TV Excelsior Rio de Janeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
TV Excelsior Rio de Janeiro
Televisão Excelsior Ltda.
TV Excelsior.svg
Rio de Janeiro, RJ
 Brasil
Canais
2 VHF analógico
Sede Bandeira da cidade do Rio de Janeiro.svg Rio de Janeiro, RJ
Cine Astória - Rua Visconde de Pirajá
Fundador Mário Wallace Simonsen
Fundação 1º de setembro de 1963
Extinção 1º de outubro de 1970 (7 anos)
Cobertura Rio de Janeiro e região metropolitana


TV Excelsior Rio de Janeiro foi a primeira filial da TV Excelsior do canal 9 VHF de São Paulo, pertencente ao grupo Paulista de Mário Wallace Simonsen, proprietário dentre inúmeras empresas também da Panair do Brasil a segunda maior empresa aérea do mundo. Entrou no ar no em 1º de setembro de 1963, resultado da compra do canal 2 VHF do Rio de Janeiro à Rádio Mayrink Veiga, dona da concessão, cujos planos de ter um canal de TV não saíram do papel, dando origem em conjunto a sua matriz à primeira rede de televisão do país a operar no sistema network. Entrou no ar num domingo com o programa O Rio é o Show com apresentação da atriz Maria Fernanda e a presença de vários artistas, como Jorge Ben, Booker Pittman e sua filha Eliana, Sílvio César, Miltinho, Os Cariocas, entre outros.

A programação da emissora se notabilizou pelos shows de comédia e espetáculos musicais de auditório. Dos humorísticos, marcaram a história produções como Times Square, A Cidade Se Diverte, Gira o Mundo Gira (com Chico Anysio), My Fair Show, Vovô Deville (com Dercy Gonçalves). Além de Chico Anysio, os principais comediantes contratados da casa eram os irmãos Walter e Ema D'Ávila, Dorinha Duval, Myriam Pérsia, Castrinho, Roberto Guilherme, Renato Aragão e Paulo Celestino.

Os principais programas de auditório eram os de Flávio Cavalcanti ("Um Instante, Maestro") e de Haroldo de Andrade ("H.A. Show").

A TV Excelsior do Rio foi também responsável por vários programas de esportes como o Telecatch Vulcan, com Ted Boy Marino, Verdugo e Mongol; Dois no Ring e jogos de futebol transmitidos do Maracanã em vídeotape no próprio caminhão da emissora, antes de terminar o segundo tempo (nos anos 60, as emissoras de televisão eram proibidas de transmitir jogos locais ao vivo). Foi na TV Excelsior do Rio que grandes cantores como Elis Regina e Gilberto Gil iniciaram suas carreiras, através de programas como "Dois na Bossa" e "O Brasil Canta no Rio". Inovou no telejornalismo ao lançar o "Jornal de Vanguarda", criado pelo jornalista Fernando Barbosa Lima, que trazia vários locutores e comentaristas. Também lançou programas que se tornaríam célebres em outras emissoras, como o humorístico "Os Adoráveis Trapalhões", com Renato Aragão, Ted Boy Marino, Ivon Curi e Wanderley Cardoso.

Foi perseguida pelo governo da ditadura militar, assim como as demais empresas do grupo, e tirada do ar em 1970.


Precedido por
-
Canal 2 VHF do Rio de Janeiro
1963 - 1970
Sucedido por
TVE Brasil

1975 - 2007