Capela de São Jorge (Castelo de Windsor)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Capela de São Jorge
Capela de São Jorge (Castelo de Windsor)
Local Castelo de Windsor, Windsor
Região Berkshire
País  Reino Unido
Religião Anglicanismo
Diocese Royal Peculiar


Início da construção 1348
Fim da construção 1528 (última reforma)
Página web st.georges-windsor.org

A Capela de São Jorge (Saint George's Chapel, em inglês) é o principal local de culto religioso do Castelo de Windsor. A capela é dedicada ao santo padroeiro da Inglaterra e é considerada uma Royal Peculiar. Também serve como o principall templo da mais antiga e nobre ordem de cavalaria do Reino Unido, a Ordem da Jarreteira. O local é administrado pelo Deão de Windsor.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1348, o rei Eduardo III de Inglaterra fundou duas escolas religiosas: a Saint Stepehens's College, baseada em Westminster, e a St. George's College sediada em Windsor. O Colégio de São Jorge foi anexado à Capela de Eduardo, o Confessor, construída por Henrique III no início do século XIII e consagrada a Virgem Maria, São Jorge e Eduardo, o Confessor.

Mais tarde batizada de Capela de São Jorge, o templo construído por Henrique III foi consagrada Igreja Matriz da Ordem da Jarreteira, a mais antiga e respeitável ordem militar da Inglaterra. A capela sofreu uma grande reforma entre 1475 e 1528, durante os reinados de Eduardo IV, Henrique VII e Henrique VIII. Com as sucessivas reformas, veio a transformação da capela em uma verdadeira catedral. Já naquela época o clero que mantinha a capela era de dezesseis vigários, um diácono, quinze outros funcionários e treze coralistas.

Na era medieval, a capela, considerada abrigo de várias relíquias, tornou-se local de peregrinação. Os visitantes vinham das partes mais remotas da Grã-Bretanha, convictos de que poderiam ver relíquias como o corpo de Henrique IV e fragamentos da Vera Cruz.

Após a era de ouro, a capela foi completamente destruída durante a Guerra Civil Inglesa, na qual parlamentares invadiram e saquearam o local. Como não o bastante, a capela foi depredada e saqueada em 1643 e até o próprio rei executado foi sepultado lá. Somente após a restauração monárquica, a capela foi recber maior atenção.

Na era vitoriana, a capela foi mais uma vez reformada. O extremo leste do coro foi restaurado em homenagem ao príncipe Alberto. Um mausoléu real também foi concluído no oeste da capela.

Túmulos[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.