uma vitória escassa ao principal partido da oposição, a Frente de União Democrática, liderado por Bakili Muluzi.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Paisagem típica de Malawi.

O Malawi é um país encravado do sudeste da África. Alongado e estreito, tem 837 km de norte a sul e largura de 8 a 160 km, com 118  484 km2. Limita-se com a Tanzânia ao norte, Moçambique a sudeste, leste e sul, e com a Zâmbia a oeste. Situa-se entre as latitudes e 18° S, e as longitudes 32° e 36° E.

O traço mais marcante da sua geografia é o lago Malawi ou Niassa, terceiro mais extenso de África, que ocupa cerca de um quarto do país, com aproximadamente 31 000 km², dividindo-o com Moçambique e fazendo a fronteira com a Tanzânia.

O relevo varia entre as planícies do rio Shire, que origina-se no Lago Niassa e deságua no rio Zambezi, já em território moçambicano, e planaltos desde a fronteira ocidental com a Zâmbia às proximidades da margem ocidental do Lago Niassa. Uma cadeia montanhosa estende-se de norte ao centro-oeste do país, com elevações entre 1000 e 2000 metros, que correspondem as montanhas que seguem o Vale do Rift da África Oriental. Na porção sudeste do país, a leste do vale do rio Shire, ergue-se o maciço de Mulanje (também pertencente às cadeias marginais do Vale do Rift) com o pico Sapitwa que, com 3002 m. de altitude, é o ponto mais elevado do país.

O clima é tropical na região central até o norte, com uma temperatura média anual de 30 °C, e mais ameno (clima temperado) ao sul, sob influência das correntes de ar frio (no inverno) do sul do continente africano, com estações do ano mais bem definidas que o centro-norte do país.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Cidades mais populosas[editar | editar código-fonte]

Política[editar | editar código-fonte]

Desde 1975 a capital do Malawi é Lilongwe, que é também a maior cidade do país, desde sua independência do Reino Unido, em 6 de julho de 1964, o Malawi é uma república presidencialista democrática representativa, o Malawi possui um sistema multipartidário, desde 1994, o chefe de estado e de governo é o presidente da república[21] [23]

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Distritos de Malawi, com a capital, Lilongwe, marcada em vermelho. Em azul o Lago Niassa.

Região Central


Região Norte


Região Sul


Economia[editar | editar código-fonte]

De acordo com o relatório de 2005 do FMI, o Malawi era o país mais pobre do mundo. As principais atividades económicas são a agricultura e o turismo[22] , o principal centro econômico do país é a capital[22] .

Cultura[editar | editar código-fonte]

Tocador de xilofone malawiano
Feriados
Data Nome em português Nome local Observações

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Embaixada da República do Malawi no Brasil
  2. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD): Human Development Report 2014 (em inglês) (24 de julho de 2014). Visitado em 3 de agosto de 2014.
  3. CIA World Factbook, Lista de Países por Coeficiente de Gini ((em inglês)).
  4. Ministério das Relações Exteriores (Brasil).
  5. Guia de Redação da União Europeia (versão de janeiro de 2015).
  6. Dicionário Priberam.
  7. Dicionário Aulete.
  8. Serviço das Publicações da União Europeia. Anexo A5: Lista dos Estados, territórios e moedas Código de Redacção Interinstitucional. Visitado em 1 de maio de 2012.
  9. Ramilo, Maria Celeste; Ciberdúvidas da Língua Portuguesa – A tradução de nomes sem recurso a k, w e y
  10. Peixoto da Fonseca, F. V.; Ciberdúvidas da Língua Portuguesa – O zulo
  11. Macedo, Vítor. (Primavera de 2013). "Lista de capitais do Código de Redação Interinstitucional". A Folha — Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias (n.º 41): 11; 13; 15. Sítio web da Direcção-Geral da Tradução da Comissão Europeia no portal da União Europeia. ISSN 1830-7809. Visitado em 23 de maio de 2013.
  12. Dicionário Aurélio Séc. XXI
  13. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa
  14. a b c Tavares Louro, A.; Sobre os adjetivos pátrios
  15. Lusa, Agência de Notícias de Portugal. Prontuário Lusa. Visitado em 10 de outubro de 2012.
  16. Malávi, no Novo Prontuário Ortográfico Plátano Editora
  17. Página do www.ibge.gov.br
  18. Arim, Eva; Ciberdúvidas da Língua Portuguesa – Pronúncia de Malawi
  19. ONU pede mais apoio internacional ao Malawi devido às inundações
  20. Agência Brasil Malawi
  21. a b 2008 Ibrahim Index of African Governance Mo Ibrahim Foundation (2008-10-06). Visitado em 2010-09-23.
  22. a b c The World Factbook
  23. Country Brief – Malawi The World Bank (September 2008). Visitado em 2009-01-03.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Flag-map of Malawi.svg Malawi
História • Política • Subdivisões • Geografia • Economia • Demografia • Cultura • Turismo • Portal • Imagens