Dangerous World Tour

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dangerous World Tour
Turnê Mundial de Michael Jackson
Álbum(ns) associado(s) Dangerous
Data de início 27 de Junho de 1992
Alemanha Munique, Alemanha
Data de fim 11 de Novembro de 1993
México Cidade do México, México
Partes 3
Número de
apresentações
40 na Europa
19 na Ásia
11 na América Latina
70 no total
Cronologia de digressão por Michael Jackson
Bad World Tour
(1987-1989)
Dangerous World Tour
(1992 - 1993)
HIStory World Tour
(1996 - 1997)

Dangerous World Tour, também conhecida como Heal the World Tour, foi a segunda turnê mundial em carreira solo do famoso cantor e compositor norte-americano Michael Jackson, em suporte de seu oitavo álbum de estúdio solo homônimo, Dangerous (1991). A turnê, patrocinada pela Pepsi, tinha como objetivo, não apenas divulgar o mais novo álbum do astro na época, mas como arrecadar fundos para Heal the World Foundation — fundação sem fins lucrativos criada pelo cantor em 1991 para dar voz, garantir cuidados médicos, condições de vida digna, alimentação saudável e educação de qualidade à crianças carentes de todo o mundo — e sensibilizar o mundo para a preservação da natureza e para a incetivação da paz, da harmonia e da tolerância mundial.

A Dangerous Tour, que iniciou-se em Munique, na Alemanha, em 27 de junho de 1992, e terminou na Cidade do México, México, em 11 de novembro de 1993, visitou a Europa, a Ásia e a América Latina, em 69 datas, para um público total estimado em mais de 3,5 milhões de fãs ao redor do globo, arrecadou cerca de $136 milhões — fazendo desta a turnê de maior arrecadação e de segunda maior público em todos os tempos, superando em arrecadação a turnê anterior de Jackson, a Bad World Tour (1987-89). Infelizmente, devido a conturbados problemas pessoais e a esgotamento físico, Michael teve de cancelar a turnê pouco depois da metade da mesma, apesar do cantor ter mantido o objetivo de reverter todo o lucro (incluindo sua parte na arrecadação) da turnê para a caridade.

Além de passar pela Europa e Ásia (embora o cronograma original da turnê também incluísse América do Norte, África e Oceania), foi a única turnê do cantor que passou pelo Brasil, bem como pela América Latina. Os dois shows em solo brasileiro, em São Paulo, nos dias 15 e 17 de outubro de 1993, no Estádio do Morumbi — embora um show no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, fora cogitado pela produção do cantor e pelos produtores brasileiros da turnê, mas fora cancelado devido a problemas técnicos — teve uma audiencia total estimada em cerca de 200 mil pessoas.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Na sequência do enorme sucesso da Bad World Tour, primeira turnê solo de Jackson, onde arrecadou US$ 125 milhões, o megapopstar afirmou que não faria uma turnê novamente, e em vez disso se concentrar em fazer filmes e discos. Em 3 de fevereiro de 1992, no entanto, em uma coletiva de emprensa organizada pela Pepsi no Radio City Music Hall em Nova York, foi anunciado que Jackson sairia em turnê internacional novamente.

O anúncio coincidiu com um novo acordo firmado entre Michael e a marca de refrigerantes, calculada em US$20 milhões, para patrocinar a turnê:

Cquote1.svg A única razão que eu estou indo em turnê é para arrecadar fundos para a recém-formada Heal the World Foundation (Fundação Cure o Mundo, em português), uma instituição de caridade da Children International, o que eu estou à frente para ajudar as crianças de todo o mundo e a ecologia. Meu objetivo bruto é de US$100 milhões até o Natal de 1993. Peço a cada corporação e individual que se preocupa com o planeta e o futuro das crianças para ajudar a arrecadar dinheiro para a caridade. A Fundação Heal the World vai contribuir com fundos para AIDS pediátrica em homenagem ao meu amigo, Ryan White. Estou ansioso para este projeto, porque me permite dedicar tempo para visitar todas as crianças ao redor do mundo, bem como difundir a mensagem de amor global, na esperança de que outros serão movidos para fazer a sua parte para ajudar a curar o mundo Cquote2.svg
Michael Jackson

Para se montar o palco usado para a Dangerous Tour necessário mais tempo do que o da Bad Tour. Isto foi visto na programação da excursão, onde um número considerável de concertos foram performances one-stop. Equipamentos, que no total pesava mais de 100 toneladas, necessitou de duas aeronaves Boeing 747 (o maior avião do mundo, na época) e camiões múltiplos para o transporte de cada local.

