Resultados da fase final da Copa Libertadores da América de 2018

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gnome globe current event.svg
Este artigo ou seção é sobre um evento desportivo atualmente em curso.
A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis. (Editado pela última vez em 19 de outubro de 2018.)
Sports current event.svg

A fase final da Copa Libertadores da América de 2018 compreende as disputas de oitavas de final, quartas de final, semifinal e final. As equipes se enfrentam em jogos eliminatórios de ida e volta em cada fase, e a que somar mais pontos se classifica as fases seguintes.

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Se em um cruzamento as determinadas equipes igualarem em pontos, o primeiro critério de desempate será o saldo de gols. Caso empatam no saldo, o gol marcado na casa do adversário entra em consideração. Persistindo o empate, a vaga será decidida em disputa por pênaltis.[1]

Sorteio[editar | editar código-fonte]

Para determinar todos os cruzamentos da fase final, a CONMEBOL passou a adotar a partir da edição de 2017 o formato de sorteio, que foi realizado no Centro de Convenções da CONMEBOL em Luque, no Paraguai, a 4 de junho.[2]

Para determinar a distribuição das equipes através dos potes, foi levado em consideração o desempenho das equipes na fase de grupos. As equipes que finalizaram em primeiro lugar nos grupos encontraram-se no Pote 1, e as equipes que se classificaram em segundo lugar no Pote 2.[3][4]

Equipes classificadas

Entre parêntesis a posição entre os classificados da fase de grupos.

Grupo Líderes de grupo (Pote 1) Vice-líderes de grupo (Pote 2)
A Brasil Grêmio (2) Paraguai Cerro Porteño (9)
B Colômbia Atlético Nacional (7) Chile Colo-Colo (16)
C Paraguai Libertad (3) Argentina Atlético Tucumán (13)
D Argentina River Plate (4) Brasil Flamengo (11)
E Brasil Cruzeiro (5) Argentina Racing (10)
F Brasil Santos (8) Argentina Estudiantes (15)
G Brasil Corinthians (6) Argentina Independiente (12)
H Brasil Palmeiras (1) Argentina Boca Juniors (14)

Além de determinar os potes, o desempenho das equipes na fase de grupos também determina os mandos de campo até a final, sendo que os primeiros dos grupos estão ranqueados de 1 a 8 e os segundo colocados de 9 a 16. Num cruzamento a equipe de melhor ranking sempre realizará o jogo de volta em casa.[1]

Oitavas de final[editar | editar código-fonte]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
A Racing Argentina 0–3 Argentina River Plate 0–0 0–3
B Colo-Colo Chile 2–2 (gf) Brasil Corinthians 1–0 1–2
C Flamengo Brasil 1–2 Brasil Cruzeiro 0–2 1–0
D Estudiantes Argentina 3–3 (3–5 p) Brasil Grêmio 2–1 1–2
E Atlético Tucumán Argentina 2–1 Colômbia Atlético Nacional 2–0 0–1
F Boca Juniors Argentina 6–2 Paraguai Libertad 2–0 4–2
G Cerro Porteño Paraguai 1–2 Brasil Palmeiras 0–2 1–0
H Independiente Argentina 3–0 Brasil Santos 3–0[a] 0–0

Chave A[editar | editar código-fonte]

9 de agosto Racing Argentina 0 – 0 Argentina River Plate Estádio El Cilindro, Avellaneda
19:30 (UTC−3)
Relatório Público: 40 000[5]
Árbitro: BrasilBRA Anderson Daronco

29 de agosto River Plate Argentina 3 – 0 Argentina Racing Estádio Monumental de Núñez, Buenos Aires
19:30 (UTC−3)
Pratto Gol marcado aos 10 minutos de jogo 10'
Palacios Gol marcado aos 27 minutos de jogo 27'
Borré Gol marcado aos 80 minutos de jogo 80'
Relatório Público: 50 000[6]
Árbitro: ParaguaiPAR Mario Díaz de Vivar

River Plate venceu por 3–0 no placar agregado.

