Shehbaz Sharif

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Shehbaz Sharif
Nascimento 23 de setembro de 1951
Laore
Cidadania Paquistão
Progenitores
  • Muhammad Sharif
Cônjuge Tehmina Durrani
Filho(s) Hamza Shehbaz
Irmão(s) Nawaz Sharif
Alma mater
  • St. Anthony's High School
  • Government College University
Ocupação Dicot
Religião sunismo
Página oficial
http://cm.punjab.gov.pk/

Mian Muhammad Shehbaz Sharif (Lahore, 23 de setembro de 1951) é um político paquistanês que atua como o 23º e atual primeiro-ministro do Paquistão, no cargo desde 11 de abril de 2022.[1] Ele é o atual presidente da Liga Muçulmana do Paquistão (N) (PML-N). Anteriormente em sua carreira política, ele atuou como ministro-chefe do Punjab três vezes, tornando-o o ministro-chefe mais antigo do Punjab.[2]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Foi eleito para a Assembleia Provincial do Punjab em 1988 e para a Assembleia Nacional do Paquistão em 1990. Ele foi novamente eleito para a Assembléia de Punjab em 1993 e nomeado Líder da Oposição. Ele foi eleito como ministro-chefe da província mais populosa do Paquistão, Punjab, pela primeira vez em 20 de fevereiro de 1997. Após o golpe de estado paquistanês de 1999, Shehbaz e sua família passaram anos de autoexílio na Arábia Saudita, retornando ao Paquistão em 2007. Shehbaz foi nomeado ministro-chefe para um segundo mandato após a vitória do PML-N na província de Punjab nas eleições gerais paquistanesas de 2008. Ele foi eleito ministro-chefe de Punjab pela terceira vez nas eleições gerais de 2013 e cumpriu seu mandato até a derrota de seu partido nas eleições gerais de 2018. Durante seu mandato como ministro-chefe, Shehbaz gozou de uma reputação de administrador altamente competente e diligente.[3] Ele iniciou projetos de infraestrutura ambiciosos em Punjab e foi conhecido por sua governança eficiente.[4][5][6] Shehbaz foi nomeado presidente da Liga Muçulmana do Paquistão-N depois que seu irmão, Nawaz Sharif, foi desqualificado do cargo após o caso dos Panama Papers. Ele foi nomeado como o líder da oposição após a eleição de 2018.[7]

Em dezembro de 2019, o National Accountability Bureau (NAB) congelou 23 propriedades pertencentes a Shehbaz e seu filho, Hamza Sharif, acusando-os de lavagem de dinheiro. Em 28 de setembro de 2020, a NAB prendeu Shehbaz no Tribunal Superior de Lahore e o indiciou por lavagem de dinheiro. Ele ficou preso aguardando julgamento.[8][9] Em 14 de abril de 2021, o Tribunal Superior de Lahore o libertou sob fiança em referência à lavagem de dinheiro.[10] Em meio às crises políticas paquistanesas de 2020-2022, ele foi eleito primeiro-ministro em 11 de abril de 2022 após a moção de desconfiança contra Imran Khan .

Shehbaz nasceu em 23 de setembro de 1951[11][12][13] e pertence à família Sharif, uma família política da Caxemira de língua Punjabi em Lahore, Punjab, Paquistão.[14] Seu pai, Muhammad Sharif, era um empresário e industrial de classe média alta cuja família emigrou de Anantnag na Caxemira para negócios e acabou se estabelecendo na vila de Jati Umra no distrito de Amritsar, Punjab, no início do século XX. A família de sua mãe veio de Pulwama.[15] Após a divisão da independência da Índia e do Paquistão em 1947, seus pais migraram de Amritsar para Lahore.[16] Ele freqüentou St. Anthony High School, Lahore .

