Cybill Shepherd

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cybill Shepherd (2007)

Cybill Shepherd (Cybill Lynne Shepherd, Memphis, Tennessee, 18 de Fevereiro de 1950) é uma actriz, produtora e encenadora norte-americana.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Casou com David Ford em 19 de Novembro de 1978 divorciou-se em 1982. Da união nasceu uma filha, Clementine Ford, em 1980.

Casou com Bruce Oppenheim em 1 de Março de 1987, divorciando-se em 1990. Da união nasceram os gémeos Ariel e Zachariah Oppenheim, em 6 de Outubro de 1987.

Nos anos 70 teve um romance com o cineasta e crítico Peter Bogdanovich, a quem conheceu nos sets de seu primeiro êxito como atriz, A Última Sessão de Cinema. Além deste, estrelou filmes como Daisy Miller e Amor, Eterno Amor, nos quais também foi dirigida por Bogdanovich. Mas talvez seu papel mais famoso no cinema seja o da relações-públicas Betsy, o etéreo e misterioso objeto da obsessão amorosa do taxista Travis Bickle (Robert De Niro) no clássico Taxi Driver (1976), de Martin Scorsese.

Na década de 80 concentrou maior atenção à televisão, revelando sua veia humorística ao protagonizar o seriado de comédia policial A Gata e o Rato, um grande sucesso em que fazia par com um jovem Bruce Willis.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Actriz[editar | editar código-fonte]

Produtora[editar | editar código-fonte]

Encenadora[editar | editar código-fonte]

Prémios e nomeações[editar | editar código-fonte]

  • 1986 Golden Globe: Melhor actriz em série de comédia (Moonlighting).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]