Chave B[editar | editar código-fonte]

8 de agosto Colo-Colo Chile 1 – 0 Brasil Corinthians Estádio Monumental, Santiago
20:45 (UTC−4)
Carmona Gol marcado aos 37 minutos de jogo 37' Relatório Público: 39 013[7]
Árbitro: ColômbiaCOL Wilmar Roldán

29 de agosto Corinthians Brasil 2 – 1 Chile Colo-Colo Arena Corinthians, São Paulo
21:45 (UTC−3)
Jadson Gol marcado aos 16 minutos de jogo 16' (pen)
Roger Gol marcado aos 63 minutos de jogo 63'
Relatório Barrios Gol marcado aos 31 minutos de jogo 31' Público: 38 112[8]
Árbitro: ArgentinaARG Néstor Pitana

2–2 no placar agregado, Colo-Colo avançou pela regra do gol fora de casa.

Chave C[editar | editar código-fonte]

8 de agosto Flamengo Brasil 0 – 2 Brasil Cruzeiro Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
21:45 (UTC−3)
Relatório De Arrascaeta Gol marcado aos 9 minutos de jogo 9'
Thiago Neves Gol marcado aos 77 minutos de jogo 77'
Público: 45 967[9]
Árbitro: ArgentinaARG Néstor Pitana

29 de agosto Cruzeiro Brasil 0 – 1 Brasil Flamengo Estádio Mineirão, Belo Horizonte
21:45 (UTC−3)
Relatório Léo Duarte Gol marcado aos 69 minutos de jogo 69' Público: 52 706[10]
Árbitro: UruguaiURU Andrés Cunha

Cruzeiro venceu por 2–1 no placar agregado.

Chave D[editar | editar código-fonte]

7 de agosto Estudiantes Argentina 2 – 1 Brasil Grêmio Estádio José Luis Meiszner, Quilmes
21:45 (UTC−3)
Apaolaza Gol marcado aos 8 minutos de jogo 8'
Campi Gol marcado aos 37 minutos de jogo 37'
Relatório Kannemann Gol marcado aos 43 minutos de jogo 43' Público: 20 000[11]
Árbitro: UruguaiURU Andrés Cunha

28 de agosto Grêmio Brasil 2 – 1 Argentina Estudiantes Arena do Grêmio, Porto Alegre
21:45 (UTC−3)
Everton Gol marcado aos 5 minutos de jogo 5'
Alisson Gol marcado aos 90+2 minutos de jogo 90+2'
Relatório Rodríguez Gol marcado aos 8 minutos de jogo 8' Público: 48 082[12]
Árbitro: ParaguaiPAR Éber Aquino
    Penalidades  
Maicon Convertido
Everton Convertido
Jael Convertido
Alisson Convertido
André Convertido
5 – 3 Convertido Rodríguez
Erro (fora) Campi
Convertido Noguera
Convertido Lugüercio
 

3–3 no placar agregado, Grêmio venceu por 5–3 na disputa de pênaltis.

Chave E[editar | editar código-fonte]

9 de agosto Atlético Tucumán Argentina 2 – 0 Colômbia Atlético Nacional Estádio José Fierro, San Miguel de Tucumán
21:45 (UTC−3)
Díaz Gol marcado aos 7 minutos de jogo 7'
Acosta Gol marcado aos 70 minutos de jogo 70'
Relatório Público: 30 000[13]
Árbitro: ParaguaiPAR Éber Aquino

28 de agosto Atlético Nacional Colômbia 1 – 0 Argentina Atlético Tucumán Estádio Atanasio Girardot, Medellín
19:45 (UTC−5)
Duarte Gol marcado aos 11 minutos de jogo 11' Relatório Público: 25 363[14]
Árbitro: ChileCHI Roberto Tobar

Atlético Tucumán venceu por 2–1 no placar agregado.