Introdução/Abertura[editar | editar código-fonte]

A turnê também incorporou várias ilusões de palco. Cada concerto terminava com um dublê, o ator Kinnie Gibson, que era, secretamente, ficava no lugar de Jackson quando o cantor se ajoelhava. Vestindo um traje de astronauta idêntico ao que Michael usava (e um capacete que impedia que o público visse seu rosto), Gibson voava para fora do estádio, com um foguete e cintos de segurança.

Cada concerto também começava com um golpe de ilusão, desenvolvido pelo cantor e apelidado de "Big Toaster" (ou "Torradeira Gigante", em tradução para o português), em que após o toque dos sinos e o rugido de uma pantera (que indicavam ao público que o show iria começar), Jackson era impulsionado de dentro de uma espécie de "alçapão", localizado embaixo do palco (e que se abria quando o cantor era impulsionado), graças ao uso de uma pequena catapulta. Uma versão similar do "Big Toaster" foi usada por Jackson quando ele se apresentou no intervalo do Super Bowl de janeiro de 1993, em Pasadena, na Califórnia.

Na primeira etapa, realizada de junho a outubro de 1992, a transição de "Thriller" para "Billie Jean" era um truque de ilusionismo. No final da performance de "Thriller", o cantor é "preso" por seus dançarinos-zumbis em um caixão, que acaba desaparecendo com o cantor dentro. Jackson então aparece cerca de um minuto depois, vestido inteiramente de "Billie Jean", para a peformance da canção, onde o palco em nível elevado, bem acima da plateia, vai descendo lentamente. Esta ilusão do palco foi removida na terceira etapa da turnê, realizada a partir de 1993. Outro truque veio durante a transição de "Workin' Day And Night" para "Beat It", aonde Michael se senta em uma cadeira aparentemente comum (e é amarrado com cordas por seus dançarinos), durante a performance de "WDN", e, quando uma toalha cobre o cantor, sendo retirada segundos depois, ele desaparece. Cerca de dois minutos em seguida, Jackson já aparece em uma grua sobre o público, caracterizado com o figurino de "Beat It".

O figurino de Jackson fixo do show (uma roupa dourada semelhante a um uniforme de esgrima, que cobria todo o tronco do cantor), utilizada durante quase todo o show a partir da performance "Wanna Be Startin' Somethin' era o mesmo, tanto na primeira, como na segunda e terceiro etapa da turnê, mas o de abertura variava de uma etapa para outro: ao desenvolver o fugurino da turnê, juntamente com sua equipe de estilistas, Jackson foi influenciado por uniformes militares. Trajes usados para as performances de "Workin' Day And Night", "Bad", bem como a sua posterior HIStory World Tour, foram exemplos disso. Durante a primeira etapa da turnê, o uniforme usado por Jackson era um collant dourado e calças pretas. Para o primeiro, segundo e terceiro shows da turnê, realizados respectivamente em Munique e Roterdã, Jackson usava um uniforme preto com três cintas de ouro trancada (utilizada, posteriormente, para a terceira etapa da turnê, já em 1993). Ele também usou este traje no show do intervalo do Super Bowl.

Primeira Parte (1992)[editar | editar código-fonte]

O set list original da primeira etapa incluiu canções "The Way You Make Me Feel" e "Bad", mas estes foram retirados após o oitavo concerto em Oslo, Noruega. No entanto, estas duas canções foram reinseridas para as quatro primeiras apresentações em Tóquio, no Japão, em dezembro de 1992.