Shehbaz recebeu o título de Bacharel em Artes pela Government College University, Lahore.[17]

Após a formatura, ele se juntou ao Grupo Ittefaq, de propriedade da família. Ele foi eleito presidente da Câmara de Comércio e Indústria de Lahore em 1985.[14][18]

Primeiro-ministro do Paquistão[editar | editar código-fonte]

Em 10 de abril de 2022, Sharif foi indicado como candidato a primeiro-ministro pelos partidos da oposição após um voto de desconfiança no atual primeiro-ministro Imran Khan após a crise constitucional paquistanesa de 2022 .[19][20]

Ele foi eleito primeiro-ministro em 11 de abril de 2022.[21][22] Ele prestou juramento no mesmo dia, administrado pelo presidente do Senado, Sadiq Sanjrani, em nome do presidente Arif Alvi, que estava de licença médica após reclamar de “desconforto”.[23]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Ele tem dois irmãos, Abbas Sharif e Nawaz Sharif . Nawaz é três vezes eleito primeiro-ministro do Paquistão. Sua cunhada, Kulsoom Nawaz Sharif, foi a primeira-dama do Paquistão por três mandatos não consecutivos.

Shehbaz casou-se com Nusrat Shehbaz[24] em 1973. Eles tiveram quatro filhos: Salman, Hamza e irmãs gêmeas, Javeria e Rabia.[11][25]

Em 2003, Shehbaz casou-se com sua segunda esposa, Tehmina Durrani.[11][26] Ele vive em sua casa ancestral em Lahore, Raiwind Palace.

Fortuna[editar | editar código-fonte]

Shehbaz é empresário de profissão[14] e possui em conjunto o Ittefaq Group,[18] um conglomerado siderúrgico multimilionário.[27]

Em 2013, observou-se que Shehbaz é mais rico do que seu irmão mais velho Nawaz com ₨ 336 900 000 (US$ 2,1 milhões).[28]

Livro[editar | editar código-fonte]

  • ʻAzm o himmat kī dāstān (عزم و همت كى داستان; "Um conto de determinação e coragem"), Lāhore : Sharīf Publications, 2000, 72 p. História e luta de empreendimentos comerciais da família Sharif .

