Frederico IX da Dinamarca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Frederico IX
Rei da Dinamarca, dos Godos e Vendos
Duque de Schleswig-Holstein-Stormarn-Dithmarschen-Lauemburgo e Oldemburgo
Rei da Dinamarca
Reinado 20 de abril de 1947
a 14 de janeiro de 1972
Predecessor Cristiano X
Sucessor Margarida II
Esposa Ingrid da Suécia
Descendência
Margarida II da Dinamarca
Benedita da Dinamarca
Ana Maria da Dinamarca
Nome completo
Cristiano Frederico Francisco Miguel Carlos Valdemar Jorge
Casa Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg
Pai Cristiano X da Dinamarca
Mãe Alexandrina de Mecklemburgo-Schwerin
Nascimento 11 de março de 1899
Palácio de Sorgenfri, Lyngby-Tårbæk, Dinamarca
Morte 14 de janeiro de 1972 (72 anos)
Palácio de Amalienborg, Copenhague, Dinamarca
Enterro Catedral de Roskilde, Roskilde
Religião Luteranismo

Frederico IX (Lyngby-Tårbæk, 11 de março de 1899Copenhague, 14 de janeiro de 1972) foi o Rei da Dinamarca de 1947 até sua morte. Era o filho do rei Cristiano X e da rainha Alexandrina de Mecklemburgo-Schwerin, sendo o quarto monarca dinamarquês da Casa de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Infância e juventude[editar | editar código-fonte]

Frederico IX nasceu em 11 de março de 1899 no Palácio de Sorgenfri, Lyngby-Tårbæk, filho mais velho do príncipe Cristiano da Dinamarca e Alexandrina de Mecklemburgo-Schwerin, ele foi educado na Royal Naval Academy dinamarqursa (quebrando a tradição da família real dinamarquesa, escolhendo uma carreira naval, em vez de uma carreira militar) e da Universidade de Copenhague. Antes de se tornar rei, ele adquiriu o posto de almirante e ele tinha vários comandos seniores no serviço ativo. Além disso, com seu grande amor da música, o rei tinha grande habilidade com o piano e era maestro.

Casamento e família[editar | editar código-fonte]

Em 1922, Frederico foi prometido em casamento para a Princesa Olga da Grécia e Dinamarca, a filha do Príncipe Nicolau da Grécia e Dinamarca, mas eles nunca se casam. Em vez disso, ele se casou com a princesa Ingrid da Suécia (1910-2000), filha do Príncipe Herdeiro Gustavo Adolfo, mais tarde rei Gustavo VI Adolfo da Suécia, em Estocolmo, em 24 de maio de 1935. Eles foram relacionados de diversas maneiras. Na descida do Oscar I da Suécia, que eram primos terceiro grau. Eles tiveram três filhas:

Sucessão[editar | editar código-fonte]

Quando não tinha filhos, era de se esperar que seu irmão mais novo Príncipe Canuto fosse herdar o trono, em conformidade com o direito de sucessão na Dinamarca (Real Decreto de 1853) que praticava a lei Sálica. No entanto, em 1953, uma nova Lei de Sucessão foi aprovada, alterando o método de sucessão à primogenitura cognática, o que significa que sua filha mais velha, Margarida, poderia suceder se ele não tivesse filhos varões, o que a fez sucede-lo como a rainha Margarida II em 1972, ela é a segunda mulher monarca da Dinamarca depois da rainha Margarida I que reinou de 1375 a 1412. Por despacho de 27 de Março 1953, a sucessão ao trono era limitada apenas aos Homens descendentes do rei Cristiano X.

A lei de Sucessão de 27 de Março de 1953 foi aprovada por referendo, dando às mulheres o direito de sucessão ao trono dinamarquês, devido principalmente à popularidade do rei Frederico IX e suas filhas, e da maior integração das mulheres na sociedade dinamarquesa.

Legado[editar | editar código-fonte]

No reinado de Frederico IX ocorreram grandes mudanças na Dinamarca. Durante estes anos, a sociedade dinamarquesa, sacudindo as restrições de uma sociedade agrícola e desenvolveu um estado de bem-estar. E, como consequência da forte expansão da economia dos anos 1960, as mulheres entraram no mercado de trabalho. Em outras palavras, a Dinamarca tornou-se um país moderno, o que significou novas exigências sobre a monarquia.

Realeza Dinamarquesa
Casa de Glücksburg
Descendência
Royal Coat of Arms of Denmark (1948-1972).svg

Ele foi o 912º Cavaleiro da Ordem da Jarreteira em 1951. Ele adoeceu em sua passagem em Copenhaga em 1972 ele veio a óbito, o Rei Frederico IX foi enterrado fora da Catedral de Roskilde perto de Copenhaga. Governantes anteriores tinham sido sepultados na catedral, mas era o desejo do rei de ser enterrado fora dela.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Cristiano X
Rei da Dinamarca
19471972
Sucedido por
Margarida II
Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.