Durante a primeira etapa, na Europa em 1992, a MTV foi autorizada a filmar os bastidores da turnê, bem como entrevistar as muitas pessoas envolvidas, incluindo profissionais, dançarinos e até fãs, para que fossem apresentadas em um programa especial intitulado Dangerous Diary (Diário Dangerous), apresentado por Sonia Saul.

Jackson vendeu os direitos de filmagem de seu concerto em Bucareste, na Romênia, realizado em 1 de outubro de 1992 a HBO por US$25 milhões. O negócio foi o maior já pago por um concerto ao vivo. O concerto foi transmitido ao vivo via rádio e exibido mundialmente com exclusividade pela HBO para 61 países mundialmente, e recebeu a classificação mais elevada na TV a história da rede HBO. É mais tarde recebeu a maior audiência da história cabo, em que Jackson foi homenageado com um prêmio CableACE Award, em 1994.

Em 2005, o concerto foi lançado em DVD como parte da Ultimate Collection e, no ano seguinte, foi lançado como um DVD separado conhecido como Live in Bucharest: The Dangerous Tour. As imagens usadas na versão final é na verdade uma mistura de imagens de Bucareste - A transmissão da BBC, HBO transmissão ao vivo (pay per view) e versão para a TV HBO. No entanto, para o DVD de muitos fãs e ângulos de câmera alternativo (incluindo a plateia de shows em outras cidades, como Londres, Frankfurt, Madrid e Roterdã) foram incluídas para dar ao show mais dinamismo.

Em 31 de dezembro de 1992, durante o concerto de Ano Novo em Tóquio, Japão, Slash fez uma aparição especial para o desempenho de "Black or White". Ele também fez uma aparição especial na mesma canção no concerto em Oviedo, Espanha, em setembro.

Segunda Parte (1993)[editar | editar código-fonte]

O dia em que a terceira etapa teve início em 24 agosto de 1993, em Bangkok, na Tailândia, as acusações de abuso sexual infantil contra Jackson foi tornada pública. Três dias antes, um mandado de busca foi emitido, permitindo que a polícia buscasse supostas provas no Neverland Ranch, em Santa Ynez Valley, Califórnia, residencia do cantor.

Em 29 de Agosto, aniversário de Michael, MJ se apresentou para 47.000, em Cingapura e os fãs cantaram "Happy Birthday To You" antes de "Wanna Be Startin' Somethin'", da mesma forma que, em 1988, em Leeds, Inglaterra, o público de mais de 100 mil fãs cantaram "parabéns" para MJ depois de "Another Part of Me".

Durante sua visita a Moscou, em setembro, Jackson imaginou e escreveu a bela canção "Stranger in Moscow", que seria lançado em seu álbum HIStory, de 1995. Foi durante uma época em que Jackson se sentia muito sozinho, longe de sua família e amigos, mas todas as noites durante seus fãs passeios ficaria em seu hotel e apoiá-lo. "Stranger in Moscow" acabou por ser um dos mais criticamente aclamadas canções do cantor.

A turnê ia durar mais tempo (foram realizados apenas 69 shows, com 13 foram oficialmente cancelados e ninguém sabe o número exato de shows inicialmente programados), mas devido à pressão, como resultado das acusações de abuso infantil (que estavam gerando grande mídia e atenção da imprensa), como bem como vários problemas de saúde e lesões, Jackson terminou a turnê no Mexico, em 11 de Novembro. Durante a última parada da turnê Dangerous, Michael realizou cinco concertos esgotados para um total de mais de 550.000 pessoas (105.000 por show), na Cidade do México, no México, no lendário Estádio Azteca.

Concerto em Brunei (1996)[editar | editar código-fonte]

Jackson realizou um show (por 2 milhoes de dolares)no Parque Jerudong Amphitheatre em Bandar Seri Begawan, Brunei em 16 de Julho de 1996, com a presença de 60 mil pessoas. O show foi uma comemoração do quinquagésimo aniversário de Hassanal Bolkiah, o sultão de Brunei, e contou com a presença da família real no país. A maioria dos elementos são da turnê Dangerous, sendo a última vez antes da então nova turnê (HIStory). O concerto inclui algumas modificações tanto no seu repertório quanto no seu desempenho.