Chave F[editar | editar código-fonte]

8 de agosto Boca Juniors Argentina 2 – 0 Paraguai Libertad Estádio La Bombonera, Buenos Aires
19:30 (UTC−3)
Ábila Gol marcado aos 6 minutos de jogo 6'
Zárate Gol marcado aos 42 minutos de jogo 42'
Relatório Público: 49 000[15]
Árbitro: BrasilBRA Wilton Sampaio

30 de agosto Libertad Paraguai 2 – 4 Argentina Boca Juniors Estádio Defensores del Chaco, Assunção
18:30 (UTC−4)
Ó. Cardozo Gol marcado aos 11 minutos de jogo 11', Gol marcado aos 38 minutos de jogo 38' (pen) Relatório Pavón Gol marcado aos 18 minutos de jogo 18'
Zárate Gol marcado aos 21 minutos de jogo 21'
Tévez Gol marcado aos 74 minutos de jogo 74'
Cardona Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79' (pen)
Público: 25 000[16]
Árbitro: ColômbiaCOL Wilmar Roldán

Boca Juniors venceu por 6–2 no placar agregado.

Chave G[editar | editar código-fonte]

9 de agosto Cerro Porteño Paraguai 0 – 2 Brasil Palmeiras Estádio General Pablo Rojas, Assunção
20:45 (UTC−4)
Relatório Borja Gol marcado aos 46 minutos de jogo 46', Gol marcado aos 70 minutos de jogo 70' Público: 30 000[17]
Árbitro: ArgentinaARG Fernando Rapallini

30 de agosto Palmeiras Brasil 0 – 1 Paraguai Cerro Porteño Allianz Parque, São Paulo
21:45 (UTC−3)
Relatório Arzamendia Gol marcado aos 56 minutos de jogo 56' Público: 33 204[18]
Árbitro: ArgentinaARG Germán Delfino

Palmeiras venceu por 2–1 no placar agregado.

Chave H[editar | editar código-fonte]

21 de agosto Independiente Argentina 3 – 0[a] Brasil Santos Estádio Libertadores de América, Avellaneda
21:45 (UTC−3)
Relatório Público: 40 000[19]
Árbitro: PeruPER Diego Haro

28 de agosto Santos Brasil 0 – 0[b] Argentina Independiente Estádio do Pacaembu, São Paulo
19:30 (UTC−3)
Relatório Público: 33 642[20]
Árbitro: ChileCHI Julio Bascuñán

Independiente venceu por 3–0 no placar agregado.

Quartas de final[editar | editar código-fonte]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
S1 Independiente Argentina 1–3 Argentina River Plate 0–0 1–3
S2 Colo-Colo Chile 0–4 Brasil Palmeiras 0–2 0–2
S3 Boca Juniors Argentina 3–1 Brasil Cruzeiro 2–0 1–1
S4 Atlético Tucumán Argentina 0–6 Brasil Grêmio 0–2 0–4

Chave S1[editar | editar código-fonte]

19 de setembro Independiente Argentina 0 – 0 Argentina River Plate Estádio Libertadores de América, Avellaneda
19:30 (UTC−3)
Relatório Árbitro: BrasilBRA Wilton Sampaio

2 de outubro River Plate Argentina 3 – 1 Argentina Independiente Estádio Monumental de Núñez, Buenos Aires
19:30 (UTC−3)
Scocco Gol marcado aos 46 minutos de jogo 46'
Quintero Gol marcado aos 68 minutos de jogo 68'
Santos Borré Gol marcado aos 84 minutos de jogo 84'
Relatório Romero Gol marcado aos 54 minutos de jogo 54' Árbitro: BrasilBRA Anderson Daronco

River Plate venceu por 3–1 no placar agregado.

Chave S2[editar | editar código-fonte]

20 de setembro Colo-Colo Chile 0 – 2 Brasil Palmeiras Estádio Monumental, Santiago
21:45 (UTC−3)
Relatório Bruno Henrique Gol marcado aos 2 minutos de jogo 2'
Dudu Gol marcado aos 77 minutos de jogo 77'
Árbitro: UruguaiURU Andrés Cunha

3 de outubro Palmeiras Brasil 2 – 0 Chile Colo-Colo Allianz Parque, São Paulo
21:45 (UTC−3)
Dudu Gol marcado aos 36 minutos de jogo 36'
Borja Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52' (pen)
Relatório Público: 37 950[21]
Árbitro: ColômbiaCOL Wilmar Roldán

Palmeiras venceu por 4–0 no placar agregado.