Referências

  1. CNN, Sophia Saifi and Rhea Mogul. «Pakistan's parliament votes in opposition leader Shehbaz Sharif as Prime Minister». CNN. Consultado em 11 de abril de 2022. Arquivado do original em 11 de abril de 2022 
  2. France-Presse', 'Agence (11 de abril de 2022). «Shehbaz Sharif é eleito primeiro-ministro do Paquistão». Mundo. Consultado em 13 de abril de 2022 
  3. «Shehbaz Sharif: the diligent administrator now PM of Pakistan». The Guardian. 12 de abril de 2022. Consultado em 12 de abril de 2022. Arquivado do original em 11 de abril de 2022 
  4. «What to know about Shehbaz Sharif, Pakistan's new prime minister». Washington Post. 12 de abril de 2022. Consultado em 12 de abril de 2022. Arquivado do original em 11 de abril de 2022 
  5. «Pakistan: Shehbaz Sharif chosen as PM after week-long uncertainty». BBC. 11 de abril de 2022. Consultado em 12 de abril de 2022. Arquivado do original em 11 de abril de 2022 
  6. «Pakistan's Parliament Elects Shahbaz Sharif as Prime Minister After Khan Exit». Time. 11 de abril de 2022. Consultado em 12 de abril de 2022. Arquivado do original em 11 de abril de 2022 
  7. «PML-N chief Shahbaz Sharif set to become leader of opposition in NA». The Asian Age. 19 de agosto de 2018. Consultado em 28 de novembro de 2020. Arquivado do original em 6 de dezembro de 2020 
  8. «Accountability court indicts PML-N President Shahbaz Sharif in money laundering case». www.thenews.com.pk (em inglês). Consultado em 28 de novembro de 2020. Arquivado do original em 21 de novembro de 2020 
  9. «Shehbaz Sharif arrested after LHC rejects bail in money laundering case». BOL News (em inglês). 28 de setembro de 2020. Consultado em 28 de novembro de 2020. Arquivado do original em 30 de outubro de 2020 
  10. «LHC grants bail to Shahbaz Sharif in money laundering reference». GNewsNetwork - Janta Hai (em inglês). Consultado em 14 de abril de 2021. Arquivado do original em 14 de abril de 2021 
  11. a b c «Profile of Shehbaz Sharif». Pakistan Today. 30 de julho de 2017. Consultado em 28 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 28 de dezembro de 2017 
  12. «Who are Shehbaz Sharif and Khaqan Abbasi, PLM-N's replacements for Nawaz Sharif as Pakistan PM». Hindustan Times (em inglês). 29 de julho de 2017. Consultado em 30 de julho de 2017. Arquivado do original em 29 de julho de 2017 
  13. «If elections are held on time…». www.thenews.com.pk (em inglês). Consultado em 4 de dezembro de 2017. Arquivado do original em 5 de dezembro de 2017 
  14. a b c «Shahbaz Sharif». dawn.com (em inglês). 13 de janeiro de 2012. Consultado em 23 de julho de 2017. Arquivado do original em 28 de julho de 2017 
  15. «As Nawaz Sharif becomes PM, Kashmir gets voice in Pakistan power circuit – Indian Express». archive.indianexpress.com (em inglês). Consultado em 29 de julho de 2017. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  16. Lieven, Anatol (2011). Pakistan: A Hard Country (em inglês). [S.l.]: PublicAffairs. ISBN 9781610390231. Consultado em 23 de julho de 2017. Cópia arquivada em 6 de maio de 2016 
  17. «Profile». www.pap.gov.pk. Provincial Assembly of The Punjab. Consultado em 22 de julho de 2017. Arquivado do original em 5 de agosto de 2017 
  18. a b «Shahbaz Sharif». dawn.com (em inglês). 25 de abril de 2013. Consultado em 22 de julho de 2017. Arquivado do original em 28 de julho de 2017 
  19. «Pakistan to Vote in New PM as Ousted Khan Rallies Supporters». Bloomberg News. 11 de abril de 2022. Consultado em 10 de abril de 2022. Arquivado do original em 10 de abril de 2022 
  20. Shahzad, Asif; Hassan, Syed Raza (11 de abril de 2022). «Political change in Pakistan as Shehbaz Sharif seeks to become PM». Reuters. Consultado em 10 de abril de 2022. Arquivado do original em 10 de abril de 2022 – via www.reuters.com 
  21. «Shehbaz Sharif, Pakistan Opposition Leader, Elected New PM». NDTV.com. Consultado em 11 de abril de 2022. Arquivado do original em 11 de abril de 2022 
  22. «Shehbaz Sharif elected prime minister of Pakistan». DAWN.COM (em inglês). 11 de abril de 2022. Consultado em 11 de abril de 2022. Arquivado do original em 11 de abril de 2022 
  23. «Shehbaz Sharif takes oath as prime minister of Pakistan». www.geo.tv. Consultado em 11 de abril de 2022. Arquivado do original em 11 de abril de 2022 
  24. Iftikhar A. Khan; Kalbe Ali (3 de janeiro de 2014). «The mystery of Raiwind palace ownership». DAWN (em inglês). Consultado em 23 de julho de 2017. Arquivado do original em 23 de julho de 2017 
  25. «Shahbaz's family arrives». dawn.com (em inglês). 19 de setembro de 2004. Consultado em 23 de julho de 2017. Arquivado do original em 28 de julho de 2017 
  26. «Shehbaz confirms marriage to Tehmina». Daily Times (Pakistan). 24 de fevereiro de 2005. Consultado em 29 de julho de 2017. Arquivado do original em 17 de maio de 2005 
  27. Baker, Raymond (2005). Capitalism's Achilles heel: Dirty Money and How to Renew the Free-market System. [S.l.]: John Wiley and Sons. pp. 82–83. ISBN 978-0-471-64488-0. Consultado em 29 de julho de 2017 
  28. «Leaders' wealth — Shahbaz richer than Nawaz». Dawn. 21 de maio de 2013. Consultado em 23 de agosto de 2017. Arquivado do original em 24 de agosto de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]