  • Há uma nova versão musical na introdução de "Brace Yourself";
  • Na banda, a backing vocal neste concerto era Marva Hicks, ela substituiu Siedah Garrett.
  • As músicas "Workin' Day And Night" e "Will You Be There" não foram executadas neste concerto. No lugar, foram executadas as músicas "The Way You Make Me Feel" e "You Are Not Alone" (primeira vez executada no concerto).
  • "The Way You Make Me Feel" teve uma introdução lenta similar à que foi executada no Grammy de 1988 e posteriormente executada em 30th Anniversary Celebration em 2001.
  • Em "Black or White", Michael usava uma caneleira preta da parte esquerda no turnê original. Neste concerto, usou a caneleira dourada em dois lados, em que viria a usar no tour seguinte (mas sem a parte da coxa).
  • "Man in the Mirror" teve um final curto, em vez do final estendido em que Michael sobrevoava pela platéia. Neste concerto foi a penúltima canção.
  • "Earth Song" foi realizado como um bis, e contou com improviso ao vivo no final da canção.

Set list[editar | editar código-fonte]

Predefinição:Unreferenced section

Datas da Turnê[editar | editar código-fonte]

Data Cidade País Local Audiência
Europa
27 de Junho, 1992 Munique Alemanha Alemanha Estádio Olímpico de Munique 72.000
30 de Junho, 1992 Roterdã Países Baixos Países Baixos De Kuip 56.000
1 de Julho, 1992 Países Baixos 56.000
4 de Julho, 1992 Roma Itália Itália Estádio Flamínio 40.000
6 de Julho, 1992 Monza Itália Brianteo Stadio 46.000
7 de Julho, 1992 Itália 46.000
11 de Julho, 1992 Cologne Alemanha Alemanha Estádio Müngersdorfer 58.000
15 de Julho, 1992 Oslo Noruega Noruega Valle Hovin Hall 55.000
17 de Julho, 1992 Estocolmo Suécia Suécia Estádio Olímpico de Estocolmo 40.000
18 de Julho, 1992 Suécia 40.000
20 de Julho, 1992 Copenhagen Dinamarca Dinamarca Estádio Gentofte 38.000
22 de Julho, 1992 Werchter Bélgica Bélgica Festival Ground Park 75.000
25 de Julho, 1992 Dublin República da Irlanda Irlanda Estádio Lansdowne Road 56.000
30 de Julho, 1992 Londres Reino Unido Reino Unido Estádio Wembley 72.000
31 de Julho, 1992 Reino Unido 72.000
5 de Agosto, 1992 Cardiff Reino Unido Estádio Arms Park 60.000
8 de Agosto, 1992 Bremen Alemanha Alemanha Estádio Weser 65.000
10 de Agosto, 1992 Hamburgo Alemanha Estádio Volkspark 68.000
13 de Agosto, 1992 Hamelin Alemanha Estádio Weserbergland 42.000
16 de Agosto, 1992 Leeds Reino Unido Reino Unido Parque Roundhay 100.000
18 de Agosto, 1992 Glasgow Reino Unido The Haugh 70.000
20 de Agosto, 1992 Londres Reino Unido Estádio de Wembley 72.000
22 de Agosto, 1992 Reino Unido 72.000
23 de Agosto, 1992 Reino Unido 72.000
26 de Agosto, 1992 Viena Áustria Áustria Estádio Prater 65.000
28 de Agosto, 1992 Frankfurt Alemanha Alemanha Estádio Wald 60.000
30 de Agosto, 1992 Ludwigshafen Alemanha Estádio Southwest 48.000
2 de Setembro, 1992 Bayreuth Alemanha Estádio Municipal Volks 30.000