Chave S3[editar | editar código-fonte]

19 de setembro Boca Juniors Argentina 2 – 0 Brasil Cruzeiro Estádio La Bombonera, Buenos Aires
21:45 (UTC−3)
Zárate Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35'
Pérez Gol marcado aos 81 minutos de jogo 81'
Relatório Árbitro: ParaguaiPAR Éber Aquino

4 de outubro Cruzeiro Brasil 1 – 1 Argentina Boca Juniors Estádio Mineirão, Belo Horizonte
21:45 (UTC−3)
Sassá Gol marcado aos 57 minutos de jogo 57' Relatório Pavón Gol marcado aos 90+3 minutos de jogo 90+3' Público: 56 791[22]
Árbitro: UruguaiURU Andrés Cunha

Boca Juniors venceu por 3–1 no placar agregado.

Chave S4[editar | editar código-fonte]

18 de setembro Atlético Tucumán Argentina 0 – 2 Brasil Grêmio Estádio José Fierro, San Miguel de Tucumán
21:45 (UTC−3)
Relatório Alisson Gol marcado aos 34 minutos de jogo 34'
Everton Gol marcado aos 54 minutos de jogo 54'
Árbitro: ColômbiaCOL Wilmar Roldán

2 de outubro Grêmio Brasil 4 – 0 Argentina Atlético Tucumán Arena do Grêmio, Porto Alegre
21:45 (UTC−3)
Luan Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35'
Cícero Gol marcado aos 44 minutos de jogo 44' (pen)
Sánchez Gol contra marcado aos 52 minutos de jogo 52' (g.c.)
Jael Gol marcado aos 90+1 minutos de jogo 90+1' (pen)
Relatório Público: 47 304[23]
Árbitro: ChileCHI Roberto Tobar

Grêmio venceu por 6–0 no placar agregado.

Semifinais[editar | editar código-fonte]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
F1 River Plate Argentina Brasil Grêmio
F2 Boca Juniors Argentina Brasil Palmeiras

Chave F1[editar | editar código-fonte]

23 de outubro River Plate Argentina Brasil Grêmio Estádio Monumental de Núñez, Buenos Aires
21:45 (UTC−3)
Árbitro: PeruPER Víctor Carrillo

30 de outubro Grêmio Brasil Argentina River Plate Arena do Grêmio, Porto Alegre
21:45 (UTC−3)

Chave F2[editar | editar código-fonte]

24 de outubro Boca Juniors Argentina Brasil Palmeiras Estádio La Bombonera, Buenos Aires
21:45 (UTC−3)
Árbitro: ChileCHI Roberto Tobar

31 de outubro Palmeiras Brasil Argentina Boca Juniors Allianz Parque, São Paulo
21:45 (UTC−3)

Final[editar | editar código-fonte]

O campeão da Copa Libertadores 2018 garante o direito de participar da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2018. Além do Mundial de Clubes, o campeão adquire o direito de participar da Recopa Sul-Americana de 2019 contra o campeão da Copa Sul-Americana de 2018.[1]

Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
Vencedor chave F2 Flag of None.svg Flag of None.svg Vencedor chave F1
A definir Flag of None.svg Flag of None.svg A definir


A definir Flag of None.svg Flag of None.svg A definir

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  • A. ^ Foi atribuída a vitória ao Independiente por 3–0 devido a escalação irregular de Carlos Sánchez por parte do Santos. Originalmente a partida foi 0–0.[24]
  • B. ^ Partida foi encerrada aos 81 minutos por falta de segurança no estádio.[25]

