Conflito curdo-iraquiano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Conflito curdo-iraquiano
Kurdish refugees in camp sites along the Turkey-Iraq border, 1991.jpg
Campo de refugiados curdos na fronteira iraquiana-turca (1991).
Data Dezembro de 1961-Novembro de 2003
Local Curdistão iraquiano
Desfecho Vitória curda
Combatentes
Curdistão iraquiano Peshmerga:

Iraque INC
Icpsymbol.svg ICP
 Irã
ASII


Aplicação das zonas de exclusão aérea pelo Resolução 688:

Flag of Iraq (1991-2004).svg Iraque

Irão MKO
 Síria

Principais líderes
Flag of KDP.png Mustafa Barzani

Flag of KDP.png Idris Barzani
Flag of KDP.png Massoud Barzani
Flag of KDP.png Babakir Zebari
Flag of PUK.pngJalal Talabani
Flag of PUK.png Ibrahim Ahmad
Flag of PUK.pngNawshirwan Mustafa
Flag of PUK.png Mama Risha 
Uthman Abd-Asis
Abdullah Öcalan
Murat Karayılan
Iraque Ahmad Challabi
Icpsymbol.svg Aziz Muhammad
Irão Mohsen Rezaee
Irão Ali Sayad Shirazi
Abdul Aziz al-Hakim


Estados Unidos John Shalikashvili

Abdul Karim Qasim

Iraque Abdul Salam Arif
Iraque Abdul Rahman Arif
Iraque Tahir Yahya
Iraque Ahmed Hassan al-Bakr
Iraque Saddam Hussein
Iraque Ali Hassan al-Majid
Iraque Taha Yasin
Iraque Izzat Ibrahim ad-Douri
Iraque Tariq Aziz
Iraque Saddam Kamel
Iraque Qusay Hussein
Iraque Uday Hussein
Irão Massoud Rajavi
Irão Maryam Rajavi
Síria Luai al-Atassi

Vítimas
Curdistão iraquiano Peshmerga:

15-20,000 (1962)[1] [2]
6,000 (1970)[3]
50-60,000 (1974)[4]
5,000 (1980)[5]
100,000 (1991)[6]
70,000 (2003)[7]

Iraque Forças Armadas Iraquianas

48,000 (1969)[8]
90,000 (1974)[8]
180,000 (1978)[9]
300,000 (1980)[10]
1,000,000 (1988)[10]
382,500 (1992)[11]
424,000 (2002)[12]

O conflito curdo-iraquiano consiste em uma série de guerras e revoltas, que começaram na década de 1960 com o retorno de Mustafa Barzani do exílio e a erupção da Primeira Guerra Curdo-Iraquiana. Apesar das tentativas de resolver o conflito através do fornecimento de uma autonomia reconhecida aos curdos no Norte do Iraque (Curdistão iraquiano), as negociações fracassaram em 1974, resultando na retomada das hostilidades, conhecida como a Segunda Guerra Curdo-Iraquiana, o que resultou no colapso das milícias curdas e a reconquista do norte do Iraque pelas tropas do governo. Como resultado, Mustafa Barzani e a maioria da liderança do Partido Democrático do Curdistão fugiram para o Irã, enquanto a União Patriótica do Curdistão obtinha poder com o vácuo. A partir de 1976, as relações entre o PDC e a UPC rapidamente se deterioraram, atingindo o clímax em abril de 1978, quando as tropas da UPC sofreram uma grande derrota para o PDC, que teve o apoio de forças aéreas iranianas e iraquianas.

O conflito ressurgiu como parte da Guerra Irã-Iraque (1980-1988), com os partidos curdos colaborando contra Saddam Hussein, e o PDC também ganhando apoio militar da República Islâmica do Irã. Em 1986, a liderança iraquiana se cansou do fortalecimento e da não-lealdade da entidade curda no Norte do Iraque e começou uma campanha de genocídio, conhecida como Al-Anfal, para expulsar os combatentes curdos e se vingar contra a população curda - um ato frequentemente descrito como um genocídio curdo com 150.000 a 200.000 vítimas.

Em 1991, na sequência da Guerra do Golfo, uma série de insurreições abalaram o Iraque, embora apenas os curdos conseguiram alcançar um status de autonomia reconhecida dentro de uma das zonas de exclusão aérea iraquianas, criada pela coalizão.

Na década de 1990, o conflito entre o PDC e o UPC irrompeu mais uma vez, resultando em uma guerra civil sangrenta, que terminou em 1997. As conquistas mais valiosas do povo curdo ocorreu em 2003 e 2005, quando, portanto, o regime de Saddam Hussein foi derrubado, como parte da invasão do Iraque em 2003 (com assistência dos peshmergas) e a autonomia curda ganhou reconhecimento pelo novo governo iraquiano.

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Kenneth M. Pollack, Arabs at War: Military Effectiveness 1948-91, University of Nebraska Press, Lincoln and London, 2002, p.157, ISBN 0-8032-3733-2
  2. Page 39
  3. Page 47
  4. Page 48
  5. Page 54
  6. Page 59
  7. Page 24
  8. a b [1]
  9. [2]
  10. a b Iran–Iraq War (1980–1988). Globalsecurity.org (John Pike).
  11. IRAQ OVERVIEW (page 17)
  12. Iraq and The Conventional Military Balance