4 de Setembro, 1992 Berlin Alemanha Jahn Stadium 55.000
8 de Setembro, 1992 Lausanne Suíça Suíça Estádio La Pontaìse 48.000
13 de Setembro, 1992 Paris França França Vélodrome de Vincennes 110.000
16 de Setembro, 1992 Toulouse França Estádio Municipal 48.000
18 de Setembro, 1992 Barcelona Espanha Espanha Estádio Olímpico de Barcelona 65.000
21 de Setembro, 1992 Oviedo Espanha Estadio de Futebol Carlos Tartiere 35.000
23 de Setembro, 1992 Madri Espanha Estádio Vicente Calderón 60.000
26 de Setembro, 1992 Lisboa Portugal Portugal Estádio José Alvalade 64.000
1 de Outubro, 1992(*) Bucareste Roménia Romênia Estádio Lia Manoliu 100.000
Japão
12 de Dezembro, 1992 Tóquio Japão Japão Tokyo Dome 50.000
14 de Dezembro, 1992 Japão 50.000
17 de Dezembro, 1992 Japão 50.000
19 de Dezembro, 1992 Japão 50.000
22 de Dezembro, 1992 Japão 50.000
24 de Dezembro, 1992 Japão 50.000
30 de Dezembro, 1992 Japão 50.000
31 de Dezembro, 1992 Japão 50.000
Super Bowl XXVII halftime show
31 de Janeiro, 1993 Pasadena Estados Unidos United States Rose Bowl Stadium 100.000
Ásia
24 de Agosto, 1993 Bangkok Tailândia Tailândia Estádio Suphachalasai 55.000
27 de Agosto, 1993 Tailândia 55.000
29 de Agosto, 1993 Singapura Singapura Singapura Estádio Nacional de Singapura 58.000
1 de Setembro, 1993 Singapura 58.000
4 de Setembro, 1993 Taipei República da China Taiwan Estádio Municipal 52.000
6 de Setembro, 1993 República da China 52.000
10 de Setembro, 1993 Fukuoka Japão Japão Fukuoka Dome 40.000
11 de Setembro, 1993 Japão 40.000
Europa
15 de Setembro, 1993 Moscou Rússia Rússia Estádio Nacional de Lujniki 100.000
Ásia
19 de Setembro, 1993 Tel Aviv Israel Israel Parque Hayarkon 80.000
21 de Setembro, 1993 Israel 80.000
Europa
23 de Setembro, 1993 Istambul Turquia Turquia Estádio Inonu 60.000
26 de Setembro, 1993 Santa Cruz de Tenerife Espanha Espanha Porto de Santa Cruz de Tenerife 40.000
América do Sul
8 de Outubro, 1993 Buenos Aires Argentina Argentina Estádio Monumental de Núñez 70.000
10 de Outubro, 1993 Argentina 70.000
12 de Outubro, 1993 Argentina 70.000
15 de Outubro, 1993 São Paulo Brasil Brasil Estádio do Morumbi 105.000
17 de Outubro, 1993 Brasil 105.000
23 de Outubro, 1993 Santiago Chile Chile Estádio Nacional 80.000
América do Norte
29 de Outubro, 1993 Cidade do México México México Estádio Azteca 100.000
31 de Outubro, 1993 México 100.000
7 de Novembro, 1993 México 100.000
9 de Novembro, 1993 México 100.000
11 de Novembro, 1993 México 100.000
Concerto Real Especial
16 de Julho, 1996 Bandar Seri Begawan Brunei Brunei Espaço de Entretenimento Parque Jerudong 60.000

(*) Show gravado e lançado em mundialmente em DVD em 2005, como show oficial da turnê, com o título Live in Bucharest: The Dangerous Tour, na apresentação realizada em Bucareste, na Romênia, no Estádio Lia Manoliu em 1 de Outubro de 1992.