Referências

  1. a b c «Reglamento CONMEBOL Libertadores 2018» (em espanhol). CONMEBOL. 30 de dezembro de 2017. Consultado em 4 de junho de 2018. 
  2. «Sorteio da Libertadores: veja oitavas da morte e que podem sair logo de cara». www.foxsports.com.br (em inglês). Consultado em 25 de maio de 2018. 
  3. «Com 12 classificados, oitavas da Libertadores viram Brasil x Argentina - Futebol - UOL Esporte». UOL Esporte 
  4. «Seis brasileiros avançam na Libertadores; confira possíveis confrontos das oitavas». Globoesporte 
  5. «Copa Libertadores 2018 » Oitavos-de-final » Racing Club - River Plate 0:0». Worldfootball.net. 9 de agosto de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  6. «Copa Libertadores 2018 » Oitavos-de-final » River Plate - Racing Club 3:0». Worldfootball.net. 29 de agosto de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  7. «Copa Libertadores 2018 » Oitavos-de-final » Colo-Colo - Corinthians SP 1:0». Worldfootball.net. 8 de agosto de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  8. «Faltou um gol: Corinthians vence o Colo-Colo na Arena, mas não passa das oitavas da Libertadores». GloboEsporte.com. 29 de agosto de 2018. Consultado em 30 de agosto de 2018. 
  9. «No Maracanã, Cruzeiro vence o Fla e volta para casa com ótima vantagem na Libertadores». GloboEsporte.com. 8 de agosto de 2018. Consultado em 8 de agosto de 2018. 
  10. «Em nova noite de festa, torcida do Cruzeiro bate recorde desta Libertadores no Brasil». Superesportes. 29 de agosto de 2018. Consultado em 30 de agosto de 2018. 
  11. «Copa Libertadores 2018 » Oitavos-de-final » Estudiantes - Grêmio Porto Alegre 2:1». Worldfootball.net. 7 de agosto de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  12. «Noite imortal! Com gol nos acréscimos e vitória nos pênaltis, Grêmio passa pelo Estudiantes». GloboEsporte.com. 28 de agosto de 2018. Consultado em 29 de agosto de 2018. 
  13. «Copa Libertadores 2018 » Oitavos-de-final » Atlético Tucumán - Atlético Nacional 2:0». Worldfootball.net. 9 de agosto de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  14. «Copa Libertadores 2018 » Oitavos-de-final » Atlético Nacional - Atlético Tucumán 1:0». Worldfootball.net. 28 de agosto de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  15. «Copa Libertadores 2018 » Oitavos-de-final » Boca Juniors - Libertad 2:0». Worldfootball.net. 8 de agosto de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  16. «Copa Libertadores 2018 » Oitavos-de-final » Libertad - Boca Juniors 2:4». Worldfootball.net. 30 de agosto de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  17. «Copa Libertadores 2018 » Oitavos-de-final » Cerro Porteño - SE Palmeiras 0:2». Worldfootball.net. 9 de agosto de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  18. «Com Felipe Melo expulso e confusões, Palmeiras perde do Cerro, mas avança». UOL Esporte. 30 de agosto de 2018. Consultado em 30 de agosto de 2018. 
  19. «Copa Libertadores 2018 » Oitavos-de-final » Independiente - Santos FC 3:0». Worldfootball.net. 21 de agosto de 2018. Consultado em 20 de setembro de 2018. 
  20. «Após confusão, juiz encerra jogo antes da hora; Santos sai da Libertadores, mas promete brigar no tapetão». GloboEsporte.com. 28 de agosto de 2018. Consultado em 29 de agosto de 2018. 
  21. «Palmeiras vence Colo-Colo mais uma vez e confirma vaga na semifinal da Libertadores». GloboEsporte.com. 3 de outubro de 2018. Consultado em 4 de outubro de 2018. 
  22. «Cruzeiro empata com Boca Juniors no Mineirão, e argentinos avançam às semifinais da Libertadores». GloboEsporte.com. 4 de outubro de 2018. Consultado em 4 de outubro de 2018. 
  23. «Grêmio goleia Tucumán com facilidade e confirma vaga para pegar o River na semifinal». GloboEsporte.com. 2 de outubro de 2018. Consultado em 3 de outubro de 2018. 
  24. «El Tribunal de Disciplina emite Fallo ante reclamo presentado por el Club Atlético Independiente» (em espanhol). CONMEBOL. 28 de agosto de 2018. Consultado em 28 de agosto de 2018. 
  25. «Juiz acaba jogo por falta de segurança e Santos é eliminado da Libertadores». UOL. 28 de agosto de 2018. Consultado em 28 de agosto de 2018.