MODIFICAÇÕES

Data Cidade Local Número
de ingressos
planejado
Remarcado para:
14 de abril, 1992 Paquistão Lahore, Paquistão Punjab Stadium 64.000 Cancelado
1o de agosto, 1992 Reino Unido Londres, Inglaterra Estádio de Wembley 72.000 Cancelado 23 de agosto, 1992
6 de setembro, 1992 Alemanha Gelsenkirchen, Alemanha Parkstadion 63.000 Cancelado
11 de setembro, 1992 Suíça Basel, Suíça St. Jakob-Park 52.000 Cancelado
4 de outubro, 1992 Turquia Istambul, Turquia Estádio Inonu 48.300 Cancelado 23 de setembro, 1993
7 de outubro, 1992 Turquia Izmir, Turquia Estádio Municipal de Ataturk 43.000 Cancelado
10 de outubro, 1992 Grécia Atenas, Grécia Estádio Olímpico de Atenas 78.000 Cancelado
15 de agosto, 1993 Hong Kong Hong Kong, Hong Kong Circuito Sha Tin 60.000 Cancelado
16 de agosto, 1993 Hong Kong Hong Kong, Hong Kong Circuito Sha Tin 60.000 Cancelado
25 de agosto, 1993 Tailândia Bangcoc, Tailândia Estádio Suphachalasai 55.000 Cancelado 26 de agosto, 1993
26 de agosto, 1993 Tailândia Bangcoc, Tailândia Estádio Suphachalasai 55.000 Cancelado 27 de agosto, 1993
30 de agosto, 1993 Singapura Singapura, Singapura Estádio Nacional de Singapura 58.000 Cancelado 1o de setembro, 1993
07 de setembro, 1993 Coreia do Sul Seul, Coreia do Sul Estádio Olímpico de Seul 69.000 Cancelado
30 de setembro, 1993 África do Sul Joanesburgo, África do Sul Estádio Ellis Park 65.000 Cancelado
2 de outubro, 1993 África do Sul Joanesburgo, África do Sul Estádio Ellis Park 65.000 Cancelado
19 de outubro, 1993 Brasil Rio de Janeiro, Brasil Estádio do Maracanã 130.000 Cancelado
21 de outubro, 1993 Chile Santiago, Chile Estádio Nacional do Chile 80.000 Cancelado
26 de outubro, 1993 Peru Lima, Peru Estádio Nacional José Diaz 100.000 Cancelado
2 de novembro, 1993 México Cidade do México, México Estádio Azteca 100.000 Cancelado
9 de novembro, 1993 Porto Rico São João, Porto Rico Estádio Juan Ramón Loubriel 12.500 Cancelado
12 de novembro, 1993 Venezuela Caracas, Venezuela Estádio Olímpico de Caracas 60.000 Cancelado 19 de novembro, 1993
13 de novembro, 1993 Coreia do Sul Seul, Coreia do Sul Estádio Olímpico de Seul 69.000 Cancelado
14 de novembro, 1993 Coreia do Sul Seul, Coreia do Sul Estádio Olímpico de Seul 69.000 Cancelado
19 de novembro, 1993 Venezuela Caracas, Venezuela Estádio Olímpico de Caracas 60.000 Cancelado
20 de novembro, 1993 Emirados Árabes Unidos Dubai, Emirados Árabes Unidos Estadio Al-Maktoum 12.000 Cancelado
21 de novembro, 1993 Emirados Árabes Unidos Dubai, Emirados Árabes Unidos Estadio Al-Maktoum 12.000 Cancelado
3 de dezembro, 1993 Austrália Sydney, Austrália Estádio de Futebol de Sydney 60.000 Cancelado
4 de dezembro, 1993 Austrália Sydney, Austrália Estádio de Futebol de Sydney 60.000 Cancelado
6 de dezembro, 1993 Austrália Melbourne, Austrália Melbourne Cricket Ground 100.000 Cancelado
8 de dezembro, 1993 Indonésia Jacarta, Indonésia Estádio Gelora Bung Karno 88.000 Cancelado
10 de dezembro, 1993 Índia Nova Deli, Índia Estádio Jawaharlal Nehru 68.000 Cancelado
11 de dezembro, 1993 Índia Nova Deli, Índia Estádio Jawaharlal Nehru 68.000 Cancelado